História Nina in London - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Personagens Originais
Tags Harry Styles, Nina Alcântara Cowell, Romance, Simon Cowell
Exibições 110
Palavras 928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HAAAAAAAAYYYYYYYY!
Se tiver algo errado me avisem, eu não estou no meu PC...

Capítulo 48 - Happy Birthday Chris and Cloe


Acordei sentindo minha virilha bastante dolorida, e um carinho na minha cintura. Abri meus olhos encontrando Harry. Seus olhos tinham o brilho de uma pessoa que havia acabado de acordar, e seus lábios adotavam um sorriso singelo. Seu sorriso se abriu quando ele notou que eu acordei. Sorri levemente:

- Estou orgulhoso de você... – sorri envergonhada, e escondi meu rosto em seu peitoral. Eu sei exatamente do que ele está falando – Você gostou? – assenti. Por mais vergonha que eu tivesse de admitir, não poderia negar. Não ter medo de sentir prazer é ótimo. Admito também que eu saio do meu estado completamente sóbrio. Eu aceitei rebolar em seu membro, permiti ele tocar meus seios e abocanha-los...

Desde quando eu sou assim?

- Que tal a gente tomar um belo café da manhã, eu posso trazê-lo aqui para nós dois... – ele sugeriu e eu assenti.

Harry depositou um beijo na minha testa e saiu da cama. Admito que escondi meu rosto quando sua bunda tomaria minha visão. Eu devo ter algum problema para não aproveitar oportunidades como essa... Sério, eu preciso de um médico.

Ele foi para o closet e saiu de lá vestindo uma calça moletom. Sorriu para mim e saiu do quarto. Sentei-me na cama e olhei em volta. Parte de nossas roupas estão espalhadas pelo quarto, pétalas de rosas estão no chão e algumas na cama. As velas de led estão todas apagadas. Provavelmente a pilha acabou.

Levantei da cama e peguei a camisa lisa branca, cheia de botões, que Harry havia usado na noite anterior. Ainda tinha o cheiro dele, e só pude sorrir pensando em quão boba essa cena parece. Fui para o banheiro e me assustei ao ver meu reflexo no espelho. Toda a maquiagem do rosto havia saído completamente, provavelmente durante o banho de banheira ontem a noite. Até mesmo o batom vermelho. Não tinha nada.

Meu cabelo estava levemente ondulado, mas já meu colo e meus seios... Marcados. Mordidas e chupões. Olhei para meu seio esquerdo, que tinha uma mordida bem ao lado do mamilo e me lembrei da dele língua passeando sobre o mesmo. Minha respiração ficou acelerada. Mexi minha cabeça, e peguei minha calcinha no chão, vesti-a e coloquei a blusa de Harry, deixando alguns botões abertos, mostrando meu colo.

Quando estava saindo do banheiro, observando que a blusa de Harry ficava mais curta do que eu imaginava, ele estava entrando no quarto, com uma bandeja de café da manhã. Ele sorriu para mim e eu corri para cama. Logo ele estava do meu lado e estávamos trocando carícias enquanto aproveitávamos aquele café incrível:

- Essa camisa fica melhor eu você do que em mim... – ele comentou e eu ri.

Momentos como esses com Harry, ninguém nunca poderá arrancar de mim.

[...]

Enquanto Cloe penteava o cabelo, dei uma checada na minha roupa pelo espelho (1) e olhei para ela. Pareceu que duzentos anos se passaram para ela conseguir colocar um fio no ‘lugar dele’. Saímos do banheiro, onde Chris e Ruth, que reclamou da demora, nos esperavam.

Saímos de dentro da escola e entramos no meu carro. Consegui falar com os pais da Chris para eles arrumarem alguma maneira dela não ter o carro hoje. E o motivo? Hoje é dia vinte e dois de fevereiro, aniversário da Chris, e amanhã é o da Cloe, e como eu já havia comentado, preparei uma festa surpresa para as duas, hoje. Estão todos no salão, que fica a poucas quadras daqui. É um salão pequeno, mas incrível para algo que consegui de última hora:

- Tudo bem se eu parar num lugar antes de deixar vocês em casa? – perguntei fechando a porta do carro.

- Tudo... – Ruth respondeu e piscou para mim. Ela está sendo minha ‘parceira de crime’.

Enquanto Cris olhava janela a fora, chateada porque Liam não tinha mandado se quer uma mensagem de feliz aniversário, Cloe estava tentando consolar ela dizendo que achava que Louis tinha esquecido do dela porque não comentou nada. Coitadas, nem sabem que eles passaram a manhã inteira auxiliando o pessoal.

Assim que chegamos ao local, saímos todas de dentro do carro, fingi estar pegando algo na bolça para Chris abrir a porta pra mim. Quando ela abriu a porta, estouraram confetes e todos gritaram ‘Surpresa dupla!’. Tinha meio que um banner com o nome das duas, e eles começam a gritar eufóricas e depois foram abraçar todos que estavam lá. Admito que foi difícil convidar parentes próximos das duas e conseguir alguma maneira no emprego de todos eles para poderem estar lá naquele momento. Digamos que eu utilizei contados... Na verdade eu pedi pro meu pai ligar para o chefe deles, mas enfim... Deu certo!

- Eu disse que tudo ia dar certo... – Harry disse me abraçando. Sorri e olhei para cima, dando de cara com seu rosto, com um sorriso estampado.

- Ah... Tive receio que não daria. Se bem que agora acho que me preocupei a toa... – eu disse observando Cloe pulando em cima Louis, que ria – Sei que mesmo que nós só saíssemos hoje a noite seria ótimo, mas sei lá... Meu primeiro aniversário delas com elas. – ele riu.

- E meu beijo? – virei-me para ele e trocamos um selinho – O que acha que podemos fazer mês que vem? – ele perguntou escorando-se numa bancada, mas não soltou minha cintura e muito menos afastou nossos corpos.

- Não sei... – deitei minha cabeça no seu peitoral, olhando as pessoas conversando – Tenho nem ideia... O tempo passou muito rápido.

- Pois é. Quem diria que falta um mês para completarmos seis meses...


Notas Finais


(1) Roupa da Nina: http://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_384/set?id=201502276

Espero que estejam gostando!!!
BEIJOS!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...