História Ninfomaníaca - Capítulo 55


Escrita por: ~

Postado
Categorias Candice Swanepoel, Justin Bieber, One Direction
Personagens Candice Swanepoel, Harry Styles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Personagens Originais
Tags A Ninfomaníaca, Candice Swanepoel, Filho, Harry Styles, Hot, Jornal, Justin Bieber, Ninfomaníaca, One Direction, Segredos, Sexo
Visualizações 2.277
Palavras 2.525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


QUE C* FODA
QUE C* FODA
ESSA É A MELHOR BUNDA QUE SENTOU NA MINHA PIROCA

AMO, MC LAN PRESIDENTE 2018!!!!!
UAHSUAHSUAHS
Parei

Quero agradecer aos comentários e aos favoritos. Vou responder os comentários do capítulo 54 e o que faltou do 53 ao longo da semana.
Esse capítulo está um amorzinho também :3 espero que gostem.
Hot meio fraco, mas de coração... tava com muita preguiça de escrever hoje e saiu isso que vocês vão ler (não tinha vindo ontem como prometido porque estava morrendo de cólica e fui dormir).

Esse capítulo dedico a cadela da Jeyce Nara que está completando 20 anos hoje!!
Boa leitura manas.

Capítulo 55 - Chapter Fifty-Five


Fanfic / Fanfiction Ninfomaníaca - Capítulo 55 - Chapter Fifty-Five

Point Of View Candice Adams

Acordei com os raios solares batendo em meu rosto. Olhei para o meu lado e depois para o quarto não vendo nenhum sinal de vida de Justin. Tanto nós dois como Ryan, Lilly e a pequena Louise estávamos cansados pela viagem.

Chegamos em Malibu às 2 a.m. e tudo o que fizemos quando colocamos os pés na casa de praia dos meus sogros foi deitar e dormir.

Olhei no relógio e vi que se passavam das duas da tarde, por mais que eu estivesse podre eu não deixaria de aproveitar o último dia do ano nessa praia que eu tanto sonhei em um dia estar.

-Bom dia, vadia. –disse Nat entrando no quarto de Justin que só agora parei pra notar o quanto era a cara dele.

-Oi.

-Credo, se anima garota. –disse ela.

-Pode ter certeza que se eu tivesse vindo no voo econômico pra cá eu estaria bem feliz tá?!

-Para de ser fresca, não deve ter sido tão ruim assim vir de.... –interrompi-a.

-Cala a boca. –levantei da cama e fui até o banheiro.

-Estamos todos te esperando pra ir à praia... se arruma logo. –disse ela, batendo a porta.

Escovei meus dentes e lavei bem a minha cara pra tentar espantar o sono.

Coloquei meu biquíni vermelho, um short branco e uma blusinha leve na cor vermelho claro. Nos pés calcei minha rasteirinha e pra finalizar prendi meus cabelos em um coque.

Peguei meu celular bufando ao ver que tinha só 5% de bateria, deixei-o no carregador e sai do quarto.

-Que demora! –exclamou Chris. Revirei os olhos e estranhei a aproximação de Justin com a Louise já que era ele quem tinha a menina de algumas semanas no colo.

-Vamos? –perguntei e Bieber entregou a garotinha para Lilly.

-Ficaremos em casa com a Lou, ela é muito pequena ainda para ficar no sol quente exposta.

-Ok, tem um spar no terceiro andar e uma piscina coberta, caso quiser ir com ela lá fique à vontade. –disse Justin. Ela concordou enquanto íamos até a porta de entrada da casa.

Caminhamos calmamente até a praia que ficava de frente a casa que agora de fora, pude ver o quanto era luxuosa.

-Me sinto até envergonhada de vir de Nashville. –disse rindo enquanto me sentava em uma das espreguiçadeiras que tinha ali. Os meninos correram até a água enquanto Nat sentou ao meu lado.

-Eu também, isso é muito rico pra uma pessoa pobre como eu. –disse Nat me acompanhando na risada.

-Um dia eu vou ficar tão famosa como jornalista que a primeira coisa que eu vou fazer é comprar uma casa de praia, mas não aqui e sim em Beverly Hills. –disse.

-Meio difícil fazendo jornalismo, mas eu acredito no seu potencial e no seu sonho. –disse e eu larguei na risada.

-Obrigada pelo apoio.

-Você não vai entrar? –perguntou ela apontando para a água.

-Agora não...

-Já que seu namorado está vindo, vou deixa-los a sós. –disse, indo em direção ao mar azul.

-Não vai nem ir no sol? –perguntou Justin me vendo na sombra da espreguiçadeira.

-Não passei protetor. –disse.

-Vem, eu passo. –disse ele pegando o produto.

Tirei minhas peças de roupa ficando somente com meu biquíni.

-Cada dia mais gostosa. –disse e eu soltei um riso abafado.

Deitei de bruços e ele começou a passar o protetor solar pelas minhas costas, bundas e pernas.

-Vira. –falou. –Porra, e se eu te dizer que já estou duro? –falou no pé de meu ouvido, passando suas mãos melecadas em meus seios.

-Lembra que em nossa lista temos que transar em mais dois locais proibidos? –perguntei e ele me encarou sugestivo.

-Você quer transar aqui?? Com várias pessoas aqui inclusive nossos amigos? –perguntou e eu o encarei maliciosa.

-Você está duro e eu estou molhada... Vamos? Juro que me controlo pra não gemer tão alto. –disse e ele pressionou sua ereção em mim.

-Só pode que você quer me enlouquecer Adams! –disse ele, pegando uma toalha. Levantei da cadeira e dei espaço pra ele sentar. Sentei em seu colo, cobrindo a minha cintura com o pano branco.

Bieber desamarrou o nó da parte de cima de meu biquíni e o tirou de meu corpo sem pudor algum.

Meu corpo se arrepiou ao sentir a língua quente de Justin chupar fraco o bico do meu seio direito e eu poderia gozar apenas com a mordida que ele desferiu no bico do meu outro seio logo depois.

-Awn. –gemi ao sentir que as mordidas eu meus peitos passaram a ser frequentes e suas mãos apertavam minha bunda com força.

Meus gemidos eram ora abafados ora liberados de minha boca em um som baixinho, o clima estava ficando quente e eu não queria mais preliminar alguma.

Com um pouco de dificuldade tirei o pau de Justin pra fora de sua sunga preta. Ele puxou a calcinha de meu biquíni para o lado e eu esfreguei a minha vagina molhada eu seu pau ereto.

-Caralho Candice. –disse entre um gemido sôfrego após eu brincar, encostando seu membro em minha entrada devagar.

-Calma Bieber... Eu não vou prolongar muito porque a melhor parte fica sempre pro final certo? Sempre após o jantar a sobremesa tende a ser a melhor parte né? –disse ao lembrar do que eu tenho preparado para a nossa virada de ano.

-Então vai logo porra. –disse e eu não esperei mais nada sair de sua boca, sentei com tudo em seu membro.

-"Le Bateau ivre" com certeza é uma das posições mais sexys que eu conheço. –falei ao me posicionar melhor em seu colo, colocando meus pés ao lado de seu quadril sentado.

Descia rápido por sua extensão e subia devagar contraindo minha buceta. Justin mordia seus lábios com força e tombava sua cabeça para traz toda vez que eu subia, encostando meus seios em seu peito.

-Geme meu nome, amor. –disse, mordendo seu queixo com força.

-Candice. –mordeu seu lábio com ainda mais força. Lambi seu lábio inferior sentindo o gosto de ferro.

Comecei a pular em seu colo com mais rapidez. Justin lambia meus seios sujando-os com o sangue que saia de sua boca.

-Bieber. –gemi, puxando os cabelos de sua nuca.

-Cara-lho. –gemeu, gozando dentro de mim enquanto eu liberava meu líquido lambuzando-o com ele.

Deitei minha cabeça em seu obro, tentando recuperar minha respiração.

-Vocês não têm vergonha?? Há crianças e famílias de respeito aqui! –disse Nat ao chegar perto de nós e ver claramente nosso estado pós-sexo.

-Não conseguimos resistir, desculpa. –falei, recebendo uma revirada de olhos seus.

Justin me ajudou a colocar meu biquíni, amarrando-o. Vesti o resto de minha roupa e suspirei cansada.

-Já vou voltar pra casa, preciso de um banho. –disse.

-Tudo bem, vou jogar com os garotos um pouco ainda e depois vou pra lá. –disse ele.

-Vou junto com você. Eu e a Lilly ficamos de fazer o jantar. –assenti.

-Pega aquela toalha pra mim? –perguntei e Natalie negou.

-Eu não... ela deve estar cheia de gozo. –falou e eu ri. Peguei a tolha em minhas mãos sabendo que o que ela falou não era mentira.

***

Após o jantar, pedi para que o Justin depois de uma hora fosse até o seu quarto, pois eu teria um presente para entregar para ele.

Vesti meu uniforme de aluna e sorri maliciosa.

Fiz uma maquiagem fraca, pois depois de nossa foda iriamos ver os fogos de artificio na praia, então não queria cometer nenhum exagero.

Escutei o som da porta batendo e logo depois ela sendo aberta. Justin sorriu pervertido ao ver os panos que me cobriam.

-Enquanto estava me arrumando pensei... de todas posições mais comuns de se fazerem havia apenas uma que eu nunca havia feito. Bom, acredito que você já tenha feito então quero que hoje seja meu professor e me ensine. Prometo que serei uma aluna exemplar Senhor Bieber. –disse, vendo que ele ficou arrepiado.

-E qual seria Senhorita Adams? –perguntou curioso.

-Gostaria que o senhor me ensinasse a posição “69”. –falei, vendo que ele arregalou os olhos.

-Você nunca fez essa? –perguntou ainda mais curioso. Assenti. –Tudo bem, iremos começar com um 69 e terminaremos com “O meio carrinho de mão”. –disse e eu sorri safada.

-Certo. Sou sua aluna professor, fique à vontade para me usar como demonstração em sua explicação. –falei, tentando ao máximo soar inocente.

Justin tirou sua roupa ficando apenas de boxer. Ele deitou na cama e me chamou com o dedo para que eu sentasse em seu colo.

-Eu preciso tirar seu uniforme Srta. Adams.

-Mas senhor, o uniforme é obrigatório. –disse com um ar divertido.

-Para o que vamos fazer não será obrigatório. –falou sorrindo safado.

Minhas roupas foram tiradas enquanto nos beijávamos, Justin apertava meu corpo com força e em alguns momentos dava tapas fortes em minha bunda, fazendo carinho logo após.

-Escute bem Srta., se fizer algo errado terei que que castiga-la e não queremos isso, certo? –assenti em concordância. –Você irá se virar e vai ficar de quatro em cima de mim. Quero ver sua bucetinha rosadinha e molhadinha pra mim.

Me virei fazendo o que ele havia pedido. Estava ansiosa, nunca mesmo tinha feito essa posição. Claro que já fui chupada diversas vezes, mas dessa maneira, por incrível que pareça nunca.

A língua dele passou por toda minha intimidade, e senti um arrepio correr minha espinha inteira. Aquilo era uma troca de favores e eu tinha que agir também.

Bieber colocou mais velocidade em seus movimentos, me fazendo arfar. Respirei fundo e peguei em seu pênis, passando minha língua por toda sua extensão. Ele gemeu entre minha intimidade e eu sorri satisfeita.

Nós entramos em uma sincronia perfeita e eu sentia que a qualquer momento chegaríamos ao ápice juntos. Ele colocou mais rapidez em seus movimentos. Suas mãos chegaram até minha cintura, apertando-a e pressionando minha buceta contra sua boca. Aquele contato da língua dele me fazia delirar e quase perder o sentido. Continuei sugando o seu pênis, chupei suas bolas devagar sentindo seu corpo dando sinais de arrepios. Lambi o pré-gozo e abocanhei seu pau novamente, sentindo a cada instante o prazer tomar conta do meu corpo. Não consegui segurar o gemido e soltei-o sem vergonha alguma.

-Porra Justin!

-Me chame de professor ou eu irei ser obrigado a parar com a aula. –falou e eu joguei minha cabeça para trás.

Voltei a chupar seu pau com mais força, punhetando tudo aquilo que não cabia em minha boca. A língua dele me fazia ficar louca e não demorou nem dois minutos para que uma grande onda de prazer tomasse conta de mim e minhas pernas se contraíssem sobre Bieber. Ele passou a língua mais algumas vezes por ali, enquanto eu sentia o ar voltar normalmente aos meus pulmões. Suguei mais algumas vezes seu pênis e parei, sabendo que ele ainda não tinha chegado ao ápice.

-Quero que fique na borda da cama. –falou baixinho. Sai de cima dele e ele ajeitou umas almofadas sobre a cama. –Coloque seus antebraços em cima dos travesseiros.

Fiz o que ele me pediu e senti suas mãos irem de encontro aos meus tornozelos. Justin começou a dar beijos que iam do início de minha nuca até o início de minha bunda.

Dobrei minhas pernas, deixando-as coladas nas coxas dele.

Sem aviso prévio, senti seu pau me penetrando com força. Bieber começou a entocar com rapidez, ora abria um pouco minhas pernas ora fechava.

-Awwn. –gemi. Sentindo as paredes dentro de mim clamarem para ser libertados.

-Porra. –gemeu, aumentando ainda mais suas investidas em mim. –Nunca me sentirei cansado de nossas fodas. –disse ele e eu gemi.

Contrai minha vagina sabendo o quanto a sensação era prazerosa para nós dois. Gritei entredentes ao sentir seu líquido branco me invadir completamente.

Justin saiu de dentro de mim, dando lambidas longas em minha entrada enquanto eu ainda estava de quatro. Seus dedos entraram dentro de mim e segundos depois meu líquido esbranquiçado saiu.

Deitei na cama sem força alguma. Eu estava cansada demais.

-Vem, vou dar um banho em você. –disse, me pegando no colo e me levando até o banheiro.

O nosso banho ocorreu sem nenhuma gracinha, apenas ficamos abraçados por um tempo e depois cada um lavou o seu próprio corpo.

Sai de lá e fui até a minha mala, vendo no relógio do meu celular que já era 00:50 a.m.

Coloquei um vestido branco e uma sapatilha na cor nude.

-Bem que você falou que sairíamos de um ano e entraríamos em outro fodendo. –disse e eu ri.

-Vamos? –falei e ele pegou em minha mão.

-Juro que íamos chamar vocês, mas eu escutei um “Porra Justin” e decidi não ficar traumatizado. –disse Chris.

-Vamos aproveitar os fogos? –disse com os olhos brilhando. Se tinha uma coisa que eu adorava era ver os fogos de artifício na virada do ano.

-Vocês demoraram muito... não há mais fogos de artifício Candice. –disse Harry. Revirei os olhos sentida.

-Vamos mesmo assim. –disse Lilly com a sua filha que olhava tudo atentamente ao seu redor em seu colo.

Fomos para fora da casa e caminhamos até a beira da praia. Todos nós nos abraçamos e desejamos um “feliz ano novo”.

Fui até Justin e o abracei com força.

-Que este ano seja repleto de conquistas, beijos, carinhos e sexo. –disse ele e eu ri.

-Eu te amo muito. Feliz ano novo para nós. –sorri selando o seu lábio.

-Tenho um pedido para te fazer. –disse ele e eu notei que todos ao nosso redor nos observavam com atenção. –Sei que não namoramos por um ano e que não nos conhecemos a muito tempo como os casais normais que fazem o que eu estou prestes a te pedir, mas... o que eu sinto por você é tão verdadeiro, tão fodidamente real que as vezes eu penso se eu realmente sou o melhor pra você. Eu acho que não sou o melhor homem do mundo, o cara que merece ter alguém como você ao lado, mas eu sou a porra de um merda egoísta e que por mais que eu não seja um bom homem eu não quero vê-la com mais ninguém que não seja eu. Eu te amo tanto que às vezes dói. Candice Adams, a mulher mais linda, a mais foda na cama... –Justin foi interrompido pelo grito de Lilly:

-Tem crianças aqui. –todos riram e ele continuou:

-... A mais inteligente e preocupada com todos, a que tem um mau humor terrível quando acorda, a que grita por quase tudo, a que tem muitos defeitos, mas que mesmo assim é a única mulher que eu quero comigo. Senhorita Adams, eu posso não ter o mundo inteiro para te oferecer, mas eu tenho o meu amor. Podemos morar em uma vila no Texas, uma casinha a beira mar em Malibu ou em uma casa de campo em Nashville, eu só preciso que você diga sim. Candice Adams, você aceita ser a minha família? Aceita se casar com o homem entupido de defeitos, mas que em momento algum vai deixar de te ama-la?!

"Apenas um toque do seu amor é suficiente

Para me satisfazer por toda a semana"


Notas Finais


E AÍ MENINAS, SERÁ QUE A CANDICE VAI ACEITAR?
O QUE ACHARAM DESSES HOTS??

Me sigam nas redes sociais, juro que sou querida e respondo todas!
Twitter: @AbsolutLari
Snapchat: little_larie
Instagram: itslarie_
Facebook: https://www.facebook.com/larigabisantos

NÃO ESQUEÇAM DE SEGUIR A FIC NO TWITTER @ficninfomaniaca, todos sabem antes o que acontece na fic por lá!

Querem participar do grupo da fic?? Falem comigo por aqui ou me chamem no 051 99821-1515
Se quiserem ajudar na divulgação da fic, o style é este https://spiritfanfics.com/personalizar/style/justin-bieber-ninfomaniaca-pqplari-6790412

Comentem apenas se gostarem do capítulo!

Beijos gatinhas, vou lá ler meu artigo de 12 páginas da disciplina de Legislação e Ética da Comunicação #triste.
PS: Sobre o próximo capítulo: vai rolar treta, mas não vai ter separação tá?! auhsuash


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...