História Ninguém escolhe amar... - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Tags Ação, Comedia, Cúmplices De Um Regate
Exibições 145
Palavras 1.677
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Luta, Policial, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura.
Beijos!!

Capítulo 7 - Se conhecendo.


Fanfic / Fanfiction Ninguém escolhe amar... - Capítulo 7 - Se conhecendo.

 

No dia seguinte...

                                          Manuela P.O.V 

Acordo com um barulho do despertador e alguns raios e sol entrando no quarto através da janela,que estava aberta,espera um pouco,que horas são?Olhei no despertador e estava marcando 7:00 hrs,despertador maldito tocou na hora errada,a aula começa às 7:30,era para ter ficado mais cedo.

Levanto da cama correndo,vou até o closet pego uma blusa branca com manga curta,escrito "Pizza is my bae",uma calça jeans claro,meu all star vermelho e uma blusa de frio com xadrez,(link notas finais),jogo as roupas em cima da cama,entro no banheiro,escovo os dentes,faço um coque no cabelo e entro no box,tomo o meu banho frio bem rápido,saio enrolada em uma toalha,visto os looks que eu havia escolhido,solto meu cabelo,penteio,passo um batom nudr,pego minha mochila,meu celular e meus fones e saio do quarto para a cozinha o relógio marcava 7:15,ainda bem que a escola é aqui perto,como um pão e bebo um suco,depois subo e escovo meus dentes,e desço a sala novamente.

Manu:Que susto Isa!!-Digo colocando a mão no peito,a Isa não estava ali quando eu saí,ela estava linda (looks das meninas mas notas finais)uma blusa meio bege,um short jeans curto,meia calça,jaqueta preta,pulseiras douradas,anéis da mesma cor e um colar de cruz. 

Isa:Eih essa blusa é minha!-Diz pegando a sua mochila.

Manu:Agora é minha.-Ri e ela apenas me olhou com raiva.

Isa:Vamos pra escola antes que eu te mate.-Falou colando a arma na bota, e esqueci a minha...

Manu:Vai na frente,eu te acompanho.

Isa:Porque?-Disse sem entender.

Manu:Esqueci a arma.-Ela balançou a cabeça e saiu,fui para o meu quarto revirei minha coisas,até que a encontrei e guardei,saí do quarto e MEU DEUS SÓ FALTA CINCO MINUTOS.

Saí correndo desesperada,atravessei o farol aberto e um garoto que estava em uma bicicleta gritou.

Xxx:O FAROL TÁ ABERTO SUA DOIDA!

Manu:Eu estou com pressa seu doido.-Retruquei,e saí correndo,mas ele veio na bicicleta com tudo até mim,de propósito,por um instante pensei que ele irá me atropelar então me joguei no chão e rolei até a faixa de pedestre,imaginem o monte de pessoas que estavam olhando para a gente.

Manu:SEU DOIDO QUERIA ME MATAR?-Perguntei me levantando e limpando minha roupa que estava um pouco suja,peguei a mochila no chão e olhei para ele com raiva.

Xxxx:Ninguém tem culpa se você passou no farol aberto!!MALUCA.-Olhei para o garoto com raiva,mostrei o dedo do meio e saí correndo de novo para o Colégio.

Entrei,fui até a diretoria,ela me deu as boas vindas e blábláblá,saí da diretoria e dei de cara com a minha irmã.

Isa:Vem vamos achar nossa sala.-Saímos a procura e logo a encontramos,entramos e graças a Deus o prof não havia chegado.

Nós sentamos lá atrás para conversar,típica TURMA DO FUNDÃO,fiquei atrás de uma loira,ao lado da Isa e na frente dela tinha uma garota de cabelos lisos e castanhos,ela parecia ter a minha idade...Mas deve ser só impressão pois sou mais velha que ela,com certeza.

Manu:Eih garota qual o seu nome?-A cutuquei,ela mostrou a mão "Em um sinal de espera um pouco"acho que ela estava ocupada escrevendo algo,enquanto isso Isa me repreendeu.

Isa:Manuela!!Para de ser curiosa Manuela,e deixa a menina em paz caralho.-Sussurou para mim.

Manu:Ah para de ser chata ISABELA!-Sussuro de volta,a menina se vira para trás e ela era muito bonita,olhos castanhos,cabelo cacheado,nariz fino. 

Xxxx:Oih? -Diz sem o mínimo interesse.

Isa:Qual o seu nome?-Disse,dava para ver a curiosidade em seus olhos de longe.

Manu:"Para de ser curiosa Manuela."-Imito a voz da Isa.

Isa:Vai se... caralho.-Observem só o nível de educação da Isa...Nível zero né.

Xxxx:Haha,vocês são as melhores pessoas que pude conhecer hoje,meu nome é Júlia,e pelo que ouvir você é a Manu.-Aponta para mim.-E você a Isa,correto?

Isa:Na mosca!Você é novata?

Júlia:Sim,e vocês?-A roupa dela é MARA-VI-LHO-SA,super meu estilo.

Manu:Sim somos,vamos na sorveteria hoje?

Júlia:Claro,posso convidar uns amigos?-Balançei a cabeça em forma de sim,ficamos conversando e nos conhecendo,felizmente essa aula é vaga pelo visto,acho (tenho certeza)que estávamos falando muito alto,pois a loira na minha frente se virou para trás e nos mandou calar a boca,sim,com essas palavras.

Xxxx:Ei vocês três,CALEM A BOCA,NÃO SABEM FAZER SILÊNCIO NEM POR UM MINUTO,E É BOM FICAREM QUIETINHAS POIS EU SOU PRISCILA MENEZES E MANDO NA ESCOLA TODA!-Falou e se virou novamente para a frente,quando ela se virou começamos a rir,que ridícula,só não a enfrentei pois se fizesse isso iríamos para a diretoria e o Léo nos pediu para não nos metermos em confusão.

Arranquei uma folha do caderno e começei a desenhar,até me assustar com o menino da bicicleta entrando e batendo a porta forte,ele se sentou ao lado da Juh e a entregou um papel com algo escrito,será que ela namora esse idiota??Oi Brasil?!

                                  Júlia P.O.V

Estava conhecendo umas meninas novas,elas são bem legais,mas uma coisa nelas me incomoda,o facto delas terem o mesmo nome das assassinas dos meus pais:Isabela e Manuela,e ainda por cima são gêmeas,porém deve ser apenas conhecidência,elas são legais de mais para cometer uma crueldade desta,viro para frente no momento em que o Joaquim,Téo e André chegaram na sala,mandei um olhar de raiva para os três,o meu irmão se sentou ao meu lado e me entregou um papel.

"Eu demorei porque esbarrei com uma louca que atravessou no sinal aberto e eu quase a atropelado,por sorte não aconteceu nada grave,mas os freios da minha bicicleta quebraram e eu tive que vir de pé ,o resto da cambada se atrassou pois perderam a hora dormindo,e quem são essas que você estava conversado?-Ass:Joaquim."

Rasguei o papel,levantei da cadeira e joguei no lixo,logo depois voltei ao meu lugar,peguei uma folha de papel e uma caneta,começei a escrever a resposta da tal pergunta que ele me fez.

"Bem sua cara mesmo,quase acabar com a vida de alguém,e respondendo sua pergunta idiota,elas são gêmeas e se chamam Isabela e Manuela,e nem pense que elas são aquelas malditas assassinas,pois elas são legais e incapazes de fazer mal algum a quem quer que seja!-Ass:Júlia."

Entreguei o papel a ele,que leu rapidamente e respondeu.

"Vou investiga-lás!

PS:Não foi minha culpa que você deu um ataque de fúria e quase se matou.-Ass:Joaquim"

Júlia:Irei ignorar a sua irônia!-Amassei o papel na minha mão,ele deu um sorisso de canto.

Joaquim:Não foi uma irônia!!-Retrucou,o sinal bateu,levantei guardei minhas coisas e antes de sair eu disse.

Júlia:Você me irrita.-Falei para ele e saí da sala.

                                Joaquim P.O.V

Logo depois do sinal bater e da Juh sair da sala,eu me virei para trás e caramba...Era a menina que eu quase havia atropelado hoje,ela percebeu que eu estava olhando para ela e olhou para mim,nossos olhos se encontraram no mesmo instante,ela era linda,pela branca,olhos verdes como esmeraldas,cabelos castanhos levemente cacheados.

Manu e Joaquim:Você??-Ela me olha surpresa.

Isa:Vocês se conheçem?-Diz virando para a frente.

Manu:Esse daqui foi o maluco que tentou me atropelar!-Falou com raiva,a outra gêmea que se não me engano se chama Isa me olhou de boca aberta.

Isa:O cara tu tentou atropelar minha irmã?

Manu:Sim!!

Joaquim:Não!-A tal Manuela me fuzilou com os olhos.

Joaquim:Não foi bem assim,foi sua irmã  que atravessou no sinal aberto.

Isa:Manu!!-A repreendeu.

Manu:Tudo bem,vamos começar de novo,meu nome é Manuela tenho 16 anos e me mudei de Nova York aqui para o Brasil.

Joaquim:Meu nome é Joaquim,tenho 16 anos e é meu primeiro dia de aula aqui.

Manu:Ô legal,vamos conhecer a escola?-Sorriu,uau...Como ela é linda,que isso Joaquim se concentra,você não pode se apaixonar de maneira alguma.

Joaquim:Vamos!

Manu:Quer vir com a gente?-Perguntou para a irmã dela que estava sentada no braço da cadeira.

Isa:Não,não quero atrapalhar os pombinhos. -Ficamls um pouco sem jeito.

Manu:Ô Isabela para!!-Ela pegou a mochila e saímos da sala.-Então o que você é da Júlia?

Joaquim:Somos irmão,e ela me odeia.-A Manu me olhou sem entender nada,estávamos andando em silêncio pelo corredor vazio.

Manu:E...Porque ela te odeia?Desculpa a pergunta,entendo se não quiser responder.-Diz parando quase no fim do corredor e olhando para mim.

Joaquim:É uma história antiga,que ela não me perdoa até hoje.-A Manu me olhou triste.

Manu:Sinto muito...Mas,porque será que todos nós temos histórias triste e nunca conseguimos nos libertar,pensamos nisso a todo instante e dói saber que causamos dor a alguém e que tudo aquilo foi por livre espontânea vontade,parece que a vida gosta de brincar com a gente,gosta de nos fazer sofrer e não nos deixa ser feliz-Entramos no jardim e nos sentamos em uma ponte de frente para um lago,ela falou aquilo com tanta segurança,medo,tristeza,como se já tivesse passado por aquilo,como se vivesse no mesmo mundo que eu.

Joaquim:Nunca ninguém me entendeu tão bem assim,como você,e nunca ninguém me olhou e forma que você me olha,nunca ninguém se importou tanto comigo,sabe?-Perguntei olhando em seus olhos,nossos lábios estavam tão próximos,senti um frio na barriga acompanhado por uma vontade imensa de beija-lá,desviei o olhar para a sua boca,que era um pouco avermelhada e levemente carnuda,nos aproximamos mais,e mais,e quando os nossos lábios estavam prestes a se juntarem...

O André nos interrompeu me chamando,nos separamos um pouco sem graça,acenei para a Manu que deu um sorrisinho de canto,saí do Jardim,quando sumi da vista da Manu começei a bater no braço do André.

André:Aí cara que que foi?

Joaquim:Estava preste a beijar a garota e você nos interrompe,que ótimo amigo tu és,e é bom que seja algo de importante,caso contrário eu pego minha arma e te mato.-Falo com raiva.

André:Ui que meda.-Diz irônico.-Você estava preste a quebrar o nosso juramento de nunca se apaixonar,além do mais é para investigar a garota e não para agarra-lá.-Pior que ele tem razão,não posso me apaixonar,o sinal bateu e voltamos para sala.

                                      Téo P.O.V

Fui para a sala,me sentei ao lado do Joaquim do André,e do Matheus e na frente de uma garota que não vi o rosto,mas eu a cutuquei fazendo ela se virar para trás,nossos olhos se encontaram e pude ver que era a garota do supermercado,aquela da qual é impossível esquecer o nome.

Isabela...

Lindo bom aliás,assim como ela.

Isa:Você de novo garoto chato!-Diz irritada.

Téo:Não precisa ofender.-Fiz bico, ela se virou para a frente revirando os olhos,e logo o professor chegou pediu para a gente se apresentar e depois começou a aula que foi chata pacas...Tirando a parte que eu virei amigo da Isa.

...

Continua??

 

 

 

 

 

                                         

 

 

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...