História Ninguém escolhe amar... - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Tags Ação, Comedia, Cúmplices De Um Regate
Exibições 62
Palavras 776
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Luta, Policial, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Nem sei a ainda deve ter alguma leitora que acompanha essa fanfic, pois demoro para postar :(
Mas se tiver alguém aí.

Boa leitura.

Capítulo 9 - Tarde na sorveteria.


Fanfic / Fanfiction Ninguém escolhe amar... - Capítulo 9 - Tarde na sorveteria.

No capítulo anterior...

  

Garçonete:Boa tarde, qual o pedido?-Sorriu gentilmente.

Júlia:Seis sorvetes de chocolate com creme por favor.-Sorri de volta.

Garçonete:Okay, irei buscar, esperem um instante.-Ela saiu, me virei para o André com cara de tédio, ele me puxou de forma feroz e...

Me beijou!!

Eu mal pensei, e acabei o beijando também, ele pediu passagem e eu cedi, ele passou a mão pela minha cintura, enquanto eu puxava o seu cabelo levemente, porém me lembrei que estava beijado o André, aquele André e anos atrás que também foi responsável pelo meu acidente, paro o beijo e o empurro com força, ficamos nos encarando por dois segundos.

Júlia:Você tá louco?-Falo com raiva, ele da um sorisso de canto debochado.

André:Mas você correspondeu...E sei que gostou.-Mostrei o dedo do meio para ele.

Júlia:Eu?Nada a vê moleque, se enxerga, eu não correspondi coisa nenhuma!!-Cruzei os braços, ele olhou para mim, olhei para ele e desviei o olhar.-E esse sorvete que não chega nunca?

André:Acha que não percebi que você mudou de assunto?-Diz se aproximando de mim, eu me afastei, na medida que ele se aproximava eu me afastava, até que fiquei encurralada na parede, dei um tapa na cara dele.-Aí sua louca!-Colocou a mão no rosto.

Júlia:Bem feito, quem mandou tentar me beijar.

André:Eu não ia te beijar, era só uma brincadeira, eu nunca beijaria alguém contra a vontade da própria pessoa.-Olhei para ele, dessa vez eu quem estava com um sorisso debochado.

Júlia:Então por quê me beijou aquela hora?-Ele ficou calado por alguns segundos.

André:Não foi contra a sua vontade, eu sei que você queria, além do mais até correspondeu.

Júlia:Vai sonhando e já disse sua não correspondi.

André :Não, magina!-Diz irônico, reviro os olhos, a garçonete chega com os sorvetes em uma bandeja, pego a bandeja e entrego a ela o dinheiro, não estava com paciência de receber o troco então encostei perto do André e sussurro em seu ouvido.

Júlia:Recebe o troco!-Nem esperei ele responder e saí dali,  enquanto ele me fuzilava com o olhar, me sentei na mesa que estávamos e coloquei a bandeja sob a mesa, todos pegaram os seus sorvetes.

Téo:Cadê o André?

Júlia:Foi receber o troco.-Falei em quanto comia o meu sorvete.

Isa:Quem foi que chamou o idiota da aula da Física?-Me encarou com raiva, enquanto se referia ao Téo.

Téo:Ei!Foi o idiota aqui que te passou resposta da questão 6.-Ela deu de ombros.

Manu:Isa, você pediu resposta do exercício, que coisa feia.

Isa:Ele passou por que quis.-Deu de ombros novamente.

Joaquim:Ué Manu, tá falando da sua irmã mas acha que não vi você colando pelo meu.

Manu:Eu?Eu certeza?Magina.

Joaquim:Sim você.

Téo:Júlia, por que o seu batom tá borrado?-Fuzilei ele com o olhar, droga, vai ficar a marca do meu batom na boca do André.

Júlia:Já volto.-Me levantei e fui até André que já havia recebido o troco e estava quase chegando na mesa que estávamos sentamos, o empurrei contra a parede, e realmente ele estava com um pouco de batom vermelho no canto da boca.

André:Que foi louca.-Apontei para a boca dele, ele passou a mão e limpou o batom que estava ali no canto.-Ah sim!Culpa sua.

Júlia:Culpa minha?Eu não mandei você me beijar, agora passa esse troco que ele é meu.-Ele me passou 20 reais, até que da pro gasto, voltamos para a mesa.

Joaquim:Por que se levantou aquela hora?

André:Porque é maluca.

Júlia:Fui buscar isso.-Apontei para o troco.

                                    Manu P.O.V

Eu já percebi um clima entre esse casalzinho, Júlia e André, até que eles combinam, levei uma colher do meu sorvete até a minha boca, estava distraída com alguns pássaros em frente ao parque, até que me assusto com a voz do Joaquim.

Joaquim:Vocês estão sabendo?-Perguntou travando a tela do celular.

Isa:Fala.

Joaquim:Estão tão organizando um acampamento com as turmas lá no Colégio.-Sorrimos todos, exceto a Isa.

Téo:Por que essa cara, senhorita irritadinha?-Perguntou para a minha irmã.

Isa:Irritadinha o caramba, quem foi o ou a idiota que teve essa brilhante ideia entre aspas?-Falou sarcástica, como sempre.-Só pode ter sido a vice-diretora.-Revira os olhos.

André:Um acampamento é legal.-Concordo!

Isa:Legal o caramba.

Joaquim:Que revolta é essa jovem.-Rimos.

Júlia:Como cê ficou sabendo?

Joaquim:Tá no site do Colégio.-Mostrou a página pelo celular.

Isa:UE, não sabia que a escola tinha um site, me pergunto como aqueles bando de veios sabem mexer nisso, nem eu sei criar um site, sentindo decepicionada.-Faz vivi.

Júlia:Olha o preconceito, nem são tão velhos assim!-Terminou e comer o sorvete.

Joaquim:Ah são sim, era pra eles terem a aposentado a uns 15 anos atrás.-Rimos.

Depois de alguns minutos, voltamos casa um pra sua casa, entrei em casa, morta de cansada e de tanto rir e acabei caindo no sono.

 

...

​Gostaram??


Notas Finais


Se tiver alguém aí.
Obrigada por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...