História Ninguém Mais - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Ninguem Mais
Exibições 31
Palavras 1.628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom diaa!! Vamos de mais um capítulo!
Espero que gostem e comentem...

Boa leitura e bom fds!! ;)

Capítulo 6 - Capítulo 6


POV Lauren

O dia amanheceu convidativo, e descobrimos que está tendo um torneio de vôlei de praia, claro que Laura quis assistir, então aqui estamos nós, 08h30 da manhã… Nem abri o olho direito e o resto do povo está super empolgado, com o sol fritando a cara.

- Como alguém pode estar feliz uma hora dessa, com esse sol fritando o juízo?

Me perguntei.

- É a dupla campeã olímpica Tia, quer mais que isso?

- Podia ser todos os campeões olímpicos desde a primeira olimpíada… Só estou aqui por você, princesa dos olhos verdes!

Lhe respondi.

Pelo menos do nosso lado não tem ninguém…

Esse pensamento me aliviou um pouco.

- Aqui!

Alguém exclamou feliz, e sentaram ao lado de Laura.

Bufei, mas ao meu lado ainda está vazio.

- Laura?

Perguntaram e agora, pensando bem eu conheço essa voz, mas não pode ser, é muito castigo pra uma pessoa só.

- Camila!

Laura exclamou feliz.

Não é possível! Tá me testando né?

Olhei pro céu.

- Oi Lauren!

Ignorei sua tentativa de aproximação.

- Sua tia é difícil né?

Comentou com Laura.

- Minha tia é a melhor pessoa do mundo!

Agradeci com um aperto em sua mão, que apoiava no banco ao lado da minha.

- Isso eu tenho que concordar, ela é mesmo! E linda, você não acha?

Perguntou.

- Muito linda!

Laura concordou.

- Aliás vocês são lindas, seus olhos são tão lindos quanto os dela, você só é mais simpática!

Comentou me provocando, e levantou a mão para Laura, que tocou feliz.

Lhe dei um beliscão, mostrando que essa atitude eu reprovo.

- Você quer conversar com a minha irmã? Senta aqui!

Trocou de lugar com Laura, feliz da vida por sentar ao meu lado.

- Minha sobrinha fica do meu lado!

Disse e ela levantou, trocando de lugar comigo.

- Melhor assim, pelo menos você não tem pra onde fugir.

Tocou minha perna.

- Que mania de falar tocando nas pessoas…

Já me irritei.

- Não, é só em você que eu gosto de tocar.

Me respondeu e deu um sorriso torto.

- Okay! Me fala, de onde você é?

Perguntou.

- Acha mesmo que eu vou te dar informações da minha vida? Desiste!

Respondi.

- Qual foi Lauren, tô tentando ser legal, realmente gostei de você…

Explicou.

- Eu não!

- Para de caô que você gostou de mim sim! A gente sabe o que aconteceu ontem.

Me respondeu.

- Tive o desprazer de tomar uma bolada, e pior… Sua!

Expliquei.

- Não entendo, na hora você foi super calma, tava até com medo de apanhar, e depois ficou toda ríspida.

Lembrou.

- Não gosto de pessoas como você.

- Pessoas como eu… homossexuais? Eu já te disse isso ontem, você precisa é se descobrir.

Me disse.

- Pqp, não sei como ainda estou conversando com você…

-  Porque você gostou de mim, só não quer admitir.

- E você acha que sabe de quem eu gosto ou deixo de gostar?

- No seu caso sim, porque foi recíproco. Eu posso arriscar dizer que me apaixonei ontem.

Me disse.

- Garota, vai jogar esse teu papo pra outra otária, porque comigo não vai colar, MESMO!

Fui um pouco mais ríspida.

- Tudo bem Lauren, eu sei esperar e não pense que não nos veremos mais… Eu vou descobrir onde você mora, os lugares que frequenta… Nem somos tão diferentes assim, vai ver temos até amigos em comum.

Eita menina que fala, Nossa Senhora!

- Tá bom garota, tenta a sorte! Agora me deixa assistir o jogo.

Pedi.

- Eu deixo!

Confesso que me assustei com a facilidade.

- O que foi?

Perguntei, porque algo errado com certeza tem.

- O que?

Se fez de desentendida.

- Não me contestou…

Expliquei.

- Eu sou uma pessoa educada Lauren!

Se defendeu, me fazendo rir, de verdade.

- Educada, você?

- Muito, e você tem um sorriso contagiante, devia sorrir mais.

Não pode dar brecha que ela entra rasgando.

- Obrigado pelo elogio!

Agradeci e dei um sorriso amarelo.

- Estamos melhorando, fiz um elogio e você só me deu um sorriso amarelo… Eu vou conseguir!

Comentou e dei mais um sorriso amarelo.

- Quando a pessoa nasce pra ser linda, não tem jeito.

Sussurrou, não queria que eu escutasse.

Claro que fiquei feliz com o comentário, afinal é sempre bom ser elogiada, mas manti a seriedade.

- Você é uma pessoa legal, se não ficasse dando em cima de mim toda hora, eu até poderia não te ignorar.

Soltei.

- Eu te elogio não só porque eu quero, eu não consigo controlar… Tô encantada!

Me disse.

- Se encantou pela pessoa errada, eu não aceito sua condição.

Expliquei.

- E poderia me explicar o porquê?

Me perguntou.

- Não sei explicar, só acho repugnante.

- Você nunca conviveu com homossexuais?

Me perguntou e me calei, fiquei pensando em sua pergunta.

- Sem saber.

Respondi.

- E qual foi a diferença quando soube, o que mudou?

Perguntou e não soube o que responder.

- Te tratou mal, te bateu, te ignorou, te excluiu?

Outra pergunta.

- Não.

Respondi.

- Me trata da mesma maneira, continua me amando, sendo minha irmã…

Completei e seu silêncio foi ensurdecedor.

- Sua melhor amiga?

Perguntou e confirmei com a cabeça.

- Ela se declarou pra você?

- NÃO!

Exclamei.

- Não seria nenhum absurdo sabia, você é tudo o que eu já disse e não seria a primeira, nem a última vez que isso acontece.

- Não, a Lucy não se declarou pra mim, ela só me contou que é…

Expliquei.

- Quão importante ela é pra você?

Me perguntou.

- A Lucy era tudo pra mim, nos conhecemos desde criança, ela sempre briga comigo por eu sair muito, beber demais, não ter terminado o colegial ainda…

- Traduzindo, ela é tudo o que você precisa… Depois de mim!

Sorriu, mas sei que falou sério.

- Você acha mesmo que eu ficaria com você, com esse papo furado que você tem? Nem que eu gostasse da coisa.

- Você gosta da coisa, vai ficar comigo e digo mais… O nosso primeiro beijo será uma atitude sua.

Uma onda de tensão percorreu meu corpo neste momento.

- Sabe que isso não vai acontecer né…

- Daqui a um tempo a gente conversa sobre isso…

Me respondeu e dei de ombro.

- Quer tomar alguma coisa?

Ela perguntou à irmã que conversava com Laura.

- Refrigerante!

A menina respondeu empolgada, incrível como se parecem.

- No máximo um suco!

Respondeu e fez menção de perguntar à Laura também.

- O diálogo vai ser o mesmo?

Perguntei à Laura, tomando sua frente.

- Por favor?!

As duas juntaram as mãos em sinal de súplica a nós.

- Você comeu muita besteira ontem, sua mãe me mata se ficar doente.

Disse à Laura, que aceitou de pronto.

- Já voltamos!

Camila avisou e fez sinal para que seus amigos ficassem de olho em sua irmã e Laura.

- Tô de olho!

Disse à Laura antes de sair.

- Onde você mora?

Me perguntou.

- Acha mesmo que eu vou te dizer?

- Qual o problema? Eu não sou nenhuma psicopata, ou serial killer, maníaca da tesoura…

Me respondeu.

- Até agora você só fez dar em cima de mim… Eu não ponho minha mão no fogo, principalmente porque nem te conheço.

Lhe respondi.

- Prazer, meu nome é Camila Cabello, brasileira, filha de cubanos-mexicanos, 19 anos, tenho uma irmã de 9 e estou terminando o colegial.

Me estendeu a mão, se apresentando.

- Cubanos-mexicanos?

Me surpreendi.

- Sim, meus pais já caminharam um pouco pela américa latina. Mas nasci no Brasil, e minha irmã também.

Explicou.

- Interessante, minha família também se originou em Cuba, mas logo veio pro Brasil.

Contei.

- Temos mais coisa em comum do que parece.

Comentou.

- Só temos isso em comum…

A trouxe de volta pra Terra.

- Que tipo de música você gosta?

Me perguntou.

- Depois do terceiro copo, o que vier eu topo.

Respondi.

- Isso já não temos em comum, não bebo dessa maneira.

Comentou.

- Como eu vinha dizendo, não temos nada em comum além da ascendência cubana.

Disse e me virei pra fazer o pedido para Laura.

- Bom dia!

Fui atendida.

- Bom dia, me vê uma água de coco e um suco de laranja.

Pedi.

- Ainda não me disse onde mora…

Insistiu.

- Eu moro no Jardins!

Me irritei, e respondi.

- Que linda!

Exclamou, sem nem perceber. A encarei, brava.

- Desculpa!

Pediu.

- Você costuma frequentar que lugares?

Meu pedido chegou, me fazendo esquecê-la.

- Eu quero um chiclete desse também.

Apontei, e recebi o chiclete.

- Eu quero um suco de laranja e um de limão.

Foi atendida pela mesma pessoa que eu.

- Onde VOCÊ mora?

Retribui a pergunta.

- Eu moro no Morumbi.

Me respondeu sem rodeios.

- A gente já deve ter se visto, minha melhor amiga mora lá!

Te disse.

- Lucy, não é?

Perguntou.

- Lucy!

Confirmei.

- Assim de nome eu não lembro.

Me disse.

- Você gostaria dela.

Comentei.

- Por que “gostaria”, ela não morreu.

Me disse.

- Ela está se mudando pro nordeste.

Expliquei.

- Hoje?

Perguntou.

- Em poucos dias.

- Então ainda tenho chances.

Comentou.

Seu pedido também chegou, pagamos e voltamos pra arquibancada.

- Água de coco?

Laura perguntou, ela adora água de coco.

Lhe entreguei e sentei ao seu lado.

Camila entregou o suco de sua irmã e sentou ao meu lado.

O resto do tempo que passamos ali, ela foi mais agradável. Conversamos sobre vôlei, enquanto assistíamos o de areia.

Se não fosse esse defeito dela, seríamos melhores amigas.

Camila é o tipo de pessoa que eu gosto.


Notas Finais


E então?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...