História NO AR (repost) - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias 30 Seconds to Mars, Jared Leto
Personagens Jared Leto, Personagens Originais, Shannon Leto, Tomo Milicevic
Tags Jared Leto, Lis, No Ar
Visualizações 54
Palavras 3.988
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


1- Me perdoem pela demora, como eu havia dito está uma correria na faculdade e no trabalho e eu queria revisar o capítulo antes... Agora vamos lá.

Minhas amorinhas, é com muita alegria que encerro esta estória, aqui dividi parte de minha história e muito de meus sentimentos... Espero de coração que vocês tenham recebido todo meu carinho e amor em cada capítulo que escrevi. Obrigada Isa, Dani, Autora, Raiane, Gaby, Sol-luna, Rejane, Jú, Flá, Jamille, Scar, Amanda, Angel, Duda, Sté, Gabis, Mari, Ana, Milla, Harley, TheRotten (sim, CADA UMA que comentou na história original e aqui) e toooodas vocês que me acompanharam sempre, mesmo quietinhas!

Lembrem-se sempre dessa frase: "Ninguém vale tanto a pena a pena a ponto de você deixar de se querer!"
Desejo que vocês realizem seus sonhos, sejam cada dia melhores e alcance todos os objetivos que chegarem ao coração de cada uma <3


GRATIDÃO!

Capítulo 47 - Capítulo 47 - The End


Fanfic / Fanfiction NO AR (repost) - Capítulo 47 - Capítulo 47 - The End

MARÇO DE 2018

 

-Lis, você vai se atrasar e Jared vai enlouquecer! - Emma entrou em nossa sala administrativa da ONG seguida por Camila, minha assistente pessoal desde que vóva faleceu, uma semana após meu casamento.

-Amanhã nem pense em vir para cá, seu dia está cheio! - completou Camila, esperando-me.

-Cheio com o que? Amanhã é aniversário dos gêmeos, não me lembro de ter marcado compromisso!

-Jared marcou, quer que vá com ele ao Ellen Degeneres Show!

-Eu odeio quando ele mexe em minha agenda sem avisar e você ainda o permite! - bufei.

-É o boss, não posso fazer muito além de te avisar… - riu. - Afinal, você sempre cede!

-Você já viu Jared parar com um simples “não quero”, “não vou”?!

-Não, exatamente por isso agendei! Já encomendei os salgados e doces para o bolinho dos gêmeos… Amanhã quando vocês chegarem em casa tudo estará certo, e deixe que cuido das coisas por aqui na Woman!

Faz um ano que estamos à frente da ONG (Woman) com sede em Los Angeles, graças à Emma, que juntou-se a mim e abraçou a mesma ideia. Hoje contamos com as 90 primeiras mulheres que tratamos nos ajudando a cuidar de outras 70, com meu dinheiro comprei um edifício residencial que com 50 apartamentos. Nele instalamos a sede, onde mulheres violentadas e fugitivas podem contar com abrigo, vaga para diversos cursos e parcerias com algumas empresas que Jared, Emma, eu e Shayla conseguimos, obtendo emprego ou trabalho… Uma delas, a Adventure.

Inicialmente começamos com acompanhamento psicológico e terapia, onde trabalham juntas Amélia e Dra. Karol que não recusou minha proposta. Mas com os avanços, disponibilizamos cursos em algumas áreas administrativas e artísticas, quando eu ou Jared temos tempo fazemos algumas palestras, o que foi difícil para ele esses dois anos, a divulgação do Squad, Novo álbum do Mars, turnê, gravações do The Outsider (à qual ele foi indicado como melhor ator), Blade Runner e Tron, direção de Beyond The Horizon.

2017 foi o ano! Um aninho dos gêmeos, meu primeiro filme dirigindo a produção de arte, um vai e volta de viagem para acompanhar Jared, primeiro aniversário de Drum (não sei como Bella deixou Shann colocar nome de bateria em seu filho), muito trabalho, porém, muito família. Estamos lidando muito bem com toda essa correria.

-Eu já vou, estou terminando de verificar os relatórios de empregabilidade… Melhoraram muito desde sua ideia de se juntar à Adventure, Em, você é um gênio!

-Eu sei, mas agora vai logo, Lê está na sua casa com Jay esperando para te arrumar, sabe que ele me importuna quando você perde a noção das horas aqui!

-OK OK OK! Estou indo! - levantei impaciente.

 

Cheguei em casa deparando-me com Skye em sua mesinha de brinquedo, junto com Carol, brincando com tinta aquarela e vestida com um maiô branco e rosa, denunciando que cansou o Jared até deixá-la entrar na água. Pode parecer loucura, mas com apenas 3 anos e 9 meses ela domina o pai! Desde que os gêmeos nasceram ela mudou um pouco seu comportamento, principalmente depois que o meu casalzinho completou um aninho, Skye prefere brincar afastada deles, não tem muita paciência com as brincadeiras dos dois que jogam as coisas para ela pegar, achando graça. Então, Jared e eu temos todo um jogo de cintura para criar os três sem que um receba mais atenção que o outro. Jay divide bem seu tempo entre Skye, Theo e Maya, quando está com os gêmeos fico com a loirinha, vice e versa… Isso se estende em todas as tarefas: dar comida, banho, brincar e colocar pra dormir. Coordenamos o mesmo quando Amélia, Carol e Constance estão com eles.

-Mamãe! - esticou o braço mostrando a tinta. - minha mão é azul!

-Oi princesa! Como você é esperta! - lhe dei um beijo.  - Cadê o papai?

-Ele está lá fora com meus irmãozinhos, mas eu estou brava com o papai!

-Porque Skye? - me ajoelhei para ficar em sua altura.

-Eu quero ficar na piscina e ele não deixa mamãe!

-Está esfriando lá fora, seu pai tem razão ou você quer ficar doente e tomar uma injeção no bumbum?

-Tudo bem mamãe, mas posso brincar no piano? - cruzou os bracinhos me encarando exatamente como ele faz quando quer algo, esses dois! 

-Depois que limpar essa bagunça e tomar um banho, ok?

-Tá bem, Cá você me ajuda? - perguntou manhosa.

-Ajudo! - sorriu recolhendo as tintas.

-Carol, Amy virá para te ajudar com as crianças hoje tá… Seria a folga dela, mas Skye quer toda atenção e aí fica difícil com os gêmeos!

-Tudo bem Lili! Estamos nos divertindo… Ela já sabe os números, como pode?! - riu.

-Jared e eu costumamos ler pra ela sempre antes de dormir… Aqueles livrinhos bobos ensinam muita coisa!

-E funciona, então! O Sr. Leto está com Lê e o parzinho na cama elástica, impaciente porque você não chega! - riu.

-Eles são exagerados, ainda tenho 4 horas para me arrumar! - disse verificando no relógio de pulso, presente de um ano de casamento. - Obrigada Cá!

Carol é o ser humano mais dócil e tímido desse planeta, ao contrário da irmã Camilia, que se tornou brava convivendo comigo, Emma e Shayla ao mesmo tempo em que lida com todos os meus problemas, desde contratos até processos da ONG e toda minha agenda. Assim que as duas chegaram e receberam o primeiro salário optaram por não morar conosco, ganhando minha confiança, não é fácil ver Jared o dia inteiro sem camisa (quando está em casa) na frente de meninas que apesar de inocentes poderiam muito bem ser tentadas. Isso só melhorou nosso relacionamento, elas iniciaram a faculdade aqui e agora trabalham para mim, Camila cuida de tudo pertinente à mim e Carol administra os afazeres e empregados da casa enquanto cuida dos gêmeos quando Amy não está na ONG, ela mudou-se também, já que meu primo veio pra ficar com ela em LA, namoram desde então.

Não foi fácil colocar esse motor de funcionários pra rodar, mas hoje, dá tudo muito certo!

-Nossa vida, você demorou! - disse assim que me viu passar pela porta.

-Mama! - Theo correu para meus braços enquanto Maya permanece entretida com o pai.

-Oi meu meninão! - abracei enquanto o enchia de beijos.  - Sua filha está brava porque queria ficar na piscina.

-Ela queria, mas está esfriando, não gosta de ser contrariada! - riu.

-Quem será que ela puxou né?!

-Não faço ideia! - rimos enquanto me sentava na espreguiçadeira observando o céu azul com sol fraco.

-Tenho 4 horas para te deixar deslumbrante e você ainda está sossegada desse jeito?! - Lê chama minha atenção.

-Gente, se eu for parar para pensar no que está acontecendo hoje, tenho um ataque de pânico, então me deixem sossegada como estou!

-Você ao menos fez seu discurso? - Jay perguntou.

-Amor, qual é, você acha mesmo que vou ganhar?! - revirei os olhos. - É minha primeira direção, tem gente com muito mais bagagem que eu ali, você já fez o seu, por um acaso?! Tenho certeza que irá ganhar! - o abracei.

-Eu não fiz! - beijou meus lábios. – O melhor prêmio eu já tenho aqui, vocês quatro!

-Aí, melação! Vamos casal Oscar, preciso terminar minha obra por aqui, amanhã meu trabalho será comentado em todas as capas de revista e tabloides! - rimos.

-Você é o melhor estilista do mundo!

Constance ligou-me avisando que viria para ficar com os netos, como toda oportunidade que tinha, assim fazia. Tomei meu banho escutando Jay brincar de aviãozinho com as crianças no quarto, ouvi Amy chegando para levá-los à outro cômodo, você não sabe o que é impossível até ter gêmeos e precisar se arrumar.

-Amy, Constance virá ficar com vocês, as mamadeiras estão prontas na geladeira! - gritei para que ela ouvisse.

-Tudo bem Lili, arrasem, não aceito menos de uma estatueta nesta casa! - ri enquanto Jared abria a porta, despindo-se logo em seguida.

-Porque mudou minha agenda de novo sem me avisar antes? - pergunto-lhe irritada.

-Quero que vá comigo! - disse entrando no chuveiro.

-Percebi, mas quantas vezes tenho que pedir para não fazer isso sem antes me consultar?

-Consultei a Camila, você estava livre então marquei, não crie caso por isso… - me abraçou por trás e senti sua ereção. -… eu só não quero deixar vocês justo no dia do aniversário de nossos filhos, quero vocês comigo… o dia todo. - beijou meu ombro.

-Poderia ter me avisado com antecedência, isso significa que vamos ter de levar as crianças?

-Prometi à Ellen, sabe que ela é uma grande amiga e amanhã é um bom dia para fazer isso…

-Ok… Como quiser! - desisti de argumentar.

-Perdoa-me? - perguntou colocando-se a minha frente.

-Por?

-Não conseguir me controlar quando se trata de você… - pressionou- me contra o box de vidro, levantando meu corpo para si e enlaçando nossas mãos.- Pazes? - perguntou contra meus lábios.

-Às vezes acho que me irrita de propósito…

-Sabe que sim! - gememos à primeira e rápida estocada.

 

 

[...]

 

 

Olhei-me no espelho maravilhada com o resultado, havia implorado para o Lê que me deixasse o mais simples possível, ele escolheu um tecido escuro e florido que marca minha cintura e tem um leve decote, a saia desliza em camadas imperceptíveis. O salto ajuda na postura, finalizando com um batom vermelho.

-Será que um dia me acostumo com o fato de você ser tão linda? - Jared perguntou-me sério, observando o reflexo no espelho.

-Alguém já reclamou de estar nessa vibe “paixão avassaladora” de vocês ou na “ultra tensão sexual”… Vocês nunca estão normais?! - Lê pergunta revirando os olhos.

-Normalidade não é muito nosso forte! - Jay respondeu.

-Por falar em tensão sexual, porque você fica tão gostoso em traje de gala? Toda premiação é um sacrifício aguentar chegar em casa pra tirar sua roupa! - disse observando-o com smoking branco e preto, cabelos escovados para trás e a barba grossa, exatamente como gosto.

-AI MEU DEUS! TÔ SAINDO! - Lê gritou, fazendo-nos gargalhar.

-Vamos, amor, tá na hora!

Seguimos o som das notas no piano, Skye ajoelhada no banquinho dedilhando concentrada.

-Filha, estamos indo! - Jared avisou.

-Papai você vai para festa no castelo? - perguntou observando os trajes dele que ria da pergunta.

-O papai vai sair com a mamãe, não tem castelo, filha. - respondeu abraçando-se.

-Você está bonita mamãe! Parece uma rainha, e o papai o rei!

-E você a princesa! - respondi lhe dando um beijo na bochecha. - Se comporte e obedeça, tudo bem?

-Tá bom mamãe!

Estávamos saindo quando ela chamou nossa atenção novamente. Skye pergunta mil coisas o dia inteiro e toda vez seguido desse mesmo “papai” ou “mamãe” questionador.

-Oi filha! - Jared voltou-se a ela.

-Vocês vão entrar na “tevelisão”?

Eu e Jay controlamos a risada sempre que ela embola as sílabas de palavras longas como tevelisãoparelalipipedopocuntador. Apesar de falar as frases muito bem desde os dois anos e meio ela ainda troca as sílabas hora ou outra.

-Vamos sim princesa, você pode assistir com a vóva Connie, vá lá.

Enlacei meus braços nos de Jared e saímos sem nos despedir dos mais novos, como sempre com dor no coração por isto, mas caso contrário, o choro iria até amanhã, porque além deles eu também derramaria lágrimas por deixá-los.

Depois de algumas aparições públicas que fizemos juntos, por conta da turnê e o novo álbum, eu fico muito mais tranquila em estar frente às câmeras, a questão é que ano passado vim como acompanhante dele, mal falei, mal me fizeram perguntas… Apenas a esposa de Jared Leto e produtora duvidosa que a Warner contratou para o novo filme. Agora sou a mulher do também indicado Jared Leto, mãe de três filhos e altruísta numa ONG de nome na CA, como em algumas notícias depois da separação de Pitt e Jolie, viramos alvo do foco como “novo casal Hollywood”.

Jay desceu do carro primeiro, estendendo a mão para me apoiar. Caminhamos acenando e cumprimentando outros atores conhecidos que já estavam ali. Parando para falar com um dos repórteres.

-Será que hoje levarão duas estatuetas para casa?! - brinca perguntando.

-Eu realmente não sei, mas se tem alguém que merece é essa mulher! - olhou para mim sorrindo com aquele par de olhos azuis que me derrete por dentro.

-Ele só diz isso porque já tem um na cozinha de casa! - brinquei.

-Como foi a preparação para o tapete vermelho, sabemos que Jared já está acostumado, mas quanto à você?

-Ele estava impaciente em casa dizendo que eu estava sossegada demais, porque ainda fui trabalhar hoje cedo e acabei demorando… Então respondo o mesmo que falei a ele “Deixem-me sossegada, porque se eu pensar no dia de hoje, entro em pânico!” - rimos.

-Acho que é a primeira mulher a pisar nesse tapete que não passou o dia todo num salão! - comentou.

-Ela é linda, não precisa de muito! - Jay respondeu antes de mim, puxando-me para entrar no evento.

-Essa foi a família Leto para o BBC!

Pousamos para a foto, instruídos por uma mulher simpática que faz estonteantemente seu trabalho, Jared como sempre fazendo graça.

-Essas fotos sairão uma beleza!- comentei rindo da careta dele quando reclamei estar andando rápido demais.

-Se eu for mais devagar te carrego no colo! - sussurrou no meu ouvido onde depositou um beijo.

-Experimente usar saltos! - reclamei, voltando a sorrir depois de andar e parar novamente para os flashes.

-Eu já usei baby! - separou-se de mim à pedido da funcionária, para fotos individuais, minhas bochechas já doem de tanto sorrir.

A tortura acabou e caminhamos de mãos dadas cumprimentando a todos, meu bom humor é tanto que parei para conversar até com Scarlett, mais à frente Gal caminha ao meu encontro, dando-me um abraço enquanto Jared conversa animadamente com Martin, diretor do filme.

-Também lhe mata deixar as crianças em casa? - perguntou.

No decorrer do filme, como eu estava grávida, criamos muita proximidade, e logo após ela também engravidou. Skye saia muito conosco nos almoços juntas e deve tê-la convencido a ter uma garotinha falante, também.

-Nem fale! - respondo enquanto Jared estende a mão para cumprimenta-la. - Fora os seios duros por conta do leite!

-Exato, como dói! - concordamos.

-Papo de mães… - Yaron, seu marido, entra na conversa nos fazendo rir.

-De pais também, a sua filha chora quando você vai sair, e para evitar, sai sem se despedir, se não chora junto?! - Jay pergunta melancólico.

-Exatamente assim! - concordamos.

-Vamos parar se não vou embora! - brinquei caminhando aos nossos assentos.

A ansiedade tomou conta de mim assim que começaram a anunciar os vencedores das categorias. Pela ordem correta já haviam sido entregues: Melhor roteiro que The Outsider levou, Melhor atriz coadjuvante, e agora, Melhor figurino que fazia o discurso. Logo foi a categoria em que eu estava indicada.

O trabalho dos designers de produção é projetar e construir tudo o que você vê na tela, eles podem fazer você acreditar que há uma pista de corrida em uma casa Hobbit, estúdio de um artista num navio de guerra britânico ou mesmo uma aldeia samurai no Japão… Os nomeados pela realização em Direção de Arte são Star Wars - The Last Jedi, Ghost in the Shell, Wonder Woman, Beauty and the Beast.

Jay apertou minha mão e sorriu tentando me tranquilizar enquanto o pequeno vídeo passava nos telões.

-E o Oscar de melhor Direção de Arte vai para... Wonder Woman!

De 0 batimentos meu coração foi a 1.000 num segundo, só consegui me levantar com ajuda do braço firme de meu marido ao lado, Gal veio me dar um abraço e logo Jay tomou meus lábios num selinho longo.

-Eu sabia que iria conseguir! Anda vai lá!

Não senti o chão sob meus pés ao receber o prêmio das mãos de Ellen que sorriu e me abraçou gentil.

-Agradeço ao Professor Scholl e ao David por ter me dado uma oportunidade num momento tão difícil da minha vida, Gal por ter sido uma amiga maravilhosa durante todo decorrer da produção, obrigada a cada um da minha equipe, isso é nosso! - levantei a estatueta. - Mas quero dedicar esse prêmio à cada uma de vocês, mulheres, que batalham e lutam contra as exclusões e ofensas deste mundo, cada uma de vocês que sofreram nas mãos de quem não merece 1% do que tem a oferecer, isto é para que vocês acreditem em si mesmas e levantem a cabeça como a mulher forte que é, sou prova viva disso! - palmas. - A cada mãe, esposa, amiga e filha… Você é a verdadeira Mulher Maravilha! - suspirei voltando-me ao maior motivo da minha conquista. - Toda minha gratidão a você, Jay, por me fazer acreditar que posso muito mais todos os dias e por desempenhar perfeitamente o papel de homem, esposo e pai em tempo integral, você merece um Oscar por isso! - sorri olhando-o nos olhos. - Eu amo você!

Desci sorridente do palco, agora era outra parada cardíaca até a entrega de Melhor Ator, Jared me parecia tranquilo como no sofá de casa, isso significava o quanto ansioso ele está por dentro, é sempre assim… Calmaria por fora, enlouquecendo por dentro, mas ele nunca perde o controle.

-E o oscar de Melhor Ator vai para… - beijei sua mão. - Jared Leto em “The Outsider”

-Eu falei, não falei?! - lhe abracei em pé, dando um beijo curto. - Você é o melhor!

O vi subir caminhando calmo como sempre. Céus, como pode ser tão lindo?! Eu não canso de surpreender-me pensando nisso, definitivamente, a mulher mais sortuda dessa Terra, sou eu!

-Quero agradecer a toda equipe, vocês fizeram um trabalho incrível! Ao macarrão instantâneo. - gargalhamos, gracinha de praxe. - Ao Martin por toda sabedoria e ensino que transmitiu a mim. - suspirou. - A última vez que estive aqui agradeci à que era única mulher importante na minha vida, vejam só, agora tenho quatro! - rimos. - E isso graças a você, Lis, obrigada por apoiar meus sonhos e me suportar com amor quando a pressão se torna demais, por me dar uma “vida filme” com final feliz e os três bens mais preciosos que adquiri em 47 anos, me mostrar que amor não é uma ilusão em todas as vezes que me perdoou e acreditou em mim... E principalmente, por me fazer ter esperança na humanidade toda vez que enxergo seu coração... Eu amo você!

 

 

(...)

 

Maya chora na cadeirinha no banco de trás do carro, tento pacientemente distraí-la com um brinquedo enquanto Skye faz carinho em seus cabelos escuros e Theo permanece concentrado na vista da janela. Apesar de gêmeos eles nada têm em comum, Maya nasceu com os cabelos escuros como os meus e os olhos de um azul esverdeado, a exata mistura de nossos olhos; Theo puxou o castanho do pai e meus olhos, um verde “manchado” de castanho.  Dificilmente se ouve o mais novo, Theo, chorar! Não podemos dizer o mesmo de Maya, para a sorte dela, Skye a trata como a verdadeira bebezinha que é sempre que a vê chorando.

Chegamos ao estúdio do programa da Ellen, nossas saídas eram uma comédia, desde arrumar-se e as crianças até a chegada ao destino. Skye está aprendendo a vestir-se sozinha, mas vira e mexe coloca alguma peça de roupa do avesso, os gêmeos precisam fazer a tarefa separadamente, parece uma tática de guerra e é mesmo: Dar banho em ambos, Jay troca um e eu outro, um de nós que não ficou responsável pelo banho vai se arrumar enquanto o outro cuida das crianças e verifica se Skye fez tudo certo, depois trocamos, o que já está pronto olha as crianças para que o outro se arrume. Isso é ser pais de três! Fora o chororô de Maya que não gosta de carro, a cantoria de Skye e Theo viajando quietinho nem ligando para a situação ao seu redor, aí chegamos e dividimos quem vai no colo de quem, parece fácil mas imagine quando os dois querem o mesmo colo e até mesmo quando Skye está sonolenta e quer colo pra dormir!

 

Já no backstage escutamos os aplausos ao Ellen anunciar nossos nomes, entrei com os gêmeos de mãos dadas enquanto Jay segurava a mão de uma Skye simpática e sorridente como quem nasceu para aquilo. Cumprimentamos todos e dividimos o colo, Maya com Jay, Theo comigo e Skye entre nós.

-Que família linda vocês constituíram! - nos parabenizou e agradecemos. - Já pensam em aumentar?!

-Não, de jeito nenhum! - ri ao responder.

-Eu quero, mas ela esconde as pílulas de mim! - Jay respondeu.

-Pegou gosto por filhos, Jared?

-Sabe como é, sou bom nisso, vejam! - olhou para as crianças quando todos riam.

-Diz isso porque não é você que engorda, sente dor, enjoa… - revirei os olhos.

Continuamos conversando sobre maternidade e até batemos um papo trocando informações com algumas mães presentes na plateia, o assunto seguiu para a ONG e o Oscar, assim pude dar meu depoimento e mais uma vez, em palavras, pode incentivar mulheres que me assistem a lutarem por seus objetivos e não permitir que roubem o direito de ser.

Ellen fez entrar nossas estatuetas comentando sobre o evento e os trabalhos, também o recente álbum do Mars que levou dois Grammys, riram com as histórias de Jay sobre as filmagens no Japão e explicamos a rotina complicada que tínhamos pelo trabalho, tudo bem tranquilo e nada que nos roubasse a privacidade.

-Normalmente fazemos um quadro chamado Never have I ever, mas vamos mudar um pouco… Vou fazer algumas perguntas e vocês me respondam com sinceridade! - falou com farsa seriedade e concordamos. - Posso começar? Estão prontos?

-Eu nasci pronto, baby! - Jay fez graça piscando e assenti enquanto as crianças brincavam distraídas em nossos colos.

-Qual a melhor lembrança que vem à cabeça de vocês?

-O momento em que escutei o choro dos gêmeos pela primeira vez e nós emocionados ao vê-los!

-Quando ele me presenteou um uma lista de desejos cumprida! - respondi lembrando-me de quando amamentei e finalmente ele me entregou aquele papel velho com tudo riscado, depois de tudo o que vivemos, o símbolo da reconstrução dos nossos sonhos.

-O que ele (a) faz que lhe irrite?

-Mandão! - respondi rindo.

-Teimosa!

-Qual a parte favorita do corpo dele (a)? - perguntou maliciosa nos fazendo rir.

-É até clichê, mas os olhos! - respondi.

-Os olhos, particularmente, prefiro os dela!

-Uma lembrança engraçada…

-Quando eu estava grávida dos gêmeos cheguei em casa com Skye gritando o pai, Jared estava no banho e de repente apareceu na sala nu e todo molhado achando que minha bolsa tinha estourado! - gargalhamos. - eu quase pari de tanto rir!

-Uma vez eu estava brincando de arminha d'Água com Skye, os bebês ainda eram novinhos e dormiam com a Lis no quarto, quando levantou e foi a cozinha tudo estava uma bagunça e molhado, ela muito brava comigo, foi abrir com tudo a porta da despensa mas Skye deixou algum brinquedo jogado lá e a porta voltou na cara dela. O mais engraçado foi a gargalhada da loirinha que acabou contagiando nós três!

A alegria desses momentos em nosso lar contagiou meu coração, nos olhamos cúmplices um do outro, das coisas que uma entrevista jamais revelaria, da intimidade que ninguém poderia invadir, da alegria que uma tela de TV jamais iria expressar!

-O que mudaria em sua vida?

-Absolutamente nada! - respondemos juntos.

Uma funcionária entrou com bolinho de dois aninhos dos gêmeos e cantamos os parabéns posando para a selfie de Ellen.

Eu realmente não queria vir, mas o momento me fez recordar lembranças tão boas que agora mal posso chegar em casa e comemorar com minha família a alegria em tê-los perto de mim. 


Notas Finais


MUITO AMOR POR VOCÊS <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...