História No cair da Lua Cheia - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Derek Hale
Tags Derek Hale, Romance
Visualizações 111
Palavras 2.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiii Gente !!!

Segue mais um capítulo fresquinho para vocês !!!
Mais uma vez agradeço a quem vem comentando e favoritando a Fanfic !!!

Decidi tentar algo novo e vamos ver se dá certo, a cada 5 favoritos eu posto um capítulo novo, o que acham?
Assim os capítulos podem vir mais rápidos ;)
Hoje temos 41. quando chegarmos no 46 eu posto outro !!!

Beijinhos e boa leitura !!!

Capítulo 14 - XIII Visitas indesejáveis


Fanfic / Fanfiction No cair da Lua Cheia - Capítulo 14 - XIII Visitas indesejáveis

 

 Minhas costas batiam com força na parede devido a intensidade de suas estocadas dentro de mim. Nossa ida até o banheiro para tentar tomar um banho tinha sido atrasada quando me levantei nua e comecei a caminhar na sua frente.

 

 Agora estou entre seu corpo e a parede recebendo mordidas e chupões pela minha clavícula e pescoço. Suas estocadas eram fortes e precisas, acertavam o ponto certo dentro de mim. Eu arranhava suas costas e mordia seu ombro tentando conter meus gemidos, eu adorava seu gosto, seu cheiro. A sensação de tê-lo dentro de mim era algo sem palavras. Já tinha perdido as contas de quantas vezes tinha gozado, quantas vezes já fizemos, era um ciclo vicioso, assim que terminava parecia que a vontade aumentava

 

 Vício! Derek Hale se tornou meu vício!

 

- Mais! Derek! – Estava quase lá, então aumenta a velocidade rosnando, assim que morde a marca chego mais uma vez no ápice, sinto logo em seguida o mesmo vindo comigo.

 

 Não sentia minhas pernas, meu corpo inteiro formigava. Seu braço estava um apoiado na parede e o outro segurando meu quadril. Escorrego minhas pernas de sua cintura até o chão, mas ainda me apoiava nele. O olho e está de olhos fechados com a respiração acelerada, tinha um leve sorriso nos lábios. Então abre os olhos e me olha, passo as mãos por seu rosto, depois acaricio seu couro cabeludo e o puxo para mim o beijando.

 

 Nosso beijo é leve, calmo, dessa vez tínhamos realmente nos cansados. Morde meu lábio inferior no fim do beijo me fazendo soltar um gemido cansado e rouco, solto uma leve risada.

 

- Precisamos de um banho!

 

- Com certeza! – Responde sorrindo. Estávamos suados e eu sentia o gozo dele escorrendo pelas minhas pernas, sem contar o cheiro de sexo no ar. Então escutamos o barulho de seu celular, ele vai olhá-lo enquanto pego uma roupa para vestir depois do banho. – É o Scott. – O atende. – Fala... não, estamos aqui... vocês já estão vindo, então? – Olha para mim e arregalo os olhos, tinha me esquecido que iria treiná-los hoje. – Tudo bem, nos dê 15 minutos e te encontramos aqui na frente.

 

 Mal espero ele terminar de falar e corro para o banheiro já ligando o chuveiro, entro embaixo do mesmo sentindo a água quente bater no meu corpo. Sinto seus braços envolvendo minha cintura e sua rigidez encostada em minhas costas.

 

- Derek só banho! Eles logo estarão aqui. – Bufa em meu ouvido me fazendo arrepiar.

 

- Tinham que vir hoje. – Diz reclamando.

 

 Tomamos banho o mais rápido possível e em 10 minutos já estávamos nos trocando.

 

- Como conheceu Scott e os outros?

 

- Longa história. – Responde terminando de colocar o tênis.

 

- Temos tempo até que eles cheguem.

 

 Então começa a me contar como seu tio tinha transformado Scott, como sua ex maluca quase os matou, como conheceu os Argents, os perigos que enfrentaram. Realmente, pelo o que eles passaram definitivamente saberiam como lutar ao menos um pouco.

 

 Sentimos o cheiro de Scott e os outros, descemos e ao abrirmos o portão todos estavam lá, exceto Deaton. Infelizmente Breaden também estava, mas tentei ao máximo ignorar ela, afinal já estava sentindo Derek ficar tenso ao meu lado. Porém sabia dos riscos que eles correriam, era a única que sabia, eles dependiam de mim, do meu treinamento para sobreviver. Eles e Derek, pensando nisso fico ainda mais determinada a acabar com aqueles sanguessugas. Ele sente e olha para mim, mas meus olhos estão voltados para aqueles que também estarão nesta luta.

 

 Nos cumprimentamos e antes que eu falasse qualquer coisa Scott diz rapidamente.

 

- Elena, Deaton pediu que eu te desse um recado antes de mais nada. – Fico esperando ele se manifestar, estava mais nervoso que os outros, até mesmo Chris percebe. – Ele disse que acredita que esse clã, devido aos ataques, a frequência e a quantidade de pessoas mortas... bom, ele disse que acredita que há por volta de 40 vampiros ou mais.

 

 Todos ficamos em silencio, fecho os olhos para absorver essa notícia. Se eu não encontrar uma saída estaremos todos condenados. Abro os olhos e estão me olhando apreensivos, viro-me para Derek e ele me olhava com confiança, acreditava que eu podia fazer isso. Então começo a lembrar do que me contara, do que acontecera com eles. Logo a ideia foi se formando na minha cabeça.

 

- Precisaremos de ajuda. Toda que conseguirmos!

 

- De quem? – Stiles pergunta.

 

- Derek me contou um pouco sobre vocês e o que já aconteceu, sei que conhecem outros lobisomens. Eles precisam voltar, precisam lutar ao nosso lado. Por mais que ensine a vocês tudo que sei, pela quantidade que há deles seremos dizimados.

 

 Eles ficam em silencio por um tempo, digerindo o que tinha dito. Realmente precisávamos de ajuda.

 

- Ligarei para Cora. – Fala Derek sendo o primeiro a se manifestar, entendera a gravidade da situação.

 

- Vou ligar para a França, vou tentar falar com Isaac. – Fala Chris.

 

- Vou ligar para os gêmeos, talvez lutem conosco. – Scott fala com mais confiança. Escuto Lydia respirar fundo e olhar para Stiles apreensiva, para então falar:

 

- Tentarei ligar para Londres. – Ele a olha com os olhos arregalados e as sobrancelhas franzidas, seja o que for, não tinha gostado nada disso. – Vou falar com Jackson. – Todos agora a olham e ficam quietos por um instante.

 

- Ahn... quem é Jackson? – Pergunta Liam tão confuso quanto eu.

 

- Ex namorado da Lydia. – Responde seco Stiles e se afasta um pouco da mesma enconstando no Jipe. – Duvido que venha nos ajudar. – Cruza os braços e fica de cara fechada, nunca esperava ver essa cara tão alegre assim.

 

 Olhamos um para a cara do outro sem saber o que falar, sabia o que Stiles estava passando. Passo os olhos de relance em Breaden e ela os encarava pensativa. Respiro fundo olhando para Derek já me preparando para o que ia dizer. O mesmo percebe minha apreensão e estranha, olha para mim confuso.

 

- Sei que não vai gostar disso, mas vamos precisar do seu tio também. – Ele me encara com indignação assim como os outros.

 

- Você enlouqueceu?! – Grita. – Esqueceu tudo o que eu disse que ele fez?

 

- Elena sem ofender não o conhece como nós. – Fala Scott.

 

- É verdade, aquele cara é um psicopata! – Stiles diz com o olhar de nojo.

 

- Eu lembro do que me disse, mas agora você vai ter que confiar em mim. Precisamos de números e independente do cara ser um psicopata ou não é um lobisomem.

 

- Ele também está atrás de você. – Sorrio e seguro em seu braço.

 

- Eu sei me cuidar.

 

 Ele me olha preocupado, encara os outros que esperavam uma resposta também. Volta seu olhar para mim e sorrio já sabendo sua resposta.

 

- Tudo bem. – Dá um sorriso de canto. – Só não sei onde encontra-lo.

 

- Eu sei! – Escuto a voz desconhecida, mas parece que viram o Hitler em pessoa. Scott, Liam, Malia e Derek tinham postos as garras de fora e transformados seus olhos. Chris e Breaden sacaram suas armas. Kira pegou sua espada e Stiles, olho para ele e não me conformo. Stiles foi para perto de Lydia e estava com um bastão de baseball, sério em um momento vou dar uma arma de verdade para ele.

 

 O homem, ou melhor, lobisomem não parecia se importar tanto com isso, estava com a postura relaxada e um sorriso irônico nos lábios. Passa os olhos por todos e para em mim. Derek percebe e se coloca um pouco na minha frente tentando tampar sua visão, mas algo chama sua atenção, a marca de minha ligação com Derek.

 

- Ora, ora, ora Derek. O que temos aqui?! – Seu sorriso se alarga.

 

- Nem pense nisso. – Responde rosnando. Sentia sua fúria.

 

- Em quê? Eu só queria ver com meus próprios olhos, soube que você evoluiu, mas sem ofensa na nossa família isso não é tão grande coisa assim. – Então esse era o tio dele. – Agora um evoluído, fêmea e de outra família, isso eu precisava ver pessoalmente, sabe como é.

 

- Sei. Sei como é. Infelizmente sei como sua cabeça funciona e pode esquecer. Fica longe dela.

 

- Não se preocupe, não tenho como pegá-la de você. Você já foi esperto o bastante e a marcou antes disso, não é? – Derek acaba soltando um leve rugido em ameaça. Coloco minhas mãos em seu braço, mas sua raiva era tanta que apenas a aliviou. – Interessante o modo como um responde ao outro.

 

- Cai fora Peter! – Scott fala.

 

- Você ainda tem muito o que aprender pequeno alpha!

 

- Mesmo assim ele ganhou de você! – Stiles diz debochando. Peter o olha ainda com um sorriso irônico, mas sabia que aquele olhar significava uma coisa “vou te matar”.

 

- Veio nos ajudar? – Pela primeira vez me pronuncio e vejo seu sorriso alargar mais uma vez.

 

- Por incrível que pareça sim. Não me dou muito bem com vampiros.

 

- Claro e vai ajudar sem pedir nada em troca? – Derek cruza os braços.

 

- Vou ser sincero, minha ideia era realmente ver a fêmea que tinha evoluído, mas agora que vi sei que não há nada que eu possa fazer, ela já é sua. Qualquer um que olhar pode perceber. Então sim, vou ajudar sem nada em troca. – Ele se aproxima um pouco, mas Derek é mais rápido e o agarra pelo pescoço.

 

- Se você tentar uma gracinha, seja só uma, dessa vez eu acabo com você.

 

- Vejo que sentiu minha falta. – Tenta sorrir, mas percebo as garras de Derek o machucando.

 

- Derek! Precisamos dele. – Ele me olha de canto e então o solta.

 

- Vou ficar de olho em você.

 

- Achei que já tínhamos passado por isso.

 

- Não, nós nem começamos. – Responde em tom de ameaça.

 

- Então é isso o psicopata, o cara que nos traiu, mordeu Scott e ferrou com a gente mais de uma vez vai trabalhar com a gente de novo. – Stiles fala revoltado.

 

- Por mim podemos mata-lo. – Responde Malia.

 

- Não é assim que uma filha deve receber o pai. – Ela ruge para ele e me surpreendo, Malia era então prima de Derek. O encaro e ele me olha levantando os ombros. Claro ele não liga muito para isso.

 

- É bom não matar ninguém por aqui Hale, estou louco para mata-lo há muito tempo. – Chris o ameaça.

 

- Será que eu sou o único a lembrar de quem é o real vilão por aqui?

 

- Não, não é. Mas também sabemos que você não é mocinho. – Lydia o responde seca.

 

 Tinha muita história, muita raiva os envolvendo. Desse jeito eles não conseguiriam lutar juntos e se não lutarem juntos perderemos. Vamos precisar do máximo de pessoas possíveis, mas se um não lutar pelo o outro vai ser a mesma coisa que nada. Sinto a mão de Derek no meu ombro fazendo um pequeno carinho me passando força, ele sabia o que estava pensando e sentindo.

 

 Sabia que estava pedindo muito, ouvi falar de tudo o que seu tio fez. Matou até mesmo sua própria irmã e mesmo assim ele estava confiando em mim. Sabia que eu não pediria isso se não fosse realmente necessário. Respiro fundo, daria trabalho, mas eu precisava tentar. São as nossas vidas que estão em jogo.

 

- Tá legal já chega! – Falo um pouco mais alto. – Nenhum de nós gostamos dele, isso é fato. Não confiamos nele. Mas agora não é hora para isso. Independentemente do que pode acontecer depois ou não precisamos do maior número possível para nos ajudar. Vocês não têm ideia do que estão enfrentando. Aqueles que enfrentamos antes não são nada, provavelmente são recém criados. Na hora que lutarem com algum que possui mais de um século aí sim vocês verão a força que é e se por um acaso tiverem que enfrentar um líder, do jeito que estão, morrerão no máximo em 5 minutos. Então espero que levem a sério o que está acontecendo aqui, porque se vamos fazer isso, vamos fazer direito!

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...