História No Começo Não Liguei Mas Depois Me Apaixonei - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 17
Palavras 1.327
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 8 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction No Começo Não Liguei Mas Depois Me Apaixonei - Capítulo 8 - Capítulo 8

POV'S MELODY

O que ele vai fazer? Mano, não! O que eu acabei de fazer?! Escuto meu celular tocar, vejo e é meu lindo irmão.

CELULAR ON.

MELODY: Murilo!

MURILO: Eai, como que ta a minha irmãzinha?

MELODY: Super feliz agora que me ligou!

MURILO: Amanhã vai ter uma corrida aqui na pista, o que acha de participar, tenho uma surpresa pra você!

MELODY: Sério?! Ah, posso chamar a Elly?

MURILO: Pode.

MELODY: Ai Murilo, você me salvou maninho! Preciso mesmo esfriar a cabeça um pouco!

MURILO: Por que? O que aconteceu?

MELODY: Amanhã te conto, beleza.

MURILO: Tá, tchau maninha.

MELODY: Tchau.

CELULAR OFF.


Aii que felicidade! Saio do quarto e vou até o quarto da Elly.

- Elly! Vaca, abre a porta! - falei batendo na porta.

- Nossa, que alegria é essa? - ela disse abrindo a porta.

- Amanhã, eu e você, na pista! - falei.

- O Murilo tá na cidade?! - ela perguntou alegre.

- Ta! - falei, ela começou a pular de alegria.

- Aii ele é um gato! - ela disse.

- Claro que é! - falei - Me encontra amanhã no estacionamento às 8:30!

- Beleza! - ela disse. Voltei para o quarto, tomei um banho, vesti meu pijama, deitei na cama e logo peguei no sono. Acordei, fiz minhas higienes matinais, tomei banho, vesti um short jeans, uma blusa branca , sapato, passei batom vermelho, lápis, perfume e penteei meu cabelo deixando ele solto, peguei meu capacete, sai do quarto e tranquei. Fui até até o escritório do meu pai.

- Bom dia! - falei.

- Bom dia! Uou! Onde vai? - ele perguntou assim que me viu.

- Murilo tá aqui! - falei animada.

- Que bom! E você vai ir ver ele? - ele perguntou.

- Óbvio! Olha, eu e a Elly vamos pegar as duas motos ok! - falei.

- Beleza. Fala pra ele que eu mandei um oi. - ele disse olhando novamente os vários papéis na mesa. Sai de lá e fui para o estacionamento, e a Elly ainda não tinha chegado, encostei na moto enquanto esperava ela. O papai sonhava passar a empresa para o Murilo, mas ele não quis, queria abrir uma empresa de amostras de ferraris, meu pai só deu o começo para ele, depois disso nunca mais falou com ele. Murilo se tornou bilionário, igual ao pai, eu o amo demais, e espero que façam as pazes novamente. Murilo é um ótimo irmão! Sempre que preciso, ele vem conversar comigo! Papai está com a barra firme comigo! Não quer que eu seja igual a Murilo, siga o que eu quero realmente, ele é tão exigente, que eu nem tenho tempo para isso.

- MELODY! - Elly falou batendo as mãos na minha frente.

- An que? - pergunto.

- Vamos? - ela perguntou.

- Vamos! - falei, arrumei o capacete, dei partida na moto e fomos.

POV'S THEO

Acordei, escovei os dentes, tomo banho, visto uma bermuda jeans, uma blusa branca de manga, calcei chinelo, passei perfume, sai do quarto, tranquei. Ontem eu tinha falado com meu pai que queria desmanchar com a Evelyn porque eu já achei a noiva perfeita, e também falei que é a Mel, ele ficou surpreso e feliz, mas também falou que eu que tinha que falar com a Evelyn, vou aproveitar e ligar pra ela agora.

CELULAR ON.

EVELYN: Oi lindinho!

THEO: Não somos mais noivos, achei uma noiva muito melhor que você, meu pai e ele concordou, então, tchau, até nunca mais! Sei que esse filho não é meu!

EVELYN: Mas....

CELULAR OFF

Desligo e vou até o quarto da Mel, bati e nada, vejo a mulher que arruma o quarto dela e resolvo perguntar.

- Licença, você sabe se a Melody saiu? - perguntei.

- Ela levantou cedo e saiu com a prima Ellody. - ela disse.

- Sabe onde ela foi? - perguntei.

- Na pista de exibição de ferrari. - ela disse.

- Obrigado. - falei, sai do resort, peguei um taxi e fui até a essa pista, assim que cheguei, vi as várias ferrais, uma mais linda que a outra, logo avisto a Mel, vejo ela correr e pular nas costas de um cara, logo depois lhe dá um beijo na bochecha. Como....Como eu pude ser tão....idiota?! Mano, olha, claro que a Mel não gosta de mim, ela só estava tentando ser legal! Mas mesmo assim, ela tinha que ter falado pra mim! Vejo ela entrar em uma ferrari branca, liga e dá a partida, vou até o cara que ela pulou nas costas.

- Licença, tem como eu falar com a motorista daquele carro? - perguntei, ele me olhou.

- O ela está com um capacete que tem microfone, fale com ela por meio deste microfone. - ele disse me entregando, o coloquei e liguei.

******

THEO: Melody?

MELODY: Theo?! O que você tá fazendo aqui?

THEO: Claro! Não esperava que eu te encontrasse aqui com quem você ama né!

MELODY: Eu amo ele mesmo! Por que não amaria!

THEO: Olha, eu desmanchei o meu noivado para ficar com você e você pega e faz isso comigo?! Bastava falar que não queria ficar comigo! Não fala mais comigo! Se possível, nem olhe mais pra mim!

MELODY:........Tá bom! Mas depois não venha falar comigo! Não quer que eu fale com você! Tudo bem! Mas também não venha falar comigo!

*********


Tirei e devolvi ao cara.

- Espero que faça ela feliz! - falei, ele me olhou confuso.

- Eu preciso né! Sou o irmão mais velho dela! - porra!

- V-você é irmão da Mel? - perguntei.

- Sou, Murilo. - ele disse estendo a mão.

- Porra! - falei olhando para pista, vi a Mel parando o carro, descendo, parecia estar chorando, assim que me viu virou o rosto e saiu correndo.

- Mel! - gritei e comecei correr atrás dela, vi ela subir na moto, dar partida e sair - Porra mano! O que eu fiz!

POV'S MELODY

Por que isso dói tanto? Por que? Vou até a praia, estaciono a moto e vou correndo até perto da água, mas não perto para me molhar, me sento e fico observando a água. Por que isso dói tanto! Será que eu gosto mesmo do Theo? Não! Claro que não!

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHH! - choro mais ainda, porque eu não consigo parar de chorar! Por que? Eu quero parar de sentir essa dor! Quero muito!

- Melody! - me viro e vejo Theo.

- O que você tá fazendo aqui? - perguntei enxugando as lágrimas.

- Eu preciso falar com você! - ele disse vindo até mim.

- Não disse que não era pra mim nunca mais falar com você nem olhar na sua cara! - falei virando o rosto.

- Mas Mel foi um mal entendido! - ele disse vindo do meu lado, me levantei e o encarei.

- Não ligo! Não olhe mais na minha cara! Nunca mais quero ver seu rosto! - falei desviando dele.

- Mas Mel... - ele insistiu segurando meu braço.

- Eu te odeio Theo! Será que não entende isso? - perguntei com os olhos vermelhos.

- Se me odeia, porque está chorando? - Theo perguntou, então se aproximou ainda mais - Se me odeia mesmo, me olhe nos olhos, e me diga que o beijo não significou nada pra você!

- Não posso falar isso! Por que significou! E muito! Mas depois do que você falou, fico imaginando se pra você significou alguma coisa! - falei me virando me puxa pra ele colando nossos corpos.

- Pra mim significou! O melhor beijo que eu já tive! E com a mulher mais linda que existe! Pensei que você estava com aquele cara que na verdade era seu irmão, foi um mal entendido! Me perdoa Mel! Prometo que nunca mais vou fazer isso! - ele disse encostando minha testa na dele, o olhei e logo abaixei a cabeça - Não vai me falar nada?

- Eu não tenho nada pra falar! - falei, ele faz eu olhar direito para ele e me beija, deixo levar, suas mãos estão nas minhas costas, me puxando mais e mais, me separo dele e o olho, dou um pequeno sorriso, já ele abre um sorriso de orelha a orelha, começo e rir com isso.

- Adoro sua risada! - ele fala.

- Obrigada! - falo arrumando uma mecha do meu cabelo atrás da orelha.





Notas Finais


Espero que tenham gostado, beijinhos e até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...