História No control - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Rap Monster, V
Tags Taeseok Vhopefocus Vhope
Visualizações 2
Palavras 2.222
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello💓

A lemonada se aproxima. Só não sei quando vou postar. Espero que gostem

Capítulo 2 - Capítulo 2


Taehyung on

E de novo eu o encaro como sempre faço. Hoseok me olhava de um jeito que mexia comigo seriamente, meu coração disparava, eu suava frio e no meu estômago havia aquelas famosas 'borboletas'. Ele não parava até que involuntariamente eu pisquei pra ele e dei um sorriso de lado. Me surpreendi com meu ato mas não me envergonhei, tá legal, eu não entendi o por que de fazer isso sendo que sou uma pessoa extremamente tímida. Mas depois fiquei pensando no quão atrevido eu fui e sou. Todos os dias ficávamos nos olhando e desviando olhar no intervalo e quando iríamos para nossos respectivos armários.  Eu o olhava de soslaio e queria agarrar ele mesmo se toda a escola visse eu não ligava. Eu queria beija-lo. Mas na minha mente, ele não queria o mesmo e me achava um cara estranho.

Não encarei mais por falta de condições vamos dizer assim, ver aquela boca rosada entre aberta e seu pescoço não coberto pela camisa do uniforme era o lugar queria pelo menos tomar posse. Ou quem sabe as partes baixas que acredito serem bem satisfatórias. Porra, eu não era tão pervertido assim antes mas quando o vi pela primeira vez, percebi que eu estava me enganando o tempo todo e meus amigos também. Eu sou virgem, claramente mas sei de coisas que prefiro fazer um dia do que falar, e como eu queria Hoseok pra fazer essas coisas.

Assim que tocou o sinal, sai do refeitorio e fui para meu armário, e ele passou por mim rapidamente já abrindo seu armário e pegando um livro. Caminhei com a cabeça baixa tentando não o olhar mas foi um pouco impossível não reparar nas suas pernas não tão torneadas mas perfeitas pra um garoto novo. Mordi os lábios e senti que ele se aproximava. Calma Taehyung talvez seja outra coisa ou talvez...

-Você deixou cair isso. -Ele falou me entregando um papel que nem tinha percebido que o deixei cair. O olhei rápido e peguei de sua mão agradecendo baixo. -Você é do segundo ano não é?. -Perguntou não fazendo muito contato visual comigo e o olhei,  ele estava corado? Meu Deus eu acho que a comida não me fez bem. Estou vendo coisas ou ele realmente estava corado ao falar comigo?

-É-é. Sim. -Gaguejei, merda.

-Eu tenho um aluno no clube de leitura, ele é da sua classe. -Falou sorrindo. Eu não estava entendendo onde ele queria chegar mas prossegui com a conversa. -Sei disso por que ele me disse que você o ajuda na leitura também.

-Ah... Sim, eu o ajudo quando posso. -Falei e vi ele fechando seu armário e pegando sua mochila.

-Taehyung, você por acaso vai pra biblioteca hoje?. -Caralho eu não tô acreditando que ele me chamou pelo nome, pra mim isso é uma dádiva vinda do céu. Achei que ele não me conhecesse. Concordei rapidamente e nem parei pra pensar como ele sabia disso. -Podemos ir junto? Digamos que preciso fazer uma pesquisa e aqui não tem o livro que quero. Ah, me desculpa ser tão intrometido é que eu vi você lá outro dia. -Se explicou e eu ainda estava sem saber o que dizer. Socorro, meu crush quer sair comigo, e o pior é que não posso gritar ou vou levar advertência.  Respirei fundo e sorri pra ele que aguardava uma resposta.

-Aaan, c-claro que sim Hoseok Hyung. -Falei nervoso e Gaguejei de novo. Cacete eu não presto nem pra ser normal em frente a pessoa que gosto.

-Depois da aula te espero na frente do portão.  Tchau Taehyung. -Sorriu pra mim e saiu. Fiquei parado no lugar e disse um tchau baixo. Eu sou mesmo um tolo. Poderia muito bem ter chego nele a tempos e trocar uma idéia, falar até sobre livros mas não, o idiota aqui é tímido demais pra isso. Voltei pra aula ainda com o coração acelerado e tentei me concentrar na aula. Ah, como é difícil ser Kim Taehyung. Pelo menos eu acho.

Narrador on

Assim como combinado, o garoto foi até o portão da saída para ir com Hoseok a biblioteca, e o mesmo já esperava lá. Estava com seu amigo Namjoon.

-Tchau Jonnie. -Hoseok disse e saiu apressado com Taehyung o seguindo.

-Está com pressa Hyung? .-O mais novo disse e riu da situação.

-Pressa? Claro que não. -Riu animado e seguiu com o Taehyung do lado. Ambos caminhavam em silêncio mas Tae não resistiu e decidiu quebrar o gelo que tinha ali.

-Hyung...Você me acha estranho?. -Taehyung perguntou ao mais novo que o olhou surpreso. Riu anasalado e o olhou.

-Não Taehyung. Por que?. -Parou de caminhar e ficou de frente para o garoto que estava tímido mais uma vez para olha-lo. Hoseok estava totalmente seguro que daria certo seu plano, perdeu totalmente a vergonha na cara e o resolvei chamar pra sair. Não era esse o plano no começo, na verdade ele queria ser um pouco mais ousado. Aparecer naquela biblioteca como quem não queria nada e puxar papo com Taehyung sobre o livro que estava lendo. Mas não foi isso que aconteceu, alguma coisa em Hoseok o fez ser mais direto e ir direto ao ponto. Não queria mentir durante a conversa no corredor mas também não queria deixar as coisas tão na cara. Queria ver seus limites e se divertir um pouco. Ele estava corado, isso é fato até porque conversar com seu crush não era fácil. Mas depois daquela piscadela marota e seu sorriso de lado, deixou Hoseok mais afoito e com força de vontade. Então pensou "por que não ir direto ao ponto." Claro não o chamando pra transar logo mas enrolando um pouco até ter a confiança.

O mais velho o olhou ainda se perguntando "porque te acharia estranho quando na verdade te acho gostoso pra caralho?".

-É que... Todos me acham estranho. Decidi perguntar pra alguém hoje, e... -Taehyung estava nervoso e com sua respiração um pouco falha. -Eu vejo você me olhando e sinto isso. -Ele disse olhando pro chão. Por essa o Hoseok não esperava,  Tae tocou no assunto dos olhares e aquilo mexia demais com ele.

-É isso que acha quando te olho?. -Hoseok perguntou e atraiu a atenção de Tae que o olhou surpreso. -Não sei o que passa nessa sua mente mas estranho eu não te acho. -O garoto sorriu ao mais novo que ainda o olhava admirado. Sorriu de volta e corou de leve. -Você é lindo.

Pronto. Agora Taehyung pirou de vez. Claro, por fora se manteve intacto, mas por dentro ocorreu uma festa cheio de porpurinas, unicórnios e arco íris. Um pouco gay mas não importa. Ele foi reconhecido pelo amado crush depois de tanto tempo e se sentiu o garoto mais feliz do mundo. Ficou estático em frente a Hoseok que o olhava sorrindo.

-Vem, vamos pra biblioteca. -Hoseok segurou nas mãos gélidas do garoto que surtou mais uma vez por dentro e o puxou seguindo caminho.

Não pensem que Hoseok estava normal porque ele não estava, creio eu que estava até mais nervoso do que o Taehyung. No caminho até a biblioteca seguiu com o coração disparado e quase, eu disse quase, não o puxou para um beco e arrancou beijos do crush. Mas depois do que disse, um pouquinho da sua coragem se foi e ficou calado até chegar no local.

[...]

-Você achou o que queria Hyung?. -Taehyung perguntou para o moreno que ainda estava em dúvida do livro que tinha que pegar.  Obviamente, não iria fazer trabalho nenhum até porque não tinha um mas era apenas um pretexto para ficar com Taehyung na biblioteca que naquele horário era um pouco vazia e mais silenciosa. Na cabeça do garoto poderia puxar ele para um lugar, mais reservado e silencioso do lugar e roubar uns beijos quentes, que ele tanto quer. Pegou um livro de biologia e foi sentar ao lado do crush que até agora estava nervoso com o elogio que Jung deu a ele. Disfarçou o máximo que pode pra não deixar muito na cara o quanta estava feliz por ser notado. Hoseok queria porque queria confessar seu amor pelo mais novo, que surgiu desde o começo do ano. Já estavam na metade dele e nunca se falaram, entao agora não perderia sua chance não é mesmo?.

Sentou-se a frente de Tae que lia seu livro de literatura quieto com a cabeça baixa e concentrado. Talvez essa foi uma maneira de esconder sua timidez. Ele estava super tímido ainda, não conseguia nem olhar pro garoto a sua frente que ao contrário, o observava sério mas em sua mente se passavam muitas coisas. Coisas essas que nem quer que sua mãe descubra como ele sabe. Taehyung deixou sua mão sobre a mesa e então Hoseok descarado colocou a sua por cima da dele.
Ele parou de ler e o olhou surpreso, Hoseok sorriu pra ele e depois foi escrever alguma coisa no caderno pra fingir que estava estudando. 

Aquilo não era importante para Hoseok. Mas queria impressionar Taehyung de alguma maneira, primeiro o elogio e depois fazer uma carinho em sua mão enquanto estava distraído lendo seu livro. Queria lhe passar segurança? Talvez sim. Ou então aquela pergunta mais cedo sobre o achar estranho tinha o feito pensar:

"Taehyung me corresponde mas ele acha que eu não gosto dele."

Pobre Taehyung, sua timidez é tão banal que não percebe que Hoseok quer trocar mais do que palavras com ele ou sorrisos e olhares. Mas não pensem que Hoseok iria usa-lo e jogar fora, ele não era esse tipo de pessoa. Quer o corpo do garoto mas ao mesmo tempo quer o coração. Não se enganem, pode até parecer confuso mas quando Hoseok conquistar seu querido crush, vão entender a certeza que ele tem de que vão ficar juntos.

Taehyung rezava pra que aquilo não fosse um sonho de muitos que já teve com Hoseok, e se fosse não queria que acabasse tão cedo. Depois de 30 minutos anotando coisas que ja sabia, Hobi se levantou levando o livro para a prateleira de volta deixando Taehyung com cara de interrogação.

-Tae. -O mais velho se dirigiu para a mesa arrumando seu material mas a única coisa que importava para Kim foi o apelido que ele o chamou. Tae era apenas chamado assim pelo Jungkook e Jimin. Se sentiu surpreso e mais uma vez torcia pra que não fosse um sonho. -Eu preciso ir, mas posso esperar você pra te levar pra casa. Tudo bem?

-Oque? Aah... -O garoto se sentia confuso até então. Não sabia o que responder e parecia cego em tiroteio sem saber pra onde ir. Apesar de que levou um tiro do crush com as palavras "esperar" e "te levar pra casa". -N-Não, eu já vou indo também. -Se xingou mentalmente por ter gaguejado e arrumou suas coisas odiava se sentir nervoso. -Vamos.

Então foram seguindo por aí.  Mas espera... Hoseok também armou mais uma estratégia pra saber onde é a casa do Tae? Sério, porque de alguma maneira ele precisava tirar proveito daquela oportunidade de 'passear' com seu futuro marido -pensamentos de Jung Hoseok mais uma vez- e ganhar alguma coisa, quem sabe um beijinho na bochecha. Não não, na boca que era o que Jung sonhava o tempo todo seja dormindo ou acordado.

-Hyung. -Chamou Hobi interrompendo o devaneio do mesmo. -Você mora longe? Daqui a pouco fica tarde.

-Moro a 25 minutos daqui. Não se preocupe.- Sorriu para o mais novo que deu um sorriso fechado. -Você...Vai pro treino amanhã?

-Sim, claro. Vai ter um torneio daqui a um mês preciso ir né? -Tae disse divertido e Hoseok riu anasalado. -Por que?. -Perguntou inocentemente. Aah mas Jung estava aprontando alguma.

-Nada... Creio eu que vai ficar muito ocupado não é?. -Ta legal, o que se passa na mente "nada" pervertida de Hoseok?. Nessa pergunta tinha algum tipo de tentativa, chamada "espero que amanhã dê pra gente se pegar."

-Não sei, nas terças o treino sempre termina 10 minutos antes das 17:00. Por que?. -Lá vai ele perguntar inocentemente. Com essa informação, Jung agora vai dar um jeito de... Ah não.

-Oh sério? Hm. -Disse e pararam em frente ao portão do Taehyung. -Chegamos. -Sorriu ao outro que ainda estava confuso. -Bom, tenho que ir.

-Mas Hyung... -Tae se pronunciou então Hobi se aproximou um pouco mais de Taehyung. Até de mais. O coração do garoto estava a mil.

-Me espere lá no ginásio okay? -Eu falei que ele estava aprontando. - Até amanhã, gostoso. -Hoseok sussurrou e depositou um beijo rápido no ouvido de Taehyung e saiu sorrindo.

-Ca..ra..lho. -Tae disse a si mesmo e entrou pra dentro de sua casa e indo pro seu quarto. Trancou a porta e se jogou na cama gritando abafado por seu travesseiro. Mas esse era o dia de sorte de Taehyung mesmo, e de Hoseok também.

Após o mais velho chegar em casa, mandou uma mensagem a Namjoon e contou tudo oque aconteceu.

Jonnie: Então tá me dizendo que de tudo certo?? Hoseok você é mesmo um idiota. Kkkkkk


Hobi: Ah Namjoon por favor né?  Você esta falando com a pessoa mais foda do planeta. 


Jonnie: Nem se acha.  Mas e aí o que vai fazer amanhã? 


Hobi: precisamos acabar a aula mais cedo no clube. E você vai me ajudar com tudo. 



Continua...


Notas Finais


Mano, tô amando escrever essa fanfic. Scrr.


Até.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...