História No embalo das ondas - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Nico di Angelo, Percy Jackson
Tags Lemon, Nico Di Angelo, Percy Jackson, Pernico, Yaoi
Exibições 106
Palavras 412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei
🙋



Me desculpem pelos erros (meu word ta bugado) e boa leitura.

Capítulo 2 - No silêncio do entardecer


Fanfic / Fanfiction No embalo das ondas - Capítulo 2 - No silêncio do entardecer

 

Nico ficou parado onde estava, piscou os olhos algumas vezes, intrigado com a feição que o moreno possuía. Que nem de longe combinava com o mesmo, mil vezes  Nico preferia o sorriso cativante que o mesmo  esboçava quando dava o ar da graça.

— não vai me ajudar? — Percy sorriu amarelo, sua voz despertou Nico do seu transe inicial trazendo-o para o agora.

Nico balançou afastando seus questionamentos sobre a ausência do sorriso do outro. Foi até a sua mochila e pegou uma toalha e a jogou em seus ombros. Caminhou a passos cautelosos em direção ao moreno estava, a água cobria-lhe os seus joelhos deixando a ‘barra’ da sua bermuda parcialmente umidas, um pequeno detalhe que o Di Angelo não dava tanta importância.

Percy deu um leve sorriso de canto com a aproximação do rapaz, mas ainda não era aquele sorriso que tanto fascinava o Nico.

 

Nico agachou-se próximo ao Jackson, e cuidadosamente passou seus braços por debaixo do corpo do moreno. Experiência adquirida com o passar dos meses, sempre adquiria alguns arranhões com as escamas do tritão.

Percy circulou o pescoço do amigo, com seus braços o ajudando. Com um certo esforço, Nico o ergueu. Começando a caminhar em direção a praia.

— você está mais pesado. — comentou, tentando não derrubar o moreno. Um fino sorriso estava presente na sua careta, por conta do esforço.

— eu não estou gordo. — o moreno protestou irritado.

Nico sorriu com a feição do outro. Ao lado do amigo era tão fácil sorrir.

— está mais forte. — se retratou. Vendo a pele morena, do rosto de Percy, ganhar um tom mais rubro.

Coisa rara, pois geralmente era o Di Angelo que corava.

 

Nico colocou Percy sentado sobre a areia. De forma cuidadosa, pois uma vez machucara a barbatana dorsal do moreno.

Ficaram longe da beira da praia, o suficiente para que as águas não os tocassem. Estranhamente Percy ainda não havia falado nada, e isso estava incomodando o Nico.

O rapaz se sentou sobre seus calcanhares. E o observou, enquanto o mesmo cobria, com a toalha dada por Nico, a região em que a parte humano e a parte peixe fundiam-se.

Percy apoiou-se sobre os braços e passou a fitar o horizonte. Nico sentou-se ao seu lado fazendo o mesmo. O silêncio perdurou enquanto ambos observavam o crepúsculo, e o sol timidamente dava seu lugar de destaque para a lua.

Era um momento mágico, segundo Percy. Que em certo momento ao lado do moreno, Nico aprendeu a apreciar.


Notas Finais


Capítulo curtinho, eu sei 😌

Já dizia Franz Kafka:
“As sereias, porém, possuem uma arma ainda mais terrível do que seu canto: seu silêncio. ”

Não que Percy possua uma arma. Não pera, tô confuso.
Affs
Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...