História No embalo das ondas - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Nico di Angelo, Percy Jackson
Tags Lemon, Nico Di Angelo, Percy Jackson, Pernico, Yaoi
Exibições 96
Palavras 717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa a demora, eu estava com a cabeça “cheia”




Me desculpem pelos erros e boa leitura.

Capítulo 5 - Sob o céu estrelado


Fanfic / Fanfiction No embalo das ondas - Capítulo 5 - Sob o céu estrelado

 

— Percy o que aconteceu... — sua voz saiu embargada, ele não conseguiu evitar. Fez com que o moreno o encarasse, e usando de seus polegares  enxugou as lágrimas do rapaz. Que o encarou atônito sem saber o que dizer ou que fazer, perdeu-se encarando os olhos escurecidos de Nico. E num ímpeto de sanidade colou seus lábios aos do Di Angelo.

O pequeno ato de Percy o pegou de surpresa. Deixando Nico assustado com a urgência do outro. Mas ele não o afastou, deixou que ele continuasse com aquele beijo desesperado, o queria tanto quanto o outro. Pousou sua mão sobre a do moreno, e o tranquilizou, suavizando o beijo. Deixando aquele pequeno ato mais lento e calmo, deixando claro que Percy seria correspondido. O moreno sentiu seus cabelos detrás serem acariciados, e sua nuca ser puxada. Nico estava levando aquele beijo a outro nível, pedindo timidamente passagem com língua, que foi prontamente atendido pelo outro. Percy sentia a língua do outro acariciar a sua de forma terna, e era tão bom. Tão bom estar próximo de Nico, mas séria errado. Errado fazer isso com o rapaz, o que ele faria depois? Pois logo não estaria ali.

As lágrimas do moreno se uniram aos selar de lábio. E Percy o empurrou, afastando-o, quebrando o contato entre os dois. Nico o encarou confuso sem entender o que estava acontecendo, tinha certeza que o rapaz estava gostando, o que ele teria feito de errado? E porque ele estava chorando?

— m-me... Me desculpa. — Percy disse de forma nervosa. Seus olhos demonstravam tristeza.

— Percy... — Nico ainda não entendia. Ergueu a mão para toca-lo mas Percy se levantou, se afastando do outro.

 

  — eu... Eu não devia,  não posso... — o moreno balbuciou de forma desconexa, mais para si do que para Nico. Ele não devia tê-lo beijado, embora quisesse fazer muito isso, só que a coragem lhe faltava. Mas e agora? 

— Percy? — Nico já estava de pé, aproximou-se do outro e o abraçou por trás, Percy era mais alto e foi impossível colocar seu queixo sobre o ombro do moreno. Que tentou de desvencilhar, mas fora em vão . Nico o manteve em seu abraço. — eu claramente gostei do beijo. Então porque você está assim? — mesmo Percy não o vendo, imaginava um sorriso nos lábios de Nico. E se martirizaria por ter de tirar isso dele.

O moreno virou-se para encarar o outro, esboçando um sorriso... Um triste sorriso, regado por seus olhos marejados. Nico mais uma vez via-se perdido, sem saber o que se passava com o rapaz.

— Percy você está me assustando. Me diga o que está acontecendo. — o Di Angelo o apertou ainda em seus braços, Percy acabou por fazer o mesmo.

Ambos nutriam sentimentos pelo outro, e agora estavam cientes de que era recíproco. O que Percy faria agora? Já não tinha mais tempo.

O moreno respirou pesadamente e abraçou o outro como se não houvesse o amanhã. Permaneceram assim por segundos, ou foram minutos. Eles não sabiam ao certo. Até que Percy os guiou para onde estavam sentados. Ele não sabia o que, ou como dizer ao outro. Já se sentia culpado antes, agora depois do beijo ele se sentia ainda pior. Ele deus ao Nico uma coisa que não deveria. Esperança, esperança que tivessem algo. Era o que Percy pensava. Logo o cobriu com um moletom, despertando Percy de seus devaneios e só então Percy notou que tremia com a brisa gélida.

Levou um tempo para que Percy movesse os lábios, e tivesse a coragem para falar ao outro. 

Tempo... Era uma coisa que Percy Jackson não tinha, e ele estava literalmente correndo contra ele.

Percy fitou Nico, segurando suas lágrimas, pois odiava parecer fraco na frente dos outros. Mas isso era uma coisa que ele não conseguia evitar perto do rapaz. Não aparentar ser fraco, e sim deixar transparecer seus sentimentos.

 

O moreno recolheu suas pernas, e abraçou suas pernas apoiando seu queixo sobre os joelhos, assim desviando seus olhos dos de Nico. Pois não teria a coragem para dar continuidade se os fitasse.

— eu gosto de você. — confessou, num sussurro, brincando com a areia envolta dos seus dedos. Nico virou, de súbito, seu rosto para encara-lo. E sorrir foi inevitável, e tão rápido como surgiu, sumiu. — mas eu não posso... Eu... Te beijar foi um erro...


Notas Finais


???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...