História No escuro você é a luz - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Dakota, Lysandre, Nathaniel, Professor Faraize, Rosalya
Exibições 81
Palavras 537
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


A Rafa sempre foi alguém sozinha, alguém sem vida, alguém sem sentimentos... Mas agora analisando bem, ela havia mudado! Ela não tinha mais a vontade de morrer, ela não era mais depressiva...
Ela descobriu seus sentimentos numa reflexão obscura, mas agora ela sabia, o choro e os sentimentos não eram mais sua fraqueza como ela pensava que era no início dessa história.
Ela soube que ela era forte... Independente de tudo.

Capítulo 23 - Saindo da escuridão


Fanfic / Fanfiction No escuro você é a luz - Capítulo 23 - Saindo da escuridão

Acordei, era o famoso dia do acampamento... Eu não iria, eu não iria nem mesmo à escola... Eu não queria encontrar Lety, eu não queria encontrar ninguém... Eu realmente não estou aguentando fugir da realidade, eu simplesmente...Sentia algo estranho, eu sentia ciúmes,eu sentia decepção quando ele não falava comigo,eu sentia... Algo inexplicavelmente forte, uma dor incurável como se a cura fosse poder estar incrivelmente perto dele,sentia um alegria imensa ao vê-lo porém uma tristeza por não poder tocá-lo? Não, não pode ser! Como? Por que? Eu não deveria ter sido tão idiota, esse sentimento era?... Isso não estava em meus planos! Eu queria parar esse sentimento... Não conseguia! Seria esse o meu problema? Como consegui ser tão retardada? Eu realmente estava o amando, porém,ele é meu amigo, e infelizmente era somente isso... Eu... Amava... O... Armin.

Eu simplesmente não acreditava, coração idiota! Por que gosta de se iludir? E como eu não percebi isso antes? O problema agora era... Eu tinha que tirá-lo da minha cabeça! Eu tinha que apagá-lo do meu coração o quanto antes! Eu não quero ficar ou fazer parte do famoso termo "friendzone",o Armin não me amava provavelmente, as possibilidades de alguém gostar de mim é abaixo de zero. Até os meus "amigos" eles não gostavam de mim de verdade não é? Eu era inútil e completamente imprestável. "Amigos" eu nunca os tive... 

Pronto! E lá estava eu, descobrindo sentimentos e aceitando a decepção, eu não chorei mas fácil dizer que meu coração chorava, eu teria de ser forte! Parar de sentir emoções e sentimentos! Eu não poderia ser fraca, teria de ter semelhante à uma máquina, um robô qualquer sei lá... Eu só não poderia sofrer. 

Eu nunca havia tido amigos, eu nunca soube fazer nada certo... Amigos... Família... Armin... Era tudo uma fantasia da minha cabeça! Eu não merecia viver, eu era idiota por amar! Eu era idiota por sentir sentimentos! 

Me vesti com extremo desânimo,uma blusa cinza com capuz e um short preto curto, coloquei meus fones e peguei meu celular, saí de casa eram 4 da madrugada, eu só queria tomar um ar, eu só queria tirá-los da minha cabeça! 

Saí observando os carros sem rumo algum, só queria que algum deles perde-se o controle e... Mas não, eu não poderia, chega de escuridão! Chega desse lado obscuro! Eu sempre o tive até conhecer os meus amigos, conhecê-los fez eu amá-los, e a amar a vida! Eles me amavam eu acho... Os meu amigos, a minha família... 

Voltei para casa e agora eu chorava, e percebi... Não era fraca por amar,por sentir sentimentos,não era fraca por chorar, eu era fraca quando queria desistir da vida, era fraca quando pensava que a solidão era a única amiga minha. 

Eu agora amava o Armin no final das contas, e iria tentar esquecê-lo, mas eu... Também descobri, não só ele mais agora,eu amava meus amigos, e eu havia mudado,no começo era uma névoa escura que me envolvia,porém,agora não há mais escuridão só há luz. 

A luz era o amor, era tudo o que eu tinha o tempo todo! 

Me deitei na cama,agora completamente aliviada, eu não era um robô, eu era a Rafaela, uma pessoa muito amada e que amava agora  ≧﹏≦.


Notas Finais


Gente desculpem qualquer erro ortográfico!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...