História No escuro você é a luz - Capítulo 46


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Dakota, Lysandre, Nathaniel, Professor Faraize, Rosalya
Exibições 19
Palavras 1.393
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 46 - Como se fôssemos uma família


Fanfic / Fanfiction No escuro você é a luz - Capítulo 46 - Como se fôssemos uma família

Acordei esperando encontrar a pequena dormindo, porém para a minha surpresa ela não estava lá, aonde estaria? Observei aos pés da cama uma bandeja com um café da manhã e uma carta a qual tinha uma flor em cima. Apesar de clichê era extremamente fofo,abri a carta enquanto mordia um cookie.

" Amor, fiz o café para você e espero que não tenha ficado preocupada e nem brava em relação à 'nossa filha', eu resolvi levá-la ao parque que há na praça perto da sua casa, venha após o café, eu e a nossa pequena estaremos te esperando. "

Sorri ao ler a carta, o Armin fazia com que meus sonhos de criar realmente uma família com ele parecesse mais real. Porém, pensar nisso é estranhamente uma atitude inútil e apressada, afinal só somos namorados à somente alguns meses. Mesmo assim eu parecia vê-lo como meu par ideal, o qual eu viveria para os  restos dos meus dias. 

Ignorei meus pensamentos e ao terminar de tomar o café, segui o conselho da carta. O Alexy por incrível que pareça tinha roupas minhas, na realidade ele havia comprado pensando em mim e aproveitei disso para tomar um banho e vestir uma dessas: Um short curto florido, uma blusa branca larga pois mostrava um de meus ombros pois a blusa era caída de lado e um tênis vermelho.

- Ficou bom em você Rafa - Ele disse entusiasmado entrando no quarto - Quem diria em? Que eu teria uma cunhada tão especial e que tem um corpo que fica bom em absolutamente tudo. 

- Onw! Que fofo senhor Alexy - Falei abraçando ele - Você é tão fofo que por pouco eu não troco o Armin por você - Falei brincando e o mesmo me apertou mais ainda. 

- Se  o Armin nos visse e se ele pudesse te ouvir surtaria - Ele comentou nos fazendo rir - Mas eu sou só tio da Beatriz mesmo, aliás que garotinha esperta não? 

- Sim, ela é esperta e encantadora - Peguei minha bolsa e beijei sua bochecha - Por falar nela,  irei encontrá-la agora e até mais senhor Alexy. 

- Até Rafa - Ele disse retribuindo o beijo porém na minha testa - Se cuide OK? Você sempre que resolve sair sozinha dá algum problema e eu não estou exagerando. 

Assenti com a cabeça e sai e fiquei pensando no quão ele estava certo, a minha vida ultimamente desde que conheci o Armin tem tido vários imprevistos. Claro, que alguns bons porém alguns extremamente ruins, e que colocaram a minha vida em pleno risco. Diante disso tentei ao máximo observar e tentar "me cuidar" como disse o Alexy. 

Cheguei à praça e observei uma cena linda: Além da praça já ser linda, haviam pássaros cantando e senhoras sentadas nos bancos jogando milhos à eles e conversando sobre a vida, enquanto crianças brincavam no parque e se ouviam muitas risadas e em meio aquilo, a dedicação de um pai com sua filha, lá estava o Armin empurrando ela do balanço e a mesma estava feliz e realmente pareciam uma família.

O que me fazia voltar aos pensamentos de quando acordei, o Armin... Realmente seria um bom pai? Ele parecia ter vocação para isso o que me dava um certo alivio. Observei a cena enquanto via um sorriso nascer em seu rosto quando me vira e fui até ele. 

- Fiquei com medo de que não viesse - Ele disse selando nossos lábios enquanto ouvia a Beatriz soltar um ''Onww" o que nos fez rir - E a nossa filha também estava com saudade da mãe, só faltava você - Sorri ao ouvir o "mãe".

- Isso é verdade mãe - Ela disse saindo do balanço e me agachei para abraçá-la, um abraço apertado - Vamos tomar um sorvete? Eu quero chocolate. 

- Eu aceito e vou querer de sabor creme mesmo - O Armin disse e pegou a Beatriz colocando-a em seus ombros e fez questão de me dar a mão para andarmos. Era engraçado e fofo aquela cena, e acho que quem tivesse naquele parque estavam realmente achando uma linda família e eu concordo que era. 

Fomos à sorveteria que ficava em frente à praça  e compramos os sorvetes, voltamos ao parque e o Armin retirou a Beatriz de seus ombros que estava brincando com seus cabelos me fazendo rir, e colocou ela no banco porém eu a pequei fazendo-a sentar no meu colo e o Armin sentou ao meu lado colocando a cabeça apoiada em meus ombros e um de seus braços me rodeiou e ficamos tomando sorvete e observando aquele dia ensolarado. 

- Podia ser assim para sempre né? Sem conflitos e como uma família...Você é uma gamer boa no jogo de ser mãe - Ele disse sorrindo. 

- Digo o mesmo de você só que no caso de ser pai obviamente - Disse e peguei um pouco do sorvete dele, afinal o meu já havia acabado. 

- Você deve comer mais que nós três juntos - Ele riu enquanto eu o olhei sério - Brincadeira amor. 

- Brincadeira... Se eu como tanto assim, um dia eu irei engolir a única pouca paciência que me falta e você verá o que é sofrer e perder uma bela partida besta - Disse e observei que quando o chamo de ''besta" ou até "idiota" é uma das maneiras mais sinceras de mostrar que eu o amo. 

- Você fica fofa sendo explosiva gamer - Ele sussurrou em meu ouvido e beijou o canto da minha boca em forma de carinho - Sinto que você é uma bomba que pode explodir à qualquer momento. 

- Ha ha ha senhor Armin - Disse emitindo um som imitando uma risada sarcástica - Você sabia que eu te odeio? 

- Você sabia que eu te amo? - Ele disse essas palavras que me faziam derreter por dentro, sinto que é impossível discutir com ele se cada palavra que ele diz me faz sentir daquela forma. E lá estava eu sorrimos novamente. 

- E vocês sabiam que são um casal fofo? - Disse a Beatriz entusiasmada em meio colo e eu e o nos entre olhamos e ele sussurrou sorrindo um "Nós sabiamos sim" e então começou a chuviscar - E vocês sabiam que nós vamos nos molhar?

Rimos enquanto a chuva continuava a nos molhar, uma chuva calma e com uma brisa suave, e para acompanhar o sol e um arco íris,o que fazia tudo parecer como um filme.

-Mamãe,papai quero ver se vocês me pegam! - Ela disse saindo correndo do meu colo e como eu e o Armin já estávamos molhados aproveitamos para correr atrás dela como uma família dos filmes. Corríamos e ríamos em sintonia até que conseguimos pegá-la e nos abraçamos completamente molhados e ofegantes.

- Você corre bastante pequena - Reclamei e o Armin ria da minha situação deplorável - E eu só não te mato Armin pois estou cansada...Não queria que esse dia tivesse seu fim,amanhã sua mãe volta pequena.

- É mesmo - A Beatriz disse e um silêncio triste e vazio invadiu aquele momento.

- Continuaremos a ser uma família ué - Disse o Armin levantando nosso ânimo - Ainda teremos essa boas lembranças e poderemos continuar a criar mais lembranças.

- Tem razão amor - Disse selando nossos lábios frios devido a chuva e peguei a Beatriz no colo - Acho que todos nós temos que tomar um banho para não pegarmos um resfriado daqueles.

Disse e então voltamos de mãos dadas para casa encarando a chuva calma e o vento fraco e aproveitando a luz do sol que esquentava somente um pouco, porém o suficiente.

Na casa do Armin nós tomamos um banho quente e fomos ver um filme de romance o qual a Beatriz dormiu no meio e ficamos somente eu e o Armin bebendo leite quente e comendo cookies,abraçados,com a Bia no colo e cobertos por um cobertor naquele frio. Era inexplicável a sensação de um abraço apertado ainda mais do Armin, era como se os abraço dele fosse o meu refúgio diante o frio.

Porém, acabei dormindo em seus braços e o mesmo me levou até a cama e depois pegou a Bia e então cobriu nós duas.Ele então a abraçou e então me beijou na bochecha sussurando um " Espero que esteja tendo bons sonhos amor".

 

 

 

 

                                                                                   

 

 

 


Notas Finais


Capítulo fofinho para vocês.
Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...