História No mundo da lua - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Romance, Universo Alternativo
Visualizações 2
Palavras 1.837
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Quem sabe amigos?


Acordei com batidas na porta percebi que enquanto estudava acabei dormindo, ainda com preguiça abri a porá e vi que era Akemi.

Akemi- vem logo!

Fiquei sem entender, mas acompanhei-a.

Akemi- nos termos que encontrar essa maldita caixa pra você começar os estudos logo- ela abriu um portal

-essa história de novo não...

Akemi- olha só entramos em uma floresta, seja o mais silenciosa possível.

 -ok...

Akemi - se abaixa!- no mesmo momento fiz o que ela havia pedido então um bicho completamente estranho passou pelo céu atirando flechas, mas eu consegui desviar.

Akemi apenas atirou um tipo de pedra naquele ser estranho e ele caiu no chão aparentemente sem vida nos aproximamos e confirmarmos

Akemi- esse é um robaye​, uma espécie de pássaro gigante, porém carnívoro eles tem um pouco de racionalidade sendo assim muitos deles utilizam armas roubadas ou produzida por eles, pega isso- ela disse me dando um tipo de arco com algumas flechas, o arco era preto com detalhes dourados em suas pontas, haviam pequenos detalhes em torno de todo o arco, mas faziam o mesmo ser único, era lindo, as flechas também na coloração de preto com as pontas em dourado, peguei um tipo de mochilas que estava nas costas daquele bicho que eu mal lembro o nome dentro dele haviam mais flechas mas pareciam infinitas

Akemi- é um tipo de magia... Faz as coisas se tornarem infinitas, bem eu não sei se você sabe manusear isso, mas e melhor aprender se não quiser morrer.

-não me subestime,  se você acha que no mundo humano eu fiquei apenas lamentando não ser igual aos outros está imensamente enganada eu aprendi algumas técnicas de luta, algumas com armas também

Akemi- então mostre o que sabe- ela disse apontando para trás de mim eu nem sabia o que me aguardava me virei é um tipo de gigante, ou seja, lá o que aquilo era, estava atrás de mim

Atirei flechas no olho do mesmo, enquanto o mesmo estava sem enxergar, escalei rapidamente para uma árvore pulei da mesma dando um chute no pescoço do gigante bem em um ponto vital fazendo assim ele cair.

Akemi- Você é boa, me desculpe ter sido tão grosseira antes, mas eu fiz isso só pra você ficar "bolada" e sair na voadora-a maneira que ela falava era engraçado que me fez começar a rir.

Procuramos por horas a maldita caixa, já estava a noite então não encontramos, Akemi abriu um portal e me chamou:

Akemi- vamos?

-ok- eu respondi, mas acabei ficando para trás, algo havia me chamado a atenção, era o brilho da lua, quanto mais tempo ali observando eu ficava mais atraída eu me sentia.

Akemi- Kássaia?

Tudo ao meu redor foi desaparecendo, e eu me deixei levar era como se eu estivesse voando em direção ao brilho que tanto me chamava, podia ver símbolos aparentemente letra circulando-me após isso uma luz surgiu, fazendo minha visão se embaralhar                    

~ visão Akemi ~

A garota estava rodeada por letras, eram como a grafia do passado então uma luz surgiu e ela foi trazida calmamente ao chão, Kássaia estava com a aparência completamente mudada,  ela tinha asas completamente iguais a de um belo corvo, seus olhos de um preto azulado passaram a ser brancos, um tanto quantos translúcidos, pareciam lindas pérolas, observei e percebi que abaixo de sua orelha haviam, coisas parecidas com brânquias de peixe era estranho, ainda completamente assustada peguei a menina em meus braços e me teleportei para a enfermeira, Kristian estava lá como sempre

-me ajuda- disse completamente cansada ele tomou a garota em seus Braços e a deitou sob' a cama

~ visão Kássaia~

Acordei me sentindo diferente, minha visão, olfato e outros estavam diferentes.

Kristian- como se sente?

-er... Acho que bem, normal por quê?-percebi que Guilherme estava com um olhar sobre mim é uma garota com o olhar completamente igual ao dele também, um garoto de cabelos azuis que era um tanto quanto estiloso estava em uma cadeira parecia estar aguardando algo.

Kristian- então não se lembra?

-me lembrar do...

Guilherme- a energia dela esta oscilando muito...

Kristian- vital ou mística?

-pera, Mística?  Eu consegui?-olhei a mim mesma e percebi  eu estava diferente... Não me Assustei, pois já aguardava isso apenas respirei fundo e tentei colocar os pensamentos no lugar.

Kristian- calma, respira fundo, o que está de diferente fora sua aparência física?

-minha visão, acho que meus sentidos estão mais apurados

Kristian- Alexy, você teve os mesmo sintomas, porém a sua aparência física não mudou muito... - o garoto de cabelo azulado levantou e se aproximou de todos, constatei que o nome dele era Alexy ou algo do tipo.

Alexy- oi Er... Eu não sou muito bom em apresentações-ele disse colocando a mão sobre a nuca- mas eu sou o Alexandre se quiser pode me chamar de Alexy, como todos, eu não sei muito sobre você e vice versa, porém eu sou meio que a reencarnação de Esthefan, quando eu ''retomei minha alma" eu tive as mesmas coisas, mas a minha aparência não mudou muito, E estranho... Quando eu quero voltar ao normal eu simplesmente penso em mim mesmo sem a transformação, isso pode ser útil pra você.

-obrigada

Kristian- vamos lá, tente-assim ele disse isso pensei, senti meu corpo mais leve então percebi que havia conseguido- ótimo eu vou estudar um pouco e analisar se isso é prejudicial a você, 

Todos foram embora e eu acabei passando a noite na enfermaria, eu devo ir às aulas amanhã então tenho que me preparar.

 Enfim, no dia seguinte fui para as aulas cujo começavam as 10:30 e acabavam as 15:40 com intervalo para o almoço as 12:30,   

  Entrei na sala e poucas pessoas pareciam ter chegado, olhei ao meu redor e eram cerca de 30 carteiras devem ser quase 27 alunos nessa sala, fui "separada" de meus pensamentos ao ver que um professor entrava na sala, ele era parecido com Akemi, cabelos castanhos claros, e olhos acinzentados era a cópia masculina da mesma.

XXX- bom dia, bem pelo que vejo temos dois alunos novos, meu nome é Bernard, sou o professor de matemática e também irmão de Akemi, não temos tempo para apresentações então saibam o nome de seus novos colegas através da chamada, quando eu pronunciar o nome de vocês, por favor, se levantem obrigado-ele começou a chamada, e eu aqui pensando que só pelo fato de estar em outro planeta, literalmente ia me livrar dessa maldita matemática doce ilusão...

Bernard- Akyo-uma garota de cabelos longos e negros como a noite se levantou, e assim foi, Bernard foi o único professor que eu não conhecia, após foram Akemi, que era a professora de história e Kristian professor de biologia, as aulas de Akemi eram as mais descontraídas, nem parecia aula de história e sim de temas completamente drogados assim como a mesma ela e legal, enfim fomos para o intervalo, eu mal sabia pra onde ir então do nada Akyo e Alexy me puxaram para uma mesa que eu mal sabia onde era então uma garota completamente fofa que estava na mesa disse:

XXX- com o tempo você se acostuma esse daí são dois bêbados, ah, que ignorância a minha, bem meu nome é Daisy Lowet por que todos não se apresentam? -ela disse olhando para as pessoas presentes

Alexy- EU PRIMEIRO!- ele disse tão alto que chamou a atenção de todos, Principalmente os desconhecidos, enquanto Akyo começou a rir como uma maluca, chamando ainda mais atenção.

-puta merda

Xxx-esses aí são mestres em chamar atenção, creio que você já os conheça bem eu vou me apresentar meu nome é Stefany mais a maioria me chama de Fany.

-sem querer ser mal educada, mas... Você meio que se parece com o Guilherme...

Fany- todo mundo fala isso... Bem já me acostumei afinal sou uma yukine também- ela disse passando o braço por Guilherme e dando um “cocão” nele enquanto ele revirava os olhos de ódio

Alexy- se eles não fossem tão parecidos, como irmãos eu shippava- ele disse praticamente em susurro  pra mim, sorri um pouco sem graça ao lembrar da história do Guilherme, ele tem uma irmã perdida a Alexy fala brincando mas eles podem ser irmãos

Alexy- "oxi" o que foi? Eu não falei por mal, já que eles são apenas amigos eu shippo você​ com ele.

-A-Alexy! Você deu sorte de falar isso baixo e mãos sorte ainda de ninguém ter escutado mas se você falar mais alguma coisa assim a próxima coisa que eu vou "shippar" vai ser a minha mão com a sua cara tá bom?

Alexy- TPM tá "braba" hein?

Fany- o que vocês estão cochichando?

-hm​, não é nada né? ALEXY?

Alexy-é isso mesmo claro que e, quer dizer que não é, ou era, AH EU NÃO SEI DE  N-A-D-A

XXX- credo, de uma hora para a outra isso virou um interrogatório? Bem meu nome é Gore, mas a maioria me chama de Kira, não pelo anime death note mas sim pelo meu sobrenome- ele era um tanto quanto sombrio, seus cabelos eram negros, um pouco puxado para o azul escuro e o mesmo tinha uma franja lateral que tapava um dos seus olhos

Xxx e Xxx- olá! - eram um menino é uma menina, ambos de cabelos longos e prateados, a pele deles não era clara Muito pelo contrário ou melhor o contrário do contrário eles eram completamente pálidos, a garota tinha uma franja no olho e parecia ser um tanto quanto simpática, o garoto não tinha franja nem nada, deixava o cabelo solto por trás da orelha ele tinha a pele um pouco mais pálida do que a da garota

Akyo- por que demoraram tanto?

Xxx-o retardo aqui teve que ir com a irmãzinha ver o novo lançamento de ''damasco da noite''- o garoto disse fazendo uma voz um tanto quanto engraçada

*- NAO E DAMASCO E SIM DAMAS SEU TAPADO- todas as garotas gritaram menos eu e Akyo

Kira- aí ai mulheres...

*- EU TO AQUI TAMBÉM LESADO- eu e Akyo dissemos em uníssono

Alexy- “aí ai mulheres” parte dois

Fany- coitada, a Kah não deve estar entendendo nada, bem esses malucos aí são os "Ks" eles são irmãos gêmeos Karoline, e Kastiel os meninos ficam zoando ele de Pastiel, e ela de makarroline, mas você que sabe.

Alexy- e eles dão muita risada?

-han?

Alexy- já que eles são os Ks e que Ksksksksksksks

Fany- menos Alexy, bem menos.

-o Alexy já conhecia todo mundo aqui? Sabe ele não parece ser novato...

Akyo- é que ele tá aqui a mais ou menos um mês e por causa de umas tretas ele só começou a estudar hoje

Daisy- o seu nome e Kássaia né? A gente pode te chamar de Kah?

-claro

Alexy- era ksksks agora é kahkahkah

-gente eu vou esmurrar ele pode?

É assim seguimos ate o fim do dia, foi legal mas eu ainda não tive a oportunidade de conhecer todos da sala assim que sai da sala percebi que Kristian estava me chamando fui até sua sala


Notas Finais


um beijo e um queijo!

ate o proximo capitulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...