História No One Colors - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Capítulo Único, Cores, Drama, One-shot
Exibições 11
Palavras 674
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oii, este será a parte do ponto de vista do Thomas sobre a situação anterior..
Espero que gostem e me digam se devo fazer o ponto de vista de outra pessoas.
Bjs de morango, boa leitrua e até as NFs <3

Capítulo 2 - Two Shot


Fanfic / Fanfiction No One Colors - Capítulo 2 - Two Shot

Thomas POV.

"Para sempre, nós seremos jovens

Pétalas voam, rodopiando como a chuva

Vagando pelo labirinto da vida

Para sempre, nós seremos jovens

Mesmo que eu caia e me machuque

Eu continuo correndo, rumo ao meu sonho"

Young Forever, BTS

 

Eu já fui a pessoa mais feliz do mundo, mas a 3 anos, eu deixei de ser feliz. Vou explicar mais ou menos como tudo aconteceu:

Minha vida sempre foi das melhores, sempre tive amigos ao meu lado, sempre tive tudo o que quis. Definitivamente era tudo perfeito, até que um boato de que meu antigo amigo Pedro fez algo ruim relacionado a mim, e então, tudo e todos se viraram contra mim. Meus pais me expulsaram de casa, meus amigos saíram de perto de mim, e eu virei um idiota. Mas o que ele disse de tão grave? Um primo meu tinha sido assassinado há pouco tempo, e Pedro disse que eu, um garoto de 12 anos, tinha matado ele. Pois é, isso realmente aconteceu. Eu tive que sair da minha casa por um motivo ridículo e ir morar em uma casa alugada, mas sorte que o dono daquele local me deixou viver por lá. Eu fiquei um bom tempo lá, mas resolvi pensar um pouco e decidi que iria o fazer pagar na mesma moeda. Uma garota do meu colégio tinha se matado, e então eu espalhei o boato de que Pedro tinha sido o motivo pelo ato. Todos correram para o meu lado, e então eu fui novamente cercado de amigos e meus pais me aceitaram de volta para casa. Eu estava tão irritado com Pedro, que nem notei que tinha colocado outros amigos, como Alice, Mariah e Verônica no meio de tudo.

Mariah, Alice e Pedro se mudaram depois de 1 ano, por não suportarem as ofensas e rebaixamentos dos outros alunos, sobrando apenas Verônica no meio de tudo aquilo. Tudo melhorava a cada dia para meu lado, eu ficava cada vez com mais garotas e cada vez mais alunos andavam comigo e Nicolas, um antigo amigo. Eu era um galinha. Namorava Jennie, uma menina do meu prédio, mas eu não gostava dela. Elisa e Maria Júlia eram duas putas, sério. Depois que os amigos de Verônica se mudaram, eu e os meus amigos zoavamos ela, enquanto várias garotas da escola batiam nela. Eu tinha 13 anos, e nunca notei toda a dor que ela sentia. Quando Pedro se mudou, eu resolvi jogar meu peso na Moura, e espalhei que o garoto tinha se mudado por causa dela. Eu sabia que era errado, mas o que eu podia fazer? Não deixaria ela tomar meus amigos, foi muito difícil conquistar tudo aquilo. A garota sofria, mas eu só ria daquela situação, como um psicopata.

Foi depois de 2 anos que eu fui finalmente perceber o que eu fazia. Eu havia transformado aquela escola em um exército contra Verônica Moura. Jennie tinha se virado contra ela, mesmo de ter a feito sofrer tanto. Resolvi finalmente me desculpar com a Moura.

Thomas Barbosa: Verônica, sei que isso é impossível, mas me perdoa. Sei que fiz muita merda com você, mas eu sempre fui seu amigo. Nicolas e eu não somos mais amigos, por causa das coisas que ele fazia com você. Sei também que não vai acreditar em uma palavra, mas que eu sempre gostei muito de você. Espero que possamos ter nossa antiga amizade de volta.

Thomas Barbosa: Nicolas, cansei de tudo que nós fizemos, cansei de fazer o que fazemos com a Verônica. Diz adeus pra mim se não quiser fazer o mesmo.

Nicolas Costa: Adeus Thomas.

Estávamos de volta à sala, depois de tanto tempo. Eu tinha mudado de sala, na verdade. Para sala de Verônica, Pedro, Alice e Mariah. Sim, está certo. Os três estariam de volta hoje. Eu guardava lugar para todos, incluindo Nicole e Wendy, amigas de Veh. Quando todos chegaram, dividimos o que não sabíamos uns dos outros, e como Veh disse, eu tinha finalmente voltado a enxergar o mundo sem as cores do outono, secas.


Notas Finais


Bom, espero que tenham gostado do ponto de vista do Thomas. Sei que foi mais curto, mas foi mais ou menos como ele se viu em meio aquela situação.
Espero que tenham gostado, qualquer erro me avisem.
Bjs de morengo e até a próxima :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...