História No One's Gonna Take My Soul Away - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally Brooke, Camila Cabelo, Camren, Dinah Jane, Lauren Jauregui, Normani Kordei
Exibições 91
Palavras 1.702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então, como prometi, mais um! Agora está um pouco parado pq eu preciso desse tempo para algumas coisas começarem a acontecer, então paciência!

Boa leitura.

👻

Capítulo 6 - Estudos E Coordenadas.


Lauren se encolheu soltando a mão de Camila, a menor desviou de seu olhar corando fortemente. Passe o tempo que for, ela nunca iria se acostumar com isso. Lauren a encarava de forma intensa, e ela já estava ficando totalmente sem jeito.

- Bom... Eu gostaria de falar algumas coisas. - Camila começou - Na verdade, acho que explicar, seria a palavra mais certa. - Lauren concordou enfiando suas mãos dentro de sua jaqueta. - Eu sei que tenho feito coisas más... Porém, não é nada de propósito. Eu só me sinto fora de mim na maioria do tempo, é como se não fosse realmente eu, entende? Algo maior, eu não sei... Toma minha mente de uma forma que eu nem consigo pensar... Naquele dia, eu nao pensei, eu lembro de senti raiva e tudo ficar turvo... Lauren eu... Eu - Camila tentava se explicar, sua mente corria para tantos assuntos, como ela não poderia ser mais ela? O que havia mudado? Elizabeth. Era a resposta de tudo, para tudo. As duas eram uma só, e Camila sentia o peso disso, sabia que sua parte furiosa e descontrolada não era dela. E como explicar algo que ela mesma não entendia?

- Você se encolhe e a parte mais forte, digamos "maior" que você... Toma conta de todo o resto. - Lauren concordou e Camila a olhou de forma curiosa.

- Conhece a sensação? - Perguntou esperançosa.

- Sim. Eu tenho todo esse pânico, toda essa raiva guardada aqui. - Lauren desviou do olhar curioso, e deixou seus pensamentos voarem longe. - O que eu sempre quis foi alguém que me entendesse e não ficasse com medo ou inseguro em relação a isso...  E eu acabei não entendendo você, nem ao menos tentando. - Camila encarou a maior - Você tem medo de mim?

- Não. Eu confio a minha vida a você... Como já fiz antes. - O silêncio tomou conta e as duas apenas se encaravam de forma frenética. - Eu sei que sente raiva, e melhor que eu, Alex sabe disso... - Camila rio sem graça e Lauren fez o mesmo. - Você também não consegue controlar...

- Qual a diferença entre você e eu? - Lauren perguntou.

- Você é algum tipo de psicopata masoquista e eu tenho dons sobrenaturais e sou uma doida varrida? - Lauren rio de forma baixa negando com a cabeça.

- A diferença é que você é boa... Mesmo se perdendo por alguns instantes você sabe que não é ruim, que não faria nada a ninguém de forma premeditada, sabe que se um dia machucar não vai ser você alí. Apesar de tudo, sua mente está perturbada, e não o faria se não estivesse em teste.

- Você não é assim? O que tem em sua mente? Porque não se abre para mim Laur? - Aquilo foi a deixa para o coração de Lauren quebrar mais uma vez. Tantas perguntas, ela mesma não sabia tais respostas. - Não confia em mim?

- Confio a minha vida a você. - Lauren tocou o rosto de Camila se aproximando para unir suas testas.

- E qual o problema? - A menor perguntou sem entender. O que Lauren escondia tanto?

- Se você souber... Vai embora, e eu não quero que vá. - A maior contornou o polegar nas bochechas agora coradas.

- Acha mesmo que tem algo que pode ser pior que tudo isso? - Camila suspirou fundo - Olha onde eu meti vocês... Nunca vou me perdoar por isso.

- Você tirou a gente daquele inferno. Se não fosse você, ainda estaríamos lá, ajoelhadas com ave Maria. - Lauren beijou a testa de Camila, a mesma fechou os olhos sentindo o carinho. - Você nos trouxe a realidade, a chance de ter uma nova vida... Quando tudo isso aqui acabar, todas nós vamos viver livres, como sempre desejamos, e você nos deu isso.

- Quer estar livre de mim, Jauregui? - Camila abraçou Lauren de forma forte e apertada.

- Nunca. Estar com você é tudo o que eu mais quero. - Lauren aprendeu em seus braços.

- Me perdoa por favor... - Camila soluçava no pescoço de Lauren, abraçando como se não a quisesse soltar nunca mais. - Eu não queria te machucar, eu nunca faria isso com você... Me desculpa? 

- Hey, Hey! Calma... - Lauren confortou a pequena em seus braços. Deixou seus dedos brincando com os fios longos, enquanto pensava no quão sentiu falta disso. - Eu sei que não queria, ninguém quer isso. Não precisa se desculpar, vamos entender isso juntas, vamos lutar juntas. - Lauren separou o abraço e encarou a menor. - Sua irmã está bem e vamos encontrar ela, juntas.

- Eu amo você. - Camila encarou os olhos verdes.

- Eu te amo muito. - Lauren sorrio abertamente, estava em paz de novo, como queria estar, como deveria ser. A maior beijou o canto dos lábios de Camila, sorrateiramente deixou sua língua amaciar os lábios carnudos para então empurrar para dentro, Camila permitiu passagem e deixou que Lauren a levasse em um beijo apaixonado e calmo. A maior desceu suas mãos pela coluna da outra, fazendo um carinho por dentre do tecido do casaco. Camila arfou deixando sua mão descer para dentro da blusa de Lauren. A mesma tocou o abdômen liso com a ponta dos dedos, trilhando de cima a baixo, deixando que seus dedos quentes tocassem a pele fria. Lauren soltou um grunhido, mordendo o lábio inferior de Camila como resposta. Bingo, ponto fraco. Em um toque mais ousado, Lauren deixou suas mãos descerem, enchendo suas palmas com as nádegas fartas e macias. Camila gemeu de forma rouca, e Lauren se acendeu ainda mais. - Sinto sua falta... - Lauren beijou o queixo da menor, mordendo em seguida. Ela arrastou sua língua da ponta até o pescoço, sugou o ponto de pulso, puxando a pele entre os dentes.

- Laur... Não dá, não aqui, não agora. - Camila gemeu, já estava mole e completamente entregue, mas sabia que não era momento para isso.

- Sim, eu entendo. - Lauren lhe deixou um selinho demorado, e se afastou arrumando sua blusa, a maior segurou firme a mão de Camila, entrelaçando seus dedos nos da mesma. - Vamos entrar? Está frio aqui.

- Vem, vamos! - Camila sorrio e puxou Lauren, as duas andaram juntas para dentro da casa.

Na chegada, Lauren puxou o "resto" da porta, a lareira estava acesa, Alex lia algo sentada encima de sua mochila, Normani cochilava no colo de Dinah, e Ally estava encolhida no meio das duas. Camila sorrio com a cena, mas logo sentiu seu peito apertar, nenhuma delas mereciam isso.

- Não se culpe, estamos aqui por você, somos uma família. - Lauren apertou a mão de Camila, a mesma sorrio sentindo um pouco mais de conforto.

- O casalzinho pode vir aqui? - Alex debochou e Lauren fechou a cara. Camila revirou os olhos e caminhou enquanto puxava Lauren consigo. Lauren se arrumou no chão, sentando na frente de Alex. Camila sentou em seu colo, se aconchegando na maior.

- O que houve Alekie? - Camila perguntou curiosa como sempre.

- As coordenadas mostram a cidade, se você as inverter mostra o local exato onde Anna está, ou queria que pensássemos que está. - A loira escreveu alguns números riscando outros, esticou o papel para Camila, a mesma olhou encarando com cautela.

- É um mapa... É onde Sofia está? - Camila perguntou esperançosa, seu coração acelerou tão rápido que ela poderia jurar que estava doendo.

- Eu não teria tanta certeza... - Lauren comentou um tanto insegura, apertou a cintura de Camila tentando dar algum conforto. - Vamos com calma ok? Não queremos estragar tudo...

- Quando o dia clarear nos vamos checar, não se preocupe com isso. - Camila enfiou o papel no bolso e fez cara de pensativa, sua irmã está mais perto do que ela imaginava. - Vamos encontrar ela...

- E estou louca para por minhas mãos naquela vadia miserável. - Alex comentou cerrando os punhos, dessa vez ela a mataria e cortaria seu corpo em pequenos pedaços, para em seguida queima -los. Mas claro, só por precaução.

- Onde aprendeu essas coisas, Gherkin? - Lauren perguntou tentando tirar a atenção do assunto.

- Estudos vitorianos, meu pai estudou na Alemanha, conheço os astros e a terra, cursos decodificados, bla bla bla, sou bem formada, tenho várias faculdades. Bobagem de riquíssimos que não sabem o que fazer com tanto dinheiro... Laur, sabia que ela é bem velha? - Lauren fez careta.

- Está debochando de mim? - Alex perguntou para Camila. - Eu não sou velha!

- Oh não, eu agradeço por usar sua esplendorosa esperteza para me ajudar senhorita... - Camila acenou com charme e cortesia, Lauren rio da palhaçada e Alex bufou.

- Vai para o inferno Camila. - A loira fechou a cara.

- Quantos anos você tem? - Lauren perguntou encarando a loira. 

- Alguns a mais que você, nada de mais. - Alex respondeu sem desviar. 

- Ela tem 24! Velha! - Camila falou sorrindo, Lauren fechou a cara pensando.

- Não tem vergonha de ficar dando encima de garotinhas de 16? - Lauren debochou se referindo a Camila.

- Na verdade, a que eu tenho em mente fez 18, mas de qualquer forma, talvez as "garotinhas" estejam entediadas por brincar com as da sua idade. Você sabe... Mais experiência melhora a qualidade, pergunte a ela. - Alex sorrio jogando uma piscadela para Camila.

- Não seja ridícula! - Lauren falou mais alto tentado se levantar, Camila que estavam em seu colo levantou-se primeiro e puxou Lauren pela mão. 

- Parem com isso, vocês sempre começam brigas por conta de comentários infantis e idiotas. - Camila olhou uma a outra.

- Ninguém aqui vai brigar Mila... Pode ficar tranquila. - Alex pegou seus papéis e livros, voltou para suas anotações.

- Quer explorar o resto da casa? - Lauren perguntou encarando a namorada, ignorando totalmente a presença da loira.

- Tenho escolha? - Camila fez bico.

- Definitivamente não... - Lauren sorrio arrastando a namorada. Explorar a casa poderia ser bom, mas também poderia trazer maiores problemas.


Notas Finais


Comentários? Até logo meus amores

👻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...