História No place like home - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Madara Uchiha, Obito Uchiha (Tobi), Pain, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shisui Uchiha, Tsunade Senju, Yahiko, Zetsu
Tags Deidara, Hidan, Hinata, Ino, Itachi, Jiraya, Kakuzu, Kisame, Konan, Madara, Naruto, Pain, Painkonan, Sakura, Sasori, Tobi, Tsunade, Yahiko, Zetzu
Visualizações 20
Palavras 1.041
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yooooo mais um capítulo pra vocês lol

Espero que gostem :3

Bom vamos ao que interessa lol

Capítulo 2 - Primeiro dia de boa


~ Povs Konan ~

- tudo bem! Todos entrem no carro em fila, em ordem e devagar – um por um aquelas crianças entraram no carro, no meu lindo e maravilhoso carro, pelo menos organização eles tem

- senhora Konan – aquele moreninho tava puxando minha calça se não me engano deve ser o Itachi

- o que foi? – falei seca e ríspida não vou deixar vacilar por que o que eu sei sobre criança é um vacilo e elas se acham o dono do mundo

- posso ir na frente com a senhora? – falo com cara de cachorrinho que caio do caminhão de mudança

- não! Eu vou na frente! – falou o loirinho, ótimo estou vendo bagunça chegando

- eu vou na frente ta legal? – ótimo agora o albino se mete também eu não mereço isso, eles começam a discutir quem vai na frente, observo Hinata e Yahiko de longe só observando *eles bem podiam me dar uma mãozinha* reviro os olhos e percebo que a discussão ainda continua

- EEEEIII! Chega! – os três levam um susto e param imediatamente vejo ate a Hinata e Yahiko arregalarem os olhos – ninguém vai na frente vocês ainda são de menores – falei seria eles fizeram uma cara de emburrados e foram pro banco de trás *mimados*

- não entra todo mundo aqui – fala o ruivo empurrando o moreno olhando para mim

- sentem um encima do outro – eles me olharam com cada de “que?” e eu devolvi com uma cara de “ainda estão com essa bagunça?” e assim eles se sentaram um encima do outro e o cominho todo foi em silêncio, só que não ne? Fala serio eles não calam nem por um minuto? minha paciência não era das melhores, chegamos com minha paciência nos último em para o carro e deixa eles na rua e ir embora, claro que ia mandar alguém busca-los ou eu mesmo ia volta de longe avistei uma van familiar *eles estão de sacanagem comigo só pode* parei atrás dela – desçam e me esperem na porta, eles desceram e os que saíram por último nos dois lados bateram forte – à uma geladeira pra vocês em – olho mortalmente e eles se desculpam, vejo que na van tinha um bilhete no vidro

“querida Konan * quando começa assim não é coisa boa* te desejo toda sorte do mundo com as crianças, deixei essa van e várias outras coisas na sua casa que você pode precisar

Com amor Tsunade”

- ei cuidado! Não olha pra onde anda não? – o albino já estava brigando de novo *sorte e paciência ne Tsunade*

- ele é só um bebe Hidan mal sabe andar direito – o moreno fala com toda tranquilidade *então o albino é Hidan, tenho que decora logo* abro a porta de casa e dou passagem a eles que entram impressionados

- uaaauu que lugar enorme – olhavam pra todos os lados

- não toquem em nada a única área livre pra vocês e entorno daquele tapete – apontei pro tapete que ficava em baixo do sofá e da estante da TV, não tirem nada do lugar e não banquem o curioso, essas são umas das regras que eu ainda estou pensando em outras, cumpram com elas e viveremos em paz – falo indo no meio da sala

- achei que estávamos atras de um lar não uma prisão – fala o loiro emburrado, será que estou pegando pesado demais? Decidi ignora isso, avisto uma caixa num canto e vou ate ela tinha varias coisas lá para as crianças e vejo algo – vocês ainda tomam mamadeira? – olho com cara de “serio isso?” Eles ficam com a cara de “qual o problema?” *pufff eu não mereço* - só falta vocês usarem fralda – todos negam com a cabeça mais logo se viram e olham pro menininho com uma máscara que deixava só a boca de fora e um olho com uma chupeta e eu o olho com cara de tacho

Depois de umas horas estávamos tudo de boa quase nada quebro na minha sala e estavam bem distraídos com os brinquedos que veio na caixa, já estava tarde e eu tava exausta uma boa noite de sono seria ótimo, vou ate a cozinha preparar o leite para eles e coloca-los pra dormir, fiz um umas camas improvisadas para eles pra pelo menos uns dias ate eu conseguir fazer um quarto decente pra eles que é o que eu menos queria torcendo pra não ficarem muito tempo comigo, leite pronto para ser servido *acho que não esta muito quente* testo no meu pulso e estava na temperatura ótima

- ai! Venham busca suas mamadeiras – e um por um pegaram e foram no sofá se deitar e assistir TV estava passando um desenho bobo, sento por perto e espero eles dormirem o que demorou pra caramba eu estava quase dormindo na poltrona mais graças a Kami eles dormiram *eu devia ter dado a mamadeira na cama deles* como única opção que me restava era carregar eles ate o quarto foi isso que fiz, um por um fui levando quando estava no penúltimo o moreno acorda – que bom que acordou assim não vou ter que carregar você – ele fica me encarando com uma cara estranha *eu em* - vem vamos ate quarto – pego no colo o penúltimo e levo ele sendo seguida pelo moreno – pronto todos em seus lugares – falo baixo pra não acordar os outros e o moreno ainda me olhava com a mesma cara – o que foi em? – ele nada responde só desvia o olhar – OK então durmam bem – quando eu ia apagar as luzes fui chamada

- não senhora Konan! – fala meio baixo – não apague as luzes, Kisame costuma ter pesadelos assim – fala meio tímido

- tudo bem, vou deixa esses dois abajur ligados pode ser? – falo ligando os dois e ele confirma com a cabeça eu ia saindo mais ele me chama de novo – o que foi?

- o-obrigado – ah? Obrigado? Foi que eu ouvi?

- pelo que? – pergunto confusa

-por, por nos dar um lar, a tia Kuro nos disse que sempre devemos agradecer as pessoas que tentam nos ajudar – uau por essa eu não esperava agora sim me lembrei que tenho coração

- é apenas temporário moreno – falo e logo saio apagando as luzes o deixando lá

Continua...


Notas Finais


E então gostaram? Continua? Vou sim próximo capítulo já em andamento :3

Qualquer erra ou bug me avisem OK?

Comentem lol incentivos e críticas são sempre bem vindo :3

Um abraço de urso <3 e tchau tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...