História No Pressure - Capítulo 70


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Obsessão, Possessivo, Violencia
Visualizações 507
Palavras 1.004
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 70 - Nega a paternidade


Fanfic / Fanfiction No Pressure - Capítulo 70 - Nega a paternidade

Caminhei até a sala vazia com Jazzy em meus braços, me sentei no sofá confortável e coloquei a mamadeira na sua boca e suas mãozinhas seguraram fazendo tomar com certa pressa. Continuei a colocar o pano com gelo na sua testa, respirei fundo emburrada ao ver Justin passar pela sala.

 

Justin"depois que você alimenta essa peste, espero você no meu escritório"falou autoritário

 

Nina"pra que?"falei sem mesmo o olhar

 

Justin"seu comportamento nessa casa"assenti

 

 

(...)

 

 

Tinha acabado de colocar Jazzy para dormi, no momento estou de frente a porta do escritório do Justin. As chances dele me bater são altas, mas sem provocar posso sair dessa ilesa. E também ele tinha acabado de sair de uma reunião com os meninos, espero que ele me releve.

 

Dei duas batidinhas na porta, minhas mãos estavam suando, porque diabos ele não falou do meus afazeres na sala mesmo.

 

Justin"entra"

 

Rapidamente abri a porta e passei por ela, olhei para onde ele estava e fechei a porta devagar. O mesmo estava sentado na sua cadeira e digitando algo no seu Notebook.

 

Nina"o que..."me pronunciei

 

Justin"cala a boca, eu pedi para você vir falar comigo mas calada"falou com seus olhos ainda grudados no Notebook

 

Nina"você não pediu não, você exigiu, fala logo"me sentei na poltrona a sua frente

 

Justin"eu não quero ouvir mais um choro daquela sua filha, você só está aqui em cima por causa dela"dei de ombros

 

Nina"realmente nem sei o que eu faço aqui, me deixa livre Justin"finalmente seus olhos caíram sobre os meus 

 

Justin"você quer o divórcio Nina?"perguntou com um sorriso enorme nos lábios

 

Nina"sim, tanto faz, eu só não sou mais útil para você"

 

Justin"eu casei com você por um propósito, você Nina me pertence, nos dois vamos levar o nosso casamento para o túmulo"

 

Nina"você é doente"

 

Justin"você agora começa limpando todos os meus carros, um arranhão juro que um tiro no seu pé"cruzei meus braços o olhando debochada

 

Nina"vai me deixar lavar seus carros?"olhei divertida

 

Justin"vinte carros Nina, fácil, só por fora um arranhão já sabe"assenti

 

Nina"e depois?"

 

Justin"limpar a casa, começando"franzi as sobrancelhas

 

Me levantei da cadeira desconfiada, estava até sentindo uma pontinha de medo. Mas sai da sua sala indo para sua garagem, só jogar água e...

 

Gigi"vim recepcionar seu trabalho"

 

Virei todo meu corpo podendo encontrar a mesma escorada na parede ao lado das chaves dos carros.

 

Nina"não preciso"

 

Gigi"você não vai querer arranhar o carro, num é mesmo?"apontou para os objetos de limpeza apropriados para carro

 

Nina"ele não vai atirar em mim"falei confiante

 

Fui em direção a mangueira, olhei para os carros por onde vou começar. Gigi estava rindo de mim, o que essa doida queria?

 

Gigi"você acha que o Justin ainda te ama, se toca garota, ele tá caidinho pela Lindsey"sorri de lado assentindo

 

Nina"você já pegou ele transando com ela na cozinha né, quem é curiosa agora?"debochei batendo de leve no seu ombro

 

Seu sorriso enorme murchou fazendo me alegrar por dentro, liguei a mangueira e logo mirei em um carro azul. Não sei nome de carro, pra mim carro e carro, tendo quatro rodas está ótimo.

 

Gigi"e a Jazzy, e filha de quem?"

 

Nina"isso não interessa a você"

 

Gigi"eu desconfio, Jazzy e parecida com o Justin não entendo porque você nega a paternidade dela"dei de ombros

 

 

(...)

 

 

Já tinha terminado com os carros, mas ainda estava na metade da limpeza da casa. Porém assim que eu ouvi o choro de Jazzy joguei todos os produtos de limpeza para o alto, estou nem aí para o Justin quando minha bebê está precisando de mim.

 

Coloquei Jazzy em meus braços fazendo ela para de chorar, caminhei com ela até a cozinha balançando seu corpinho. A casa estava vazia fazendo me relembrar o quanto eu ficava sozinha, mas agora tenho minha filha. Esquentei uma sopa que estava congelada na geladeira, tomara que esteja boa.

 

Justin"por acaso já acabou de limpar a casa?"

 

Jazzy e eu levamos um susto com a sua voz alta na cozinha, me virei para olha-lo.

 

Nina"Jazzy começou a chorar, então..."me interrompeu

 

Justin"não foi isso que eu te perguntei"

 

Nina"mas faz parte da resposta"

 

Voltei para o fogão, esquentei a sopa com os olhares de Justin em mim, minha respiração ficou desregulada. Como ainda ao passar dos anos eu ainda me sinto atraída?

 

Justin"seja mais rápida da próxima vez"assenti entediada

 

A sopa já estava descongelada, me sentei na cadeira de frente a mesa e esperei a sopa esfriar. Justin se retirou me deixando sozinha, quando penso que estou só aparece um diabo desse.

 

Peguei a papinha vendo a todo instante para verificar se estava bom para Jazzy comer, e como sempre a mesma dar um trabalho para comer. Lavei sua boca na pia fazendo a pequena se alegrar.

 

Nina"você quer tomar banho e?"sorri largamente quando vi a mesma bater palmas 

 

Kendall"com quem você está falando?"

 

Me assustei ao ver Kendall na cozinha, apontei para Jazzy que estava ainda batendo palmas com as mãos molhadas.

 

Nina"com licença"lhe dei as costas saindo da cozinha

 

Fui em direção ao meu quarto, tirei a roupinha de Jazzy, e levei para o banheiro onde lhe dei um banho. Pensa em um bebê para gostar de água, enxuguei seu corpinho logo em seguida vestindo um vestido azul.

 

Alguém bateu na porta logo entrando, Chris sorriu para pequena, e a sapeca retribuia.

 

Nina"ela gosta de você"

 

Chris"pois é, nunca cuidei de um bebê na vida"ri negando com a cabeça

 

Nina"lhe agradeço muito por não ter deixado ela em um orfanato"

 

Chris"não queria mais infelicidade nessa casa, arranjei uma desculpa para o Justin que usaria ela para arrancar verdades de você"

 

Nina"realmente sua desculpa caiu muito bem, mas ele podia ter machucado minha filha tudo seria minha culpa"pensei alto e acabei falando alto

 

Chris"eu não deixaria, e nem Kendall"sorri agradecida

 

Jazzy esticou os bracinhos para Chris onde não resitou em pegar, o mesmo rodopiou fazendo me arregalar os olhos.

 

Nina"ela comeu agora seu doido"

 

Ouvi o gritinho de Jazzy, ela estava gostando. 

 

Chris"vou levar ela lá para baixo"assenti

 

Nina"cuidado com ela"

 

Chris"o titio tem cuidado"

 

 

 

 

 


Notas Finais


Sobre o Justin descobrir que a Jazzy e sua filha, vai demorar um pouquinho. Desculpa qualquer demora 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...