História No promises - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sabrina Carpenter, Shawn Mendes
Personagens Sabrina Carpenter, Shawn Mendes
Tags Charlie Puth, Sabrina Carpenter, Shawbrina, Shawn Mendes, The Vamps
Visualizações 40
Palavras 2.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura! 😉

Capítulo 7 - Capítulo 7 - Intrigues


P.O.V  Sabrina


  Don't need permission

Made my decision to test my limits

Cause it's my business

 

 Eu acordei ofegante, suada e enroscada em meus cabelos. Eu estava assustada, havia sonhado com alguém familiar, mas  por incrivel que pareça eu não me lembrava do meu sonho, era um sonho bom e ruim ao mesmo tempo; estranho.

  Olhei as horas no meu celular, faltava dez minutos para ele despertar então eu continuei deitada, mas não dormi, estava com medo de cair no sono novamente e voltar a ter pesadelos.

  Quando meu despertador tocou eu levantei e me dirigi até o banheiro, abri o box do mesmo e comecei a tirar meu pijama, entrei embaixo do chuveiro, fechei o box e tentei relaxar pois ainda estava perplexa  com aquele sonho.

   Terminei o banho, abri o box e peguei minha toalha que estava pendurada do lado do mesmo, me enrolei em minha toalha e sai do banheiro, olhei em volta e Zendaya ainda dormia "acho que ela não vai hoje - disse meu subconsciente" peguei meu celular no criado mudo e ainda eram 8:00 da manhã, o desligo e vou até o meu Guarda-roupa e Coloco minhas roupas íntimas (um sutiã preto de renda e uma calcinha preta também de renda), uma regata cinza claro com alguns detalhes mais escuros, uma calça jeans azul escura bem colada, um casaquinho azul bebê e por fim calço um Scarpin branco com detalhes em tons de cinza, voltei ao banheiro e escovei os dentes, fiz uma maquiagem bem composta( passei uma base, corretivo, Rímel, delineado de gatinho, e um gloss Labial bem clarinho), coloquei um colar com uma pedra preta bem centralizada e deixei o cabelo solto.

  Peguei minha bolsa, meus matérias e fui em direção ao refeitório antes de ir para minha primeira aula.

 

  Cheguei no refeitório e não havia quase ninguém, fui em direção as comidas, agarrei a bandeja branca, resolvi peguar um misto quente e também uma caneca com chocolate quente (ja que o dia estava meio frio) "porque será em Sabrina ?  É inverno né sua tonta!" - debochou meu subconsciente ", reviro os olhos e caminhei até uma mesa. Logo terminei de comer, me levantei deixei a bandeja em seu devido lugar e saio do refeitório já a caminho da minha primeira aula.

  Quando eu cheguei na sala haviam só duas pessoas: Uma menina sentada em uma  das primeiras fileiras e Charlie sentado no mesmo lugar do dia anterior, seu fichário estava aberto sobre a mesa e ele usava óculos (o que o deixava incrivelmente Sexy) "pervertida  " seu cabelo estava mais bagunçado que o normal e ele parecia bem concentrando.

  Sentei bem a sua frente, como no dia anterior, e fiquei o observando (que homem meu Deus ), a cada dia ele me encanta um pouquinho mais.

  Logo a sala começou a encher, junto com os alunos vinham também suas fofocas diárias, geralmente eu não ligo para as conversas dos outros, mas dessa vez uma delas me chamou atenção.

– A Dove ficou com o Mendes  de novo – Disse a garota de cabelos negros e pele clara.

  –Ai Meu Deus!! Verdade? – Grunhiu a ruivinha. Me lembrava delas, eram as amigas da filha do diretor, que Zendaya tinha me contado.

  – Eles transaram de novo amiga, e  ela me contou que dessa vez foi épico!

  – Um verdadeiro pedaço de mal caminho, só de olhar pra ele já da tesão. Eles estão ficando bastando ultimamente... – Elas continuaram a conversar, mas eu parei de escutar

  Não me espantava que Shawn agisse desse modo, é bem a cara dele. Mas confesso que me dói saber das coisas não muito agradáveis que ele faz hoje em dia.

 

  Logo a classe se cala e quase que instantaneamente eu olho pra a frente, Ah era apenas o Professor que por sinal aparenta ser muito jovem e também é muito bonito.

  – Bom dia Alunos! – Disse empolgado – Meu nome é Jack...Jack gilinsky ! – Completou.

  – Ele é um gato ! – Cochichou a ruiva pra a morena.

 

  – Concordo, será que é compromissado? – disse a morena, que se não me engano se chama Sophia.

  – Quem se importa?! Vou tentar pega-lo mesmo assim – Completou a ruiva.

  As duas se entre olharam e deram risadinhas, do tipo bem irritantes.

  A primeira aula se passou tranquilamente, pois não fizemos nada, o Professor Gilinsky apenas fez a chamada e falou sobre a vida dele. Tentei ler durante a aula, mas... sem sucesso, aquelas duas Bitches não ficavam quietas. Fiquei esperando Charlie me chamar para conversar, mas isso também não aconteceu, ele estava estranho parecia bravo (deduzi que seria isso ja que eu conseguia sentir sua respiração pesada batendo contra meus cabelos, parecia bem nervoso).

  O sinal tocou e todos saíram correndo para fora da Classe, " bando de animais – gritou meu subconsciente "   

  – Concordo – disse baixinho.

  A segunda aula era de artes, uma das matérias que eu adorava. Era mágico, desenhar me acalmava e, não sei, conseguia me expressar melhor quando eu tinha um lápis e uma folha na mão.

  Entrei na sala e Charlie não estava, ele não tinha está aula, pelo jeito ele se identificava mais com exatas, bom, combinava, disso eu tenho certeza. Dove Cameron e suas hienas  (desculpa, mas a risada delas juntas, parecia um bando de hienas, Sinceramente)  elas estavam nesta aula.

  A aula já tinha começado e o professor já estava na sala. Quando a porta se abriu rápido e Shawn apareceu lá, seu cabelo estava bagunçado e ele usava uma calça preta e uma camisa da mesma cor, simples, mas que o deixava tão lindo como sempre.

  O professor olhou pra ele mas não falou nada apenas virou novamente para frente e continuou sua aula. Ele por sua vez andou até o final da sala onde tinha uma cadeira vazia, que percebi depois, que as meninas em volta dele tinham lhe reservado.

  As meninas olhavam para ele descaradamente e davam risadinhas, ele apenas ignorava algumas ou piscava para outras e mostrava seus lindos dentes. Dove já tinha entrado na sala e estava enfiada em um vestidinho curto, suas pernas estavam cruzadas revelando ainda mais, ela mascava um chiclete e parecia brava, com seus braços cruzados abaixo do peito, ela também olhava para Shawn mas parecia um olhar de indignação.

  Depois que o professor terminou de dar sua explicação da aula e se sentar em sua mesa, uma bolinha de papel voou em mim junto com  algumas risadinha abafadas. Desamacei a bolinha de papel e li a seguinte frase: "O que vai fazer  hoje? Nada? Que tal fazermos nada juntos?"

  Ri por dentro com a cantada fracassada e muito brega que tentaram me passar. Foi então que eu levantei meu rosto e todos os olhos da sala estavam vidrados em mim.

  Um menino, de rosto bonito pele bronzeado e um topete muito bem feito, estava sorrindo, ele olhava diretamente nos meu olhos. Os meninos ao seus redor olhavam para ele, depois para mim e sorriam, alguns assobiavam e davam soquinhos no braço dele, como se tivessem lhe parabenizando.

  Me levantei da carteira com a toda coragem que eu tinha, com a bolinha na mão ajustei meu casaco, joguei meu cabelo para trás e andei até a lata de lixo em um rebolado natural e sexy. Joguei a bolinha no lixo como um simples papel mal usado e voltei para o meu lugar. Não olhei ao redor para saber a reação das pessoas, mas ouvi varios burburinhos pela sala e senti vários olhos pesando sobre mim.

" Garotos são tão idiotas, não são? "- questionou meu subconsciente e eu apenas acenti.

  A aula passou tão depressa quanto a anterior, o professor se despediu e nos dispensou. Levantei de minha carteira lentamente, olhei ao redor e o "Garoto da cantada ruim " já havia saído com seu grupo de manés, logo peguei meus cadernos e sai tranquilamente da sala.

 

  Comecei a caminhar pelo enorme corredor observando os alunos, ou era paranóia minha ou todo mundo estava me encarando. Resolvi ignorar tenho mais o que fazer !

   Entrei na sala da última aula depois de muito tempo. Sento na penúltima carteira já que a mesma estava vazia ou melhor, a sala inteira estava vazia, nem o professor havia chegado, deito minha cabeça na carteira e escondo meu rosto com os cabelos, fecho os olhos e logo a imagem do rosto de Shawn vem em minha mente, meus olhos começam à lacrimejar, começo a lembrar daquelas palavras das amiguinhas hienas da Dove.

–" A Dove ficou com o Mendes  de novo"

....

– "...Eles estão ficando bastando ultimamente..."

  As lágrimas já começam a dar sinal de vida mas eu as segurei, mas ainda fico com a cabeça abaixada.

  Saio dos meus dolorosos pensamentos com alguém me cutucando, já adivinhando quem é, viro rapidamente para trás:

– Por que está Chorando... loira ? - Perguntou Charlie me encarando

  – Oi pra você também, e eu... não estava chorando.

  – Oi ! porque estava chorando ?– disse o mesmo ainda me encarando.

   – Eu disse que não estava chorando! – digo meio irritada.

   – Ta bem estressada...– Charlie diz em um tom brincalhão.

 

  – Estressada? Eu?, você é quem estava estressado na primeira aula, não disse nem "oi".

   – Ta bom, legal, você não está irritada, me perdoe estou com alguns probleminhas com meu colega de quarto mas já estou resolvendo

  Continuamos conversando até Shawn entrar na sala nos encarando com uma expressão nada boa. Parecia que ele e Charlie se conheciam pois Charlie parou de falar em um segundo, e se virou para frente.

  Shawn se sentou atrás de nós e ficou quieto. Então depois de um tempo Charlie voltou para mim e continuou a falar como se nada tivesse acontecido.

  Quando a aula acabou eu recolhi minhas coisas e me levantei saindo pela porta. Pelo canto dos olhos vi Charlie sendo puxado por Shawn para o outro lado. Será que aqui na Bodwell o Shawn é um daqueles "bad boys" que se aproveita dos outros? Bom, sendo, ou não, ele tem idade suficiente para se proteger sozinho.

  Fui para fora do prédio. Todas as aulas já tinham acabado e tinha alguns papéis para organizar.

   – Ei! Ei loira! – Alguém me gritou – Espera!

   Eu me virei, e vi o moreno bronzeado, do topete bem feito correr até mim. Ele vestia um camisa branca e calças jeans preta.

  – Desculpa – Ele disse um pouco ofegante. Continuou depois que acalmou um pouco – Qual é o seu nome?

  – Ah você é o cara da bolinha de papel!

  – É sou eu. Qual o seu nome? – Insistiu

  – Por que eu diria meu nome? – Questionei e ele fez uma cara estranha – Foi um gesto bem rude da sua parte

  – Sim foi, mas o que eu disse era sério. Sexta tem uma festa, na casa de um colega meu. E eu pensei que seria uma ótima ocasião para a  gente poder se conhecer um pouco – Ele chegou mais perto.

  Foi ai que eu percebi que estávamos sozinhos na frente do prédio dos dormitórios

  – E o que te faz pensar que eu quero te conhecer? – Eu indaguei e dei um passo para trás nos colocando a mesma distância de antes

  – Ah vamos lá gata, coopera comigo eu só quero te conhecer e uma festa é um bom lugar para isso – Ah claro todo mundo bêbado, se comendo pelos cantos e cheirando a suor. É um ótimo lugar para se conhecer

  Eu apenas olhei bem para ele mas não respondi nada

  – Ta bom então vamos fazer o seguinte – Ele deu um passo para frente novamente e retirou um papel do bolso – Aqui está meu número. Se você quiser ir me manda uma mensagem que eu te envio o endereço – Ele puxou a minha mão, me deu o papel e saiu andando. Acho que ele deve ter um estoque desses papeizinhos com o número dele.

  Mas logo ele parou no meio do caminho e se virou para trás olhando para mim:

  – Ah, e meu nome é Cameron... Cameron Dallas –  E antes de sair ele piscou e sorriu, mostrando seus dentes maravilhosamente perfeitos.

Tradução

Não preciso de permissão

Tomei a decisão de testar meus limites

Porque é da minha conta

Ariana Grande: Dangerous Woman



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...