História No regrets, just love - 2 Temporada. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Katy Perry, Orlando Bloom, Rihanna
Personagens Katy Perry, Orlando Bloom, Rihanna
Tags Amizade, Amor, Brigas, Fenty, Katyanna, Katycat, Katyperry, Navy, Rihanna, Rihannafenty, Rihkaty, Romance, Suspense
Exibições 79
Palavras 2.062
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa tarde..
Boa leitura!

Capítulo 11 - Sem confiança, o que resta?


POV RIHANNA.

 

Ao abrir a porta e me deparar com Katy me olhando parada na minha frente fez com que meu coração batesse acelerado como nunca havia batido na vida, tinha certeza que ela era capaz de ouvir o mesmo bater, minha barriga parecia ter zilhões de borboletas malucas por dentro, meu corpo parecia travado eu não tinha qualquer reação a não ser olhar para aquele limpo par de olhos azuis que eu tanto amava e que me encaram de volta. Katy passou por mim e eu pude sentir novamente o seu cheiro doce que eu tanta amava e sentia saudade.

— Senta um pouco. - Pedi e assim ela fez, sentei no mesmo sofá, porém com uma certa distância dela. — E então, o que trouxe você até aqui? Aconteceu algo com Alice? - Perguntei esperando que ela saísse do seu transe.

— Não, nada aconteceu com Alice, exceto o fato de que ela tem saudades de você e chama por você todos os dias. - Falou encarando o chão.

— Eu também sinto muita falta dela e su… é, eu sinto muita falta dela. - Afirmei sorrindo lembrando do rostinho de Alice ignorando o fato de que quase falei que também sentia falta dela. — Mas então, o que trouxe você até aqui? - Perguntei novamente esperando que dessa vez ela fosse direto ao ponto.

— E... eu realmente não sei mais o que estou fazendo aqui, eu achei que seria certo, mas agora não sei mais. - Finalmente me olhou, mas logo em seguida desviou o olhar.

— Katy. - Me aproximei dela tocando em seu braço. — Eu não sei o que quer que eu te diga, eu não sei o que você espera de mim…

— Porque? - Perguntou me interrompendo. — Me explica o motivo, só me fala, o que eu fiz de errado, por que você fez isso. - Me encarou com os olhos já com lágrimas.

— Katy você não fez nada e não existe um motivo, por que eu não te trai, céus eu nunca faria isso com você. - Falei calmamente olhando em seus olhos tentando passar sinceridade.

— Eu queria acreditar em você, eu realmente queria Rihanna, como eu queria. - Falou levantando do sofá virando as costas para mim.

— Hey, olha para mim, você pode, basta você querer, confia em mim. - Levantei do sofá a segurando pelo braço fazendo-a olhar para mim. — Olha nos meus olhos e ver ser eu estou mentindo, você me conhece mais do que qualquer outra pessoa possa conhecer. - Olhei no fundo de seus olhos quase me perdendo naqueles olhos. — Eu, não, trai, você, eu juro. - Falei pausadamente.

— Eu não consigo acreditar, não consigo. - Falou se soltando de meus braços.

— Então que porra veio fazer aqui, foi para jogar na minha cara de novo que eu te trai, que você não confia em mim, que eu sou uma mentirosa, que eu fiz uma puta sacanagem, é isso?! - Exclamei virando de costas para ela.

— Eu não quero brigar Rihanna. - Falou calma. — Eu não vim para isso! - Exclamou.

— Que porra e você acha que eu quero? Meu Deus Katy, eu te amo, tudo que eu mais queria era está com você e com Alice, céus, Deus sabe o quanto eu queria isso. - Deixei uma lágrima escorrer em meu rosto cirando novamente de frente para ela.

— Se isso não está acontecendo agora a culpa é sua. - Exclamou dando os ombros.

— Ah, claro a culpa é minha, a culpa é sempre minha, a Rihanna é sempre a errada, a Rihanna é a mentirosa, a Rihanna é uma filha da puta, não é mesmo Katheryn? - A olhei tentando não deixar outra lágrima cair.

— Eu não quis dizer isso. - Falou fazendo sinal de negativo com a cabeça.

— Claro que não, você nunca quer falar nada, você é a certa não é mesmo? Você tem sempre a razão, você não erra nunca, você só acerta. - Sentei novamente no sofá colocando as mãos sobre a cabeça.

— Talvez você pudesse finalmente falar a verdade. - Falou dando os ombros, como se ela fosse a dona da razão.

— Que porra de verdade? Eu já falei que eu não lembro de porra nenhuma, tinha alguma coisa naquele whisky, por que eu não lembro de porcaria nenhuma, eu não lembro. - Gritei olhando em seus olhos.

— Rihanna. - Falou calma. — Só confessa, por favor, vai ser mais fácil, quem sabe eu posso te perdoar. - Fechou os olhos respirando fundo.

— Céus. - Gritei novamente. — Você é surda ou o que? Eu não fiz nada” - Exclamei.

— Já faz dois meses e você não me provou que o que fala é verdade, como eu posso acreditar nisso? Me fala como. - Falou limpando suas lágrimas. — São dois meses Rihanna! -. Exclamou.

— Você conhece a Suzy, você sabe que ela não vai falar nada, você sabe o quanto ela joga sujo. - Falei respirando fundo tomando de volta minha calma.

— Por que talvez não tenha nenhuma outra verdade a ser dita além daquelas fotos. - Falou sem qualquer receio. Cada palavra que saia da boca de Katy era uma facada, cada sílaba por ela pronunciada me matava um pouco por dentro.

— Se você não acredita em mim, o que veio fazer aqui? - Perguntei a olhando como seu não entendesse nada.

— Por que eu achei sinceramente que você fosse capaz de contar a verdade. - Falou erguendo uma sobrancelha.

— A única verdade é que eu te amo. - Falei me aproximando dela.

— Só amor não basta, precisa de confiança e isso você fez o favor de quebrar. - Exclamou olhando em meus olhos.

— Caralho, que dificuldade. - Exclamei. — Eu te amo. - Selei nossos lábios por alguns segundos ela correspondeu, pude sentir minha Katy em meus braços novamente.

— Isso não vai resolver nada Rihanna, nada. - Me empurrou. — Eu te amo, mas não posso ficar com quem não confio, com quem mente para mim. - Deixou várias lágrimas caírem de seu rosto.

— Ok Katheryn, você venceu, eu te trai, eu fiquei com Suzy, era isso que você queria ouvir? Pronto, você está ouvindo, eu passei a noite com Suzy sim, eu que levei a Suzy para aquele hotel, eu deixei que ela te mandasse aquelas fotos, eu que planejei tudo, desde a hora que soube que você não ria comigo eu combinei tudo com ela, eu queria acabar com nosso casamento. - Falei e pude sentir o peso da mão de Katy batendo contra meu rosto. — Está se sentindo melhor me ouvindo falar isso?  É o que você queria, não é? - A encarei tentando me manter firme.

— Eu te odeio Rihanna, eu te odeio. - Gritou me dando tapas.

— E eu te amo. - Respondi segurando suas mãos com força. — A prova disso é que estou aqui na sua frente assumindo uma culpa que eu não tenho, na tentativa de te deixar bem, meu coração está acabado, minha vida não tem mais sentido, você e Alice era tudo que eu tinha, e olha para mim agora, eu não tenho nada, a única coisa que me resta é conviver com a dor de assumir uma coisa que não fiz, pelo simples fato de que você não acredita em mim e eu não posso provar o contrário. - Soltei suas mãos e deixei que todas as lágrimas possíveis caírem do meu rosto, aquilo era o fim, eu não poderia mais fazer nada. Ela não iria acreditar em mim, então por qual motivo eu iria continua tentando provar algo se a única coisa que ela queria ver e via na sua frente era uma Rihanna culpada. — Aí no fundo você sabe que estou sendo sincera, mas você não quer enxergar isso, você prefere acreditar na minha culpa, então, vai em frente, acredita, guarda minhas palavras e siga em frente, eu não vou te impedir disso, mas se um dia quiser acreditar em mim eu vou logo te avisando que vai ser tarde demais. - Limpei minhas lagrimas recuperando meu fôlego.

— Você é uma piada Rihanna. - Forçou uma risada debochada. — Como eu posso amar uma pessoa assim, como?

— Acho que a gente não tem mais nada para falar. - Fui em direção a porta abrindo a mesma.

— Para a gente acabou aqui Rihanna, acabou. - Caminhou até a porta. — Mas eu não posso ser egoísta em relação a Alice, eu não vou privar ela de ver você e nem você de ver ela, só peço que avise, eu te aviso quando ela quiser. - Falou passando por mim. — Esse vai nosso único assunto, Alice, apenas ela. - Olhou para trás.

— Te agradeço por isso Katheryn. - Fechei a porta e cai encostada na mesma, minhas lágrimas jorravam como em uma cachoeira, estava perdida no meio dos meus soluços, agora realmente havia caído a ficha, eu e Katy não existia mais.

 

POV KATY.

 

Sai do apartamento de Rihanna desolada, sem chão, só sabia chorar, eu amo a Rihanna, amo mais do que qualquer coisa, eu de verdade queria sair de lá com tudo resolvido, queria sair com a certeza de que ela estava falando a verdade, mas eu não conseguia, pensar nas fotos, me bloqueava qualquer tipo de pensamento ao contrário, aquelas fotos eram as únicas coisas concretas que eu tinha sobre aquela noite e infelizmente não eram nem um pouco a favor de Rihanna. Limpei minhas lágrimas e dei partida no carro, durante todo o caminho eu só conseguia pensar em tudo que havíamos falado, em tudo que eu havia falado, eu não ter dado um voto de confiança, agora não tinha, mas o que fazer, estava tudo acabado, só restava aceitar esse final. Estacionei o carro na frente da casa de meus pais rapidamente sai do carro e entrei em casa subindo depressa em direção ao meu quarto, me joguei na cama e me entreguei novamente a minhas lágrimas.

— Katy? - Ouvi a voz da minha mãe logo em seguida batidas na porta.

— Eu quero ficar sozinha, mãe. - Engoli o choro para responde-la.

— Katy, meu amor. - Ouvi a porta de abrir.

— Acabou mãe, acabou. - Sentei na cama aos prantos. — Eu fui falar com Rihanna a gente só brigou e agora não tem mais jeito, tudo acabou. - Falei em meio aos meus soluços.

— Tudo tem jeito meu amor, tudo, você vai conseguir enxergar isso quando a poeira baixar. — Me abraçou

— Não, não tem, acabou, terminou. - Exclamei deitando na cama virando para o lado oposto de minha mãe.

— Mamãe, você tá chorando? - Ouvi a voz doce de Alice, me virei olhando em direção a porta e a mesma estava parada com uma carinha triste.

— A mamãe só precisa ficar sozinha Alice. - Minha mãe levantou do meu lado pegando Alice no colo fechando novamente a porta. 

Chorei todo o meu estoque de lágrimas e acabei pegando no sono, acordei no começo da noite, minha cabeça doía como nunca, Rihanna ainda dominava boa parte dos meus pensamentos, tomei um banho na tentativa de relaxar e desci, Alice precisava da mãe dela bem.

— Mamãe, você está bem. - Alice correu para meus braços assim que me viu descer as escadas.

— Estou meu amor. - Sorri tentando passar certeza.

— A vovó fez o jantar, vem, vamos. - Me puxou. Fui com Alice até a mesa de jantar e me juntei a todos, eu não estava com um pingo de fome, aliás eu não estava com nada, por mim eu estaria ainda jogada naquela cama, mas eu não podia, Alice e minha família precisavam de mim e para isso eu precisava está bem ou pelo menos fingir que estava.

— Alice, tenho uma notícia para você. - Falei.

— Qual é mamãe? - Perguntou animada.

— Você vai poder ver a mamãe Rih sempre que quiser. - Sorri vendo o sorriso que nascia em seus lábios.

— Sério mamãe? - Alice pulava de bunda sentada em sua cadeira.

— Sim meu amor, sempre que você quiser e ela puder vocês vão se ver. Olhei para meu pai, mãe e David e todos me olhavam um sorriso nos lábios.

— Você faz bem minha filha, apesar de tudo, Alice merece ter Rihanna por perto. - Sorriu meu pai.

— Eu sei disso. - Falei. Essa tinha sido minha única felicidade do dia, apesar de toda a dor que estava sentindo, eu estava feliz, pois eu tinha devolvido a Alice seu sorriso mais sincero e isso me alegrava também. 


Notas Finais


Beijos e até semana que vem .. kkk'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...