História No ritmo de Hoseok - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Exibições 57
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 4 - Capitulo 4


O dia logo amanheceu, peguei meu celular que marcava 6:20 da manhã. Sentei-me na cama e olhei para Hoseok que ainda dormia como um anjo, ao observa-lo fui interrompida pelo toque do celular dele, que estava em cima da poltrona, e ouço o seu sussurro perguntando se eu podia por favor atender, ja que ele ainda nem havia aberto os olhos. 

 _ Alô? - Atendo o celular sem saber muito o que dizer.

_ Quem é você? O que esta fazendo com o celular do meu namorado? - Dizia uma voz feminina do outro lado da linha. 

_ Ah, eu... não é isso que esta pensando. Eu vou passar o celular para ele. - Não precisei nem levar o celular até a cama, Hoseok veio até meu encontro.

 Ouço a mulher do outro lado da linha um tanto estérica e para não ouvir a possivel discussão resolvo pegar minha bolsa e voltar para casa antes que ele note minha falta. 

 Hoseok estava namorando? Como a mídia não sabia disso? Como ele não me disse? Por que ele quis sair comigo sem nem me contar que estava comprometido? Esta perguntas martelavam em minha mente enquanto andava pelas ruas de Seul cheias de neve, apenas com minha roupa do corpo, bolsa e um casaco que não me pertencia. O cheiro de Hoseok estava empregnado no casaco, e em meio aos meus pensamentos avisto enfim minha casa, nem sei quanto tempo demorei para chegar até aqui, na verdade não sei nem como cheguei até aqui, mas enfim estou no meu aconchego. Era sábado, e eu tinha que me arrumar para ir ao trabalho. Eu trabalho como fotógrafa em uma grande empresa aqui de Seul, todo sabado das 09hrs as 00:10hrs, apesar de ser apenas uma vez por semana é bem puxado e é ele quem me sustenta. Acabo o meu banho demorado e ao olhar no celular eram 07:30, eu tinha mais um tempo para pensar na vida antes de sair. No mesmo instante ouço o toque do meu celular, era ele, mas como eu atenderia depois de tudo isso? Eu realmente estava chateada, o que me fez ignorar a ligaçao e ir mais cedo para o trabalho, e por isso desliguei o celular para não ser interrompida. Seria bom se Hoseok nunca tivesse me notado. Ainda eram 16hrs e eu ja estava exausta e com calos nos dedos de tanto fotografar, até ouvir Yana me chamar até sua sala.

 _ Ola, você me chamou? - Bato devagar na porta entreaberta. 

_ Entre Clara. - Diz ela em um tom autoritário. 

_ Com licença. Eu fiz algo de errado? - Ja estava ficando com medo da resposta.

_ Clara! Não precisamos mais do seu trabalho aqui na empresa. - Yana se levanta e me da as costas _ Aqui esta toda papelada para você passar pelo RH e pegar sua indenização. 

_ Yana, por favor, esse emprego sustenta minha casa e minha faculdade. 

_ Você vai achar um emprego logo. Enviamos curriculos seu pra varias empresas aqui de Seul, empresas grandes e garanto que com a indenização você irá sobreviver até ser contratada. Pode se retirar. - Ela diz apontando a porta. 

 O resto do dia passou mais depressa do que esperava com tudo o que me aconteceu, após passar no RH para pegar minha demissão fui direto para o banco, retirar o dinheiro da indenizaçao. Eu estava perdida, em prantos, e agora? Resolvi ligar o meu celular para me distrair. 

 *7 NOVAS MENSAGENS*                                                ------ 

Dê: Hoseok 

 Me desculpe pelo fracasso, no final não aproveitamos nada. Pra onde você foi?                        

                      ------ 

Eu passei na sua casa e você não estava, cade você?                        

                     ------

 Eu fiz algo de errado?      

                     ------ 

Me liga quando ver as mensagens, eu quero saber de você.                      

                      ------ 

        Clara?                       

                      ------ 

O sol ja esta se pondo e nem sinal seu, fui novamente até sua casa e você não estava. O que houve?                                                             ------

Ok, se você não me responder vou até a delegacia te dar como desaparecida.               

                       ------      

  

 Apesar da minima vontade de falar com Jung Hoseok preciso dar um sinal de vida para ele não se preocupar. Liguei para ele sem pensar muito e a cada toque da chamada antes dele atender meu coraçao faltava sair pela boca. 

 _ Clara? Até que enfim. Eu estou a caminho de sua casa pela terceira vez hoje. Graças a Deus você deu noticias, o que aconteceu? - Dava pra escutar o barulho do vento sobre o vidro do carro. 

_ Não precisa vir aqui, não estou num bom dia. Eu estou bem e liguei para dizer isso, não se preocupe. 

 _ Tarde demais, estou aqui fora, sera que pode abrir? Desligo o celular com pressa sem pensar muito no que diria para ele enquanto desço as escadas de casa com calma. A vontade que estava era de manda-lo ir embora, eu sei que ele não tem culpa de nada que esta me acontecendo comigo, mas o que eu mais queria no momento era chorar.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...