História As long as you love me - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Backstreet Boys
Personagens AJ MacLean, Brian Littrell, Howie D, Kevin Richardson, Nick Carter
Exibições 32
Palavras 1.476
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Obrigado a todos que acompanham e incentivam com comentários. Mesmo os que acompanham indiretamente meus sinceros agradecimentos.

Capítulo 20 - Tell me why I can't be there where you are?


Bárbara dirigia feito uma louca, tinha um cigarro em uma das mãos e uma garrafa de whisky ao seu lado. Falava sem parar e May teve noção do perigo na qual estava submetida.  Ela estava fora de si, diferente daquela garota que encontrou algumas vezes. Enquanto dirigia Bárbara ameaçava atirar e fazer coisas horríveis, procurou no guarda objetos do carro por alguns comprimidos,  não os encontrava e estava mais perturbada e irritada com a situação. 
- Droga! Onde diabos eu guardei esse maldito comprimido? Quando eu encontrar você vai tomar todos! Todos! Você vai dar a luz a esse bebê depois te mato e pronto! Vou ser a mamãe dele, mamãe dele, está me ouvindo?  Vou ser a Sra Carter e te tirar do meu caminho de uma vez por todas! Bárbara dizia arregalando os olhos e dando risadas descontroladas
- Não, não!!! Por favor não!  Me deixe ir, me deixe ir com meu bebê,  eu deixo Nick livre para você,  eu sumo no mundo mas não faz nada com minha filha! Lágrimas escorria dos olhos de May enquanto falava
- Você pensa que sou idiota garota?  Claro que você está tentando me passar para trás!  Mas eu não vou cair não!  Ah e sim você vai deixar o Nick,  liga para ele e diz que acabou e que não quer mais ele agora! Liga!  Bárbara apontava a arma na cabeça de May que procurava o celular na bolsa trêmula, discava o número com dificuldade enquanto enxugava as lágrimas com a outra mão,  Bárbara dava risada, estava adorando vê-la daquele jeito.
- O celular dele está desligado... acho que ele está no programa de tv
- Liga de novo! Ele tem que atender!
- O celular está desligado... May estava se sentindo mal
- Então vamos esperar chegar no nosso destino! Lá você liga de novo... mas vou logo avisando,  nem pense em fazer gracinha! 
- Para onde você está me levando?
- Não interessa! Embora você não vai ficar mais do que dois dias lá,  é só o tempo de tirar o bebê de você e resolver tudo!
- Pelo amor de Deus não faz nada com minha filha. Ela não tem culpa de nada do que já aconteceu entre nós.  Por favor...
- Ah cala essa boca! Eu não quero fazer nada com o bebê,  como eu já disse só quero ser a mãe!  Você quem entrou no meu caminho...

Enquanto isso alguns metros atrás...
Paris dirigia numa velocidade acima da permitida naquela rodovia, não conhecia muito bem Bárbara mas conhecia Claire, e sabia que Bárbara havia se metido com álcool e drogas. Não dava para confiar em suas atitudes. Já passavam das 17h e Paris não conhecia bem aquela parte da cidade, estava à caminho de outra cidade. Ligava insistentemente para amigos, tentou contato com Aaron, Angel mas não teve sucesso, seus seguranças estavam à caminho mas Paris perdera Bárbara de vista, ela havia notado que um carro a seguia, Paris tentou encontrar mas foi em vão, parou o carro no acostamento e com as duas mãos no volante respirou fundo enconstando seu rosto nas mãos.
- Droga! E agora?  O que aquela maluca vai fazer com uma mulher grávida?  Tudo isso por uma obsessão doentia por aquele cara?!
Logo seus seguranças a alcançaram e foram ordenados à seguirem procurando. Paris voltou com um deles para casa, estava cansada de dirigir e preocupada.  Nunca se imaginou preocupada com a atual de um de seus ex's, ainda mais um dos mais problemáticos.  Mas a garota não tinha nada a ver e o bebê muito menos. Apesar de ser louquinha tinha um bom coração e uma sensibilidade aguçada. 
Decidiu ligar para AJ, ainda tinha contato com o mesmo. Chamava mas ele não atendia, tentou várias vezes e nada. Pensou por alguns minutos e decidiu ligar para Claire, ela supostamente saberia aonde Bárbara tinha levado May.
Após tentar duas vezes Claire atende...
- Hey amiga!
- Claire me diga agora aonde está Bárbara! 
- Como assim? Porque está me perguntando?  Vocês nem são amigas...
- Ela sequestrou uma mulher grávida!  Você tem noção da loucura que ela está fazendo?
- C-como assim? Você sabe? Viu? Olha Pa eu não queria...
- Como é?  Você sabia de tudo? Garota você enlouqueceu? Aonde ela a levou?
- Eu não sei... ela não quis me ouvir, disse que só iria dar um susto nela e pensei que fosse besteiras como de costume, eu te juro! Depois que vi a arma confesso que me assustei...
- Precisamos descobrir antes que ela faça uma loucura!  Sabe-se lá o que ela está fazendo ou pensando em fazer. Já tentei falar com os garotos, com familiares e não consigo!
- Caramba! Nunca pensei que você fosse um dia fazer algo por uma atual de seu ex... mas confesso que no seu lugar faria o mesmo. Estou arrependida de ter ajudado aquela tresloucada!  Vou te ajudar a encontrar ela.
- Pois é... mas eu gostei dela e não vou deixar que sua amiga louca faça nada. E me ajude rápido!  Vou tentar falar com eles novamente. Tchau
Paris desligou e tentou mais uma vez ligar quando Aj finalmente atende...
- Olá Pa!
- Jay, jay preciso muito falar com você!  É urgente!
- O que foi? Eu não estou no país nem posso falar muito desculpe. Mas podemos falar no momento.  Me deixou curioso, você nunca me liga...
- A May... a Bárbara... Paris estava nervosa e estressada com tudo aquilo que se enrolou na hora de falar
- O quê?  O que tem elas? Paris?
- A Bárbara sequestrou a May!!! Estou à horas tentando contato e nada, a segui e perdi de vista e  nada se sabe até agora!
- Como?? Como isso pode ter acontecido?! Jay passava a mão pelo cabelo ficando nervoso
- Ela a raptou no shopping. Eu vi quando ela a levou e estava com uma arma. Daí a segui, ah depois explico! Avisa pro seu amigo fazer alguma coisa antes que seja tarde!
- Você não tá brincando para provocar o Nick mais uma vez não é? 
- Jay você acha que eu iria brincar com isso e a essa hora? Sei que não esperavam de mim isso mas eu não iria cruzar os braços diante de uma situação como essas!  Bom eu avisei,  diga a ele o quanto antes.  Estou fazendo a minha parte aqui
- Cara que situação do caralho! Aj não conteve o nervosismo.  - Vou avisar a ele agora mesmo. E muito obrigado Paris, se não fosse você sabe-se lá o que seria agora...
- Não há de que... qualquer coisa aviso. Mantenha esse celular ligado por Deus! Senão vou acabar de roer minhas unhas de gel!
- Tá bom Pa. Me liga por favor, tchau

Kim estava ali parada na porta enquanto Aj finalizava a ligação.
- O que falava com a "Pa" ?
- Amor... a Bárbara raptou a May!
- O que?!? Como foi isso? Onde estava o segurança? Onde? Meu Deus!!! Kim alterava a voz gradativamente enquanto falava e começava a chorar
- Foi no shopping... Paris viu quando aconteceu e seguiu mas a perdeu de vista. Precisamos avisar ao Nick e a polícia!  Ela está em perigo, segundo Paris ela está armada...
- Não,  isso não pode está acontecendo não!  Vamos avisar ao Nick
- Eu não sei como vou fazer isso... Aj respirava fundo e tinha um olhar pesaroso
- Eu falo, vamos! Kim gritava enquanto puxava Aj pelo braço até o quarto de Nick

Nick estava sentado sobre a cama com o violão em seus braços quando ligou o celular e viu a notificação das lições de May quando Kim abriu a porta de repente...
- Nick nick! Kim gritava
- Cara quer me matar do coração?  Falou Nick ao deixar o celular cair no chão
- Eu não mas a Bárbara sim! Ela raptou a May! Ela quer matar ela! Ela tá armada!
- Como? Isso não pode ser verdade! May estava sob os cuidados do segurança! 
(Contaram toda a história ou melhor apenas o que sabiam e Nick ficou histérico em frações de segundos)
- Vou falar com Christian agora! Preciso voltar lá agora mesmo! Minha mulher e minha filha correm perigo! Só não entendo a atitude da Paris...
- Eu Também não... falaram em coro
Nick corria contra o tempo, falou com Christian e o resto da produção, conseguiu ser liberado mas não havia vôos para aquela noite, apenas para a manhã seguinte. Isso só o deixava mais louco! Não pode ser! Pensou ele
Tentou ligar para May incontáveis vezes e só dava desligado,  nenhuma ligação com sucesso.
Ligou para todos os seguranças, polícia, amigos. Ficou ali feito louco, andando de um canto ao outro. Não sabia o que fazer, não podia fazer nada e odiava essa situação.
A noite só estava começando...


Notas Finais


Reta final gente...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...