História No Ritmo Do Silêncio (Imagine Park Jimin) - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~jansakura

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Imagine, Imagine Jimin, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rapmonster, Suga
Exibições 470
Palavras 1.592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee mais um capítulo quentinho pra vocês!

“Não temos o direito de expressar uma opinião até que saibamos todas as respostas."

Boa Leitura!

Capítulo 7 - Respostas e Treta?!


Fanfic / Fanfiction No Ritmo Do Silêncio (Imagine Park Jimin) - Capítulo 7 - Respostas e Treta?!

Anteriormente....

- Jimin você é louco...!- Ouvi um deles falar irritado.
- Desculpe por isso (s/n), não se preocupe, Jimin vai ficar bem...é melhor você voltar pra sua sala!- Seokjin me avisa e ajuda Jimin a se levantar. Eu observei eles indo para outro local distante dali. O que Jimin tem? Voltei para a sala de aula porém não parei de me preocupar com Jimin. O que está acontecendo?

P.O.V (s/n)

Eu não parava de olhar de instante à instante para a porta, esperando pelo menos Jin aparecer, porém, nem ele e nenhum dos outros que o acompanhavam compareceu. Algo assim é incomum pra mim, nunca me preocupei tanto com alguém. Minha boca estava seca, meus batimentos cardíacos acelerados, e insegura sobre o estado físico e psicologico de um garoto que eu afirmei odiar profundamente.
- Lala...- Chamei, mas a mesma só me encarava e desviava o olhar rápido, o que será que Jimin disse a ela? - ... Lala!- Chamei outra vez.
- O que você quer?- Perguntou.
- Por que não quer falar comigo? O que Jimin disse pra você?- Perguntei em um sussurro, afinal, ainda estavamos na sala de aula e em meio a uma explicação.
- Nada...!- Respondeu.
- Se não fosse nada você não estaria agindo de forma tão estranha comigo!- Digo.
- Não foi nada ta bom!- Ela aumentou o tom de voz e só escutei um "Shh" vindo do professor. Okay, ela não iria me contar tão cedo e minha persistência não iria valer de nada. Vasculhei minha mochila e peguei o documento que eu tinha supostamente 'roubado' da casa de Jimin.
- Psiu...Lala, olha!- Mostrei o documento assim que ela voltou a me fitar.
- O que faz com isso?- Ela perguntou parecendo surpresa e assustada.
- Eu peguei da casa de Jimin...- Digo.
- Senhoritas queiram se calar!- Ouvi a voz grossa do professor.
- Okay, eu prometo que assim que a gente sair eu te conto tudo o que eu sei... só o que eu sei!- Ela Sussurra e eu sorrio vitoriosa, talvez finalmente eu tenha respostas.
- Obrigada!- Agradeço e volto a me concentrar na aula.

Assim que o sinal tocou eu corri para alcançar a Lala que estava com o hábito de fugir de mim.
- Nossa você é curiosa em... Eu sempre me dou mal por ser tão curiosa, acabo descobrindo coisas que eu preferiria que continuassem em segredo!- Larissa diz enquanto caminhava, eu consegui acompanhar o seu compasso.
- Vai me contar o que quero saber?- Perguntei e ela suspirou e acenou positivamente, seguimos um percurso longo até chegarmos em uma lanchonete meio esvaziada. Sentamos em uma das mesas, o lugar tinha um ar rústico, não tinha cor metafóricamente falando, a tonalidade cinza me deixava pra baixo.
- Por quê vinhemos aqui?- Perguntei.
- Eu costumo vir aqui, você se adapta com um tempo...- Disse enquanto olhava em volta.
- Hm...- Resmungo.
- Certo, por onde devo começar...?!- Ela brincava com os dedos enquanto pensava em algo, estava insegura.
- Não tenha pressa...- Digo, uma garçonete com um visual gótico se aproximou da nossa mesa.
- O que vão querer?- Que animação ela tinha, ela acabou de acordar ou o quê?!
- Eu vou querer um cappuccino!- Lala pediu e observei a alta mulher anotar em um bloco de notas.
- Eu não quero nada obrigada!- Digo e ela se retira, um tempo depois retornando deixando a xícara na mesa e indo embora com a maior cara de sono.
- Okay, bem...- Lala iniciou a história-... à alguns anos, quando eu tinha acabado de me mudar para Yeosu, Jimin morava a algumas quadras da minha rua, ele costumava ser muito carismático, sorridente e curioso igual a você; Eu e ele viramos amigos, pegavamos sempre a mesma sala e isso era engraçado, até que...- Ela suspirou-... Era o aniversário de treze anos dele, ele tinha me convidado e eu estava lá só esperando o bolo ser partido, era hora dos parabéns e... um policial invadiu a casa, eu e Jimin nos escondemos de baixo da mesa, era assustador ouvir o homem com a arma gritando 'Mão na cabeça'; O pai de Jimin... tinha, uma arma no bolso e apontou para o policial... Ouvimos tiros, e um deles acertou a senhora Jiw-san a mão do Jimin!- Ela parou de contar de repente.
- Mas... O que fez para um policial invadir a casa?- Perguntei.
- O Pai, Suno Shiwana, era um foragido, tinha escapado da prisão anos antes de conhecer Jiw-san, ele tinha uma ficha vermelha e havia cometido vários crimes, o infeliz saiu ileso aquela noite, a policia acabou desistindo de procurá-lo...- Nós duas permanecemos em silêncio, Larissa apenas mexia uma pequena colher dentro do cappuccino enquanto fitava o mesmo-... A senhora Jiw-san... foi levada com urgência ao hospital mais próximo, Jimin não parava de chorar... a mãe dele não resistiu e faleceu, Jimin tem trauma de médicos, ele acha que eles anteciparam a morte dela a enchendo de comprimidos!- Ela finalizou.
- ... Jimin... tem algum problema no coração?- Perguntei.
- Eu não sei te informar isso... por quê?
- Nada não... Obrigada por me contar sobre o passado de Jimin, mas... não sei o que isso tem de tão sombrio!- Digo.
- Mais cedo ou mais tarde você vai descobrir, só por favor, não diga pra ele que te contei esse assunto!- Pediu e eu sorri acenando positivamente.

Eu já estava a caminho de casa, minha cabeça estava doendo, eu só queria dormir um pouco. Parei em frente a casa de Jimin, eu queria ver como ele estava. Bati na porta. Ninguém atendeu.
- Jimin!- Chamei na esperança de que ele ouvisse. Mas nada.
- O Jimin não tá em casa!- Escutei uma voz conhecida, olhei para trás e me deparei com Jungkook de moto.
- Jungkook... Como sabe que ele não está?- Perguntei.
- Não confia em mim?- Perguntou e eu o olhei desconfiada-... Eu vi ele a alguns minutos atrás, ele estava acompanhado de um amigo!- Respondeu.
- Tudo bem então...- Digo e fui em direção ao outro lado da rua para entrar em casa.
- Ei...- Jungkook chamou minha atenção-... Não quer dar uma volta?- Perguntou.
- Eu tenho muito o que fazer...!- Digo.
- Ah vamos... Você parece muito estressada, tem que deixar as obrigação um pouco de lado!- Propôs com um sorriso animado.
- Não acho que seja uma boa ideia!
- Jimin disse algo de ruim sobre mim não foi... Vai acreditar naquele cara idiota?- Perguntou com uma cara zangada.
- Não é bem isso...
- Então vamos!- Chamou mais uma vez. Eu acabei cedendo e subi na traseira da moto.
- Escolheu bem!- Ele dá um sorriso.
- Não se gaba não, eu estava mesmo entediada!- Digo e ele acelera rindo um pouco. Eu precisava mesmo tirar os problemas da minha cabeça. Ele nos levou até um fliperama, era um lugar enorme cheio dos vários tipos de jogos e tinha até uma lanchonete, mas alegre desta vez.
- Nossa...- Meus olhos brilharam com tantas luzes e cores.
- Vem vamos!- Ele me puxou para alguns jogos de mesa, se passou algum tempo, jogamos tudo que podemos, simuladores, just dance etc. Logo nos sentamos para lanchar.
- Nunca me diverti tanto!- Eu ainda estava rindo mesmo depois de termos parado a meia hora atrás.
- Eu disse que iria te fazer bem!- Ele dá um sorriso meigo, ele passou a mão em meu rosto retirando um pouco do chocolate em meu lábios, que havia ficado quando mordi um pedaço do bolo que eu comprei na lanchonete. Eu estava rindo muito para perceber os olhares curiosos na minha direção. Até que sinto um calafrio, olho para os lados e percebo Jimin entrando com uns amigos. Ah essa não, ferrou. Tentei esconder meu rosto mas só aquilo não iria resolver.
- Eu tenho que ir!- Me levanto para sair rápido antes que Jimin me visse porém Jungkook segura meu braço.
- Já vai? O que ouve?- Perguntou, involuntariamente olho na direção de Jimin que logo me nota, ele vira um pouco a cabeça como se quisesse ver quem me segurava, e assim que pois os olhos em Jungkook uma cara de raiva inexplicável surgiu em seu rosto.
- Eu tenho que ir!- Digo tentando me afastar.
- Está com medo de Jimin?- Perguntou se levantando.
- Não é medo... é pavor!- Cito vendo Jimin se aproximar.
- Mandei ficar longe dele!- Brigou me puxando para perto dele.
- Solta ela Jimin!- Jungkook manda.
- Ela é minha Jungkook!- Gritou em tom de autoridade. Eu sem saber o que fazer fiquei só olhando.
- Ela não é de ninguém, muito menos sua, larga ela!!- Jungkook gritou. Isso não vai acabar bem.
- Me obriga!- Jimin disse e logo recebeu um soco de Jungkook.
- Gata acho melhor você sair daqui!- Um dos amigos que acompanhava Jimin me aconselhou, mas eu não conseguia sair. Jimin se levanta e dá outro golpe em Jungkook o fazendo cair, os companheiros de Jimin o seguram.
- Me solta Tae eu vou acabar com esse filho da mãe!!- Jimin grita se debatendo.
- Se acalma Jimin, oh (s/n) dá pra dar uma forcinha aqui!- Pediu.
- Jimin para...- Grito o fazendo olhar pra mim-... Chega!- Ele se acalma e me encara zangado, logo depois saindo do local junto dos amigos.
- Jungkook você tá bem?- Perguntei.
- Sim... Eu vou te levar pra casa, antes que algo mais dê errado!- Disse com a mão em seu rosto vermelho.

Continua...


Notas Finais


Perdoem qualquer erro. Até o próximo capítulo!

Bjua de “Kook com toddynho"!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...