História No Sense - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hailey Rhode Baldwin, Justin Bieber
Tags Incesto, Possessivo
Visualizações 475
Palavras 948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Sobrenome


Fanfic / Fanfiction No Sense - Capítulo 18 - Sobrenome

Já estava sentada ao lado de meu irmão na mesa, comi tudo que estava no meu prato, uma das melhores comidas que eu já comi.

 

Assim que cheguei no hotel, já estava caminhando apressada pelo corredor, Justin esta bem atrás de mim. Mas senti suas mãos ir de encontro com a minha cintura, me impressando na porta do nosso quarto.

 

Justin"Ana como eu tô doido pra te sentir"suas mãos foram para de baixo dá minha blusa e apertou meus seios

 

Jonas"vão fazer isso aqui mesmo?"levamos um susto ao ouvir sua voz, ele estava no meio do corredor de braços cruzados

 

Justin abriu a porta e me empurrou para dentro, logo trancando a porta. Veio em minha direção tirando minha blusa, me empurrou me deitando na cama de barriga para cima, de repente o vi nu na minha frente, puxou meu shortinho junto com a minha calcinha.

 

Júlia"por favor Justin, devagar"o olhei totalmente assustada

 

Justin"não vou fazer sua primeira vez ser a pior"se deitou em cima de mim

 

Acariciou minha bochecha com delicadeza, ajeitou seu pênis na minha entrada, gemi de dor ao sentir a cabeça de seu pau querendo entrar.

 

Júlia"você não vai usar camisinha?"negou

 

Justin"a injeção que você tomou antes de viajar, não se lembra?"neguei

 

Se ajeitou em cima de mim, colocou sua mão na minha boca deixando me assustada, penetrou com força, gritei abafado por causa de sua mão. Seu sorriso estava largo parecia gostar do que estava fazendo, meus olhos se encheram de lágrimas por causa dá dor que senti.

 

Justin"você é muito mais apertada do que qualquer virgem que já peguei"tirou sua mão dá minha boca

 

Júlia"para, isso dói"tentei empurrar seus ombros mas foi inútil

 

Tirou a parte de cima do meu biquíni, e logo tratou de chupar meus seios enquanto me dava estocadas fortes. Segurou meu rosto me beijando e começou a acelerar suas estocadas. Sentia arder minha vagina pela sua agressividade, nada estava me dando prazer.

 

Justin"ohh irmãzinha para alguma coisa você serve"falou extremamente rouco

 

Segurou minhas coxas e se levantou um pouco, me estocou com mais força e velocidade, sentia nossos quadril se chocarem com tanta rapidez.

 

Seu rosto foi para curvatura do meu pescoço mordendo, eu olhava para o nada esperando isso acabar. Senti que ele iria com mais pressa e me mordia ainda mais. Querendo ou não querendo senti as paredes de minha intimidade aperta seu pau, gozei sem mesmo sentir nenhum prazer.

 

Justin me estocou mais duas vezes gozando em mim, senti um líquido quente se misturando com o meu. Se jogou do meu lado cansado, é o que reparei.

 

Justin" todo dia quero provar de você meu amor"

 

Me olhou, mas desvio o olhar, segurou meus rosto com força fazendo o olhar.

 

Júlia"para de me machucar"

 

Tirei suas mãos de mim e me levantei indo ao banheiro do dificuldade, mas eu precisava me limpar. Liguei o chuveiro me jogando de baixo dele.

 

Justin"você Ana não manda no seu corpo"apareceu e falou essas palavras me olhando pelo box do banheiro

 

Júlia"eu já percebi"

 

Acaricio minha vagina, estava suja de sangue, Justin veio em minha direção rápidamente me afastei a cada toque dele.

 

Justin"deixa eu te limpar"

 

Júlia"eu não quero"falei me entregando ao choro

 

Sim estava chorando, segurou minha nuca fazendo o olhar bem em seus olhos.

 

Justin"eu posso te machucar, mas também quero cuidar de você"

 

Tocou minha barriga descendo até minha vagina acariciando. Segurei seu braço tentando o impedir.

 

Júlia"para"

 

Justin"para você Ana"

 

Me limpou fazendo me ter ainda mais vergonha, e por fim segurou meu rosto me dando um selinho demorado. Sai do banheiro com a toalha enrolada no corpo, vesti uma roupa folgada e logo me deitei na cama macia, não estava disposta a nada, nem mesmo comer algo.

 

Justin"vou pedir nossa janta"

 

A noite caiu, e amanhã de tarde vamos embora para casa, meu inferno particular. Pelo menos na escola vou ter um pouco de paz.

 

Júlia"eu não quero nada"

 

Justin"mas vai comer"sua voz saiu um pouco alta e fria

 

Júlia"pode pedir, eu não vou comer"

 

Ele fez o pedido e foi tomar banho, dá janela de meu quarto olhava o mar, o barulho me encantava. Senti mãos tocaram minha cintura, meu estômago embrulho com medo, eu gostava do meu irmão mas o que ele me fez hoje está acabando comigo.

 

Justin"que tal você se recuperar e depois fazemos uma foda"

 

Júlia"não"me virei de frente para olhar em seus olhos

 

Seu sorriso sumiu mostrando sua cara antipática, a sua cara de sempre.

 

Justin"você não me desobedeça"

 

Me segurou pela nuca me deitando de barriga para cima, seus olhos estavam negros e com raiva.

 

Júlia"ainda dói"choraminguei

 

Justin"você aguenta"

 

Se meteu em meio a minhas pernas quase deitando todo seu peso, foi quando a campainha tocou me salvando dessa.

 

Justin se levantou mesmo com uma toalha enrolada na cintura, atendeu e pegou nossa janta. Mas porta ainda aberta passando por ela, Jonas.

 

Jonas"que casal mais lindo"

 

Justin olhou depressa para ele, acho que Jonas queria provocar, nada haver ele ficar se intrometendo no meio dá gente. Mesmo que ele ainda tenha me "salvado" agora a pouco.

 

Justin"o que você quer?"

 

Justin caminhou devagar ficando em sua frente, Jonas era mais alto e forte o que me deixa receosa de acontecer uma briga.

 

Jonas"mais cedo ouvi gritos de sua namorada"apontou para mim

 

Justin"e o que tem?"

 

Abaixei minha cabeça tentando não demonstrar a dor que estava sentindo, enquanto os dois se encarava.

 

Jonas"Justin você está estuprando sua namorada ou quer dizer irmã?"olhei para os dois assustada

 

Justin"ela não é minha irmã"

 

Jonas"pra você, mas os documentos que você apresentou no hotel ela tem os sobrenome Drew Bieber, e os pais dela são os mesmos que os seus"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...