História No way bae - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally, Camilacabello, Camren, Dinahjane, Fifth Harmony, Laurenjauregui, Normanikordei, Norminah
Exibições 178
Palavras 1.665
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura meus amores

Capítulo 25 - 2 Part Encontro


Fanfic / Fanfiction No way bae - Capítulo 25 - 2 Part Encontro



7:54 eu ja estava pronta, vestido branco, cabelo ondulado, salto, brincos de pérolas, uma leve maquiagem e um batom rosa claro, eu odiava usar batom, confesso que fui um pouco forçada a usar pela minha mãe, mas ok.


Eu estava sentada assistindo televisão quando escutei a campainha tocar, peguei minha bolsa e meu celular, respirei fundo antes de ir abrir a porta, quando abri me deparei com a mais bela visão da minha vida,
Lauren estava maravilhosa, ela usava uma espécie de macacão branco, ele era comprido, mas na parte de cima só tinha uma faixa em xis para cobrir seus seios, era lindo e combinava perfeitamente com ela.
Nos pés um salto preto, cabelos ondulados caidos sobre os ombros, uma maquiagem que destacava seus belos olhos, nos labios um batom bordô, ela estava linda, estava maravilhosa.
Confesso que meu ego deu uma inflada, saber que ela estava toda arrumada para sair comigo era demais para mim, céus, ela era meu inferno.

-Boa noite camz - disse com um belo sorriso nos labios, analisou meu corpo da cabeça aos pés, voltou seu olhar para o meu rosto com um sorriso malicioso estampado no rosto - Você esta perfeita - corei fortemente

-Você também esta maravilhosa lauren. - eu disse enquanto tentava agir naturalmente

Ela me lançou uma piscadinha, eu acho que morri quando ela fez isso, não sei, meu mundo pareceu parar por um tempo

-Vamos? - acordei do meu transe quando ela me pegou pela mão, apenas murmurei um "aham" e saimos rumo ao seu carro, ela abriu a porta para mim, entrei e sentei.

Eu ainda não tinha superado o fato de ter pegado na mão dela quando ela fez um breve carinho na minha bochecha, dei uma risadinha e me ajeitei no banco.

-Então, onde vamos? - perguntei curiosa

-Você logo descobrirá - me lançou a piscadinha novamente, pare com isso lauren, por favor.

-Você é uma chata, quero que saiba disso - bufei e foquei meu olhar na paisagem la fora

-E você é linda - minhas bochechas ficaram vermelhas novamente

-Obrigada - falei baixinho

Ela me olhou e deu uma risadinha, eu juro que se demorasse para chegar no lugar eu ia ficar louca, não da para manter a sanidade perto dessa mulher.

-Ei, por que você ainda não me deu seu numero? - lauren desviou seu olhar para mim e logo focou no trânsito novamente

-Ammm, não sei, você não pediu

-Pode salvar para mim? Meu celular esta no porta luvas - concordei com a cabeça e peguei o celular e logo salvei meu numero com o nome de "karlinda", botei o celular no lugar

-Pronto

-Obrigada, vamos descer? - nem tinha percebido que ja tínhamos chegado e estávamos paradas no estacionamento, soltei meu cinto de segurança, peguei minha bolsa no banco de trás

-Vamos.

Fomos rumo ao elevador que levava ao restaurante, demorou uns seguntos até o sinal piscar avisando que tínhamos chegado no andar, as portas abriram e a minha boca também, estavamos no térreo, mesas espalhadas, flores nas paredes, o local era lindo e caro, notei ser uma área mais reservada, não tinha muita gente, e as pessoas que estavam la com certeza tinham bastante dinheiro.
Nos fomos guiadas até uma mesa ao centro, Lauren puxou a cadeira para mim, eu ainda estava em choque com aquele lugar, ela ficou me encarando com a sobrancelha esquerda arqueada, eu estava sem palavras no momento

-Gostou do lugar? - ela perguntou desconfiada

-Me de um minuto, ainda estou tentando recuperar o ar que eu perdi - brinquei

-Esse lugar é maravilhoso lauren

O garçom chegou perguntando o que nos iríamos comer, eu e ela optamos por lagosta e vinho, o garçom anotou nosso pedido e logo se afastou.

-continuando... que bom que gostou, eu sempre vinha aqui com meus pais - disse desviando o olhar do meu

-E porque não vem mais? - perguntei curiosa

-Nos meio que não estamos nos falando

-Eu sinto muito lauren - eu disse enquanto apertava sua mão por cima da mesa

-Tudo bem, só podemos mudar de assunto? - concordei com a cabeça

Nosso pedido chegou

-Espero que gostem senhoritas.
Agradecemos o garçom e o mesmo logo se retirou.

-Você vai adorar, prove - lauren disse com um sorriso fofo no rosto enquanto me estendia um garfo com comida, Deus ela estava sendo tão fofa comigo.
Abri a boca e ela pois o garfo com a comida

-Hmmmmn, isso é otimo lauren- eu disse admirada enquanto terminava de mastigar

-Eu sei - ela disse em um tom convencido e deu a piscadinha novamente, porrrr queeee tão linda???

- então sra Cabello, me conte, como esta sendo trabalhar comigo? - ela perguntou com um sorriso brincalhão nos labios

-Péssimo - fingi uma cara de nojo

-Magoou camz - ela falou com um bico nos labios.

-Estou brincando, eu gosto de trabalhar com você.

Dei um gole no vinho antes de continuar...

-Eu gosto de você lauren

Ela ficou me encarando com a sobrancelha arqueada, percebi o que eu tinha falado e logo tentei concertar, eu só posso estar ficando louca

-Digo, como pessoa, eu gosto de você como pessoa, você sabe...

-Eu entendi camila - ela deu uma risadinha

O resto da janta aconteceu perfeitamente bem, em um clima totalmente agradável, lauren ria das minhas piadas, eu ria dela por ser a única pessoa que ria das minhas piadas, foi um bom momento, de fato foi.

No momento nos estávamos sentadas na areia da praia, admirando o céu e suas estrelas, era uma linda noite e o clima estava agradável em Miami.

Eu tinha bebido um pouco acima do esperado, eu não estava bebada, mas estava tonta e com um pouco de jetlag

-É lindo, né?

-O que? - perguntei distraída

-Estou falando do céu - ela focou seu olhar em mim e deu um sorrisinho

-Amm ata, é maravilhoso - olhei para seus labios e logo abaixei a cabeça, eu tinha que parar imediatamente com isso

Seu celular vibrou, ela pegou ele e digitou alguma coisa e guardou ele novamente.
Ela tirou o sapato que estava em seus pés e se aproximou mais de mim, encostou a cabeça no meu ombro e suspirou, ouvi um soluço logo depois, ela estava chorando?

-O que foi lauren? Aconteceu alguma coisa? - perguntei preocupada

-Eu não sou uma boa pessoa camila - ela chorava compulsivamente

-O que? Lauren pare com isso, você é ótima, não seja boba

-Você é um anjo camila. Eu agradeço por isso, mas acredite, eu não sou uma boa pessoa - ela virou o rosto e ficou me olhando nos olhos, os olhos verdes esmeralda estavam vermelhos e isso doía em mim

-Por que diz isso? - perguntei enquanto passava os dedos em baixo do seu olho tentando limpar as lágrimas que teimavam em cair

-Camila nem o meu pai me quer por perto e eu entendo ele, eu sempre estrago tudo, eu não sei fazer nada direito, eu sou um erro - ela baixou a cabeça e voltou a soluçar novamente, eu ja estava ficando desesperada

-Lauren olhe para mim - ela continuou com a cabeça abaixada - por favor lolo, olha para mim

Ela levantou a cabeça e eu puis as minhas mãos em suas bochechas e busquei seu olhar, ela logo fixou o olhar em mim

-Babe você não é ruim, você só esta passando pela fase que toda pessoa com 19 anos passa, você esta crescendo lauren, é normal errar, todo mundo erra, isso não te faz um monstro, seus pais te amam lauren, seus amigos te amam - eu disse firme enquanto mantinha o olhar fixado no dela

-Você não entende... eu não mereço amor de ninguém, camila eu nem deveria estar aqui, eu não mereço estar aqui com você, eu acabo com as pessoas e tudo que esta ao meu redor- ela tentou sair dos meus braços, mas eu não deixei e puxei ela para mais perto

-Lauren, escuta aqui, você não é essa pessoa que você se diz ser, você só esta passando por uma fase ruim, por favor não faça isso com você.

Eu estava quase começando a chorar junto com ela

-Isso dói tanto camila - Ela chorava alto, a única atitude que eu tive foi puxar ela para um abraço, ela estava tão fragil e indefesa, não parecia a lauren jauregui que todos conheciam, não, la em meus braços era apenas a lolo, a minha lolo, e ela precisava de ajuda e eu ia ajudar.

-Eu sei que dói, pode chorar, põe tudo para fora, eu estou aqui com você - depositei um beijo no topo da sua cabeça.

Ficamos alguns minutos mais na mesma posição, abraçadas, ela chorando e lavando a alma, eu tentava passar o máximo de carinho e confiança naquele abraço, quando por fim ela se afastou, limpou os olhos e me fitou com um sorriso nos labios

-Obrigada por isso camz, eu meio que tive um ataque- ela disse envergonhada, ela não desviava o olhar do meu

-Não agradeça- dei uma piscadinha

-Certo...

-Você me assustou - dei um empurrãozinho nela

-Ei, não me empurre - ela me empurrou e eu cai para tras

-Meu deus camila, eu sinto muito - ela tentou me levantar, mas eu puxei ela e ela caiu em cima de mim, nos ficamos rindo uma da cara da outra, até o seu olhar fixar nos meus labios, por puro instinto eu passei a lingua umidecendo meus labios, lauren desviou o olhar para meus olhos, suas pupilas estavam dilatadas, seus olhos verdes antes vermelhos agora estavam clarinhos, suspirei

-Camz, eu preciso...

-Apenas faça lauren - soltei em meio a um único folego

E assim ela o fez, foi se aproximando até encostar seus labios nos meus, primeiramente foi só um encostar de labios, mas logo sua lingua pediu passagem e eu rapidamente dei, era um beijo quente mas também carinhoso, nossas linguas conhecendo uma a outra, em meio a mordidinhas, chupoes nos labios, minhas mãos foram parar em sua nuca, lauren mantinha uma mão em minha cintura e a outra em meu ombro, eu puxava ela para cada vez mais perto de mim em meio ao gostoso beijo, eu queria prolongar aquilo o máximo possivel e ela parecia querer fazer o mesmo pois ela sorria ao longo do beijo
Ela me causava tantos sentimentos, era uma sensação de estar fazendo a coisa certa.


Notas Finais


Sera que a camila esta fazendo a coisa certa? O que vocês acham? Não esqueçam da regrinha dos 5 comentários. Nos vemos logo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...