História No way ( Camila Gp) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camila G!p, Camren
Exibições 533
Palavras 1.485
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Você fica muito mais bonita sorrindo


Fanfic / Fanfiction No way ( Camila Gp) - Capítulo 6 - Você fica muito mais bonita sorrindo

Ter conversado com a mani me ajudou muito, eu estava sufocando com tudo isso. Cheguei em casa por volta das onze horas e Louis pra minha sorte ou não ainda não havia chegado. Tomei um banho com muito cuidado pra não molhar o curativo, depois do banho liguei a TV pra assistir alguma coisa, parei em um canal onde estava passando um filme de romance, no filme o cara dizia que amava a mocinha e cuidaria dela, automaticamente me lembrei da camila, e de que ela estava se divertindo muito com a sua namorada, eu queria tanto um amor assim, ser amada  com tanto intensidade e carinho por uma pessoa como camila deve ser incrível, essa sofi é a mulher mais sortuda do mundo, suspirei frustrada. Porque não eu? 


Meu celular tocou na cômoda da cama e eu atende sem nem olhar quem era. 


- Alô.......Oi mãe........não sei.......Depois da faculdade eu posso sim......eu também........eu vou almoçar sim........tá tchau. - desliguei o celular, espero que não seja pra falar do genro queridinho deles.......droga! Espero que amanhã esse machucado no meu rosto tenha melhorado. Desliguei a TV e apaguei. 


Acordei com o despertador tocando freneticamente e me sentei na cama, olhei para o lado e Louis não estava, acho que ele deve ter dormido com alguma vadia por aí. Me levantei e fiz minha higiene e tomei um longo banho e preparei alguma coisa pra mim comer. Peguei meu carro e fui para a faculdade encontrando mani e ally sentadas em um dos bancos do campus. 


- Como você está? - mani perguntou preocupada e ally me olhou.


- O que aconteceu? - perguntou me observando. Ainda bem que existe maquiagem. 


- Eu só estava com uma dor de cabeça ontem. - menti e mani me olhou séria. - Vamos entrar? - mudei de assunto e elas assentiram e nós seguimos para a entrada. 


As aulas se arrastaram e eu estava concentrada quando sinto meu celular vibrar, assim que visualizo a mensagem eu gelo, Louis. 


~Oi amorzinho, te espero para o almoço com a sogrinha e o sogrão ~


Quando penso que esse almoço não poderia ser pior.......saco! Vou ter que aturar minha mãe e o meu pai babando no genro perfeito deles, as vezes eu acho que se eles soubessem o que ele faz comigo eles ainda diriam que a errada seria eu, que eu merecia. Espero que eu esteja errada. 


Assim que as aulas terminaram peguei meu carro e segui para o tal restaurante para esse castigo, não tem nada pior do que você vê seus pais babando o cara que te faz sofrer, eu sei que eles não sabem, mas é difícil pra mim aturar isso, na frente dos meus pais ele é o marido perfeito, e pelas costas é um canalha e escroto comigo. Cheguei no restaurante e avistei os três sentados acenando pra mim, reviro os olhos e vou na mesa deles. 


- Filha! Que bom que você chegou, o Louis me falou sobre o que aconteceu com você....- franzi o cenho e olhei para o Louis que sorria cínico. 


- E o que aconteceu comigo? - perguntei encarando ele que se levantou


- Não precisa ficar com vergonha amor, eu disse que você tropeçou no sofá e caiu feio. Mas que já está tudo bem né? - me olhou em tom de ameaça. 


- Sim está. Não se preocupe mãe. - falei me sentando perto do Louis que afastou a cadeira pra mim sentar. 


- A gente já pode fazer os pedidos. - disse meu pai. Meu relacionamento com ele nunca mais foi o mesmo, ele ainda me culpa por ter sido tão burra. 


Meus pais e Louis engataram em uma conversa sobre um assunto que eu não faço questão de me envolver. Depois começaram os elogios ao Louis como sempre. 


- A empresa está crescendo muito, estou tendo muito trabalho. - disse Louis e eu tento não revirar os olhos. 


- Espero que você esteja arrumando um tempo para o seu casamento, preservar e cuidar do casamento é o segredo pra que ele seje duradouro.  - disse minha mãe e Louis passou a mão na minha coxa por debaixo da mesa. 


- Pode deixar. Nosso casamento anda as mil maravilhas não é amor?  - falou apertando minha coxa e eu apenas assenti forçando um sorriso. 


- Que bom, eu sei que a lauren mal começou a faculdade, mas eu não vejo a hora de ser avó. - falou minha mãe e eu arregalei os olhos. 


- Nem pensar. - falei e todos me olharam, Louis me encarou ameaçador - Quer dizer......a senhora acabou de falar que eu acabei de começar a faculdade então.......ainda é muito cedo pra pensar em filhos. - se depender de mim eu nunca vou ter um filho com esse desgraçado. 


- Mas eu não quero esperar muito pra mimar meus netinhos. - falou minha mãe e Louis apertou minha coxa com mais força. Não aguentei e me levantei rapidamente. 


- Eu.....vou no banheiro. - falei e sai dali, não aguento ver meus pais falando maravilhas desse idiota, e agora minha mãe vem falar de netos. Eu odeio a minha vida. Entrei na cabine do banheiro e comecei a chorar. Eu queria sumir, voltar no tempo e nunca ter conhecido esse desgraçado, minha vida é uma merda. Fechei meus olhos com força sentindo as lágrimas caírem. Limpei minhas lágrimas e sai da cabine sem olhar direito por conta das lágrimas quando esbarrei em alguém. - De - Desculpa......eu não vi, sinto muito. 


- Tudo bem, eu que não reparei....- Eu reconheço essa voz.....não pode ser e esse perfume.......levantei meu rosto.......camila. - Ei! Esta tudo bem com você? - perguntou e obviamente não me reconheceu de novo. - Espera......você estava no meu consultório ontem é.......lauren.....porque você está chorando?


- Eu......só....eu....- não consegui terminar e comecei a chorar. Senti seus braços me envolvendo em um abraço aconchegante e à abracei apertado aproveitando o momento. 


- Calma......você está sentindo alguma coisa? - falou afagando meus cabelos e eu neguei sem lhe soltar. Ela me levou para perto da pia e segurou meu rosto limpando minhas lágrimas com delicadeza. - O que você tem? Eu posso te ajudar? - falou e eu solucei olhando em seus olhos castanhos que me transmitiam paz. Ela terminou de limpar minhas lágrimas e me abraçou novamente, agora eu lhe apertei mais ainda aspirando seu perfume. - Eu sei que eu não te conheço direito, então não precisa me contar se não quiser tá? 


- Obrigada.......Por tudo. - falei e ela me apertou mais ainda em seus braços. Se eu pudesse eu nunca mais à soltaria, seu abraço me transmite uma proteção inexplicável, eu nem à conheço direito e me sinto tão protegida em seus braços. 


- Não precisa agradecer.....- falou sorrindo e me afastou indo em direção a pia e pegando um lenço em sua bolsa. - Você sabia que um abraço é capaz de fazer você se sentir muito melhor, independente do que você esteja sentindo? - falou e passou o lenço no meu rosto - Você vai precisar retocar sua maquiagem, não que você precise, pois você é linda. - falou e eu sorri corando. 


- Obrigada. 


- Você fica muito mais bonita sorrindo sabia? Deveria fazer isso mais vezes, com esse sorriso e esses lindos olhos esmeraldas deve deixar muita gente apaixonada. - falou e eu sorri sem graça.


- Obrigada. Mas quem eu queria, eu não posso ter....- falei abaixando minha cabeça. 


- Eu vi que você é casada. Se for por ele, e se você ama ele, você deve lutar pelo seu casamento. - falou e eu suspirei. Mas não é ele e sim você. Pensei. 


- Não é ele. E eu nunca vou poder ter essa pessoa pra mim. - saiu no automático e eu arregalei os olhos. 


- Oh.....você.....está gostando de outra pessoa? Quer dizer.....desculpa perguntar, mas é que você é....- lhe interrompi


- Não tudo bem. Meu casamento não é uma maravilha, mas como eu falei, a pessoa que eu quero nunca vai olhar pra mim. Ela é perfeita demais. 


- Não se diminua. Você é linda e essa pessoa não deve ser tão perfeita assim já que ela não reparou em você. 


- Mas acredite. Ela é. - falei e sorri lhe encarando encantada


- Ah....desculpe você vai ficar bem? É que a sofi está me esperando. Ela deve está uma fera pela minha demora. - meu sorriso morreu, sempre essa sofi. 


- Tudo bem. Eu vou ficar....- sorri triste


- Então se cuida, vou indo...- ela ia saindo, mas voltou - Sorria sempre, garanto que essa pessoa aí vai ser sua. - falou e saiu. Nunca você será minha. Suspirei e retoquei minha maquiagem. Antes de sair do banheiro vi seu lenço em cima da pia, peguei o mesmo e senti seu cheiro. Pelo menos o seu cheiro eu vou ter hoje quando for dormi. 


Voltei pra mesa mas calma, camila me acalma. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...