História No Way (Camren) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Joe Jonas, Justin Bieber, Margot Robbie
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Joe Jonas, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Margot Robbie, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Fifth Harmony
Exibições 128
Palavras 2.486
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi bbs, aí está mais um capítulo.

*Não esqueçam de comentar
*Não esqueçam de ler A Delegada

Stay_007

Capítulo 17 - Forbidden Special


Anteriormente em No Way

Camila Cabello Pv

Eu estava sentada na minha cama quando a porta foi aberta.

- O que você está fazendo aqui? - Lucy não me deu atenção, ela entrou, fechou a porta e se sentou na cama da Lauren.

- Quero falar com você.

- Não tenho nada pra falar com você! Saí daqui por favor. - Lucy se levantou e começou a mexer nas coisas da minha namorada. - Não mexa nas coisas da Lauren!

- Não sei qual é o seu problema comigo Camila. - Ela falou da forma mais cínica possível - Eu nunca te fiz nada.

- Eu não tenho nada contra você! - Menti. Lucy se aproximou de mim e parou na minha frente.

- Ah não? Então por que fica toda estressadinha quando estou por perto?

- Eu fico normal.

- Não fica não.

- Você não sabe de nada! - Eu sentia meu sangue ferver

- Olha Camila, Lauren é minha amiga, só isso, ok? O que rolou entre eu e ela ficou no passado.

- Como assim o que rolou entre vocês? - Que eu saiba Lauren e Lucy sempre tiveram apenas amizade.

- Ué, Laur não te contou que nós fomos namoradas?

- Como é que é?

- Ops, não era pra falar? - Lucy abriu a boca em formato de O e tapou a mesma com a mão. - Desculpa. - Cínica!

- Isso é mentira! - Falei

- Não Camila, não é mentira.

- Eu não acredito em você!

- E por que não? É a pura verdade, e é melhor você aceitar.

- Não tenho motivos para acreditar em você.

- Então pergunte a Lauren, se ela dizer que é mentira, aí você decide se acredita ou não.

- Perguntar o que pra mim? - Lauren apareceu na porta

- Eu já vou. - Lucy deu um beijo no rosto da minha namorada e saiu

Sentei na cama e Lauren sentou ao meu lado.

- O que foi, amor? - Perguntou ela. Levantei a cabeça e á fitei. 

- É verdade que você e Lucy foram namoradas? - Fui direta

- Quem te contou isso?

- Então é verdade?! Aquela nojenta estava certa.

- Foi a Lucy quem te contou isso Camila?

- Até você sabe que ela é nojenta! - Sorri sarcástica

- FOI ELA CAMILA?

- NÃO IMPORTA QUEM ME CONTOU, LAUREN! - Me levantei e comecei a andar e um lado para o outro. - Por que você não me disse isso antes, Lauren?

- P-porque eu achei que não seria necessário, isso foi há muito tempo. - Lauren também se levantou

- Você deveria ter me contado. É por isso que ela fica grudada com em você.

- Claro que não Mila, Lucy é a minha melhor amiga, nós sempre andávamos grudadas.

- Ela tá dando em cima de você, Lauren, está na cara.

- Camila, aprenda uma coisa... - Lauren segurou meu rosto com as duas mãos. - Lucy e eu somos apenas amigas, muito amigas, nada além disso. Ela sabe o quanto aquele relacionamento não deu certo, nunca daria, sabe por quê? - Neguei. - Porque somos como irmãs!

- Você pode achar isso, mas ela não! Você não vê que ela faz de tudo pra me provocar?!

- JÁ CHEGA CAMILA! LUCY NUNCA FEZ NADA PRA TE PROVICAR!- Me assustei. - ESSA SUA IMPLICÂNCIA COM A LUCY JÁ TÁ DE MAIS!

- AH, AGORA EU SOU IMPLICANTE?

- É!

- VOCÊ TÁ CEGA!

- E VOCÊ TÁ SENDO IDIOTA. - Sem mais nem menos, Lauren saiu do quarto batendo a porta com força.

Se a Lucy queria fazer eu e Lauren brigar...ela conseguiu.

Lucy Vives Pv

Assim que Lauren entrou no quarto, eu saí. Fiquei parada atrás da porta, tentando descobrir se meu plano havia dado certo. E como planejado... As duas estavam discutindo. Eu fazia o máximo para segurar o riso. Um sorriso vitorioso surgiu em meus lábios. Eu ouvia Lauren se aproximar da porta, corri o máximo possível para que ela não me visse.

Fiquei sentada embaixo de uma árvore que havia no jardim na parte de trás do colégio. Avistei Lauren passar pelo corredor ás pressas. Fui atrás.

- LAUREN! - Ela fingiu não ouvir. - LAUREN ESPERA. - Ela parou de andar e me olhou.

- Por que você teve que contar pra Camila que já fomos namoradas? - Eu tentava forçar o choro.

- Laur, me desculpa, saiu sem querer. Eu não queria contar nada pra ela. Eu juro. Você sabe que eu nunca faria nada pra te prejudicar. - Graças a Deus uma lágrima escorreu em meu rosto.

- Eu sei que não. - Lauren me abraçou.

- E-eu não sei o por quê a Camila não gosta de mim, eu quero ser amiga dela também, entende?

- Não se preocupa Lucy. Camila não entende que você é minha melhor amiga. - Um ponto pra mim, zero pra Camila.

- É sério Laur, me desculpa, eu não queria fazer vocês duas brigarem. Eu me sinto até mal. É porque eu fiquei tanto tempo sem te ver... - Eu chorava feito uma criança.

- Tá tudo bem, ok? Não chora.  - Lauren limpou as minhas lágrima com a sua mão. - Camila vai entender.

- Eu vou voltar para o meu querto, e mais uma vez eu te peço desculpas. - Lhe dei um último abraço e saí.

(...)

Entrei no quarto e me joguei na cama. A felicidade que eu estava sentindo era imensa. Camila é muito idiota a ponto de achar que Lauren ficaria com raiva de mim. Ela chegou agora e já quer sentar na janela? me poupe. Conheço a Lauren a muito mais tempo que essa infeliz.

"Ela não vai tirar a Lauren assim de mim tão fácil. Ah mas não vai mesmo" - Falei pra mim mesma.

Lauren Jauregui Pv

Eu sinceramente não aguento mais essa implicância da Camila com a Lucy. Meu Deus, a menina mal chegou e Camila já fica julgando ela. Ela não consegue enteder que Lucy é minha melhor amiga. Se ela soubesse a saudade que eu sentia da Lucy, acho que ela entenderia. Eu me sentia mal pela Lucy, eu sei que ela não teve a intenção de contar aquilo pra Camila. Lucy é como um anjo, só quer o bem de todos ao seu redor.

Já estava escurecendo, fiquei sentada pensando na vida em um banco atrás da escola.

- Posso me sentar aqui também? - Normani se aproximou.

- Claro. - A mesma se abaixou e se sentou ao meu lado. Normani tinha uma expressão triste.

- Está com essa carinha por causa do Liam?

- Está tão na cara assim? - Assenti.

- Não liga pra ele Mani, Liam de vez enquando é um babaca.

- Você não entende Lauren. Eu sou muito apaixonada por esse idiota. Ele nunca olhou na minha cara, nunca! Agora que ele mudou de aparência, pode ter qualquer garota ao seus pés.

- Liam não é esse tipo de garoto, Mani. Ele pode ter mudado de aparência, mas o seu caráter contínua o mesmo. Ele é meio lerdo com essas coisas.

- Meio lerdo? - Normani riu sarcástica

- Tá bom...ele é muito lerdo. - Ri. - Mas você é uma garota legal. Olha, você pode tentar se aproximar mais dele.

- Não dá, eu sou muito tímida...

- Não importa, eu vou te ajudar e esse final de semana Liam vai ser seu!

- Eu não quero que ele seja obrigado a ficar comigo.

- Ninguém vai obrigar ele á nada. - Mani riu

- Mas agora me diz, por que você está aqui sozinha? - Desviei meu olhar do seu e fitei o chão.

- Eu precisava ficar um pouco sozinha.

- Então eu tô atrapalhando?

- Claro que não. Pelo menos você me distrai.

- Você e Camila brigaram, acertei? - Respirei fundo e assenti. - O que houve?

- Deixa pra lá.

- Agora me conta. Você agora é minha amiga, eu me importo com você.

- Camila ficou sabendo que Lucy e eu fomos namoradas, e ela fica implicando com a Lucy. Hoje mesmo ela disse que minha amiga fica dando em cima de mim!

- Espera... Você a Lucy foram namoradas?

- Sim.

- E a quanto tempo faz isso?

- Muitos anos. Foi um relacionamento de dois meses. Mas nós duas vimos que não iria dar mais certo porque nós duas ficaríamos melhor sendo apenas amigas. E assim somos até hoje, grandes amigas.

- Laur, se põe no lugar da Mila, vocês duas passaram por coisas absurdas, a desgraçada da Margot quase separou vocês duas. E isso tudo ainda é muito recente... Camila tem muito medo de te perder, Laur, ela te ama de mais.

- Mesmo assim Normani. Lucy chegou agora no colégio, Camila nem a conhece direito pra sair julgando a menina. Agora Lucy tá lá se culpando.

- Mas a culpa é realmente dela.

- Mas ela não fez por mal. Ela me disse isso e eu acredito nela. Coloco minha mão no fogo pela Lucy.

- Faz o seguinte... Vá conversar com a Camila. Vocês vão se entender.

- Eu não vou lá, ela que tá errada. Ela que venha até a mim.

- Pelo amor de Deus, para de orgulho. Ambas estão erradas. Vai lá nela, por favor. - Eu não sei se deveria ir lá. Camila que me deve desculpas...mas eu não posso ficar brigada com ela.

- Tudo bem, eu vou. Obrigada Mani. - Nós nos levantamos e nos abraçamos.

(...)

Entrei no quarto e Camila estava deitada em sua cama de olhos fechados, ouvindo música no fone de ouvido. Fechei a porta devagar para que ela não percebesse minha presença. Sentei na minha cama, tomei coragem para chama-la.

- Camila... - Toquei em seu braço fazendo a mesma se levantar no susto. Ela tirou seus fones e se virou para mim.

- O que você quer?

- A gente precisa conversar.

- Conversar sobre o quê? Sobre sua melhor amiga?

- Sobre nós duas! Quero pedir desculpas por ter gritado com você daquela forma. E por ter te chamado de idiota.

- Lauren, me desculpa mas eu não vou com a cara da Lucy.

- Por que Camila? O que a Lucy te fez pra você não gostar dela?

- Ela não me parece ser quem ela diz ser.

- Camila, por favor, Lucy não queria prejudicar nosso relacionamento. Por mais que você não goste dela, ela vai continuar gostando de você.

- Ah me poupe Lauren, você acha mesmo que Lucy gosta de mim?

- E por que ela não gostaria? Se você conhecesse bem ela, perceberia que ela não faria mal a ninguém.

- Lauren, tudo bem, eu vou parar de implicar com ela, ok?. Realmente vocês são muito amigas, eu fui muito infantil, admito.

- Promete?

- Prometo! - Camila levantou e sentou no meu colo. - Desculpa tá?

- Você sabe que eu te desculparei por tudo que você fizer.

- Te amo muito sabia?

- Eu te amo mais. - Selamos nossos lábios.

Vocês já sabem o que aconteceu depois...

Final de semana.

Tudo estava ao meu favor; meu pai havia ido passar o final de semana com os meus avós e liberou a casa pra mim e Taylor.

- Joe vai vim pra festa, Laur? - Perguntou minha irmã esticando o fio com luzes no jardim.

- Claro que vai. - Nós estávamos arrumando o jardim para mais tarde. Algumas bexigas estavam sobre a água da piscina. - Tay, hoje se o Liam ficar dando em cima de você, por favor, não fique de fogo com ele. Evite-o o máximo possível.

- Por quê?

- Porque Normani gosta dele. E eu tô armando um plano pra eles ficarem juntos.

- Por mim tudo bem. Meu foco é o Joe. - Não sei o que Taylor viu no Joe, mas cada um com o seu gosto.

Camila havia ido buscar algumas bebidas com a Dinah.

- Está bom? - Perguntou Taylor apontando para os fios com luzes coloridas esticadas de uma parede a outra.

- Está perfeito!  - Falei.

Ouvimos a campainha tocar, fui correndo atender a porta.

- Cheguei. - Lucy estava com uma caixa na mão. Dei espaço para ela passar e a mesma entrou. - Meu Deus, essa casa é muito mais linda que a outra que você morava.

- Você sabe que meu pai não gosta de economizar.

- Conheço bem o tio Mike, e cadê a Taylor?

- Arrumando as coisas lá nos fundos. O que é isso? - Apontei para a caixa.

- Eu sei que a Camila foi resolver o lance das bebidas, mas eu trouxe uma coisa a mais...adivinha. - Lucy tinha um sorriso cagageste no rosto.

- Se for o que eu tô pensando...

- Se o que você tá pensando for Forbidden Special, você acertou. - Lucy tirou de dentro da caixa uma garrafa com o rótulo da cor preta. Forbidden Special é a minha bebida preferida. Como diz o nome, ela é especial. Tá bom, não é uma bebiba comum, Forbidden Special é três vezes mais forte que vodka e wisky junto. Ela é proibida em nosso país, mas Lucy conhece algumas pessoas que fornece essas coisas facilmente pra ela.

- EU TE AMO! - Agarrei ela e lhe dei um abraço. - Mas a gente não pode servir isso na festa.

- Por que não?

- Tá maluca Lucy? Se alguém de fora descobre que demos isso na festa, podem chamar até a polícia.

- Ninguém vai descobrir.

- Se alguém beber isso aqui em grande quantidade, meu Deus, não sei nem o que pode acontecer.

- Relaxa Laur, ninguém vai morrer não.

- Mas só tem uma garrafa?

- Porque você acha que eu trouxe uma caixa?

- Espera, tem mais aí dentro?

- Tem umas dez ainda.

- Meu Deus, você é louca.

- LUCY? - Taylor apareceu na porta.

- TAYLOR! - Lucy correu e abraçou minha irmã.

- Caramba que saudade.

- Eu que o diga. Você tá linda, Tay.

- Sempre fui.

- Convencida.

(...)

Todos os preparativos pra festa estavam prontos. Camila trouxe uma quantidade boa de bebidas. A mesma tinha ido pra casa sa arrumar. Tomei um banho e optei por um vestido preto soltinho e um salto pequeno, fiz uma maquiagem forte e pronto. Lucy se arrumou na minha casa também. Ela usava uma calça branca, tênis preto e uma camisa da mesma cor. Estava linda como sempre.

A festa estava cheia, todos bebendo e comando a vontade. Algumas pessoas estavam dentro da piscina e outras fora. Camila estava bastante animada, nós estávamos dançando uma colada na outra.

- Camila? - Lucy apareceu com dois copos na mão.

- O que foi?

- Quero pedir desculpas por aquilo que aconteceu.

- Já passou Lucy.  - Camila não dava muita atenção pra Lucy. A mesma continuava olhando para frente.

- Pra você. - Minha amiga lhe ofereceu o copo que estava na sua mão.

- O que é isso? - Perguntei.

- Vodka.

- Só vodka? - Perguntou Camila.

- É claro.

- Pra que você tá me dando isso?

- Pegue Camila. É como se fosse um outro pedido de desculpas. Pode confiar. - Camila pegou o copo da sua mão.

- Um brinde a futura amizade de vocês! - Falei erguento meu copo para o alto e as duas fizeram o mesmo.

- Um brinde! - Tocamos nossos copos e bebemos nossas bebidas.

- Forte isso aqui. - Camila fez uma careta engraçada.

- É apenas vodka, Camila. Apenas vodka. - Lucy sorriu

E a festa só está começando.


Notas Finais


O que essa Lucy ta aprontando hein?
Essa festa promete.

Desculpe os erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...