História No Way (Lauren G!P) - Capítulo 85


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally Brook, Camila Cabello, Camren, Camreng!p, Celebridades, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Laureng!p, Normani Kordei, Romance
Visualizações 1.462
Palavras 2.553
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olaar, voltei, porém não irei me prolongar agora porque sei que vcs tão td doido pra ler isso. Mas, POR FAVOR, leiam as notas finais, nunca lhes pedi nada 😆

Desculpem os erros e boa leitura 🔥❤

Capítulo 85 - Nossa família


Fanfic / Fanfiction No Way (Lauren G!P) - Capítulo 85 - Nossa família

POV CAMILA

- Lolo? - Pergunto assim que entro no apartamento usando a minha própria chave de tão agoniada que eu estava, pois, ao deixar Taylor em casa, encontrei Steff e Chris na sala de modo que estranhei a ausência de Lauren e, discretamente, Clara nos contou o ocorrido entre sua filha mais velha e Luis no apartamento de Alexa. Eu simplesmente parei tudo e fui para o "nosso" apartamento para saber como ela estava e entrei logo de uma vez sem nem tocar a campainha. Ok que o imóvel era tão meu, quanto de Lauren. Mas desde a nossa "separação", e agora, como estamos ainda nessa coisa indefinida, eu estava respeitando o espaço dela e não usando a minha chave. Passo o olho rapidamente pela sala a procura dela e estranho o fato de as suas roupas estarem jogadas pelo chão, formando um caminho em direção à área de lazer particular da cobertura onde havia a piscina. Vou nessa direção e eu simplesmente não sei nem descrever o que eu senti quando olhei aquela deusa deitada de costas para água e de barriga para cima completamente nua, seus seios e membro a mostra, sua pele reluzente sob o luar. PUTA QUE PARIU! CLARO QUE SÓ DE OLHAR EU JÁ SENTI AQUELES MESMOS "COISO" DE SEMPRE que só Lauren causava em mim - Woooww...! - Eu falo sem conseguir me controlar de modo que ela percebe a minha presença.

- Ca-Camz...?! - Ela pergunta agitada trocando de posição (o que me faz lamentar pois estava uma ótima vista) e ficando de pé e levemente abaixada na piscina para "cobrir" seu corpo - Err... Desculpe. É que eu não esperava... Ocorreu algo com você ou com o bebê? - Ela pergunta já ficando agitada. Ela era uma ótima mãe. Só faltava ser a minha esposa mesmo! (NA: Camilinha cheia dos pensamentos ôzados né non).

- Está tudo bem, Lolo - Falo ainda paralisada tentando absorver e guardar na memória aquela visão do paraíso, ainda próxima ao portal que dava pra área de lazer, porém dentro da sala  - E eu que tenho que me desculpar pela invasão. Como você deve imaginar, ficamos sabendo do ocorrido lá na Alexia... - Falo cheia de compaixão ao ver a sua expressão mudar num misto de raiva e tristeza - Quer conversar sobre isso? - Pergunto me aproximando lentamente da borda da piscina e ela faz um sinal positivo com cabeça agora mais triste do que raivosa.

- Camz, o que está fazendo? - Ela pergunta quando começo a tirar as sapatilhas e a fazer um coque no meu cabelo.

- Calma, Jauregui, sem pensamentos maliciosos - Falo com um sorrisinho ao puxar a barra do vestido até acima do meu joelho e me sentar na borda da piscina sentindo a água quentinha nas minhas pernas.

- Ahh, entendi... - Ela fala me observando - Mas, eu estou sem roupa aqui...

- Relaxa, Jauregui, está tudo escuro aqui e você está toda coberta pela água. Então, infelizmente, eu não posso ver nada. E, vamos combinar que não tem nada aí que eu não tenha visto - Falo dando uma piscada para descontrair o clima pesado pela conversa séria que viria ela dá um sorriso lindo sem graça e fica com as bochechas rosadas.

- Ok, Camz. Se você diz... - Ela fala agora mais tranquila nadando para perto de mim e ficando ao meu lado e de frente para a borda, apoiando o seu tronco e braços na borda e a cabeça sobre eles na minha direção.

- Então, Lolo, eu só quero ajudar, mas, não precisa falar se você não quiser... - Eu digo compreensiva ao perceber ela começar a ficar tensa.

- Obrigada, Camz. Mas eu sinto que preciso falar e você é a melhor pessoa para isso. Você é a pessoa que eu mãos confio - Ela diz fofa com um leve sorriso e eu fico feliz com as suas palavras - Então... - Ela suspira e corça a contar.



POV LAUREN

- Vai passar, Lolo... - Camila fala compreensiva e fazendo carinho nos meus cabelos, uma vez que, não sei como, mas quando chorei ao desabafar, ela me puxou e eu deitei a cabeça nas suas coxas. E, Deus, como eu senti falta daquele toque  - Esse filho da puta irá pagar por tudo... - Ela diz me consolando, após eu cair aos prantos quando terminei de contar tudo. Sim, eu chorei e não foi pouco. Eu sabia que poderia ser eu mesma com Camila. Para ela, eu coseguia mostrar todos os meus lados, fosse a Lauren Jauregui forte e confiante que todos viam, seja a Lolo dela que apenas ela conhecia. E era isso o que eu mais queria: ser a Lolo dela e que ela fosse a minha Camz, assim como antes, assim como deveria ser sempre -  E vai ficar tudo bem com você, com o Steff, com o Chris, com nosso bebê e com a nossa família... - Sinto o seu corpo ficar duro e meu coração pula por causa das suas duas últimas palavras - Eita... - Ela fala ao perceber o que disse e eu levanto a cabeça olhando nos seus olhos - Err... E-eu...

- Shhh, Camz... - Falo tapando delicadamente os seus lábios com meu dedo indicador e levantando mais o meu tronco pouco me fodendo para a minha nudez sem deixar de desgrudar nossos olhos. Aquele momento estava muito mais em jogo do que a porra de uma nudez ou desejo carnal - Vo-você disse... "nossa família"? - Pergunto que nem boba sem conseguir esconder mais as minhas esperanças em função das suas palavras.

- Eu... - Ela fecha os olhos, dá um suspiro longo e, ao abri-los, me responde - Si-Sim...! Foi exatamente isso. Eu poderia dizer que exagerei no que falei, mas seria mentira...

- Você quer isso? Nossa família, Camz? - Eu pergunto trouxa e cheia de expectativas com o meu coração quase saindo pela boca.

- Sim, Lolo - Ela fala mais firme dessa vez - É o que eu mais qu-

- ...Quero - Eu completo a frase dela sorrindo e sinto um alívio enorme, como há muito tempo eu não sentia, desde quando ela tinha ido embora.

- Vo-você quer mesmo, Lolo? - Ela pergunta com um sorriso tão bobo quanto o meu dessa vez.

- Sim, Camz! Quero tudo com você, isso nunca mudou no meu coração - Eu confesso - Quero os nossos filhos, quero o nosso lar... - Pauso a minha fala para segurar a sua mão completo a minha frase com o beijo cheio de amor e respeito, olhando para ela - ...Quero você!

- Eu também, Lolo, eu também! - Ela fala radiante e me puxa para um abraço mega apertado me fazendo sentir a maior felicidade do mundo - E-Eu senti tanta saudade disso... - Ela confessa feliz, porém com uma voz chorosa - Sonhei tanto com isso achando que nunca mais poderia ter você nos meus braços e estar nos seus... - Ela confessa ao se recordar da nossa separação.

- Não se culpe, Camz, não foi culpa sua - Eu falo enxugando as suas lágrimas - Eu prometo que nunca mais vamos nos separar, vou lutar por nós duas e pela nossa família, amor - Eu falo e ela chora mais ainda me deixando um pouco preocupada - Amor, por favor, não chore... Eu disse algo errado?

- Nã-não... - Ela responde em meio à algumas lágrimas ainda, mas agora sorrindo - Você disse tudo certo, disse tudo o que eu sonhava, meu amor! - Ela conclui e eu percebo que a chamei de amor, após ela ter me chamado também.

- Eu também senti falta disso, Camz, de tudo o que envolve você... - Eu falo boba tão trouxa quanto ela fazendo carinho no seu rosto e sinto ela fazer o mesmo comigo.

- Eu também, amor...

Ficamos trocando olhares cheios de amor, saudade, desejo. Nada mais precisava ser dito, pelo menos naquele momento, uma vez que os nossos olhares já transmitiam todos os sentimentos que haviam ali.

E, dessa forma, eu não seria capaz de dizer com exatidão quem começou o beijo. Eu só sei que finalmente tinha voltado ao paraíso ao sentir aqueles lábios macios nos meus. Ao sentir o calor da sua boca, o sabor da sua língua, o seu toque na minha nuca, a suas unhas no meu ombro, o seu gemido de alívio e desejo se misturando ao meu.

Tanto desejo que não demorou muito para termos que separar nossas bocas para respirarmos enquanto trocávamos olhares cheios de paixão.

Contudo, antes de me deixar beijá-la novamente, Camila esquiva o rosto do meu, me dá um leve empurrão da borda da piscina me deixando em dúvida e com um pouco de medo de que ela tivesse mudado de ideia ou sei lá o que.

Mas eu logo que alívio por um lado, mas por outro fico agitada ao observar o que ela pretendia fazer: ela simplesmente levantou o seu vestido e o tirou fora o seu sutiã ficando a apenas de calcinha.

E eu? Eu fui a loucura ao olhar aquele corpo que há tanto tempo eu sentia saudade. Fiquei parecendo aqueles meninos virgens que vem mulher pela primeira vez na vida de tamanha eram a surpresa e a alegria que eu estava ao presenciar toda aquela beleza. A sua pele morena e lisa, os seus seios lindos e agora mais fartos por conta da gravidez e a sua barriga que já estava maravilhosamente nos plenos sete meses carregando o maior fruto do nosso amor. Amor esse que eu estava desesperada para demonstrar a ela. Todo o amor que eu guardei por todo esse tempo esperando que, de algum modo, ela voltasse pra mim. E, graças a Deus ela tinha voltado e eu nunca mais a deixaria ir!



POV CAMILA

Apenas vestida pela minha calcinha, fui descendo lentamente pelas escadas da piscina com o apoio da mão de Lauren junto a minha para que eu não caísse. E, assim que totalmente dentro, fui parar direto em seus braços sentindo finalmente, após meses, a sua pele contra a minha.

E aí sim, desde a nossa declaração de minutos atrás, eu senti que estava no melhor local do mundo, no meu local favorito: nos braços do amor da minha. E melhor do que isso, sentindo todo o seu amor através dos toques, das palavras carinhosas e dos beijos.

Sim, o único beijo que me fazia derreter rapidamente, que me deixava mole, me fazia ficar quente, que alterava a minha respiração, que dava aquele frio gostoso na barriga. Coisas essaa que eu só sentia com Lauren, ninguém nunca tinha esse efeito todo em mim.

E o melhor de tudo era/é que eu sei que é recíproco. Assim como eu me entrego, eu sinto ela se entregar cnpletsmente para mim de forma que ficamos "presas" nessa bolha particular de amor e desejo. E, desejo era algo que não faltava  nenhum pouco naquele momento.

O que  estava mais do que evidente uma vez que, a essa altura, eu já estava imprensada entre a parede da piscina e o seu corpo, fazendo carinho em um dos seus seios, com as minhas pernas ao redor da sua cintura sentindo o seu membro duríssimo em contando com a minha maldita calcinha.

- Lolo... Hmmm... Preciso... - Eu tentava verbalizar alguma coisa em meio a todo o desejo.

- Hm? - Ela mal deixava eu falar de tanto me beijar e se roçar em mim - Fala, amor... - Responde quando larga a minha boca e passa a chupar o meu pescoço me fazendo arrepiar toda e me contorcer.

- Quero você... Tenho que te sentir, amor... - Falo descendo a minha mão para o seu membro, fazendo uma leve masturbação e sentindo latejar apenas com o meu toque, bem como o se corpo estremecer. Porra, que delícia sentir aquilo na minha mão, imagina quando estivesse totalmente dentro de mim! Puta merda!

- Ahhh... Eu também, amor... - Ela fala com dificuldade gemendo por conta do meu toque - Quero muito você, Camz... - Diz mordendo no ombro.

- Então, vem pra mim, Jauregui - Falo firme já louca tirando a minha calcinha com ajuda dela - Agora!

- Você me enlouquece, Cabello... Hmmm...  - Ela fala ao me posicionar e me deixar confortável nos seus braços para finalmente roçar seu membro alternando entre a minha entrada e o meu clitóris - Você quer? - Ela me provoca com aquela cara de safada.

- Uhum... - Falo com dificuldade e delirando pelo prazer que eu sabia que viria logo - Por favor, amor.... - Peço dengosa sabendo que ela não iria mais resistir - Ahhh... Isso, Jauregui... - Eu gemo de prazer ao sentir finalmente ela entrar lentamente em mim e ficar um tempo parada apenas  me dando beijos e gemendo para eu me acostumar com o seu tamanho novamente - Porra... Hmmmm...

- Hmmm... Você é muito gostosa, Camz... Puta que pariu... Arhh... Tão apertada... Isso, amor, aperta mais... Hmmm...! Aperta o meu pau...! - Ela entra em êxtase quando eu passo a pressionar o seu membro com os meus músculos internos para indicar que ela já poderia se movimentar dentro de mim. O que foi prontamente entendido por Lauren que logo passou a fazer movimentos de vai e vem me fazendo delirar e gemer que nem louca - Isso, minha gostosa... Ahhh! Ahh! Geme pra mim, amor, geme?! Ahh...

- Isso, amor... Porra... Hmmm! Hmmmm! Hmmm! Que saudade... de você... Desse pau to-todo... Hmmm...! - Eu gemo sem conseguir terminar a minha frase.

- Ahh... Ahhh... O que tem o meu pau, amor? Todo o que, uhm? - Ela pergunta maliciosa me provocando.

- Esse pau todo grosso e duro em mim, porra...! Hmmmm...

- Tava com saudade dele, amor? Fala pra mim, fala, minha baby girl - Ela pede com aquela voz rouca bem baixa enquanto chupava e mordia o lobo da minha orelha.

- Uhum... Ahhhh... Muita, muita sauda- Ohhh...! Aí mesmo, Jauregui!  - Eu digo afoita quando sinto ela atingir o meu ponto de maior prazer - Vai... Isso... Assim...! Mais, mais, mais, caralho... - Eu peço desesperada rebolando em direção a meu membro.

- Assim? - Ela obedece e passa a meter mais rápido e forte em mim - Desse jeito que você quer? - Eu concordo com a cabeça e ela toma o controle de toda a situação e apenas me dando prazer - Toma! Hmmmm...! HMMMM...! Toma a minha rola, sua gostosa...

- Isso, amor... Mete em mim toda vai... Ahhhh... Ahhh...! Eu tô quase...

- Vai gostosa... Hmmm... Hmmm... quero você gozando e apertando o meu pau todo - Ela fala e começa a tocar no meu clitóris para me estimular mais ainda.

- Ahhh... Porra... Isso... Hmmm... Não para... Hmmmm... Vai, amor... Eu vou.... Vou.... Ahhhhrg! - Gemo sentindo todo o meu corpo se contrair e apertando o seu pau louca pra sentir o seu gozo em mim também.

- Hmmmm... Goza pra mim, amor... Isso... Eu também vou... Ahh... Ahhhhh...! - Ela geme me apertando e se liberando dentro de mim - Hmmm...! Hmmm!

- Hmm... Que delícia, amor... - Eu falo abraçando ela bem apertado também e sentindo os nossos corpos tentando se acalmarem.

- E-eu... - Ela tenta falar em meio a sua respiração acelerada e me olha - Eu te amo, Camz! - Lauren se declara para mim fazendo aquele momento ficar mais perfeito ainda.

- Eu também te amo, minha Lolo! -

 


Notas Finais


Então, percebi pelos comentários que o Luis tá altamente odiado. Queria saber o que vcs querem q aconteça com ele...
A) Apanhe mais da Lauren
B) Cadeia
C) Morra (aceito sugestões)

🍁🍁🍁🍁🍁🍁

Pra quem ainda não sabe, estou escrevendo uma nova fic 😜😜 Chama-se Havana e já vou colocar o link aqui pra vcs acompanharem, favoritarem e comentarem porque sou dessas #TeamMarketing

https://spiritfanfics.com/historia/havana-camila-gp-9895109

https://spiritfanfics.com/historia/havana-camila-gp-9895109

https://spiritfanfics.com/historia/havana-camila-gp-9895109

https://spiritfanfics.com/historia/havana-camila-gp-9895109

PS: Cadê a leitura que me ajuda a publicar lá no Wat? Fala comigo por mensagem por favor. Preciso de mais essa ajuda lá 😊

PS: Obrigada a nossa leitora @Extrabaun que fez a capa linda e maravilhosa de Hanava. Tá mara demais, a beesha arrasa!

🍁🍁🍁🍁🍁🍁🍁

"Amor é um Fogo que Arde sem se Ver
Amor é um fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se e contente;
É um cuidar que ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?"

(Camões - "Sonetos")


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...