História Noble and real - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camila Cabello, Camren, Lauren Jauregui, Norminah, Trolly, Vercy
Exibições 114
Palavras 1.386
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Festa, Ficção, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amores, ótima leitura. <3

Capítulo 49 - Verônica Iglesias


Verônica Iglesias

 

 

Lauren chegou no meu apartamento parecendo exausta, os olhos pesados e a voz falha, ela havia bebido novamente, nada exagerado dessa vez mas eu podia ver a tristeza como dona dos seus olhos naquela noite. Deixei ela se jogar em meu abraço. Nós sempre nos entediamos muito bem, Lauren era minha amiga da vida, vê-la naquele estado me fazia lembrar como há três anos atrás era ela quem me recebia da mesma forma quando eu chorava por Lucy, ela cuidava de mim como uma irmã e estava sempre do meu lado. Eu a amava como se fosse alguém da minha família e vê-la daquela forma me cortava o coração.

 

- Vocês se falaram? – Perguntei quando o choro dela acalmou, eu sabia que tinha Camila Cabello envolvida na história. Já estávamos no meu quarto, ela deitada com o rosto vermelho de tanto chorar e eu sentada, fazendo um carinho confortante nos seus cabelos.

 

- Ela foi até a empresa. Foi uma conversa difícil Vê... ela decidiu seguir a vida dela. 

 

- Você contou tudo pra ela? - Perguntei me lembrando de tudo o que ela tinha feito pela latina, mesmo que ela não soubesse.

 

- Contei o porque de ter deixado ela acreditar que eu havia traído ela.

 

- Lô... você não contou pra ela que estava disposta a deixar a presidência da empresa pra ficar mais próxima dela não é?

 

- Não... eu não quero que ela se sinta mau. Ela tinha que decidir por ter algum sentimento por mim e não pelo o que eu podia fazer por ela e não fiz. – Abri a boca pra discutir, mas resolvi deixar pra lá. A noite foi longa e Lauren não queria dormir ali. Me certifiquei de deixá-la em casa em segurança, ela era forte e independente, mas quando havia Camila Cabello na história ela mudava totalmente.

 

x-x

 

Lauren gritaria comigo nas próximas vinte quatro horas como nunca gritou antes, mas eu precisava, se elas tinham alguma chance de ficarem juntas, era exatamente aquela. Olhei a latina em minha frente, eu podia jurar que assim como Lauren na noite anterior ela havia passado horas chorando, seu rosto demonstrava isso com clareza. O olhar baixo, cansado, eu imaginava tudo o que se passava em sua cabeça.

 

- Tem alguns minutos? – Ela olhou o celular em sua mão, provavelmente checando as horas. Era cedo e eu não podia me atrasar para ir ao escritório por conta de uma reunião.

 

- Está meio cedo Verônica. – Ela falou me olhando séria.

 

-É rápido, eu só preciso que ouça algo.

 

- Por que eu ouviria você Iglesias? – Ela falou cruzando os braços.

 

- Por que você não me ouviria Cabello? - Desafiei.

 

- Talvez porque você seja a melhor amiga da Lauren? – Revirei os olhos.

 

- Eu não estou aqui porque ela me pediu. Estou aqui porque acho que tem algo que você precisa saber. – Eu vi seu olhar vacilar.

 

- Não acha que já sei coisa de mais? – Sorri de lado. Camila era boa em argumentos.

 

- Acho. Mas acho também que tem mais coisas do que imagina. Só me ouve tudo bem? –Ela suspirou concordando. – Alguns dias antes de você ver a Lauren e a Keana no escritório... – Respirei fundo. – Camila, Lauren falou com o tio Michael a respeito da presidência da empresa.

 

- E? – Ela falou esperando que eu continuasse.

 

- Ela foi falar com o pai porque queria abrir mão do cargo dela na presidência. - Ela franziu o cenho.

 

- Isso não me parece a Lauren responsável de sempre.

 

- Essa parece a Lauren apaixonada por você Camila. Ela queria abrir mão da presidência pra ficar mais perto de você, pra participar mais das suas coisas, da sua carreira, ela não queria perder você. – Ela não falou nada e parecia pensar a respeito. – Lauren amava você em uma proporção tão grande que seria capaz de deixar o que mais ama fazer pra te fazer feliz. – Ela colocou a mão na boca, naquele momento ela havia entendido o que eu queria dizer, algumas lágrimas já rolavam no seu rosto.

 

- Você disse tudo o que queria? – Camila caminhou até a porta abrindo e me olhando. Eu entendi o seu sinal. Ela queria que eu a deixasse sozinha. - Eu preciso ficar sozinha Vero.

 

- Há oportunidades que não voltam Cabello. Não cai na bobeira de ir embora sem se dar a chance de viver o amor de vocês.

 

Saí dali indo direto pra empresa, a manhã foi cheia, fiquei imaginando como Camila estaria. Lauren ficou quieta durante praticamente toda a reunião, com uma expressão indecifrável, ainda com uma carinha de quem não havia descansado nada, quando saímos da sala de reunião fomos direto para o elevador, Dinah e Keana entraram com a gente. 

 

- Vero, você pode me substituir em uma reunião com a Lucy? – Lauren perguntou e senti o olhar de Dinah e a Keana sobre mim, eu podia jurar que a loira fazia uma careta.

 

- Claro... que não Jauregui. Acorda. 

 

- Você também responde pela empresa Iglesias. Vamos lá. Por favor, faz isso pra mim.

 

- O que você vai fazer de tão importante que não pode ir? – Ela e Dinah sorriram, já Keana fechou a expressão. Ela era tão linda, pensei em lhe falar aquilo, mas desisti em seguida.

 

- Não quero encontrar com a Camila e eu estou tão cansada.   – Suspirou e eu suspirei junto.

 

- Essa é a última vez que eu te salvo. – Falei fingindo estar brava, elas me conheciam sabiam que eu não estava. Keana foi a primeira a sair do elevador, sem se despedir da gente. Era até engraçado, ela sempre fora tão leve e tranqüila.

 

- Você está tão ferrada. Ela parece estar brava. – Dinah falou me dando um sorriso e Lauren gargalhou.

 

- Coisa que eu não entendo, ela terminou comigo. Lembra?

 

- Você já foi tão mais esperta Iglesias. – Lauren falou ainda rindo.

 

- Nisso você tem razão, principalmente quando éramos mais jovens onde todos os meus casos eram de uma noite e eu sequer sabia os nomes delas.

 

- Incrivelmente eu entendo você... – Dinah falou negando com a cabeça. – Essas mulheres, é muita complicação. – Nós três disparamos a rir e logo nos despedimos. Não tardei a estar no local do evento, havia toda uma equipe por trás da organização. Eu tinha que admitir que Lucy era boa no que fazia. Ela dava as coordenadas de como queria que fosse feito e os demais obedeciam, era interessante ver como ela havia crescido em todos os sentidos e continuava linda, tanto por fora quanto por dentro. Aproveitei toda a agitação do local e fui para um cantinho analisar alguns papéis que estavam comigo de uma empresa interessada a trabalhar com a J&I. Não notei quando ela se aproximou de mim.

 

- Entendiada por aqui? – Lucy perguntou me analisando.

 

- Na verdade não, só estava aproveitando pra ler alguns documentos. – Falei fechando a pasta em minhas mãos e olhando pra ela.

 

- Está tudo bem com a Laur? – Levei meus olhos até Camila que tocava seu violão distraída. Provavelmente ensaiando alguma musica pro evento.

 

- Mais ou menos. – Ela seguiu meu olhar e suspirou. – Tudo parece conspirar contra elas. A Lauren desistiu. Dessa vez eu sei que é serio.

 

- Como sabe?

 

- Eu já precisei deixar alguém que eu amava ir e é exatamente isso que ela está fazendo, de novo.  – Ficamos em silêncio enquanto ela me observava.

 

- O tempo te fez muito bem sabia? – Ela falou ainda me olhando, eu estava surpresa com o comentário dela.

 

- Como?

 

- Você conseguiu ficar ainda mais linda e parece tão diferente, um diferente bom.

 

- As pessoas mudam com o tempo. – Falei tentando não perder o foco.

 

- Você tem razão. Já alguns sentimentos sempre serão os mesmos.

 

- De que tipo de sentimentos estamos falando? – Perguntei sincera, não esperava que como resposta ela se aproximaria de mim e me beijaria. Foi um beijo diferente de todos que tivemos, ela parecia querer demonstrar pra mim tudo o que ainda sentia, o carinho estava presente ali, mas eu não sabia o que sentir, Lucy sempre foi quente e seus beijos costumavam me arrepiar dos pés a cabeça, o meu peito estava acelerado, muito acelerado, mas pela primeira vez tocando Lucy eu sentia estar no lugar errado.


Notas Finais


Amores, estou feliz que tenha dividido comigo o que pensam a respeito das meninas, foi bom ter desabafado com vocês. Espero que gostem do capítulo.
Babys <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...