História Nobody knows - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~Pa_Styran

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Meio-irmão, One Direction, Step-brother
Exibições 259
Palavras 1.339
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom dia, cupcakes!
Tenham uma boa leitura!
A💞

Capítulo 16 - Biology's Work


Fanfic / Fanfiction Nobody knows - Capítulo 16 - Biology's Work

Beatrice



Entrei em casa tentando fazer o mínimo de barulho possível, fui direto pro meu quarto. Quando abri a porta levei o maior susto...

— O que você está fazendo aqui? — Perguntei, tentando falar baixo mas sem deixar de mostrar minha irritação.

— Olá, Beatrice. — Harry falou.
Um sorriso sarcástico fez seus lábios finos e rosados se esticarem.

— Saia daqui! Agora! — Esbravejei, abrindo um pouco mais a porta para que ele saísse.

Sua risada baixa ecoou em meus ouvidos. Não consegui me conter. O puxei pela roupa e comecei a empurrá-lo para o lado de fora do quarto. Esse sujeito, já havia conseguido estragar minha noite, o quê mais poderia querer?

— Calminha aí! — Falou, segurando meus pulsos e me pressionando contra a parede.

— Me solta agora, Styles! — Grunhi baixo.

— Se acalme, maninha. — Sussurrou, seus lábios roçaram os meus.

Fiquei paralisada, momentaneamente. Até que cedi e o beijei. Fiz uma nota mental para lembrar-me de que deveria bater nele e que o odiava mais que tudo, e que não ficamos com pessoas que odiamos — mesmo o beijo sendo muito bom.

Nossas línguas moviam-se com sincronia. Todas as partes estratégicas de nossos corpos estavam coladas. Porém, quando já estávamos sem fôlego nos separamos. Permaneci de olhos fechados, tentando estabilizar minha respiração.

— Eu te odeio, — murmurei. — nunca mais faça isso! — bati em seus ombros, tentando afastá-lo. — O quê está pensando? Acha que eu esqueci o que falou sobre eu ter aberto as pernas para o Zayn? — Sussurrei com raiva.

Ele se afastou. O empurrei até a porta e me segurei para não batê-la com força. Me tranquei. Passei um bom tempo parada, encarando o nada em silêncio. Por fim, resolvi tomar um banho para relaxar.

Quando terminei, me enrolei em uma toalha e olhei para o vestido. Fiz uma careta e o joguei no cesto. Voltei para o quarto. Vesti a roupa mais confortável que achei e deixei a toalha na cadeira. Me joguei na cama e fitei o teto pensativa até a hora que peguei no sono.

                               [ . . . ]

Na segunda-feira, Zayn veio me buscar para irmos pra escola. Todas às vezes que topei com Harry, evitei-o como fiz durante o resto do fim de semana. Não queria olhá-lo nos olhos e reprimia a vontade de fazê-lo quando a mesma vinha de repente.

O dia passou rapidamente e os acontecimentos do mesmo foram horríveis... Talvez, trágico se encaixasse melhor. A professora de biologia pediu que fizéssemos um trabalho estupidamente ridículo.

A parte boa era que o trabalho seria em grupo e eu estava com Olivia e Zayn. E a ruim era que Ashley e Harry também estavam em nosso grupo. Eu protestei, mas não adiantou muito e por pouco a professora não me tirou da sala.

Quando o último sinal soou por toda a escola Olivia, Zayn e eu fomos apressadamente para o estacionamento. Nos encostamos no carro dele e começamos a debater sobre o trabalho.

— Certo, é uma maquete do sistema digestório de um mamífero, em 3D. — Olivia falou, encarando o asfalto.

— Não é tão difícil. Quer dizer, nunca fiz uma maquete assim, mas não deve ser tão difícil. — Falei, alternando meu olhar entre os dois.

— Temos que escolher um mamífero. — Olivia falou.

— Que tal uma vaca? — Zayn sugeriu.
Pensei um pouco e balancei a cabeça.

— É uma boa, é só abrir a barriga da Ashley e o trabalho está feito! Temos uma maquete em 3D de uma vaca! — Falei.

Olivia gargalhou e Zayn lutou para prender o riso, mas logo sua risada pode ser escutada. Ri.

— Posso saber qual é a graça?

Nos viramos ainda rindo. As risadas logo pararam. Meu olhar encontrou com o da loira oxigenada. Fiz uma careta de nojo e voltei a encarar Zayn e Olivia.

— Estávamos falando sobre o trabalho. — Zayn falou, educadamente.

— E o quê estavam falando? — Harry insistiu.

— Bem...

— Zayn sugeriu que fizéssemos o sistema digestório de uma vaca, daí eu disse que poderíamos abrir a barriga da... — interrompi Olivia, mas acabei sendo interrompida por Zayn, que cobriu minha boca com a mão.

Dei risada e puxei sua mão.

Shhh — Chiou ele, enquanto ria. Olivia caiu na gargalhada novamente.

— Parem com isso! — Ashley gritou.
Revirei os olhos e lhe mostrei o dedo do meio.

— Dê um tempo, patricinha. — Reclamei.
Harry pigarreou.

— Poderíamos falar sobre o trabalho de biologia, agora? — Perguntou, irritado.

Zayn me puxou pela cintura e me abraçou. Fiquei tensa e, talvez, um pouco constrangida. Relaxei e apoiei o corpo no seu. Ele beijou o topo da minha cabeça.

— Que tal irmos para minha casa e fazermos o trabalho lá? — Olivia sugeriu, olhando para cada um de nós.

— Por mim, tudo bem. — Falei, dando de ombros. Zayn concordou.

— E se eu não quiser? — Ashley perguntou.

— Bem, se você não quiser irá ficar sem nota. — Falei, olhando-a em desafio.

Ela bufou irritada e revirou os olhos. Harry murmurou qualquer coisa.

— Nos vemos todos na minha casa hoje, pode ser? — Perguntou.

— Certo. — Falamos em uníssono. — Que horas? — Questionei.

— Pode ser às seis? É só para discutirmos. — Falou.

— Okay. — Zayn concordou.

Olivia me abraçou e falou com os outros. Zayn e eu entramos no carro e antes do mesmo arrancar para fora do estacionamento vi Harry. Ele ainda estava parado no mesmo lugar. Seus olhos encontraram os meus, mas desviei o olhar o mais rápido possível.


Durante o trajeto até "minha casa" Zayn e eu conversamos animadamente sobre o trabalho. Juntos tínhamos muitas e ótimas ideias. O carro parou. Olhei para a casa e suspirei.

Pendurei a mochila no ombro e me despedi dele. Saí do carro e bati a porta atrás de mim. Só entrei quando ele sumiu de vista.

Subi direto para o quarto. Larguei minha mochila no chão. Corri para o banheiro e me despi. Girei a torneira de água e entrei no box. Tomei um banho demorado. Usando o tempo, que pertencia apenas à mim, para refletir.

Quando terminei desliguei o chuveiro e saí do box. Puxei a toalha e me enrolei no tecido felpudo e macio. Vesti a roupa mais confortável que encontrei.

Passei as mãos pela camiseta e saí do quarto. Desci as escadas rápido e fui pra cozinha, onde encontrei Harry. Ele me encarou, mas logo em seguida volta a olhar para o seu prato de comida.

Requentei a comida que Anne deixou e me sentei na outra ponta da mesa. Comemos em silêncio. Quando ele terminou, levantou e lavou a louça.

Depois disso não o vi mais. Fiz o mesmo quando terminei de comer e então subi para o meu quarto.
Peguei meu celular e disquei o número do meu pai. Chamou duas vezes até ele atender.

Fala?

— Eu tenho um trabalho de biologia para fazer, vamos ter uma discussão sobre hoje mesmo. — Falei diretamente, olhei para o relógio na mesinha e suspirei. — É na casa de uma amiga, marcamos às seis.

Quem está no grupo? — Perguntou.
Revirei os olhos.

— Olivia, Zayn, Harry e uma menina da nossa turma. — Não iria falar: Ah, e a menina que agredi por ser uma cadela insuportável.

Tudo bem então, você vai ir e voltar com o seu irmão. — Decretou.

— Pai, eu já marquei com o Zayn, o carinha que me busca todos os dias para ir pra escola. — Falei, coçando a nuca.

Beatrice, acabei de dizer que você irá ir e voltar com o seu irmão. Não irei discutir isso com você. E nem pense em me desobedecer. — Falou. Ele disse algo sobre ter que ir e desligou.

Joguei o celular na cama e gritei de raiva.

— Merda!

A porta do quarto abriu com força e Harry me encarou espantado.


Notas Finais


•Se houver qualquer errinho me avisem, por favor.
•É muito importante saber o que vocês acharam, já que é a primeira vez que atualizo a fanfic.

All the love Xx, Ariana💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...