História Nobody Knows - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kylie Jenner, One Direction, Zayn Malik
Exibições 52
Palavras 1.449
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey girls, desculpe a demora, essa reta final tá me deixando maluquinha na escola e fora que tô na fase de entrega de atividades, enfim, vamos falar de coisa boa.

62 FAVORITOS!!

Vocês não tem noção do quão feliz eu fiquei quando vi, sério, tô me sentindo muito orgulhosa pelo que estou fazendo, bom agora em especial eu agradeço à ~BadlyDone que sempre tá aqui comentando e a ~Annyygoms que chegou agora, mas tomara que fique também.

Boa leitura

Capítulo 23 - A New Bitch


Fanfic / Fanfiction Nobody Knows - Capítulo 23 - A New Bitch

Não entendi o motivo da repentina volta de Perrie, já que alguns dias atrás Mike havia me dito que ela parecia muito bem, antes da sair do QG conversei com Jenna e tentei ligar para Mike, mas seu telefone apenas caia na caixa postal. O relógio do meu telefone marcava 18:34p.m.,  caminho para Nothing Hill estava congestionado por conta de um acidente, eu batucava os dedos freneticamente no volante a espera de que voltássemos a andar, liguei o som do carro e pude ouvir as batidas de Earned It, música instigante que rapidamente fez minha cabeça voar até um certo moreno que tirava qualquer ponto de sanidade que eu tinha. Peguei o celular mais uma vez e decidi mandar uma mensagem para o mesmo.

“Já está sabendo que Perrie está voltando?”

Quando olho para frente vejo que os carros começaram a movimentar-se lentamente, a fila de carros logo ia seguindo e cada um podia chegar a seu destino, eu depois de alguns dias no apartamento estava voltando para minha casa, e o restante do caminho foi bem tranquilo.

[...]

Ao chegar de frente à minha casa deixei o carro por ali mesmo e entrei pelo portão menor, um dos meus seguranças cumprimentou-me e segui até a casa, andei por um tempo até que cheguei à porta e logo fui recebia por dona Lucy.

- A senhorita decidiu voltar para casa. – sorri e deixei um beijo em sua bochecha.

- Estava com saudade de sua companhia e sua comida.

- Menina você parece desnutrida, o que comeu esses dias? Aposto que foi aquelas porcarias de fast-food. Eu vou preparar um jantar decente com verduras e leguminosas, que é isso o que você tá precisando. E Jenna vem jantar aqui. – ela disse e saiu andando para a cozinha, sorri de sua preocupação e tirei os saltos enquanto me jogava no sofá da sala. Peguei minha bolsa e decidi ligar para Zayn já que o mesmo não havia respondido minha mensagem, disquei o número o qual já sabia décor e no primeiro toque o mesmo atende.

* Ligação on:

- Oi Eva

- Recebeu minha mensagem e não respondeu ein!

- Eu ainda tô processando a ideia de que a Perrie tá voltando antes do previsto, eu queria passar mais tempo a sós com você.

- Onde você está?

- Prefiro não falar, só precisa saber que eu estou bem. – rapidamente escuto uma voz feminina o chamando. ­­– Vou desligar.

* Ligação off:

Encarei o celular em minha frente e o joguei no chão sem ligar se o mesmo quebraria ou não, levantei e fui pro quarto tomar um banho e pensar que só pode ter sido coisa da minha cabeça, cheguei ao quarto e joguei minha bolsa sobre a cama e fui direto para o closet pegar uma roupa confortável.

[...]

- EVA! – depois de uma hora que eu estava deitada na cama jogando uma porcaria qualquer no celular, ouço a voz de Jenna. Logo a “loira” escancara a porta do meu quarto.

- Eu preciso colocar portas eletrônicas nesse quarto, não posso ser invadida assim.

- Tecnicamente você não está sendo invadida já que o pênis mágico do Malik não está aqui. – ela sorriu de lado após terminar de falar e fiquei boquiaberta.

- Jenna! Mas...

- Ai garota deixa de ser careta, e a dona Lucy está nos chamando para jantarmos e ela fez carne assada com verdura, batata assada e yorkshire pudding. E ainda teremos de sobremesa cheesecake. – ela completa me olhando com uma cara faminta.

- Vamos descer e contemplar o banquete. – descemos e encontramos dona Lucy colocando nossos pratos à mesa.

- Meninas sentem-se que vou servir.

- Cadê a Julliet? – perguntei de sua ajudante, era menina nova que lhe ajudava em serviços mais complicados.

- Despedi, aquela menina nunca foi de minha confiança, peguei ela fuçando em seus vestidos. – arregalei os olhos. – Na hora a despedi, não tem desculpas para tal ato.

- QUÊ? – foi o que eu consegui dizer, todos sabiam com eu era em relação aos meus vestidos.

- Eu mesma marquei uma seleção para contratar alguém e eu vou escolher, não quero amadoras trabalhando comigo. – ela disparava enquanto colocava nossos pratos. Jenna e eu rimos do pequeno ataque dela.

- Dona Lucy pegue um prato e sente-se conosco, vamos bater um papo de mulher, apesar de que meu pequeno Thomas não esteja de acordo. – olhamos para Jenna e a mesma sorria.

- Você escolheu o nome menina, quanta alegria, você vai ver a benção que é um filho. – ela saiu da sala de jantar em direção à cozinha.

- Jen você já escolheu. – olhei ainda sorrindo.

- Foi hoje de tarde, eu estava lendo algumas coisa ai eu vi o nome Thomas e decidi que ia ser o nome do meu filho. – isso é típico de Jenna.

 - Eu quero saber o porquê de as senhoritas não terem começado a comer. – dona Lucy chega à mesa com seu prato.

- Estávamos lhe esperando. – disse sorrindo.

- Isso não é desculpa, andem, peguem esses talheres e comam, não quero vocês desnutridas, muito menos o pequeno Thomas que está por vir. – e assim iniciamos o nosso jantar.

[...]

Eram por volta das 22:00p.m. quando dona Lucy recolheu-se e eu e Jenna ficamos no quarto conversando, até que lembro-me da ligação à Zayn mais cedo.

- Liguei para Zayn hoje mais cedo.

- Você liga para ele sempre.

- Foi diferente, ele estava diferente e para completar eu ouvi um a mulher chamando ele.

- Podia ser na empresa.

- Não, ele disse que estava em algum lugar que preferia não falar onde era.

- Será que ele...

- Nem termina essa frase. – olhei para ela.

- Eu vou ligar para o Louis, deve saber onde o garoto Malik está. – a mesma saiu do quarto com o telefone em mãos enquanto eu ficava encarando o teto pensando na possibilidade de Zayn estar com outra, depois de um tempo ela volta.

- E ai?

- Se arruma que a gente vai para a Pandemonium. – encarei a mesma e levantei da cama as pressas. – Vou pro meu antigo quarto. – assenti e fui pro closet atrás de alguma roupa.

[...]

Às 23:00 estávamos no carro chegando na boate, depois de uns vinte minutos chegamos, saímos do carro, entrego as chaves ao manobrista e caminhamos na direção da entrada, a vantagem de ser conhecida é a não necessidade de enfrentar filas, que no caso essa estava enorme, o segurança permitiu minha entrada e a de Jenna, e nos entregou uma pulseirinha e logo estávamos adentrando aquele recinto, o lugar estava com uma quantidade considerável de pessoas, andamos em meio a multidão e logo aproximou-se um funcionário, pedi para que o mesmo nos levasse a um dos camarotes que ficassem na área superior, onde eu poderia observar bem o local e encontrar o filho da mãe.

- Vão querer algo?

- Traga duas garrafas de água com gás e uma taça de Taste of Diamond.

- Não no lugar do champanhe traga uma dose dupla do uísque The Macallan 1946.

- Algo para comer?

- Traga-nos alguns petiscos, nada muito pesado. – o mesmo assentiu e nos deixou.

- Achou seu alvo?

- Ainda não, estou de olho por aqui.

- Vou sentar qualquer coisa me chama. – assenti e continuei a minha procura,  o garçom voltou rapidamente com o nosso pedido e se foi, Jenna bebia sua água tranquilamente enquanto e continuava de pé olhando para as pessoas dançando animadamente na parte inferior, olhei mais algum tempo até que quando estava quase desistindo vejo os meninos menos Zayn, os acompanhei com o olhar e vi que apertaram a mão e seguiram até o outro lado, os perdi de vista, mas não por muito tempo já que quando dou por mim vejo todos no camarote de frente ao meu e quando dou por vista vejo Zayn agarrado à Gigi Hadid.

- O que aquela vadia desmilinguida da Gigi está fazendo agarrada ao Zayn? – olhei para Jenna e depois olhamos para frente, o que não foi uma boa ideia já que o “casal” estava aos beijos. – QUE VAGABUNDO. – ela gritou e vejo a mesma mirando a câmera do celular para os dois.

- O que você tá fazendo?

- Eu vou tirar uma foto e deixar de lembrança pra ele. – sorriu e tirou a foto, continuamos encarando até que Niall nos nota e dá um sorrisinho, acenamos e o mesmo cutuca o restante que quando olha fica sem acreditar, mas o melhor é quando Zayn nota, olho e dou um sorrisinho enquanto vou virando de costas e falando com Jenna.

- Aquela vadia vai se arrepender de ter entrado no meu caminho.

[...]


Notas Finais


Eva: http://www.polyvore.com/47/set?id=210285835
Jenna: http://www.polyvore.com/25/set?id=202358337

Espero que tenham gostado, comentem e até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...