História Nobody Knows - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Green Day
Personagens Billie Joe Armstrong, Mike Dirnt, Tré Cool
Tags Trillie
Exibições 23
Palavras 1.575
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim!

Por incrível que apreça, o nome do capítulo é "Paciência" e isso é o que mais me falta nesse momento, por isso coloquei uma capa aleatória, não fiquei escolhendo muito... Ah e eu quero pedir desculpas porque no cap, 22 eu repeti a capa do cap, 21... Eu sou muito burra, me desculpem...

BOA LEITURA!

Capítulo 23 - Paciência


Fanfic / Fanfiction Nobody Knows - Capítulo 23 - Paciência

No dia seguinte, Billie fez café da manhã, nós comemos e então eu fui pra casa, quando cheguei lá, pude ouvir o barulho da TV, passei pela sala e vi meu pai assistindo TV, ele percebeu que era eu e nem me olhou na cara, eu subi pro meu quarto.

Peguei roupas, um travesseiro, cobertas... Fiz uma mala, ainda coloquei minhas coisas de desenho dentro dela, eu tomei um banho rápido, coloquei uma camiseta qualquer, uma jaqueta preta e uma calça jeans, fazia muito tempo que eu não usava uma calça jeans, e por fim, um All Star.

Eu desci as escadas e pretendia ir embora pra valer, mas assim que cheguei perto da porta, meu pai se pôs em minha frente, agora ele estava olhando em minha cara!

-Aonde você pensa que vai moleque? – Ele disse

-Por que está com esse ar de como se você se importasse? – Eu disse irônico

-Está querendo bancar o engraçadinho agora é? Acha que vai fugir de uma coisa que você mesmo causou? Volte pro seu quarto, quando sua mãe voltar, a gente conversa! – Ele disse voltando pra sala, eu me parei em frente a porta da sala

-Eu não causei nada, a culpa pela mãe ter saído daqui não foi minha, mas sim tanto do seu como do preconceito dela, vocês são patéticos! – Eu disse e fui correndo pro meu quarto

-O QUE VOCÊ DISSE MOLEQUE? – Ele tentou entrar no quarto, mas eu tranquei a porta

Okay, meu pai ficou batendo na porta e gritando por mais 30 minutos, então ele desistiu. Eu resolvi sair pela janela, do lado da janela do meu quarto tinha umas “prateleiras” com vasos de flores, mas antes, eu escrevi um bilhete e deixei em cima da minha cama, então destravei a porta pra se alguém quisesse entrar e saí pela janela.

 Fui andando tranquilo pela calçada, eu estava me sentindo livre... Vivo! Eu estava sentindo como se aquilo fosse certo e, pra mim, era! Nada melhor do que ficar, para sempre, ao lado da pessoa que você ama, certo? – Cheguei na casa do Billie e Mike já estava lá

-Oi Tré – Disse Mike, então ele olhou pro Billie – Agora que o Tré está aqui, pode parar de fazer caso e me falar logo o porquê você me chamou aqui? – Mike estava impaciente

-Mike – Eu disse interrompendo Billie – Lembra de quando eu te dei o dinheiro do concurso e você disse que esperava poder retribuir um dia? Bem, esse dia chegou!

-Sério? Então, o que eu posso fazer por você? – Ele disse sério

-Você conhece vários lugares abandonados, então, pode nos mostrar algum que Tré e eu possamos ficar? – Disse Billie, Mike nos encarou com um sorriso

-Vocês vão morar juntos? – Ele parecia animado

-Sim, na verdade, a gente vai fugir – Disse Billie, então Mike ficou totalmente sério

-Fugir? Vocês estão loucos? – Ele disse

-Mike, já que você sabe sobre nós e não odeia a gente, nós queremos mesmo a sua ajuda, nem o Billie e nem eu pretendemos viver com pessoas que nos odeiam! – Eu disse mais decidido que nunca

-Mas vocês não podem fugir, como vão sobreviver? – Ele estava muito preocupado com a gente

-Se acalme Mike, vai dar tudo certo, eu e o Tré nos viramos, mas precisamos da sua ajuda agora, mais do que nunca! – Billie pôs sua mão no ombro de Mike, então Mike suspirou

-Está bem, eu vou levá-los até a minha antiga casa... Na praia! – Ele disse, Billie e eu nos olhamos e sorrimos um pro outro – Se vocês precisarem de alimentos, cobertas, qualquer coisa, podem contar comigo, okay?

-Mike, você é o melhor! – Eu disse o abraçando, Billie o abraçou também

Mike nos levou até a praia, andamos por um tempo e paramos de encontrar pessoas, então vimos uma casa de longe em um lugar meio “escondido”, Mike se despediu e disse novamente que se a gente precisasse de qualquer coisa, era só chamá-lo.

Billie e eu entramos lá e nos instalamos, estava muito frio, tinha uma lareira, então Billie ficou mais ou menos uma hora insistindo em fazer fogo, eu ria dele porque ele não conseguia, mas aí quem riu no final foi ele porque finalmente, ele conseguiu. Já era de noite, nós sentamos perto da lareira e começamos a comer uns sanduíches

-Ainda não sente arrependimento? – Disse Billie

-Nem ferrando! E você? – Eu disse dando uma mordida no sanduíche

-Nunca! – Ele ficou quieto por alguns segundos – Hoje é seu aniversário não é? – Eu o encarei sério, nunca imaginaria que o Billie fosse lembrar o meu aniversário

-Como você lembrou? Eu só te falei uma vez desde que nos conhecemos! – Eu disse surpreso

-Eu prestei atenção quando você disse. Bom, eu não consegui comprar nada legal pra você e também não tive tempo de fazer uma música, então eu modifiquei uma. Você já ouviu Guns N’ Roses, né?

-Claro, mas a única música que eu me lembro mesmo é Sweet Child O’ Mine – Eu disse

-Que bom – Ele riu um pouco

-Toca aí, agora você me deixou curioso! – Eu disse ansioso. Billie pegou o violão dele

-Já que eu não podia trazer o violão e a Blue, eu trouxe só o violão – Ele afinou rapidamente as cordas – Okay, essa música não é só pelo seu aniversário, mas é também pelo que estamos fazendo – Então ele começou a tocar

 

Derramei uma lágrima porque estou sentindo sua falta

Ainda me sinto bem o suficiente para sorrir

Garoto, eu penso em você todos os dias agora

Houve um tempo que eu não tinha certeza, mas você acalmou minha mente

Não há duvida, você está em meu coração agora

 

Eu disse: homem, pega leve. Tudo vai se resolver bem por si mesmo

Tudo que precisamos é de um pouco de paciência

Eu disse: doçura pega leve, e vamos ficar bem juntos

Tudo que precisamos é de um pouco de paciência

 

Eu sento aqui nas escadas, pois eu quero ficar sozinho

Se eu não puder te ter agora, eu esperarei, querido

Às vezes, eu fico tão tenso, mas eu não posso acelerar o tempo

Mas você sabe, amor, há mais uma coisa para considerar

 

Eu disse: homem, pega leve. As coisas vão ficar bem

Você e eu só temos que ter um pouco de paciência

Eu disse: doçura, não se apresse, pois as luzes estão brilhando

Você e eu temos aquilo que é necessário para dar certo

 

Não fingiremos. Nós nunca romperemos. Pois eu não suportaria

 

-Mas eu tenho certeza que o Axl Rose não cantava para um homem! – Eu disse irônico

-Baby, isso é exclusividade minha! – Disse Billie sorrindo, aquele sorriso era tão bonito, eu poderia, quero dizer, eu posso vê-lo todos os dias agora, para sempre! Eu sorri e o beijei.

[...]

Billie eu tínhamos feito uma cama na frente da lareira, eu estava deitado tentando dormir, Billie estava sentado escrevendo no seu “diário”, eu realmente não conseguia dormir, então desisti e resolvi conversar com Billie.

-Você está muito ocupado escrevendo no seu diário? – Eu perguntei

-Eu só estou anotando algumas metas pra a nossa vida amor, não consegue dormir?

-Não – Eu me sentei igual a ele – Pra a “nossa” vida? Eu posso ver? – Nem sou curioso

-Claro! – Ele me mostrou, eu já me surpreendi muito com o primeiro item da lista

-C- Casar? – Eu disse, Billie me encarou com um sorriso

-Quando as pessoas pararem de achar que somos aberrações do diabo e nos deixarem livres, você quer casar comigo? – Meu coração acelerou, eu quis chorar, mas pela primeira vez em minha vida, chorar de alegria

-Mas é claro meu amor – Billie sorriu como nunca, ele me beijou rapidamente, então pôs seu caderno de lado e se deitou comigo, estávamos de frente um pro outro, ele me abraçou

-Eu te amo Tré Cool, nunca amei ninguém como amo você!

-Eu também te amo Billie Joe Armstrong e quero, com certeza, viver o resto de minha vida com você! – Eu disse, Billie me abraçou um pouco mais forte e então eu finalmente dormi.

POV’S. Linda ON

Depois de 24 horas, eu finalmente voltei pra casa, precisei pensar no que havia acontecido e cheguei a conclusão de que eu agi como uma idiota, me senti culpada e voltei para pedir desculpas a Tré, ele não merece isso dos próprios pais.

Eu passei pela sala e Frank quis falar alguma coisa, mas eu não dei ouvidos, depois de pedir desculpas ao Tré, o levarei embora, não vou deixar ele ficar com o pai estúpido que ele tem. Entrei em seu quarto e muitas das coisas dele haviam sumido, tinha um papel em cima de sua cama, o peguei e o li, então comecei a chorar:

“Mãe e pai me desculpem por terem descoberto tudo dessa maneira, eu queria contar, mas eu mesmo quando descobri o que sentia pelo meu amigo já me odiava por ser assim, eu tive medo, mas meu amigo também sentia o mesmo e ele me tratou muito bem, melhor do que qualquer outra pessoa jamais me tratou.

Eu estou fugindo para bem longe com ele. Por favor! Não coloquem a polícia atrás de mim, nem ele e nem eu queremos voltar, e mamãe, não se preocupe, eu serei feliz, muito feliz! Mesmo que você não se importe mais, mesmo que você me odeie, eu nunca fui tão feliz em minha vida quanto serei com ele... E eu ainda te amo, obrigado por tudo!

Adeus para as pessoas que amo. Tré Cool”

POV’S. Linda Off


Notas Finais


Então... "Linda" é o nome real da mãe do Tré, quando comecei a fanfic, eu não sabia, descobri esses dias kk.

Só queria avisar que TALVEZ o próximo capítulo seja Lemon e, sinto muito, mas não sei se vou conseguir postar o Lemon e logo depois, mais um continuando a história, eu vou tentar, mas se não der, peço desculpas desde já...

Muito obrigado por terem lido até aqui. Críticas, sugestões e opiniões serão sempre bem-vindas!

Bjss e até o próximo capítulo <333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...