História Nobody Knows - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Green Day
Personagens Billie Joe Armstrong, Mike Dirnt, Tré Cool
Tags Trillie
Exibições 38
Palavras 945
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Posso Te Abraçar?


Fanfic / Fanfiction Nobody Knows - Capítulo 7 - Posso Te Abraçar?

Não tinham muitas coisas, tipo, “explicativas” naquele caderno, a maioria das coisas pareciam serem frases de músicas, mas mesmo assim, continuei passando as folhas, e então cheguei em uma página que tinha o desenho que eu fiz do Billie e umas coisas escritas que me chamaram atenção:

“Tenho vontade de chorar por saber que isto está acontecendo de novo! Ano passado foi com meu melhor amigo, e agora, é com o meu novo amigo. Isso já aconteceu antes, mas não da mesma maneira... Oh Deus, o que está acontecendo? Nem mesmo eu sei!”

Estranhei essas anotações, virei mais uma página pra continuar lendo:

“Eu me sinto diferente quando estou perto dele, não sei, eu me sinto... Especial! Hoje fiz uma música sobre ele e ele nem sabe. Talvez algum dia eu toque ela pra ele... Será que isso é um engano? Ou uma fase (Como diz minha mãe)?”

“Eu sei que nós somos de mundos diferentes, ou melhor, de mundos iguais, mas eu simplesmente não pareço me importar. Todos nós nascemos em um mundo de dúvidas, mas desta vez, não há dúvidas, eu o amo”

“Antes de ele chegar, eu já não gostava mais da 80 como eu gostava ano passado, ela é bonita, inteligente, merece alguém melhor que eu, alguém que a faça feliz, que a trate com todo o amor e carinho que ela merece e, principalmente, que não a traia mentalmente com um cara!”

Eu me assustei ao ler aquilo, eu estava mais confuso que nunca! Virei a folha e tinha meu apelido escrito bem grande e uma coisa escrita embaixo:

Tré Cool, tudo o que eu quero é você, tudo o que eu preciso é somente você, mas eu simplesmente não posso ter você!”

-O que você está fazendo? – Levei um susto e deixei o caderno cair, quero dizer, o Billie nem precisava ter me assustado, eu já ia deixar o caderno por si próprio cair no chão – V- Você não deveria mexer nas coisas dos outros! – Billie veio até mim e pegou o caderno do chão, ele ia sair do quarto, mas eu segurei seu braço e o fiz virar

-V- Você gosta de mim? – Billie estava vermelho, provavelmente sem palavras, Billie tentava olhar pra qualquer lugar que não fosse o meu rosto – Billie, você pode responder a minha pergunta?

-S- Sim Tré! Eu gosto de você dessa maneira que você está pensando. Por favor! Não se afaste de mim – Billie abaixou a cabeça e fechou os olhos, eu puxei o caderno de suas mãos e o coloquei na cama, então eu abracei Billie

-Eu também gosto de você (...) dessa mesma maneira! – Billie se afastou um pouco pra me olhar nos olhos, então ele me abraçou um pouco mais forte

-Como ficamos daqui pra frente? – Essa pergunta me pegou de surpresa

-E- Eu não sei – Nos afastamos – E- Eu não posso contar isso pros meus pais, hoje eu ouvi meu pai dizer que se tivesse um filho gay ele o expulsaria de casa – Eu ia falar mais umas coisas, mas Billie me interrompeu

-Se acalme Tré, ninguém sabe sobre isso! – Ele sorriu sem mostrar os dentes, isso me acalmou um pouco – Vamos deixar como está, quero dizer, a gente não vai fingir que isso não aconteceu, só vamos deixar assim por enquanto e ver o que acontece daqui pra frente, pode ser?

-Pode ser! – Fiz uma pequena pausa – Agora eu tenho que ir pra casa – Eu disse

-Está bem, mas antes de ir, posso te abraçar mais uma vez? – Eu balancei a cabeça de forma positiva e Billie me abraçou de novo, seu abraço era bom

Nós nos despedimos e eu fui pra casa, eu estava com um pequeno sorriso no rosto e eu estava ansioso pra ir pra escola no dia seguinte! Cheguei em casa e minha mãe estava feliz, meu pai não estava em casa (de novo), então eu a ajudei com a janta.

No dia seguinte eu fui pra escola um pouco cedo demais, tanto que Billie nem tinha chegado ainda, eu fui pro ginásio porque não tinha ninguém lá e se eu ficasse em qualquer lugar que tivesse alguém, provavelmente eu seria zoado.

[...]

Eu estava desenhando uma flor que veio em minha mente, em minha opinião, estava uma verdadeira bosta, mas mesmo assim, consegui me concentrar tanto naquilo que eu nem lembrava que eu estava no ginásio da escola.

-Oi Tré! – Levei o maior susto da minha vida, até deixei meu caderno cair, Billie tinha se sentado ao meu lado e me dado “oi”, foi só por isso que me assustei, parabéns pro lesado aqui! – Se acalma, sou só eu – Ele disse rindo um pouco

Billie se abaixou, pegou o meu caderno e me entregou

-Oi Billie, eu estava muito concentrado e nem vi você se sentar – Eu disse dando uma olhada no desenho

-É uma flor muito bonita, você copiou de onde? – Ele disse observando o desenho

-Eu inventei! Esse desenho ta super hétero né? – Billie riu

-É o desenho mais hétero que eu já vi – Ele disse, eu ri. Guardei o caderno e Billie estava olhando pros lados

-O que foi? – Billie me encarou, deu uma última olhada na porta do ginásio, então estendeu sua mão

-Pega minha mão? – Ele estava nervoso

-Por quê? – Eu realmente não entendi o propósito daquilo

-Só (...) pega em minha mão, por favor! – Ele disse

Eu levei timidamente minha mão até a dele, ficamos de mãos dadas, eu olhei para as nossas mãos e então olhei pro Billie, ele sorriu sem mostrar os dentes e eu acabei fazendo o mesmo em resposta. Okay, eu não vou mentir, era realmente legal estar de mãos dadas com ele!


Notas Finais


Tentei deixar esse capítulo o mais gay possível :v Espero que eu tenha conseguido!
E também espero que tenham gostado :3 Bjss e até <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...