História Noir sur blane, sélection - Interativa - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens Personagens Originais
Exibições 28
Palavras 937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ola... quem ai sentiu a minha falta?
Estou aqui pra dizer que quase não apareço, ou seja, ia da uma sumida, devido a semana passada ter deixado o meu pendrive na copiadora onde imprimir fatura e currículo (sim, eu ainda estou a procura de trabalho). A minha sorte é que logo que dei falta mandei um email para o local e eles prometeram guardar o objeto para a minha pessoa.
Sendo assim, era pra ontem eu ter feito uma publicação, mas devido a ser o ultimo dia que fico com minha tia-avó, minha outra tia me levou para um passeio de despedida. Enfim, espero que possam compreender a minha ausência.

Capítulo 24 - XXIII Longa historia


Fanfic / Fanfiction Noir sur blane, sélection - Interativa - Capítulo 24 - XXIII Longa historia

Maxine andava de um lado para o outro sem saber ao certo o que fazer, em verdade, sabia que deveria conversar com seu irmão sobre seus sentimentos pelas Selecionadas, mas o medo de ter uma punição igual ao guarda e a jovem Jennifer, o fez repensar se deveria ou não contar.

Foi quando ele viu a jovem Kathrine, e seu peito se inflamou por dentro, deixando-o totalmente descompassado, mas ao mesmo tempo com vontade de falar com a mesma.

- Kathrine! Kathrine! _Ele a chama veemente, a ponto de chamar sua atenção. _Teria um tempo para uma conversa?

- Claro. _Ela responde ao colocar uma mexa de seu cabelo, atrás da orelha.

- Admiro o fato de você não me odiar... _ Max começa ao oferecer o braço para a menina-mulher, ao que ela aceita e ele continua: _ Te fiz juras de amor, prometi o mundo e ate jurei amor eterno. Te enganei, e achei que não olharia mais em minha face depois de uma das ultimas discursão. Mas você fez exatamente ao contrario, me ouviu, me aconselhou... foi uma amiga. Jamais tinha conversado com alguém daquela forma, de um jeito tão intenso. Obrigado!

- Não te odeio Maxine, confesso que fiquei magoada por ter brincado com meus sentimentos, mas prefiro deixar o passado no lugar onde lhe pertence. Além disso, não quero ver um pai julgando e condenando um filho, nem irmão levantar a mão contra irmão, não fiz nada demais. Só mostrei que nessa pedra. _Kath apontando para ele.  _ existe um diamante. Você é uma pessoa boa, só precisa aprender a demonstrar isso.

- Se acha isso, porque não lutou por mim?

O jovem Príncipe a olha de um jeito que demostra bastante curiosidade.

- Por mais que eu goste de você, não seria corretor com seu irmão... Não vou ser motivos de desavenças em uma família. _Diz olhando em seus olhos. _ Se aquilo tudo que me disse tivesse sido real já teria saído dessa seleção há tempos, para que pudéssemos fazer as coisas do jeito certo.  Mas isso não quer dizer que não acredite em você, Alteza. Maxine, você é muito mais do que demonstra, é muito mais que imagina ser. Eu não o quero pela metade, encontre seu caminho e escolha com quem quer ficar. Estarei aqui sempre que precisar, só não conte comigo para uma traição ao seu irmão, ele não merece isso.

Houve uma pequena pausa, onde ambos ficaram em total silêncio, até que a jovem menina se da conta que algumas pessoas estão olhando.

- Bem, se não se importa, preciso ir. Passar bem, Maxine! E lembre-se, eu não quero ser o motivo de seus arrependimentos, sendo assim, tente pensar com clareza.

- Tentarei.

E dizendo isso, o mesmo a viu partir.

- Poderia me explicar o porquê de esta conversando tão intimamente com a minha Selecionada? _Questionou Marion ao se aproximar do irmão.

- É uma longa historia. _Suspirou.

- Tenho todo o tempo do mundo.

Maxine parou por alguns instantes, tomando coragem para contar a verdade a seu irmão, ao que disse como resposta:

- Vamos conversa em um local mais apropriado. Nossos funcionários não precisam de mais uma assunto para que possam fofocar.

 

Marion se encontrava totalmente nervoso devido ao que seu irmão mais novo havia lhe contado, no entanto, ouviu tudo antes que fizesse o seu julgamento.

- Por favor, meu caro irmão, as meninas não fizeram por mal. Se deve culpar alguém, que culpe a mim. Inclusive fui que as seduzi... _Max dizia aflito.

- Basta! Calhe a boca! Já não quero mais ouvir nada que venha de ti. Não farei nada por hora, ate que finalmente se decida, mas saiba que não o fizer isso logo mandarei ambas para casa. Fora que a partir desse momento, nenhuma delas recebera mais o beneficio salarial que uma Selecionada carrega.

- Marion, tenha piedade.

- Você não pensou com sabedoria quando decidiu me atacar pelas costas, não é mesmo? Não pensou que eu descobriria, mais cedo ou mais tarde, não é mesmo? Vamos, admita!

O mais novo permaneceu calado, aflito com o que viria pela frente. Não sabia no que pensar e temia pela vida das meninas, que agora estava nas mãos de Marion.

- Agora saia da minha frente! _Gritou o Príncipe herdeiro. _Saia da minha frente Maxine! Saia agora!

Sem muita opção para essa cena, o rapaz saiu com o coração saindo pela boca, de tamanha aflição.

 

Isabelle Suzie Blanche estava arrumando suas malas para voltar para casa, afinal, depois daquela sentença toda com relação a uma jovem que por ventura, se entregou a outro e não o Príncipe herdeiro, a deixava com o estomago revirado.

Enquanto embrulhava cada lembrança que tinha do castelo, se recordou do motivo que a levara até aquele momento. Afinal quando a mesma se inscreveu, achou que seria uma grande oportunidade para conhecer pessoas importantes, e assim, através dessa influencia, ajudar os que mais mereciam. Sem falar que estava muito animada em conhecer o garoto que ela aprendeu a admirar, assim como conhecer o seu ídolo, o Rei de toda a França.

Mas, ela compreendia que as coisas eram diferentes, que não dava pra ser o centro das atenções de todos, pois esse posto já estava sendo ocupado pela família real. Sendo assim, logo depois que o julgamento se deu por finalizado conversou com o Herdeiro pedindo para que esse a liberasse, e assim ele fez.

- Acredito que o destino tenha um novo caminho para minha pessoa, e por ele que seguirei agora. _Sussurrou para si mesma, ao da uma ultima olhada para o seu quarto.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...