História Noivas de sacrifício? - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Exibições 143
Palavras 663
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura.

Capítulo 9 - Mas o que?


Fanfic / Fanfiction Noivas de sacrifício? - Capítulo 9 - Mas o que?

NAOMI ON

Eu estava dormindo quando de repente escuto gritos vindo do banheiro. O Laito desapareceu. Foi fácil imaginar o que se passou.

Decidi ler a mente da Ayami, já que a voz era dela. (Como eu sei isso? Sabendo!/ Autora: Mentira! Ela leu a mente do Laito primeiro/ Naomi: Urusai!!!)

(AI meu Deus! O que eu faço agora? Ele está bebendo o sangue da minha irmã e se eu não fizer alguma coisa, ele ainda a mata. Acalmar, acalmar! Está ali um frasco de vidro. Devo tacar nele? Mas se eu falhar e ele continuar consciente ele pode nos machucar! Alguém me ajuda!)

Então eu faço um feitiço (sim, eu descobri que consigo fazer isso agora mesmo!) para reforçar o desejo de vingança e ponho o de tacar a garrafa no pervertido como única opção.

E magia! Ouço o barulho de queda de pervertidos ruivos no chão.

NAOMI OF

AYAMI ON

Não sei onde arranjei coragem para fazer aquilo. Não tenho tempo a perder. A Hina está ensanguentada no chão. Peguei numa toalha e me enrolei nela.

Abri a porta do banheiro correndo, depois saí do quarto, sem nem ver a garota que me olhava com um ar satisfeito.

Eu- Ayato-kun!- Eu corria nos corredores só de toalha à procura do namorado da minha irmã (Hina: Namorado nada! Seu filhote de cruz credo!/ Ayami: Isso não diz propriamente bem de você. Ei! Mas como você tá falando se está no banheiro?/ Hina: Narra logo essa bagaça!)

No caminho passo por Reiji.

Reiji- s-Senhorita Ayami! O que você faz perambulando por aí só de toalha?- Ele cora e me olha maliciosamente.

Eu- Não tenho tempo para explicar. Depois eu falo com você Reiji-san.

Retorno o passo de corrida.

Eu- Ayato-kun! Ayato-kun!

Tropeço no Shu (de novo…).

Shu- Ayami-chan. Está à procura do Ayato-kun?

Eu- Estou sim. Você não vai dizer nada sobre eu estar só de toalha?

Shu- Ayami, você me deixa louco assim. Estava tentando me segurar- Ele fala me puxando para si e me beijando. Eu gosto dele, eu acho… Então eu retribuí. Depois eu lembrei de procurar o Ayato.

Eu- Shu-kun! Eu tenho que ir. Mais tarde falamos.

Eu largo a correr até ao quarto do Ayato.

Eu- a-Ayato-kun?

Ayato- Hum? Ayami? Entre.

Eu- Ayato minha irmã precisa de você. O Laito bebeu seu sangue enquanto nós estávamos a tomar banho juntas, daí eu taquei uma garrafa na cabeça dele ele cai no chão e ela vem junto. Ela tem um corte no pé e está desmaiada, e sangra do pulso e do pescoço. O Laito tem um corte na cabeça e está desmaiado também.

Ayato- Céus! Tanta coisa para processar! Meu irmão e minha namorada (Hina: Que nada!/ Ayato: Deixa eu continuar mor!/ Hina: grr!) estão desmaiados, ele bebeu o sangue dela e ainda viu aquele corpo perfeito como veio ao mundo primeiro que eu! Assim que você acordar eu te mato Laito! Vamos para a casa de banho!

O Ayato pega em mim estilo noiva e vai correndo os corredores.

(Shu- Nem vem! Você escolhe a irmã mais bonita para você e ainda quer ficar com a minha, esse cara…!/ Ayami- Caham!/ Shu- Foi mal mozão)

Chegamos no quarto. Eu desço do colo dele e corro para a casa de banho na frente dele. Tapo a Hina com uma toalha e digo: -Ayato. Fica aí e se controla. Eu chamo você se precisar.

A última coisa que eu precisava agora era de que o Ayato surtasse e bebesse mais sangue da Hina.

Utilizei gaze para fazer curativos nas feridas e enfaixar a testa, que tinha inchado muito por causa da queda.

Eu- Pode vir Ayato.

Ele pegou na Hina e a deitou na cama. Lhe deu um beijo e veio me ajudar a tratar do tomate pervertido.

Ayato- O que vocês lhe fizeram?

Eu- Eu já disse que taquei uma garrafa na cara dele.

Ayato- Isso não é nada seu Ohime-sama.

??- Mas é algo que eu faria.


Notas Finais


Vou tentar postar mais um hoje. Obrigado por ler!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...