História Noona, help me? (Imagine Jungkook) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine, Jeon Jungkook, Jungkook
Visualizações 1.146
Palavras 1.837
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


"Viada você não disse que aquele era o ultimo capitulo?" ( ಠ_ಠ)
Pois é, pois é! ¯\_(ツ)_/¯
Maaaaas um serumaninho muito fofo que é a ~laryssa_8, veio me pedir no privado um terceiro capitulo como presente de aniversário!
Vê se eu posso com isso?! (ಥ﹏ಥ)

Então se esse capitulo existe, graças à Lary, excissisti. (ง ͠° ͟ل͜ ͡°)ง hahahaha

Espero que gostem! Obrigado por todos os favoritos e pelos comentários!
Vou deixar nas notas finais o link da minha nova OneShot (Imagine Jimin) que acabou de sair do forno.

Boa leitura! :3

Capítulo 3 - Bônus II - Happy Birthday, Noona.


Aniversários são datas bastante celebradas por pessoas em todo o mundo, eu particularmente nunca dei tanta importância pra isso, afinal o que tem de bom em ficar mais velho? É um ano a menos pra viver. E bem, daqui a alguns minutos será meu aniversário e eis que estou com uma espécie de “crise existencial pré aniversario” – se é que isso existe - e isso não me deixa dormir. E por isso estou me afogando sozinha em uma garrafa de vinho enquanto encaro a parede azul-marinho da sala do alojamento.

Já faz quase um ano que moro com esses sete malucos, sim, é isso que eles são no fim das contas. Rio ao lembrar das coisas que presencio nesse lugar, como um Hoseok gritando e correndo pela casa todo ensaboado e tapando as partes intimas com as mãos enquanto fugia de uma barata no banheiro, épico.

Sou tirada de meus devaneios quando escuto a porta da sala ser aberta e logo fechada, me viro e dou de cara com uma cena um tanto inédita pra uma noite tão tediosa, talvez eu tenha bebido um pouco demais, mas nem nos meus maiores porres eu alucinaria o que estava vendo. Jungkook prensava Jimin contra a parede e trocavam um beijo tão desesperado que até eu fiquei com falta de ar só de olhar. Sempre senti que rolava uma tensão sexual entre eles, mas aquilo era tão desesperado que não pude deixar de ficar boquiaberta.

Era bem visível a ereção de ambos e Jungkook fazia questão de fricciona-las com vontade. Se eu estava babando? Claro que não, estava mais para uma cascata mesmo. Não conseguia mais ficar só olhando, minha pernas já contraiam com o tesão que emanava daquela cena, direcionei dois dedos para dentro da minha calcinha e comecei a estimular meu clitóris, prendi meu lábio inferior para conter os gemidos.

Pararam o beijo brevemente, mas continuaram encarando-se como se fossem se devorar só com o olhar, Jungkook direcionou as mãos para o zíper da calça alheia e logo iniciou uma massagem no membro - ainda coberto pela box – e completamente duro de Jimin que jogou a cabeça para trás deixando um gemido rouco escapar por seus lábios inchados graças as mordidas que Jeon desferia nos mesmos.

Jungkook passou a morder veemente o pescoço de Park e direcionou suas mãos à própria calça, a abriu liberando também sua ereção. Segurou firme na cintura de Jimin e voltou a beija-lo desesperadamente, começou a esfregar sua ereção na do rapaz a sua frente que apenas grunhia baixinho contra os lábios de Jeon. Apenas o pano fino das box’s separava seus membros.

Quando pensei que o próximo passo seria ver os dois perderem o controle e acabar com aquela quase inexistente distância, desci meus dois dedos que até então me estimulavam para minha entrada, sem resistência ambos deslizaram pra dentro, eu estava completamente molhada. Comecei com movimentos lentos, aumentei a velocidade de acordo com os movimento que ambos faziam com os quadris, eu não ia aguentar muito.

- Jung-Jungkook-ah.. assim eu vou... gozar – Jimin se pronunciou – pela primeira vez desde que entraram -  completamente ofegante.

Ouvir aquela voz rouca, carregada de luxuria, foi o meu limite. Me desfiz sentindo minhas paredes contraírem e meu liquido escorrer por meus dedos. Pus minha mão livre na boca para tentar conter o gemido, mas havia sido tão intenso que ainda assim saiu alto, mais do que deveria.

- Quem tá ai?! – Jungkook perguntou indo em direção ao interruptor. – Noona, meu Deus! A quanto tempo você está ai?

Só então pude ver o quão bagunçados ambos estavam, os cabelos grudados na testa devido ao suor, as calças abertas ainda expondo as ereções, a respiração tão descompassada quanto a minha e as bochechas vermelhas, não sei se por vergonha ou se por tesão, que era o meu caso.        

- A.. a tempo suficiente.. – Falei enquanto retirava meus dedos de dentro da minha vagina, sem desviar os olhos deles.

- A gente.. a gente só tava.. err.. – Jeon tentou se explicar, passando a mãos nervosamente pelos cabelos.

- V-você se tocou vendo a gente? – Park o interrompeu. Não consegui identificar de imediato o tom que usara.

Nesse momento Jeon virou para encara-lo e logo um sorriso sacana brotou nos lábios de ambos e só então eu entendi o que aquele tom significava.

- Noona, você sabe que é feio ficar espiando as pessoas, certo? – O tom de voz de Jungkook soou provocativo, diferente de alguns minutos.

- Eu... – tentei falar, mas logo fui interrompida.

- ___, você foi uma garota muito má! – Foi a vez de Jimin soar provocativo.

Mesmo gostando do clima que estava se formando, eu sabia o quanto os dois queriam ter algo entre eles e não era minha intenção interromper.

- Err.. eu já estou indo, eu não quis atrapalhar vocês, podem continuar.. – Disse já me levantando.

- Na-na-ni-na-não, mocinha! – Jimin disse e ambos começaram a se aproximar. – Nós iremos continuar sim, mas dessa vez você será nossa espectadora... – Completou.

- E dessa vez noona – Jeon disse me empurrando no sofá enquanto tirava o sinto de sua calça – Dessa vez você não vai poder se tocar – Sussurrou no meu ouvido, pegou minhas mãos e usou o sinto para amarra-las.

- Isso é um castigo por ficar espiando os outros – Park disse enquanto retirava a camisa jogando pela sala e indo em direção a Jungkook.

Jungkook deu à sua camisa o mesmo destino que Jimin a dele e logo os dois selaram os lábios, desse vez era lento e molhado, com algumas mordidas alternadas. As ereções logo voltaram a se formar e ambos se desfizeram das calças. Se por algum infeliz destino, eu soubesse que esse tipo de cena acontecia, mas de alguma forma eu não pudesse estar vendo - como agora - eu venderia uma parte do corpo ou até mesmo a alma pra presenciar, é o tipo de cena que é tão sexualmente gostosa que não deveria ser exposta gratuitamente. Ri internamente com tal pensamento escroto.

Quando dei por mim os dois já estavam deitados sobre o carpete cor-de-marfim do chão da sala. Jungkook se posicionou entre as pernas de Park, e se apoiava sobre o cotovelo esquerdo enquanto que com a mão direita apertava a nádega esquerda do mesmo que gemia baixinho e segurava com força os cabelos de Jeon tornando o beijo cada vez mais quente. Minha respiração tornou a descompassar.

Jeon passou a simular estocadas e enquanto protagonizavam a cena ora ou outra me encaravam e sorriam, sorrisos satisfeitos e nada castos diga-se de passagem. Eu devia tá com a maior cara de puta no cio, arfando baixo enquanto tentava conter a pulsação que já sentia em minha intimidade e com as pernas ainda bambas do orgasmo recente.

Jimin virou-se de bruços e Jungkook começou a esfregar sua ereção na bunda – e que bunda – do mesmo, Park rebolava e se empinava buscando mais contato enquanto Jeon dava diversos selares e mordidas por toda extensão das costas alheia. No momento em que Jungkook abaixou a cueca de Jimin dando uma boa apertada em ambas as nádegas, gemi já imaginando as cenas seguintes. Jeon parou pra me olhar – droga! Preciso controlar esses gemidos – mas na verdade ele pareceu olhar algo atrás de mim, segui seu olhar e vi que era o relógio, marcava 00: 13.

Ok, ok, parabéns para mim, nessa data querida... Foda-se volte ao que ia fazer BunnyBoy, pensei, desviei do relógio de volta aos dois à minha frente, Jungkook agora sussurrava algo no ouvido de Jimin e logo pararam o que faziam e se levantaram. O que? Não, droga, droga!

- P-por que pararam? – Indaguei incrédula.

- Porque está na hora de seu presentinho, noona.. – Jungkook falou e retirou o cinto que prendia meus pulsos e em um movimento rápido puxou minhas pernas me fazendo cair no carpete.

- Mas que mer... aahh – Fui interrompida pelo indicador de Jeon que acabara de invadir minha intimidade.

- Mas já está molhada assim, noona? – Perguntou inserindo um segundo dedo.

Jimin puxou meu sutiã e começou a chupar meus mamilos, dando mordidas ora ou outra. Jungkook acelerava e diminuía a velocidade dos dedos, só pra me torturar, é claro.

- Jung-kook.. Jiminie.. Por favor. – Pedi manhosa.

- Por favor o que, noona? O que podemos fazer por você? – Retirou seus dedos de dentro de mim e os inseriu na boca de Park que sugou prontamente.

- P-por favor me.. me fodam – Pedi mesmo sentindo minhas bochechas esquentarem. Os dois encararam-se brevemente e sorriram ladino.

Jungkook abaixou a box branca que estava com uma mancha que indicava que seu pré-gozo já havia dado as caras, e segurando na base de seu membro o encaixou em minha entrada e a penetrou devagar.

- Noo-naa... caralho... muito quente – Arfou alto jogando a cabeça pra trás.

Park o encarou gemer e mordeu os lábios em desejo, abaixou a sua box vermelha, puxou Jungkook pelos cabelos e iniciou um beijo necessitado, com sua mão livre começou a masturbar-se, uma masturbação que começou lenta, mas conforme o beijo se aprofundava foi ficando mais rápida, assim como as estocadas que eu recebia de Jungkook.

- Por que.. tão.. gostoso?! – Jungkook gemeu enquanto prendia o lábio inferior de Jimin entre os dentes.

Inverteram as posições, agora Jimin me penetrava fortemente enquanto Jeon o beijava afoito. Me apoiei sobre os cotovelos, aproveitando para tocar Jungkook com uma das mãos, mas logo comecei a chupa-lo.

- Aaahh.. isso.. assim.. – Gemeu pendendo a cabeça para trás e com sua mão esquerda segurou meus cabelos ditando a velocidade.

O cheiro de sexo já estava impregnado na sala. O prazer, tão forte a ponto de se tornar palpável. Todo esse estava sendo demais para os três.

Senti minhas paredes contrair sobre o pau de Jimin e uma corrente elétrica passar por todo meu corpo, logo chegaria ao meu segundo orgasmo, por isso intensifiquei os movimentos no pênis de Jeon a minha frente, que gemia rouco, também já chegando ao seu limite.

- Porra ___, você tá me apertando.. tão gostoso – Jimin gemeu começando a dar estocadas fundas e fortes com um ritmo mais lento.

- Tão.. fundo aaahhh Jiminiiie – Fechei os olhos e gemi alto. Senti espasmos por todo o corpo, minhas pernas bambearem e meu corpo amoleceu sob o de Park, havia atingido meu ápice.

- Tão.. quen-ti-nha aaahh – Foi a vez de Jimin gemer pendendo a cabeça pra trás com os olhos apertados e a boca aberta em um grito mudo, me preenchendo com seu liquido quente e viscoso que logo começou a escorrer por minhas pernas.

- Porra... aah.. aah.. Aaahh – E por fim Jungkook também chegou ao seu ápice, sujando meu rosto e seios com seu gozo. Sorri pra ele, lambendo até onde minha língua alcançava.

Estávamos os três deitados no carpete tentando regular a respiração, completamente suados e ofegantes.

- A propósito Noona, Feliz aniversário! – Jungkook disse sorrindo de forma fofa como se acabássemos de voltar de um passeio no parque.

Rimos.

Talvez aniversários não fossem datas tão tediosas afinal.


Notas Finais


Eu sei, não vou pro céu, mas vocês também não aushauhsauhsahah ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Então foi isso! Espero que tenham gostado, comentem o que acharam pra a autora ficar feliz! ಠ‿ಠ
E declaro "Noona, Help Me?" oficialmente encerrada! ≧◡≦

Anyooooo (~˘▾˘)~

I Call Him Daddy (Imagine Jimin): https://spiritfanfics.com/historia/i-call-him-daddy-6766232


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...