História Nós 3 - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jay Park
Personagens Jay Park, Personagens Originais
Tags Amor, Aomg, Bias, Fic, Hot, Idol, Imagine, Jay Park, Kidol, Kpop, Ménage, Romance, Sexo, Simon D, Threesome, Triângulo Amoroso, Você
Exibições 250
Palavras 1.970
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura <3

Capítulo 16 - E os sentimentos estão presentes


 

Eu me olhei pela quinta vez no espelho, passei as mãos mais uma vez pela as minhas roupas e tentei pensar em alguma desculpa para poder ficar em casa.
   Pensar que eu chegaria naquele escritório e teria que encontrar a Myoung me fazia querer voltar para debaixo das minhas cobertas. Olhar para ela fazia com que eu me lembrasse do Jay, me fazia sentir saudades de tudo que passamos juntos, e também fazia com que eu me sentisse uma egoísta.
   Eu não desejava o término do namoro dos dois, eu só queria que ele nunca tivesse existido.
   Eu realmente estava pensando somente em mim.
 

O meu andar ainda estava vazio, eu havia sido uma das primeiras a chegar, eu preferia assim.
   Fui direto para a minha sala e fechei a porta, eu fui até a janela e aproveitei o silêncio que estava naquele andar para poder observar uma parte de Seul pela a minha janela, a cidade me trazia uma nostalgia, eu ficava me lembrando dos tempos que era eu, Jay e Simon, e isso me fazia perceber que eu tive tão pouco dos dois.
   Eu me lembrei do sexo que eu e Simon fizemos e o meu corpo se arrepiou, eu fechei os olhos e sorri, eu queria que aquele momento se repetisse, eu queria que ele me pegasse daquele jeito novamente.
   Eu estava tão perdida em meus pensamentos que nem escutei quando Myoung bateu em minha porta, quando pude perceber ela já estava parada no centro da minha sala me olhando e com um pequeno sorriso em seu rosto.
   - Desculpe ir entrando assim, mas te vi chegar e depois você não atendeu a porta, pensei que houvesse acontecido alguma coisa
   Eu balancei a minha cabeça e afastei todos os meus pensamentos, foquei toda a minha atenção em Myoung e sorri.
   - Tudo bem, eu só estava um pouco distraída, acabei não escutando as sua batidas na porta - Eu me sentei em minha mesa e fingi estar ocupada olhando para alguns papéis.
   Myoung se aproximou da janela e olhou para fora dela.
   - Tudo aqui em Seul é tão lindo, você fez o certo em voltar - Ela deu um longo suspiro - Eu adoro aqui, Jay sempre fala que essa é a nossa cidade, que nós dois podemos fazer tudo aqui, ele é tão...
   - Único
   Eu falei baixo, não era a minha intenção, a palavra simplesmente saiu.
   - O que você disse? - Ela se virou para poder olhar para mim e me encarou.
   - Nada, eu só estava pensando alto
   Ela sorriu.
   - Eu estava pensando, já que vamos ser amigas de trabalho deveríamos sair para jantar
   - Na verdade você é a minha chefe - Eu tentei parecer simpática.
   - Você é amiga do Jay, então faço questão de que sejamos amigas também
   - Amiga? Jay falou que somos amigos?
   Era estranho ouvir falar que a nossa relação foi apenas uma amizade, nós não fomos apenas amigos, mas eu entendia a necessidade que ele tinha de esconder da Myoung o que nós dois eramos.
   - Na verdade eu meio que deduzi, depois daquele encontro no estacionamento na casa de shows, vocês pareciam velhos conhecidos
   Eu passei uma das minhas mãos pela a minha nuca e tentei não parecer desconfortável com aquilo.
   - Eu e Jay nos conhecemos durante um jantar - Eu abaixei a minha cabeça e me lembrei do nosso primeiro encontro.
   - Um jantar?
   - Sim, um jantar entre amigos - Eu voltei a minha atenção para a Myoung.
   - Ótimo, então nós duas também vamos nos conhecer melhor durante um jantar - Ela falou animada.
   Eu não queria aceitar aquele convite, mas também não achei nenhuma maneira de negar sem parecer mal educada.
   - Tudo bem - Eu tentei sorrir - Podemos sair para jantar depois do trabalho
   - Estou louca para beber alguns sojus
   Ela caminhou até a porta e olhou mais uma vez para mim, ela tinha um olhar diferente, como se ela quisesse falar alguma coisa, mas ela rapidamente se virou e saiu da minha sala.
 

O dia passou mais rápido do que eu esperava. Eu fiz todo o meu trabalho lentamente, assim que poderia ter uma desculpa para ficar até mais tarde no escritório, e assim consequentemente eu não precisaria sair para jantar, mas todo o meu esforço acabou sendo em vão, já que eu havia adiantado todo o meu trabalho durante os dias em que eu fiquei em casa, o que fez com que eu não tivesse muito o que fazer naquele dia.

 O caminho até o restaurante foi bem silencioso. Quando você começa a conhecer alguém você sempre pergunta sobre coisas da vida dela, mas eu sabia que perguntar para a Myoung sobre a vida dela provavelmente acabaria envolvendo a vida do Jay também, então resolvi que o silêncio seria a nossa melhor conversa.
    Eu esperava que os sojus tirasse toda aquela tensão do meu corpo.
 

Conforme nós duas íamos jantando, e deixando a conversa fluir eu comecei a me sentir mais relaxada.
 Myoung além de ser uma mulher linda, ela era também muito inteligente, eu comecei a ver o porquê do Jay ter se interessado por ela.
   Ela tentou entrar em assuntos pessoais várias vezes durante o nosso jantar, mas eu sempre me esquivava das perguntas e tentava fazer com que o foco ficasse apenas no nosso trabalho.
    - Agora é a melhor hora
   Ela abriu um grande sorriso quando viu o garçom levar os nossos pratos e trazer três garrafas de soju acompanhados de três copos.
   - Você realmente gosta de soju - Eu olhei para as duas garrafas que o garçom colocou do seu lado e sorri.
   - Ahh - Ela olhou para as garrafas e depois para mim - Na verdade Jay vai nos acompanhar, espero que você não se importe
   Na verdade eu me importava, e muito.
   - Sem problemas - Eu menti.
   Eu bebi grandes goles do meu soju para poder acabar com ele logo. Assim que ele acabou eu olhei para as horas em meu celular.
   - Já está ficando tarde, acho melhor eu ir embora
   Mas Myoung estava distraída acenando para alguém que estava do outro lado do restaurante que não me deu atenção.
   Eu peguei a minha bolsa e me levantei rápido, tão rápido que não tive tempo de parar antes que o meu corpo se chocasse com o do Jay, ele segurou em minha cintura para evitar que eu caísse, seus olhos estavam arregalados e seus lábios se abriram para falar alguma coisa, mas foi logo interrompido pela Myoung.
   - Espero que você não se importe de ter a companhia da S/n, achei que eu e ela deveríamos nos conhecer melhor já que agora vamos trabalhamos juntas
   Jay continuou com as suas mãos em minha cintura e seu olhar sobre mim, então eu dei um passo ara trás e me afastei dele, minha única reação foi de voltar a me sentar naquela mesa e pedir outra garrafa de soju.
   - Você faz um jogo duro comigo, mas a S/n me contou como vocês se conheceram
   Jay me encarou sério, eu abaixei o meu olhar e apertei os meus joelhos com as minhas mãos.
   - Contou? - Ele falou sem graça.
   - Eu apenas contei que havia sido um jantar entre amigos
   Jay pareceu respirar aliviado.
   - Depois que eu descobri que seria amiga de trabalho de uma amiga do Jay achei legal saber mais sobre você, Jay nunca me apresentou para nenhum amigo dele, eu tive que conhecer os meninos da AOMG por conta própria - Ela sorriu - , Mas ele também não fala muito da amizade de vocês
   - Não tem o que falar, nós eramos apenas amigos de festas, nada de mais
 

Jay manteve o seu olhar sobre mim durante todo o resto da noite, aquilo de certo modo estava começando a me incomodar, não pelos olhares dele, mas porquê Myoung estava ali e eu me sentia mal por ela. Myoung estava tentando ser uma boa pessoa para mim, e eu não conseguia para de pensar no Jay, eu me sentia uma pessoa ruim por causa disso.
 

Quando saímos do restaurante podemos perceber o quanto estava chovendo, Jay e Myoung não conseguiam sair da porta do restaurante para poder ir até o carro, enquanto eu não conseguia enxergar o ponto que ficava no final da rua de tanta chuva que caia.
   Eu me preparei para correr até ele, mas antes que eu pudesse colocar um pé para fora do restaurante Jay segurou em meus braços.
   - Você não está pensando em ir nessa chuva, não é? - Ele falava baixo - Você sabe que ficar nessa chuva te faz ganhar no minimo dois dias de cama, e então eu teria que...
   Ele soltou o meu braço e passou uma mão pela a sua nuca.
   - Então alguém teria que cuidar de você
   - Eu posso me cuidar sozinha
   Nós dois ficamos nos encarando em silêncio até que Myoung se aproximou.
   - Podemos ir? - Ela abraçou a cintura do Jay - Nós vamos te levar embora, não vamos deixar você ir nessa chuva
   Jay tirou o seu casaco e segurou ele acima da cabeça da Myoung e correu ao lado dela até o carro, depois que ela já havia entrado ele se virou para voltar até a porta do restaurante e fazer o mesmo comigo, mas eu já estava parada atrás dele, e com o meu corpo já bastante molhado pela chuva, ele me deu um olhar de reprovação, mas eu não me importei, Jay não podia mais ficar cuidando de mim e ele tinha que perceber isso.
 

Durante o caminho enquanto eu tentava não demonstrar o quanto estava desconfortável naquela situação, Myoung tentava conversar com o Jay sobre o dia dele, mas ele se manteve na defensiva e sempre ignorava ela, mas tentando não parecer rude.
   Quando chegamos no prédio da Kim, eu nem esperei o carro parar e saltei para fora dele, me despedi rápido deles e corri até a entrada do prédio, mas antes que eu pudesse chegar até lá escutei alguns passos correndo atrás de mim, e logo senti a chuva parar de cair sobre a minha cabeça.
   Jay caminhou do meu lado até entrarmos no prédio e estarmos protegidos da chuva, eu pretendia continuar caminhando e apenas deixar o Jay ali, mas ele segurou delicadamente em minha mão, e aquilo fez o meu corpo travar.
   - Eu não contei nada sobre nós dois porque eu não achei que seria bom ela saber, já que ela seria a sua chefe
   Eu me virei e encarei ele por um breve momento, eu nunca havia esquecido de como Jay era lindo, eu abaixei o meu olhar e observei as suas mãos, eu sempre gostei de como as suas tatuagens se destacavam sobre o dourado do seu relógio.
   - Tudo bem, Jay, você não me deve explicações
   Ele suspirou.
   - Eu não deveria me importar mais tanto com você
   - Não - Eu falei baixo.
   - Eu me sinto um homem horrível...
   - Não - Eu interrompi ele - , Você não é
   - Eu sou, agora que você voltou eu sou - Ele olhou para o carro que estava estacionado do outro lado da rua - Ela não merece isso, Myoung é uma namorada incrível - Ele voltou a olhar para mim - Eu devia me dedicar somente a ela, somente a essa relação, mas...
   - Jaebeom...
   Eu levei uma mão até próximo de seu rosto, mas logo afastei ela.
   Eu queria dizer que sentia saudades dele, mas não seria o certo.
   Jay, ficou encarando o chão e então voltou a me olhar.
   - Boa noite, S/n
   Ele se virou e correu até o carro no meio daquela chuva, enquanto eu fiquei ali parada apenas olhando para o tempo.
 


Notas Finais


Olha aqui Jay, vc não me arrasa não


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...