História Nós (camren G!P) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camren, Comedia, Fifth Harmony, Larry, Lauren Jauregui, Norminah, Romance, Vercy
Visualizações 782
Palavras 2.521
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - No seu quarto?


Lauren Jauregui 


A aula levou uma eternidade, mas finalmente acabou, Verô e eu estamos sentadas no estacionamento, está um dia bonito e ensolarado. Miami é uma cidade quente, não tão quente quanto lá no Brasil, mas até que está me fazendo suar.

Dois passarinhos tomam banho na fonte mais a frente  é uma cena fofa, e a Verô foi tirar foto. A minha amiga parece criança assustou os bichinhos.

 Agora mesmo está correndo para cá com um sorriso imenso no rosto,  tenho certeza que ela tirou pelo menos  três fotos. É desastrada porém ágil.

--Laur vamos no shopping?--parou ofegante ao meu lado.

--Vamos, Harry e DJ apareceram? 

--As 10 horas recebi uma mensagem da Dinah, eles chegaram atrasados mas chegaram.

--Devem ter transado a noite toda.

--Eu transei quase a noite toda e cheguei na hora.

--Fica passando na cara mesmo.

Parou um pouco pra pensar e gargalhou.

--Só você ainda não percebeu que está apaixonada.

--Não tô apaixonada verô.

--Aham... A quanto tempo que você tá na seca? 

--Sei lá...

--Uma semana? 

--Mais... A última vez foi quando fui dormir na casa daquela loira gostosinha.

--Aquela que era bailarina? Você passou dois dias falando da flexibilidade dela.

--É...

--Mas isso foi quase um mês atrás. Laur você transava ate na faculdade em dia de prova, se isso não é paixão é amor.

--Cala a boca, você só fala besteira Verônica.

 Me benzi ela revirou os olhos na minha direção. 

--Palmito admite que a Camilinha te deixou de 4. Todo mundo reparou como você ficou estranha esse mês.

--Verô eu realmente não sei, mas as coisas estão fluindo, tô ficando com a Camz, vamos ver no que dá. Você sabe que não sou do tipo que se apaixona.

 Dei de ombros, avistei o Harry e a DJ de longe vindo na nossa direção, dei uma cotovelada na Verô apontando para eles,  imitei o jeito de andar da Dinah, e ela gargalhou, a minha amiga pode ter se tornado sexy e "elegante" segundo ela, mas ainda é um pouco desengonçada, isso que dá crescer demais...


(...)


--Vamos ao shopping?--Verônica perguntou olhando para a DJ que nem desviou a atenção do celular.

--Vou almoçar com a Many.--Deu de ombros sentando ao meu lado.

---Almoça com ela no shopping.

--Não, vamos aproveitar a tarde na casa dela. Ela já está chegando.

--E você, vai no shopping com a gente?--Questionei ao Harry que olhava as fotos dos passarinhos no celular da Verô.

--Não, vou resolver umas coisas com o advogado do meu pai.--revirou os olhos e bufou.-- Mas fica com meu carro, vou de táxi.--assenti deitei a cabeça no ombro da DJ.

--Vou comprar uma moto ainda essa semana.--Comentei meus amigos me olharam sorrindo.

--Eu posso ir com você?--os olhos da Verô estão brilhando.

Nós três rimos do seu jeito, assenti bisbilhotando o celular da DJ.

--Meu táxi chegou, tchauzinho.--Harry deu um beijo na bochecha de cada um e entrou no táxi.

--Chama a Many e vamos ao shopping Dinah.--falei tirando a cabeça do seu ombro, ela apenas negou com a cabeça sem desviar a atenção do celular.

Logo a Normani chegou de moto buzinando frenéticamente, DJ se despediu correndo até a namorada. 


(...)


Fomos a caminho todo cantando e brincando logo chegamos ao shopping.  Estacionei sem dificuldade. Fomos direto para um café que a Verô marcou com as meninas...

Estávamos sentadas numa mesa do lado de fora, olhando e comentando sobre as mulheres que passavam, esse é o nosso passatempo desde que nos conhecemos.

--Verô.--cutuquei apontando discretamente para uma ruiva que passou olhando para uma vitrine.

--Ela lembra aquela ruiva da época da faculdade né.--Falou sorrindo com uma cara maliciosa. 

--Aquela ruiva sabia foder.--Comentei lembrando que tanto a Verô quanto eu a Dinah costumávamos revezar os finais de semana com ela.

--Surra de buceta.--estavamos alheias olhando, que nem reparamos Camila e Lucy se aproximando da nossa mesa.

--Surra de que Verônica?--a voz da Lucy fez a minha amiga virar a cabeça na sua direção feito um robô.

--O..oi  a..amor.--levantou cumprimentando-a com um selinho.--Que bom que vocês chegaram tô cheia de fome.

--Do que vocês estavam falando?

--Nada de mais, besteira vida. Você tá muito linda hoje. Na verdade você está maravilhosa todo os dias.

--Aham... chegaram a muito tempo? 

--Não muito, chegamos agora né Laur, vamos fazer o pedido.--enfiou a cara no cardápio eu gargalhei até reparar na expressão da Camila ao meu lado.

--Oi camz.--sorri amarelo.

--Que bom que você sabe que ela sabe "foder" Lauren.

Engoli seco acabei fazendo o mesmo gesto que a minha amiga...

Fizemos os pedidos, se não fosse pela Lucy e a Camila a nossa mesa estaria silenciosa, troquei olhares com a Verô ela sussurrou "foi por pouco"... 

Terminamos de comer e as meninas inventaram de dar uma volta.  Quando estavamos quase indo pra casa a Camila parou na frente de uma loja, ficou encarando as peças da vitrine, que não deve ser nem um pouco barato.

--Lu olha essa blusinha que linda.--Falou animada entrando no local.

--Vai ficar perfeita com aquela sua  calça escura.

--Sério isso? Nós já estávamos indo embora amor.--Verô resmungou emburrada.

--Falou certo estávamos, não estamos mais. Nem começa a reclamar.

--Lo segura a minha bolsa.--Camila me entregou a bolsa preta. Nem reclamei, pelo tanto que conheço a Lucy sei que não adianta nada, a Camila não mostra ser diferente. Muito pelo contrário...

Elas experimentaram blusas, vestidos, shorts, saias. Depois nos arrastaram até várias lojas de sapatos a Lucy fez a Verô experimentar alguns. A minha amiga mesmo conhecendo a mulher que tem, reclama sem parar...

--Lo esse combina com você.-- Camila apareceu segurando uma bota preta, bem legal ate.

--Nem vem camila, não experimentar nada, nem vou levar nada.--Cruzei os braços.

--Mas é a sua cara.

--Tenho um par de sapatos bem parecidos com esses ai em casa.

--Toda chata, é o seu número.--analisou o sapato verificando.-- Senta aí e experimenta.--jogou no meu peito, segurei um e abaixei pegando o outro que caiu no chão.

--Camila...--Minha frase foi cortada.

--Agora Lauren!--fez uma cara de brava e bateu o pé. Bufei e a contragosto peguei os sapatos sentei e calcei.--Você gostou?

--Ele é legal e confortável e...

--Ótimo nós vamos levar.--cortou a minha frase outra vez e virou falando com o vendedor, que assentiu animado.

--Não vamos não Camila.--ela arrancou o par das minhas mãos,  entregando para o cara vestido de branco. 

--Cala boca Lauren. Pode levar junto com os outros, Obrigada.--ele assentiu e caminhou para o balcão.

--Camila eu não trouxe meu cartão, não tenho como pagar isso.--olhei a etiqueta que ficou na minha mão e me assustei com o valor.

--Eu vou pagar Lo.--deu de ombros caminhando ate o balcão.

--Não vai Camila, não quero você pagando as coisas pra mim.

--Mas Lo... Eu quero te dar um presente.--Fez uma carinha muito fofa não resisti soltei um risinho.

--Tudo bem, pode pagar em casa eu te dou o dinheiro.

--Eu não vou aceitar Lauren. Você vai calar a boca e usar seu presente amanhã. Não tem mais conversa! 

Bufei carregando os sacos enquanto saímos da loja.

Andamos um pouco e o celular da Camila tocou, ela ficou um pouco para trás atendendo o aparelho.

--Alô.... Oi harry.... Estamos aqui no shopping!.... Estamos indo para a praça de alimentação.... Vamos te esperar no primeiro quiosque.--Desligou pegou uns sacos da minha mão esquerda e segurou cruzando nossos dedos.

Verô olhou para trás e nos viu de mãos dadas.

--Amor porque não segura umas também?--Sugeriu sorrindo para a Lucy que negou e segurou o braço dela.

--Harry esta no shopping e disse que tem uma notícia pra vocês. Vamos para praça de alimentação esperar ele.--Camila falou e nós assentimos dando a volta.

Sentamos no primeiro quiosque, em seguida meu amigo chegou tomando um milkshake sentou ao meu lado.

--Gente nós começamos a trabalhar na segunda feira.

--Oi pra você também Harry.--Lucy falou pegando o milkshake da sua mão. Harry revirou os olhos vendo a sua bebida ser passada para Camila.

--Finalmente, não aguento mais ficar em casa.--comentei animada.

--Isso que você foi resolver?--Verô perguntou tomando um gole da bebida que foi para sua mão.

--É, em casa explico melhor pra vocês, já que a Dinah não tá aqui.

--Então vamos pra casa?--Camila ficou de pé pegando algumas das inúmeras sacolas.

--Você dirige.--entreguei a chave do seu carro e ele bufou...


(...)


Verô e eu fomos no carro do Harry, que dirigiu feito louco, nós acabamos chegando três  minutos antes das meninas.

Segui direto para meu quarto tirei toda a minha roupa, ficando so de cueca e top branco, meu corpo implora por um banho...

Estava caminhando pelo quarto mexendo no celular, quando a Camila entrou sem bater.

--Lauren você não pegou seu presente...--Sua voz foi diminuindo lentamente, olhei para trás ela estava coradinha encostada na porta.

--Obrigado Camz.--caminhei ate parar a sua frente, joguei o celular na cama peguei o saco das suas mãos repetindo o gesto anterior.

--N..Não sabia que você tava assim, Desculpa.--falou nervosa desviando o olhar do meu.

--Que isso linda, não tem problema.--alisei seu rosto de levinho com meus dedos.-- Estou indo tomar banho.--colei nossos corpos.-- Sabe o que reparei Camz? 

--O que?--suas mãos apertaram minha cintura 

--Ja tem muito tempo que não ganho um beijo seu.

Ela sorriu e juntou nossos lábios delicadamente, logo senti sua língua pedindo passagem. Chupei sua língua aprofundei o beijo tomando controle da situação.

Encostei seu corpo na porta, suas unhas arranharam minhas costas de leve, quando puxei seu labio inferior com os dentes.

E ela gemeu me afastando e me deu um selinho.

--Vamos assistir um filme? - sugeriu acariciando a minha nuca.

--No seu quarto? -- perguntei de olhos fechados sentindo a carícia.

--Uhum, vai tomar banho que vou fazer o mesmo. -- Soltou a minha nuca e abri os olhos.

--Ta bom.--assenti me afastando, ela me deu outro selinho e saiu do quarto, peguei a toalha enrolando na minha cintura e segui para o banheiro...

De banho tomado, vesti uma cueca box e um top preto, camisa dos Beatles e short de moletom cinza. Segui para o quarto da Camila.

Bati duas vezes na porta e não ouvi resposta, então entrei.

O quarto estava vazio, sentei na cama mexendo no celular, a Camila saiu do banheiro de lingerie vermelha secando o cabelo com a tolha e não me viu sentada. Caminhou pelo quarto, depois entrou no closet. Segui seus movimentos com o olhar.

Não sei como é essa coisa de estar apaixonada. Nunca senti isso, sei o que é amor, amo a minha irmã. Mas paixão... 

Sei que gosto da Camila, estar com ela é diferente de tudo que já experimentei. É perfeito cada segundo ao lado dela, vou me deixar levar...

--LAUREN por Dios que susto.--a voz da Camila me trouxe de volta a realidade. Ela estava parada na porta do closet com a mão no peito, vestindo mais uma das suas imensas camisas da cor cinza.

Sorri na sua direção ela caminhou pulando na cama. Me abraçou.

--Vamos ver o que?--perguntei deixando meu celular de lado.

--Bob esponja. -- com sorriso nos lábios disparou animada.

--Ah Camila... sério? 

--Muito sério! - sentou na cama e cruzou os braços.

--Vamos assistir outra coisa. - implorei levando a minha mão até a sua nunca, meus dedos entraram no seu cabelo dei inicio ao carinho ali.

--O que você quer ver? -- perguntou fechando os olhos e descruzando os braços.

--Hm... Azul é a cor mais quente.-- falei a primeira coisa que veio em mente.

--Ta, bota ai, vou na cozinha buscar chocolate. --Saiu correndo, coloquei o filme pra rodar na TV de frente para a cama.

Camila voltou com uns pacotes de m&m e deitou com a cabeça no meu colo...


Estava indo tudo bem, até começar umas cenas mais quentes do filme, a Camila estava tão quieta que achei que ela estava dormindo. Então deixei meu pensamento voar... 

Estava fazendo carinho nos seus cabelos, mas parei me concentrando na TV. A camila levantou a cabeça me olhando com as sobrancelhas franzidas.

--Por quê você parou? 

--D..Desculpa.-- Ela fez menção de voltar a deitar mas a impedi.--Não Camz deita aqui ao meu lado.

--Mas seu carinho estava tão gostoso Lo.

--Eu continuo fazendo. Mas deita aqui. 

Deitei na cama de barriga para cima, ela se ajeitou no meu peito, continuei com o carinho no seu cabelo, tentei pensar em algumas broxantes mesmo sabendo que não surtiria efeito algum. Ela pós a mão na minha barriga por baixo da camisa fazendo o tecido subir. 

--Não acredito que você esta excitada Lauren. -- levantou o olhar ate o meu rosto.

--E..Eu... A cena é forte camila, eu já estou muito tempo sem sexo poxa. -- tirei meu braço de baixo da sua cabeça sentando na cama, passei a mão pelo meu rosto ajeitei a camisa para baixo em seguida.

--Ei calma, não precisa ficar estressada. -- levou a mão ate a minha coxa esquerda, analisou o meu rosto por alguns segundos.-- Você está a quanto tempo sem fazer nada? 

--Um mês. -- encostei na cabeceira da cama encarando a TV. Sobre seu olhar analisador.

--Desde que você me conheceu?--perguntou me olhando desconfiada.

--É...-- Engoli seco ainda encarando a TV, na tela passava uma cena quente.

  Camila sentou mais perto e me beijou de repente, segurando meu ombro. Mordeu meu labio inferior de levinho mas me deixou no controle, não tardei em chupar a sua língua, e senti sua mão descer pela minha barriga até a barra do meu short. Parei o beijo prevendo o que ela iria fazer.

--Camila...-- Ainda de olhos fechados senti meu short sendo puxado para baixo, segurei a sua mão impedindo de continuar.

--Me deixa ver Lo... -- Abri os olhos vi o relevo da cabeçinha por baixo da cueca, já que o short estava quase na metade da minha coxa.

--Camila não faz isso comigo. -- suspirei tentando manter a calma, me fazer de difícil é muito difícil, quando se esta na seca. Camila revirou os olhos e tirou a minha mão de cima da dela.

--Levanta um pouco. -- falou firme, pensei por alguns segundos, olhei para a TV e a putaria ainda estava rolando. Bufei sustentando o peso do meu corpo nos meus braços,  ela puxou meu short pelos lados, ate a metade das minhas coxas, passou a língua nos lábios olhando o relevo na minha cueca.

Levou a mão ate o volume e apertou, um gemido escapou dos meus lábios. Ela me olhou com uma carinha de inocente, como se estivesse descobrindo algo. Esses olhinhos castanhos são tão lindos...

Derrepente puxou a cueca também e meu pau pulou batendo na minha barriga.

--Me fala como faz.--agarrou a base apertando de levinho e subindo até perto da glade. Os movimentos lentos e torturante estava me enlouquecendo.

--Faz assim Camz.--Segurei a sua mão ditando os movimentos para cima e para baixo com um pouco mais de força e logo soltei a deixando fazer sozinha.

--Assim? --perguntou acelerando os movimentos, fechei os olhos gemendo fraco.

--I..Isso..--ela passou o polegar pela cabeça espalhando o pregozo fui a loucura.--Caralho.--gemi sem me conter.

--Isso é bom? -- perguntou sem parar de bombear.

--É ótimo, v..você tá indo muito bem. Hmm...

Sua outra mão massageou as minhas bolas, ela mordia os lábios e desviava o olhar do meu rosto para meu pau, e um pouco depois gozei gemendo longamente e sujando a sua mão.

Ela continuo até eu abri os olhos.

--Isso foi incrível Camz, você é a melhor. Obrigado.

--De nada Lo.--sorriu sapeca e me deu um selinho.

Levantou caminhando até o banheiro, jogou um rolo de papel higiênico na cama, peguei me limpando, subi a minha roupa, ela voltou deitando ao meu lado. 

Voltei a fazer carinho nos seus cabelos.

--Podemos assistir bob esponja agora?-- Perguntou sorrindo, assenti dei um beijo na sua cabeça, ela se alinhou no meu peito dando play em um episódio do Bob esponja, que com certeza eu já assisti...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...