História Nós Dois - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias TOKIO, Tokio Hotel
Personagens Personagens Originais, Tom Kaulitz
Tags Bill Kaulitz, Tokio, Tokio Hotel, Tom, Tom Kaulitz
Exibições 7
Palavras 1.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 05: Cretino !


Fanfic / Fanfiction Nós Dois - Capítulo 5 - Capítulo 05: Cretino !

                                                                  Ok, Mila, você esta perdendo o controle, volte já.

Nesse Sábado eu não sai de casa, e foi intencionalmente. Eu não queria encontra lo depois de ontem, não queria fugir de novo, não queria estar sempre a disposição. Mas ele não saia da minha cabeça, não somente da cabeça, mas do meu corpo inteiro que queimava só de pensar em suas mão ontem me tocando. Comecei a imaginar demais, coisas que jamais pensei em fazer, algumas violentas e obscenas demais pra minha personalidade. Ele me instigava a isso, longe ou perto de mim. 

Eu despertei do meu transe quando minha tia tossiu ao meu lado no sofá.
Angela: Haha, eu te assustei?
Mila: Ham..é ..um pouco. Eu, eu estava pensando na aula que começa segunda agora.
Angela: Vocês esta nervosa não é?
Mila: Um pouco.
Angela: Ha não se importe com isso, você vai ter muitas meninas querendo fazer amizade com você.
Mila: Hum!
Angela: E por aqui? Pelo bairro, você não conheceu alguém por ai.
Eu apertei os olhos tentando pensar em alguém que não fosse ele.
Mila: Huuum, o Peter. Peter né? Ééé, ontem ele veio falar comigo, ele parece ser legal, apesar de ter quase me atropelado duas vezes com a bicicleta.
Angela: Só isso? - Eu olhei para ela tentando parecer o mais tranquila possível, acho que eu não estava fingindo bem.
Mila: Huum, é!
Angela: Você sai todos os dias para andar pelo bairro só porque acha as casas e as ruas bonitas?- Agora eu podia fingir ser uma garota tímida e recatada e não responder.
Mila: Tem alguns garotos bonitos por aqui.
Angela: Haam, ok, não vou perguntar mais nada.

Oh, graças a Deus. Eu não queria dar explicações, nem mentir. Sábado eu fiquei aqui. Mas Domingo eu sai logo cedo para andar pelo bairro. Passei pelo estúdio umas 3 vezes, mas não o vi, nem o carro. Depois do almoço, eu voltei a tarde para andar de patins, toquei meu mp3 todo umas 3 vezes. Dei umas 10 voltas pelo quarteirão do estúdio. Ele não apareceu.


Mila: Ok Mila, você esta perdendo o controle, volte já.- Voltei aborrecida pra casa e fui para o meu quarto. Arrumei minhas coisas para começar as aulas amanha, e assisti tv o resto do dia. Acordei as 5 da manha com o despertador do meu celular. Tomei banho me arrumei com roupas normais mesmo e peguei meu casaco mega enorme, hoje fazia muito frio, de manha era ainda mais congelante.
Encontrei minha tia la em baixo preparando o meu café. Depois de devidamente prontas, saímos no carro dela. 
Eu estava nervosa, sei la porque motivo, era só uma sala de aula com alguns alemães que falam alemão e comem shucrutz, ok. O pior que poderia me acontecer com uma alemão já havia acontecido, e foi no Sábado. Minha tia me deixou na sala me desejando boa sorte. Depois de falar com a professora que me daria a primeira aula, ela me jogou um beijo e saiu. Quando já me sentava, Monica a menina que havia falado comigo outro dia me comprimento e me chamou para sentar ao seu lado, então eu fui.

Monica: Nossa, estamos na mesma sala, que legal.
Mila: Legal mesmo! Você é alemã certo? Mas esta nessa classe?
Monica: Ha não, não é uma classe para estrangeiros, é alfabetização em inglês e alemão. -A professora me chamou pedindo que eu dissesse meu nome e de onde eu vinha para a turma.
Mila:Me chamo Mila e venho do Brasil.
Professora:Ha muito legal Mila, aqui temos outras meninas que vieram estudar em nosso Pais, Sofia da Itália e Rita da Espanha. - Eu balancei a cabeça e sorri para as meninas. A aula foi tranquila, o pessoal na turma não era chato, era até mais animado do que eu imaginava. Quando a ultima aula do dia acabou, as 3 da tarde. Minha tia disse que teria de ficar mais um pouco na escola, e que eu podia ir pra casa se quisesse de ônibus. Monica então me chamou para irmos para quadra enquanto eu esperava minha tia, eu concordei. Ela foi treinar um pouco de futebol sozinha mesmo.Era agradável estar com ela, durante o intervalo almoçamos juntas e conversamos bastante, ela era madura pra idade dela, a mesma que a minha. E durante todo tempo me fez me sentir em casa, me disse tudo que eu precisava saber sobre a cidade e a escola. Tínhamos virado amigas.
O sol já estava indo embora quando minha tia me ligou no celular me pedindo para encontra la no estacionamento. Me despedi de Monica depois de termos nos divertido muito e fui embora. No caminho minha tia lembrou que precisava comprar cigarros, então parou em um posto de gasolina.

Angela: Eu vou la rapidinho, já volto.

Fiquei sentada no carro olhando o movimento do posto, esperando por ela. Foi quando vi um Cadilac preto entrando do outro lado das bombas de gasolina. Pensei nele, mas também pensei que poderia ser qualquer outra pessoa. Me segurei no banco e fiquei observando. A porta abriu e ele saiu la de dentro, Tom. Levei um susto, porque não foi somente ele que vi quando a porta se abriu. Havia uma garota com ele. Rapidamente pude ver. Ela estava sentada no banco, de mini saia e casaco, era bonita de cabelos curtos na altura do queixo, e sorriu pra ele quando ele se virou para bater a porta.

Mila: Desgraçado! Mas que merda.
Ele entrou na lojinha e imediatamente pensei em minha tia la dentro. Eu não sabia se corria para la, se observava somente, ou se ia até a janela do carro dele esmurrar o vidro onde a garota estava. Minha tia saiu trazendo uma pequena sacola. Eu tinha de fazer alguma coisa. Minha tia abriu a porta e entrou.

Mila: Tia, eu me esqueci, eu..eu..preciso comprar absorventes. Eu vou até la dentro comprar.
Angela: Não, eu vou pra você, eu tenho dinheiro.
Mila: Não não, tudo bem! - Falei já abrindo a porta. - É melhor eu ver qual é o melhor pra mim.

Bati a porta determinada e pisando firme, passei pelo carro dele sem olhar e entrei na loja. Não vi ele na frente, então fui andando pelos pequenos corredores me escondendo. Eu não iria falar com ele, só queria ver o que ele pretendia. No ultimo corredor, eu me virei e dei de cara com ele de costas já na fila. Fiquei esperando ele sair. Ele pagou rapidamente e saiu pela porta de vidro em direção ao carro.
Olhei pra moça no caixa e tomei coragem.

Mila: Hey, Hey, moça. O que foi que esse rapaz acabou de comprar? O de capuz preto?
Ela me olhou estranho e respondeu olhando para os lados.
Moça: Comprou uma garrafa de Vodka, Red Bull e um pacote de camisinhas.

Eu abri a boca de espanto e arregalei os olhos. A moça me olhou com medo, me achando uma maluca. Eu fechei o punho com tanta força de ódio, que os ossos da minha mão estalaram. O barulho foi tão alto que a moça olhou pra minha mãe achando que eu havia quebrado alguma coisa.
Mila: Obrigada. - Falei quase cuspindo.

Quando sai ele já tinha ido embora, então fui com os braços esticados de ódio até o carro.
Angela: Hey, e o absorvente, não tinha?
Mila: Haaa..éééé, não tinha nenhum pra mim.

Ele me paga, pensei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...