História Nós éramos destino - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Lu Han, Sehun
Tags Angst, Broken!hunhan, Hunhan, Selu
Visualizações 47
Palavras 480
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Ficção, Poesias, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Outono


Foi em um outono, quando as folhas começaram a cair, o verão havia ficado para trás, você estava com aquele jeans velho e um simples moletom cinza; Ainda sim, parecia a pessoa mais bonita que eu já havia visto em toda a minha vida. Não demorou muito para eu me apaixonar por você. 

Era como se aquele cara de comportamento atrevido, uma tatuagem na linha da clavícula e dono da risada mais gostosa do mundo inteirinho fosse destino. Você e eu, parecia destino. O jeito que nossas bocas se encaixavam e como parecia que você sabia exatamente o que eu estava pensando, parecia destino. O jeito como você me olhava, não havia nada em você que eu não amasse. De fato, parecia destino. 

Com o tempo eu percebi que, Sehun, você via tudo em preto e branco e nunca deixava que outras pessoas te vissem chorar. Você dizia que nunca iria se apaixonar até que o primeiro "eu te amo" saiu de sua boca. Eu acreditei em você.

E as imagens do olhar em seu rosto iluminado na escuridão às 2:43, as palavras que você sussurou, estão todas fixadas em minha mente, com uma tinta permanente. Naquele momento foi como se o tempo tivesse parado e só existisse nós dois no mundo. Nós éramos um maldito clichê perfeito. As batidas do meu coração saltavam através de sua velha camiseta preta de uma banda de rock desconhecida que eu insistia em usar só porque tinha o seu cheiro.   

O dia poderia ser o pior de todos, mas era só você sorrir para mim que todos os problemas do mundo pareciam nada diante da visão de seus olhos se fechando em uma meia lua adorável.

E talvez ainda seja impossível esquecer os dias ao seu lado, da sensação única que só a sua presença trazia.

Eu achei que duraria para sempre. 

Eu sabia tudo sobre você, de cor. Eu poderia dizer todas as suas músicas favoritas e o nome de todos aqueles filósofos que você adorava citar e eu nunca nem tinha ouvido falar. Agora... Eu já não sei se conheço algo sobre você. 

Aquele outono parece tão distante. 

Talvez os seus olhos tivessem dito, desde o começo, que você havia vindo para me desfazer em pedaços de sentir a tua falta. 

Metade do meu coração acha que tem o controle dos meus sentimentos. A outra metade tem a certeza de ainda continuar na insistência de te amar.

E é doloroso aqui dentro ainda ser tudo sobre você.

Talvez eu devesse ter aproveitado o tempo que nos foi dado. Talvez aquele tempo já tivesse vindo com data de validade. O amor é assim, não? 

Mas ao fim eu sei que de qualquer maneira meu coração ainda estaria reduzido a milhares de fragmentos. O tempo entre nós dois já parou há muito tempo. E agora o que resta é apenas um sentimento de naufrágio.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...