História Nós não somos amigos [NaruSaku] - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Konohamaru, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sari, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Narusaku, Naruto, Romance, Sasusaku
Exibições 152
Palavras 1.441
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Capítulo Sete


Depois do que Shikamaru nos disse naquela noite, eu refleti e tive meus próprios pensamentos sobre isso. Estamos chegando perto apenas com deduções e palpites. Aliás, o próprio criminoso está fazendo com que isso fique bem claro. Já fazem três dias que partimos de Konoha. Não temos um lugar fixo para buscar respostas, por isso pulamos de vila em vila procurando saber tais pistas. 

Tinha acabado de amanhecer, e certamente eu era a única que havia acordado. Tinha um riacho perto de nós,  um riacho muito bonito por sinal. Não perdi tempo e fui até ele. Chegando lá, dei uma olhada por volta e me certifiquei de que estava seguro, pois nunca se sabe quando o inimigo está por perto. Tirei minhas roupas e fiquei nua. Coloquei a ponta do meu pé na água verificando se ela estava gelada e logo me tremi sentindo a temperatura na ponta dos meus dedos. 

- F-fria. - Falei com os lábios tremendo depois que mergulhei na água.

Juntei minhas mãos em forma de concha e joguei água nos meus cabelos. O dia estava lindo, eu podia ouvir o canto dos pássaros enquanto me banhava naquela imensidão de água cristalina.

Assim que terminei, vesti minhas peças íntimas e sentei em uma rocha que tinha perto de mim. Meu estômago roncou me lembrando que eu não tinha comido nada desde ontem. De longe avistei uma macieira e não perdi tempo para ir até lá e apanhar uma maçã. 

Depois de minutos tentando subir eu desisti e fiquei parada. Respirei fundo e coloquei a mecha que estava tampando meu rosto para atrás da orelha. Estava sendo mais difícil do que eu pensei. Perdendo a paciência eu concentrei um pouco de chakra no punho e acertei o tronco da árvore, com raiva. Rapidamente várias maçãs caíram em cima de mim me fazendo tombar para trás. 

Ouvi uma risada atrás de mim e me virei para olhar quem estava ali. Em alerta me levantei e recuei pra trás. 

- Desastrada como sempre. - Naruto apareceu no meio das árvores sem conter os risos.

Fechei a cara e limpei minhas pernas que estavam sujas de capim e terra.

- Estava me observando esse tempo todo? - Perguntei. 

- Não, cheguei agora. Eu vi você destruindo a pobre árvore só para pegar uma maçã, que triste Sakura. - Se aproximou ainda rindo. - Se machucou?

- Não. - Respondi passando a mão na cabeça. 

- Se estava precisando de ajuda era só me chamar. Por que não fez isso?

- Você ainda estava dormindo. Eu não iria de acordar só pra fazer isso. 

- Certo. - Naruto foi até o riacho e tirou sua camisa a jogando pro lado, dando um mergulho em seguida. 

Seu corpo sumiu no meio da água e logo retornou para a superfície. 

- Você precisa vir, a água está uma delícia. - Falou nadando até a borda

- Já entrei. 

- Percebi. Ainda está só de peças íntimas. 

Olhei para o meu corpo e rapidamente o cobri sentindo minhas bochechas esquentarem. Naruto virou a cabeça para trás e gargalhou me vendo naquela situação. 

- N-não olhe! - Falei me virando. 

- Tarde demais. - Saiu da água e pegou minhas roupas que estavam jogadas no chão. - Tome.

Peguei as roupas e me virei novamente. 

- Não se atreva a olhar. 

- Não vou.

Naruto virou o seu rosto de propósito e depois fingiu que não fez nada. 

- Shannaro! Quer levar um soco!? - perguntei sentindo a raiva e a vergonha tomar conta de mim. 

- Não vou mais fazer isso, prometo. - Riu.

Sem perder tempo vesti minhas roupas e calcei meus sapatos. 

- Pronto. 

Ele se virou e ficou bem na minha frente. Ainda sem camisa e com o corpo totalmente molhado, Naruto agia como se fosse completamente normal ficar assim na minha frente. Desviei o olhar e foquei em outro lugar que não seja no seu abdômen. 

- Desviando o olhar? - Levantou uma de suas sobrancelhas. 

- Se vista agora.

- Bom.. Não vou. 

O olhei de volta e franzi a testa.

- Então deixe que eu já vou indo. - Falei pegando a maçã no chão. 

- Ei. - Segurou meu braço. 

Mais uma vez nos encaramos e mais uma vez meu olhar foi parar no seu abdômen. 

- O que você quer? 

- Eu ainda tenho que te dizer uma coisa. 

- Que coisa?

- É confuso... - Me soltou devagar. 

- E desde quando você não me confunde? - Perguntei irônica. 

Naruto abaixou o olhar e ficou calado. 

- Acho que essa pergunta devia ser totalmente ao contrário, não acha? 

- Então a culpa é de nós mesmos. -Respondi.

- Quase isso.. Foi eu que tomei o rumo das coisas errado. 

- Está arrependido? - Perguntei sentindo um pouquinho de esperanças. 

- Não..

Retiro o que estava pensando. 

- Quer dizer... sim... - Continuou. 

- Sim ou não? 

- Sakura.. Eu só não quero te perder. 

Aquele jogo sentimental de novo. 

- Está se tornando repetitivo. 

- Eu sei que está.. mas parece que você está se afastando. 

- Eu? Me afastando? Naruto desde aquele dia você nunca mais apareceu em casa. 

- E você nunca mais foi me procurar. 

- Quer que eu corra atrás? É isso?

- Não estou querendo dizer isso... - Balançou a cabeça negativamente. 

- É o que eu estou entendendo. Vamos parar por aqui, ok? Estou morrendo de fome e aposto que o pessoal já devem estar acordados. 

- Viu só? Você nunca deixa eu me explicar direito. Sempre se fecha ou muda de assunto. 

- Sabe o que é isso? - Perguntei olhando no fundo dos seus olhos. - Medo de ser machucada de novo. Primeiro Sasuke, agora você.. eu não quero isso. Somos apenas amigos, não somos? 

- Eu nunca iria te machucar. 

- Ah não.... - Ri irônica. - Pense bem. Pensou? Pois é. 

Me virei para ir embora mas Naruto logo me puxou contra si e me beijou. O desespero tomou conta de mim. Eu queria, queria mais que tudo. Mas ao mesmo tempo minha mente gritava para o empurrar. Era tão errado e ao mesmo tempo tão certo...

Logo relaxei meu corpo e me deixei levar. Sua língua pediu passagem e eu cedi, aprofundando mais o beijo. Suas mãos foram parar na minha cintura e ele me puxou mais contra si. Nos encostamos no tronco da árvore e subi em seu colo prendendo minhas pernas em seu quadril. 

Algo dentro de mim pulava de alegria. Era como se eu estivesse esperando a tempos por aquele beijo. Coloquei minha mão em sua nuca e subi sentindo seus cabelos sedosos. Logo o ar nos faltou e devagar fomos nos separando. Naruto me colocou no chão e colocou os seus dois braços ao meu redor, me cercando. Estávamos ofegante. Seu olhar estava de um jeito diferente. 

- Naruto...

- Shh...- Colocou seu dedo em meus lábios. - Não fale nada. 

Ele me abraçou e afundou seu rosto em meu pescoço. 

- P-precisamos voltar. 

- Só me deixe aqui. Sinto saudades do seu cheiro. - Falou acariciando meus cabelos. 

Fechei os olhos e o deixei ficar. Depois de um tempo retornamos e encontramos Hinata e Shikamaru acordados nos esperando. Todos comeram e logo partirmos para a vila da areia. Iríamos encontrar o Kazekage pessoalmente para procurar mais respostas. Durante o caminho ficamos calados, sem tocar no assunto do riacho. Eu estava tensa. Olhei para Hinata e a mesma se encontrava concentrada no caminho. Eu ainda não acredito que fiz isso com ela. Me sinto tão culpada quanto Naruto. 

Sinto mais raiva ainda por ele nos prender nessa situação. Brincar com os sentimentos de uma garota é imaturo e idiota. Naruto está tão diferente. Está tão fora de si. 

- Provavelmente vamos chegar ao amanhecer. Não está tão longe. - Shikamaru avisou lendo algo num pergaminho. - Não podemos parar pra nada, estamos entendidos? 

- Sim. - Respondemos em uníssono. 

- Hinata, está vendo algo pelo o seu Byakugan? 

Hinata não respondeu nada. Ela estava com o pensamento longe, concentrada em algo. 

- Hinata? - Shikamaru a chamou mais uma vez.

- Oh s-sim? - Acordou do transe nos olhando. 

- Vê algo de suspeito? 

- Por enquanto não. Assim que eu avistar eu aviso a vocês. 

Ela estava diferente.

- Hinata está tudo bem? - Perguntei.

- Sim. Só estou um pouco tonta. - Respondeu pondo a mão na cabeça. 

- Deixa que eu te carrego. - Naruto falou a pegando no colo. 

- Obrigada. - Respondeu encostando sua cabeça no ombro dele.

Naruto me pegou olhando para eles e logo desviou o olhar com a boca em linha reta. Continuei andando e abaixei o olhar. O trajeto iria ser longo e cansativo. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...