História Nos pertencemos uma a outra - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Exibições 16
Palavras 1.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - 12 capitulo


Fanfic / Fanfiction Nos pertencemos uma a outra - Capítulo 12 - 12 capitulo

Camila

 

 Parecia que as horas estavam se arrastando por que nunca passava na minha cabeça só me via o quanto fui estupida de não a ter aceitado quando ela se declara pra mim teria evitado tudo isso, tudo isso é culpa minha, Austin ainda fez aquela cena quando a lolo acorda serei a última pessoa que ela ira querer ver, como posso ter sido tão estupida meu Deus, involuntariamente déramos mais lagrimas que nem sabia que tinha me levando e me encaminho para fora preciso respirar estou me sentindo sufocada com essa culpa, sento em uma praça que tem em frente ao hospital e viajo em lembranças é inevital conter as lagrimas, saiu dos meus pensamentos com a voz da minha amiga, pode tirar isso da sua cabeça Mila não foi culpa sua você foi uma idiota em não dar uma chance a Laur mas nada dessas coisas terríveis que aconteceu foi culpa sua e nem pense em ir embora por que a laur e a vero vão acordar eu sei que vão e vão querer ver você também quando isso acontecer, a DJ não é o que parece não consigo não me sentir culpada com toda essa situação, vem aqui mila vem sabe se não fossem elas naquele bar seria outras pessoas eles são terroristas mila não tem como mudar isso são pessoas ruins isso é um fato, agora lá dentro tem pessoas que precisam de você da sua força e principalmente a laur, e se a cabeça dela não melhora DJ, ei não se martirize assim vai dar tudo certo, só questão de tempo.

 

Narrador

 

Os dias foram passando e nada das meninas acordarem tiveram que as induzir ao coma pois a hemorragia de lauren não melhorava e a infecção de vero também mantê-las acordadas nessa situação seria tortura e muito perigoso pois poderiam ficar sequelas, todos tentavam seguir com suas vidas mas era meio que missão impossível fazer isso sem as meninas, todas continuavam a ir ao hospital sempre que podiam com exceção de Lucy que trabalhava lá era um jeito de a manter  perto de vero então cada segundo que tinha é onde ela ficava ao lado de sua namorada, Camila não ficava atrás fez até amizade com o pessoal do hospital cada segundo livre que ela tinha é onde ela estava, passado exatamente dois meses o hospital notificou a família Jauregui sobre um possível desligamento dos aparelhos mas claro que não aceitarão.

Passados dois meses e meio numa sincronia absurda e impossível de se explicar Lauren e Veronica acordaram.

 

Lucy

 

Estava sendo angustiante ver vero daquele jeito eu não sei se é bom ou ruim entender sobre o quadro delas, desde o primeiro vídeo dos terroristas eu sabia o que cada ferimento significava pois trabalho com isso, quando fiquei sabendo da infecção da Vero e da hemorragia da Laur eu sabia que não seria coisa boa , me sentia impotente em vê-la naquela situação e não poder fazer nada, vero só tem aquela pose de durona mas na verdade era um amor, o meu amor e agora eu estava a perdendo, pois não tinha mais nada o que ser feito.

Vejo uma movimentação grande no corredor em direção ao quarto delas de alguns médicos tento me aproximar mais não deixam só me avisam que elas acordaram na hora veio um turbilhão de emoções alegria, emoção tudo ao mesmo tempo eu precisava avisar a todos tinha que compartilhar isso com eles afinal todo esse tempo que passou não foi só eu que sofri.

Em questão de minutos hospital já estava lotado de gente todos com sorrisos e lagrimas ao mesmo tempo mais era de felicidade.

 

Lauren/ Veronica

 

Acordo com uma dor de cabeça um clarão pelo que parece estou em um hospital olho em volta e vero esta do meu lado, pelo jeito ela acabou de acordar também, vero você está bem? Bom tirando meu pé que vejo que quebrei e a fome que estou sentindo estou sim laur e você? Bom tirando meu braço que quebrei e a fome que também estou sentindo também estou rsrs rimos em sincronia era bom estar em casa mesmo não tendo visto ninguém ainda, logo em seguida entraram algum médicos fizeram alguns exames, pois disseram que era um milagre termos acordado juntas e do nada, disseram que a recepção estava uma bagunça que tinham várias pessoas querendo nos ver na hora meu pensamento foi logo nela camz, mesmo ela tendo voltado com aquele insuportável eu queria vê-la eu precisava sentia saudades imensas.

Primeiro foi meu pais que entraram quando os médicos liberam as visitas, os pais de vero era muito distante mais muito mesmo só fizera uma chamada de vídeo pelo celular da minha mãe, agora meus pais primeiro brigaram com a gente dizendo por que fomos para la e bla bla bla, depois se revezavam em apertar e dar carinho entre mim e vero, depois seria a vez da camz e da lu eu e vero combinamos fingir que perdemos a memória só para brincar depois contamos a verdade.

Nesse momento camz e Lucy entraram no quarto camz estava linda como eu tava com saudade dela olhei em vero e seu olhar em Lucy não era diferente mas continuamos com a brincadeira.

-Vero- oi tudo bem estão perdidas?

- Lauren- podemos chamar alguém para ajudar vocês se estiverem.

-Lucy- como assim perdidas somos nos Lucy e Camila, vero meu amor não lembra de mim?

-vero- desculpa moça nunca te vi antes deve tá me confundindo

- camila- lolo fala para vero parar isso não tem graça,

-Lauren- desculpa moça não sei quem é essa lolo.

Lucy e Camila começaram a chorar dizendo que iam chamar o medico que não era possível rsrs ficamos com dó delas resolvemos contar a verdade.

-Vero- o meu amor não chora é brincadeira vem aqui vem, eu sabia vero sua palhaça que raiva de você por que fez isso hein mais eu te amo e to com saudades.

-lauren- camz não ganho um abraço não, meu deus lolo você não é de deus sabia tenho coração fraco quer me matar mulher, foi o abraço que esperei todo esse tempo surrurei só para ela ouvir camz tava com saudades de vocês, sei que é errado por você estar com cabelo de bombril mas meu sentimento não mudou nada essa distancia só fez aumentar ainda mais, como por impulso camz selou nossos labios, um beijo calma mais que transbordava saudade, amor senti lagrimas vinda de camz entreo beijo tentei para mais ela me segurou e pediu passagem com a língua e eu sedi sendo o melhor beijo que já dei na vida rsrs só paramos quando ouvir vero.

-Vero- ei vão para um quarto, ops já estamos em um quarto, vem entaõ lucy deita comigo to morrendo de saudade.

-Camz – epa estamos aqui hein não quero ver você nua não veronica , e lolo depois acho que precisamos conversar tudo naõ passou de um mau entendido em relação ao Austin eu naõ voltei com ele, tudo bem camz depois podemos conversar confesso que fiquei muito feliz com beijo mais queria saber o aconteceu então, mas não agora queria curtir esse momento todo, logo em seguida as outras meninas entraram e foi uma festa todo atá expulsarem todos la de dentro ainda precisariamos ficar por uns dias para observação e depois poderiamos ir para casa.

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...