História Nos tire desse Inferno... - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Deadpool, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Personagens Originais, Peter Parker, Steve Rogers, Wade Willson (Deadpool)
Tags Spideypool, Stony
Exibições 155
Palavras 1.550
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus amores! 😍❤

Sim, mais uma vez eu demorei para postar... sinto muitíssimo ;-;

Aproveitem! 💙💙💙

Capítulo 24 - Capítulo XXIV


"Flashback on...

 Peter e Gwen correram para perto do riacho que atravessava uma floresta da outra. Ambos respiravam ofegante e trêmulos.

 - Essa foi por pouco. - Suspirou a loira.

 - Eu disse que seria uma má idéia! - Argumentou o castanho, molhando as mãos no rio.

 - Eu sei disso, Sherlock, não precise lembrar. - Reclamou Stacy.

 Eles aproveitaram e molharam seus rostos nas águas do rio, até que notaram uma movimentação no outro lado do rio. Ambos fixaram os olhares nas moitas e viram uma silhueta de duas três pessoas.

 - Não fode...! - Murmurou Peter, pegando na mão de Gwen voltando a correr.

 - Eles estão atrás da gente! - Gritou Gwen, correndo mais rápido possível.

 Os dois voltaram para floresta, de vez em quando esbarravam em alguns errantes, mas eles sempre desviavam deles.

 - Porra! Por quê fomos muito longe do condomínio? - Indagou Peter.

 - Também queria saber! - Disse Gwen pondo os bofes pra fora. - Eles são persistentes! - Comentou ela, vendo os homens indo atrás deles.

 - Eles tem um "W" na testa? - Perguntou Peter, já se cansando.

 - Sim... por q-

 Gwen foi cortada, pois ela e Peter caíram em uma ladeira. Ambos rolaram a ladeira abaixo até que param em terra firme. Peter estava zonzo por ter batido a testa em uma das árvores, até que viu Gwen ainda estava deitada.

 - Gwen?! Pelo amor de Cristo, acorda! - Disse o castanho, chacoalhando a loira.

 O desespero tomou conta de Parker, ele viu que a loira nem sequer mexeu um músculo.

 - GWEN! - Gritou Peter.

 - AÍ! NÃO PRECISE GRITAR!! - Gritou a loira de volta.

 - ELES AINDA ESTÃO VIVOS! - Gritou um homem em cima da ladeira.

 - Puta merda! Eles ouviram a gente gritar! - Murmuro Gwen, se levantando com ajuda de Peter.

 Eles voltaram a correr, mas com certa dificuldade, também, eles caíram em uma ladeira de três metros e meio! Correram por alguns instantes, até que Gwen ver uma árvore. Ela era oca por dentro. A loira para fazendo Peter parar de uma forma bruta.

 - Quê fo-

 O castanho nem deu tempo de falar, pois foi sendo arrastado para árvore.

 - Nós dois cabemos nisso? - Perguntou Peter.

 - Petey, você é magrelo que nem um palito. - Disse a loira empurrando o castanho, o fazendo entrar na árvore.

 Os dois ficaram espremidos um pouco, tentavam normalizar as respirações alteradas. Até que ouviram passos por perto.

 - Como você os perderam?! - Digo um homem, ele parecia bem irritado.

 - Eu os perdir?! - Comentou um outro homem. - Pelo o que eu sei, era você que estava bem à frente de nós!

 - Que seja, eles não podem ter ido muito longe... vocês viram a altura que eles caíram da ladeira? No mínimo eles quebraram alguns ossos. - Comentou o terceiro homem.

 Houve um silêncio. Gwen mantinha as mãos na boca, com medo de emitir algum som. Peter mantinha uma calma até assustadora para ele. O menor mantinha a faca de Wade em suas mãos, e apertava com tanta força que seus dedo-duro ficaram brancos.

  - Eu queria tanto que Wade estivesse aqui... - Murmurou Peter baixo se encolhendo, recebendo um olhar penoso de Gwen.

 Eles perceberam que os homens se dispersaram.

 - Até que fim! - Suspirou Gwen aliviada.

 - OLHE QUE EU ENCONTREI! - Surgiu um dos homens.

O mesmo pegou Gwen e Peter pelo pescoço, os suspendendo para ser mais exato.

 Gwen entrou em desespero, ela tentava a todo custo se soltar das mãos do homem, mas ele apertava cada vez mais o seu pescoço. Peter até então tinha guardado a faca, a pegou de seu bolso e enfiou nas mãos do sujeito.

 Este gruniu em dor, acabando soltando os jovens. Os dois restantes dos homens chegaram e foram na direção dos mais novos. Um deles tentou passar uma rasteira em Gwen, mas a mesma pulou na hora e deu um soco no rosto do indivíduo, o fazendo ficar atordoado. A loira tirou a faca de sua cintura e fincou na barriga do estranho, o fazendo agonizar em dor.

 A situação de Peter não era uma das boas. Dois contra um era sacanagem! Ele viu um deles sacarem uma arma. O castanho lançou a faca na mão do homem, acertando a mesma. Peter deu glória os céus por ter acertado, o outro homem veio em sua direção dando um soco em seu rosto e pegando de novo em seu pescoço. Gwen viu aquilo e pulou nas costas do homem, dando cotoveladas em sua cabeça.

 O homem soltou Peter, o fazendo cair perto da arma do terceiro sujeito. O segundo homem - que parecia um brutamonte - tentava a todo custo tirar Gwen de suas costas, mas parecia que a garota tinha virado um carrapato! Ela continua a dar continuidade nas cotoveladas. Peter tenta pegar a arma, mas o sujeito com as mãos machucadas pela faca de Peter, pega primeiro.

 Sem pensar duas vezes, Peter chuta a arma das mãos do sujeito, fazendo a mesma cair em outra direção. Peter da um murro no homem, o soco foi tão forte que o menor sentiu seus dedos estalar. Peter se rasteja em direção à arma, mas o sujeito pega em seu pé esquerdo. O menor desfere um chute em sua cara e  volta a rastejar para arma.

 - SAI DE MIM, DEMÔNIA! - Gritou o brutamonte.

 Agora, Gwen arrancava o couro cabeludo do homem, agradecendo a si mesma por não ter cortados as suas unhas. O brutamonte perde a paciência e anda para trás, tentando bater Gwen nas costas na árvore. Mas a loira já tinha pensado nisso, ela sobe mais ainda nas costas do agressor e pula para frente dando uma cambalhota e rola no chão, fazendo o homem bater com as suas própria costas baterem na árvore. Gwen vê as duas facas jogadas no chão e as pegas.

 - CHEGA! - Gritou Peter, apontando a arma na direção dos dois homens.

(Ps: O homem em que Gwen deu a facada na barriga já tinha morrido)

 Gwen se posicionou ao lado do castanho, tendo as duas facas em mãos.

 - Pra' pirralhos, até que vocês lutam bem. - Comentou o sujeito com as mãos feridas.

 - Instinto. - Gwen e Peter falaram ao mesmo tempo.

 - Então vocês são os doentes com "W" na testa... - Comentou Gwen.

 - Ora, parece que vocês já nos conhece! - Zombou o homem.

 Peter continuava com a arma em punhos, Gwen continha com as facas em posição de defesa e olhando fixamente para o brutamonte.

 - Que tal fazemos o seguinte, vocês largarem as armas e cada um segue o seu caminho? - Perguntou o homem com as mãos fudidas.

 - Pra' vocês nos matarem? - Perguntou Gwen sarcástica. - Não tô' afim não!

 O brutamonte (N/A: Eu o nomeie assim) foi na direção da loira tentando dar-lhe um soco, mas a garota se abaixa e da uma facada em sua perna. O homem grita em dor e tenta chutar a menina, mas ela se desvia do golpe.

 Peter então atira na garganta do homem. Este se engasga com seu próprio sangue, tendo uma asfixia rápida.

 - IREMOS ACABAR COM TODOS VOCÊS! - Gritou o homens saindo correndo.

 Gwen não pensou duas fezes e pegou a arma das mãos de Peter e atirou na nuca do sujeito. Este cai já morto.

 Peter e Gwen se olham totalmente atônitos. Eles nem tinham percebido que mataram três pessoas a sangue frio, Gwen franzia a testa repetida vezes, era a primeira vez que matava alguém que não seja um errante.

 Agora ela entendia o porquê do Peter ficara em estado de choque quando o condomínio fora atacado. A loira devolveu a arma para o castanho e andou na direção das facas, ela tinha largado elas quando correu na hora de Peter.  - Tome. - Disse ela, entregando a faca de Wade.- Se não seu futuro namorado ficará puto com você.

Peter revira os olhos. Até nos momentos mais importuno, Gwen faz piadas. Sons de passos rastejantes tiraram dos devaneios. Vinte errantes caminhavam até eles.

 - Vamos! - Disse Peter, pegando na mão de Gwen voltando a correr.

"...Flashback off"

 - Então foi isso que aconteceu. - Terminou Gwen, de contar a história.

 Todos estavam estupefados com o relato dos mais novos.

 - Puta que pariu! Eu disse para vocês não irem! - Brigou Wade.

 - Mas a gente irá imaginar que seríamos perseguidos?! - Reclamou Gwen, cruzando os braços.

 - Calma pessoal, brigando não resolverá nada. - Comentou Bruce.

 - Bruce tem razão, o importante é que vocês estão bem e com vida! - Disse Natasha.

 - Vamos, eu irei ajudá-los a se limparem e cuidar de ferimentos. Provavelmente vocês se machucaram enquanto caiam da ladeira. - Disse Sharon, os guiando os jovens para o andar de cima.

 Houve um silêncio no grupo.

 - O negócio é mais sério do que pensávamos - Comentou Rhodes, quebrando o silêncio.

 - Precisamos terminar com isso mais rápido o possível! - Indagou Clint.

 - Nat, quanto temos de munição de cada arma que possuímos? - Perguntou Steve, estalando os dedos.

 - Bom, o suficiente. - Pensou a ruiva.

 - Ótimo. - Disse o loiro sério. - Iremos amanhã à noite.



Notas Finais


Peter e Gwen divaram nesse cap! U_U
Peço mais uma vez desculpas para vcs!

Beijos de brigadeiros! 😙💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...