História Nossa Canção 2 - Nosso Destino - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Eduardo, Gay, Nossa Canção, Vinícius
Exibições 36
Palavras 759
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiiiiii, meus amoreeeess!!! Eu voltei e voltei com tudo Hahahahah. Antes de tudo, eu gostaria de pedir desculpa por esses meses sem postar nada. Estava tudo complicado na minha vida e eu realmente não queria estragar a fic por causa de conflitos cmg.

Vou contar melhor o que aconteceu:

Eu me apaixonei de verdade pelo Lucas. Tudo foi muito intenso pra mim, me iludi muito, mas muuuuito mesmo! A gente se aproximou muito, ficamos muito amigos e compartilhamos segredos e um desses segredos que compartilhei com ele foi sobre ser Bi. Ele aceitou muito de boa. Até penso que ele me iludiu um pouco também. Depois de um tempo fui tomando mais amor por ele e há mais ou menos um mês eu me declarei pra ele. Foi aí que meu inferno começou. Tudo desmoronou quando ele disse que não gostava do que eu gostava hahaha. Nossa amizade começou a reduzir cada vez mais, pois a gente começou a se distanciar. Isso dois muito em mim, muito mesmo, pois eu estava perdendo meu melhor amigo por uma idiotice. Bem, vocês devem tá se perguntado o que aconteceu né?! Há uma semana eu fiquei muito bêbado e terminei me declarando mais uma vez pra ele, só que de uma maneira diferente, mais despojada. Então ele ficou muito puto cmg e disse que não queria um "frango" dizendo toda hora que quer "pegar" ele. Isso realmente me doeu, pois ele era meu melhor amigo também. Então eu vi que o que me fazia sofrer e me prender a ele era nossa amizade, foi aí que eu decidi dar um fim à isso. Faz uma semana que a gente não se fala, já nos esbarramos várias vezes no colégio, mas sem nenhum olhar na cara do outro. Eu só queria saber se a perda da minha amizade também dói nele como doi em mim. Eu só espero que ele esteja bem, mas enfim... eu tô tentando superar tudo isso e a única maneira de me distrair é escrevendo pra vocês. Não pensem que isso influenciará em algo na fic, pois não vai... o Lucas e o Edu Ainda podem ficar juntos, pois tudo já estava planejado em um papelzinho que guardo hahahaha. - Só não sei se eles ficam juntos - Espero que gostem desse capítulo que fiz com muito carinho. Beijos do ED!!! 😬❤️

Capítulo 2 - Prólogo (B) - Vinicius


- Vinicius -
Eu não sei muito bem ao certo como tudo isso vai terminar.
Eu lembro como se fosse hoje do Eduardo chorando quando eu tive que deixá-lo para trás. Isso doeu muito em mim. Cada centímetro que eu me distanciava dele me arrancava um momento feliz que passei ao seu lado. 
Não lembro muito bem do momento que cheguei na cidade dos meus avós, que era também a minha antiga cidade, só lembro de minha mãe ter me acordado e mostrado a linda casa onde eles viviam, mas estava prestes a ser vendida para manter todas as despesas. 
A casa era tão linda que por um momento me veio à cabeça um pensamento de morar um dia com o alí. Esse pensamento foi meio que taxo(idiota), pois eu nem sabia se eu ainda iria vê-lo e isso me doía muito. 
Quando terminei de arrumar minhas malas no quarto que já foi do meu pai, quando criança, coloquei os fones de ouvido e deitei na cama. Cada música e cada letra me lembrava dele... só dele. 
O tempo passou e eu conheci novas pessoas, fiz novos amigos e durante esses dois anos que passei longe dele namorei com mais ou menos 7 meninas. Sim, o edu era o único menino que me atraía. 
Nesses dois anos, os meus pais conseguiram estabilidade financeira e hoje são sócios de uma grande multinacional que os pagam mais do que bem. 
Hoje eu recebi a melhor notícia da minha vida: Eu passei em direito, mas como tudo não são flores, a universidade em que eu passei é justamente em Milus, a cidade que eu tive que deixar há pouco tempo. 
Eu estava com medo de reviver meu passado, também de reencontrar o Eduardo. Eu sei que hoje eu não sinto mais nada por ele, pois como dizem: o tempo e a distância são os melhores remédios para curar. Mas, eu estava com medo de encarar ele novamente, de olhar nos olhos dele e pedir perdão por tê-lo deixado. E Ainda mais agora que eu estou namorando sério com Júlia, uma garota que conheci no cursinho que estava fazendo. E adivinha? Ela também passou em Milus... pra ser mais específico, em medicina. 
Os meus pais concordaram em me manter em Milus, então eu tive que arrumar minhas malas e resolver todas as papeladas o mais rápido possível, pois o primeiro dia de aula começaria em uma semana.
Júlia fez o mesmo que eu e então, um dia antes de começar as aulas, nós nos despedimos dos familiares e fomos juntos no meu carro para Milus. 
A medida que eu me aproximava da minha velha cidade, o céu ia escurecendo cada vez mais, mas havia um local onde eu sabia que esse fenômeno acontecia mais devagar. Todas as lembranças me invadiam como ondas.
Assim que chegamos na cidade, eu deixei Júlia em casa, dei um beijo de despedida e parti em direção à minha. Na verdade, a minha casa era alugada pelos meus pais. 
Quando cheguei na rua, vi um garoto deitado no chão da calçada chorando. Desci do carro e fui em direção a ele para ajudar. 
- Ei você. - falei - Tá tudo bem? Precisa de ajuda? 
Ele levantou a cabeça, e olhou bem no fundo dos meus olhos. Sua expressão mudou subitamente.
- VOCÊ! - gritou ele - É TUDO CULPA SUA! TUDO CULPA SUA! 
Eu me assustei e dei um passo pra trás.
- Ei, cara. Calma.
- Calma? Você acabou com a minha vida quando me salvou. - Ele falou e saiu correndo pra dentro da sua casa. 
Eu fiquei pasmo na mesma hora. Aquele era o Fábio. Eu não estava entendendo mais nada. Ele queria ter morrido? Mas por que? 
"Bem... Tudo tá um confusão na minha cabeça." - Pensei
Fui pra casa, tomei um banho e me deitei. Quando consegui dormir tive um sonho. 
" Eu estava em uma espécie de montanha de noite observando as estrelas, quando alguém me abraçou por trás" 
Antes de olhar quem era, o sonho acabou e eu acordei com o barulho do despertador. Já era dia e eu tinha que me arrumar para o meu primeiro dia de aula e ainda tinha que pegar a Júlia para irmos juntos. 
Fiz minha higiene matinal, coloquei uma calça preta, camisa branca e uma jaqueta preta por cima e, pra combinar, coloquei um all star preto. 
Peguei a Júlia em sua casa, - no bom sentido é claro hahahah - e parti para a faculdade. 
Algo me dizia que seria um longo dia...








 


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Fiquem no aguardo pelos próximos capítulos!!! Esse foi curtinho pois só foi um prólogo. Prometo começar a postar todos os outros após o dia 22 desse mês, pois é quando entro de férias!

NÃO ESQUEÇAM DE COMENTAR E FAVORITAR A FIC!!! ❤️😘😬

Leia a primeira temporada aqui:
https://spiritfanfics.com/fanfics/historia/fanfiction-originais-nossa-cancao--nossos-caminhos-5698645


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...