História Nossa Canção 2 - Nosso Destino - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Eduardo, Gay, Nossa Canção, Vinícius
Exibições 18
Palavras 720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, meu amores. Eu peço desculpa por não ter aparecido mais por aqui, também não prometo mais nada, já que é difícil de cumprir -kkkkkkk- quero avisar que irei tentar postar um capítulo toda semana pelo menos. Tirarei um tempinho para fazê-los. Amo muito vocês. Espero que gostem desse pequeno capítulo. Beijos ❤️

Capítulo 3 - Capítulo 01 - Fofura Suspeita


 - Vinicius - 
A Júlia entrou no carro com a maior cara de sono.
— Você tá bem? - perguntei 
— Acho que sim. Não dormi quase nada hoje. Tive vários pesadelos. - falou 
— Pesadelos? - eu morria de medo de pesadelos, mas acho que se ela compartilhasse comigo, eu poderia ajudar, ou sair correndo... não sei. 
— Sim. Bem estranhos - falou - Sonhei que te perdia pra um garoto. Eu achei bem idiota do meu subconsciente imaginar isso.
Quando ela falou aquilo eu gelei na mesma hora e minha cabeça ficou a mil por hora, fazendo com que eu perdesse os sentidos da direção e quase atropelasse um cachorro no meio da rua. 
— VINICIUS!!! - gritou Júlia, fazendo com que eu desviasse a tempo
Ela ficou olhando pra mim por um tempo e finalmente abriu a boca pra falar. 
— Você ficou pensativo. Por que? 
— Pensativo? Eu? Com o que? - me fiz de sonso. 
— Quando eu falei do tal garoto do sonho. Você tem certeza que eu não devo me preocupar? 
— Ah, Júlia. Para de falar bosta! Eu sou hétero agora. 
— Agora? - perguntou ela, pendendo q cabeça para o lado e ao mesmo tempo olhando para mim.
— NÃO! Só é uma maneira de falar hehehe - falei rindo olhando pra o rosto dela, que me retribuiu com um olhar cerrado. 
O resto do percurso ela foi calada, olhando pela janela, parecendo pensar em algo. 
Eu não acredito que quase revelava meu segredo pra a minha namorada. Que tipo idiota eu sou?
Mais à frente dava pra avistar o enorme prédio da universidade de Milus, onde nós estudaríamos por mais ou menos 5 anos, se o planeta não for invadido por alienígenas ou coisas do tipo. 
Quando cheguei na universidade, parecia tudo igual a desde quando eu deixei a cidade: velho. O governo não se preocupava muito com o bom estado da universidade desde a última eleição. 
Descemos do carro e Júlia já foi me beijando enquanto várias pessoas nos observavam. 
- Vou pegar meus horários - falou ela -, fica bem. Te amo... Muitão. 
Apertei a bochecha dela e dei um beijo no lugar. 
- Também te amo, coisa chata.
Depois disso ela andou até o portão principal enquanto eu ia dar uma volta pela universidade para conhecê-la melhor, já que antes eu só a tinha visto por fora. 
Peguei meus fones de ouvido e coloquei no celular. Cliquei no aleatório e me surpreendi: A música me vez sentir diferente... aquela voz. Eu conhecia e me fazia lembrar, lembrar de momentos bons que talvez eu nunca mais vivesse com o Eduardo. 
 

 

- Eduardo - 
Eu estava prestes a entrar pelo portão principal da universidade quando uma garota muito linda passou por mim e, como também sinto atração por mulheres, não pude deixar de olhar para ela e a ver seguir na mesma direção que eu tomaria.
Como esperado: ela era uma nova aluna de medicina prestes a receber seu primeiro horário de aula. Encostava-se no balcão da secretaria enquanto esperava a recepcionista encontrar o seu horário em uma das pastas de arquivos. 
- Oi - falei fazendo ela se virar delicadamente. 
- Hã... oi. - falou ela estendendo a mão com um grande sorriso no rosto - Prazer, meu nome é Júlia. 
Eu me assustei com a reação amistosa dela. Tão espontânea. Coisa que ninguém consegue ser por aqui. 
- Prazer, Júlia. O meu nome é Eduardo! 
Ela sorriu e se virou assim que foi chamada pela secretária. Pegou seu horário e volto-se para mim. 
- Você já deve estudar aqui, não é?! 
- Sim, mas como você percebeu? - perguntei 
- Você parece ter a mesma idade que o meu namorado. Por falar nisso, ele também é daqui de milus 
- Sério? Que ótimo - falei -, acho que iremos nos dar muito bem, Júlia. 
- Sim. E já que eu te conheci logo de cara, quero te apresentar ao meu namorado - falou -, você se importa? 
Olhei para ela e vi seus olhos brilharem. Pareciam duas pérolas. Dava pra perceber que ele era muito importante. 
- Tá, sem problemas. - falei dando um sorriso de ponta a ponta. 
Ela me puxou pelo braço e saiu correndo pela universidade, procurando-o. Eu não sabia o que pensar, aquela garota era misteriosa, algo se escondia por trás de tanta fofura. 


Notas Finais


Se você ainda não leu a primeira temporada, acesse o link seguinte:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...