História Nossa doce baby doll - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Monsta X
Tags Bts, Exo, Fantasia, Harem, Jimin, Jin, Kook, Magia
Exibições 328
Palavras 2.315
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Harem, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa noite,
Estou morrendo de sono, mas não queria deixar para amanhã kkkkkk
Bem essa fic está como fic e não na fic da Laine como originalmente deveria porque achei que seria melhor ela independente hehe, vai ser curtinha, no máximo três capítulos e espero que gostem. Ela faz parte da saga das bruxas, para quem não leu, mas acredito que dará para ler e entender se não conhece nada anterior, dúvidas deixem nos comentários que eu vou responder sem problemas <3
Boa leitura!
Ps: Quem conhece as sagas sabe, mas mesmo assim eu vou deixar em aviso aqui, essa história não faz apologia a nada errado ou ruim, bruxas são diferentes, envelhecem diferente e possuem relacionamentos que ligam almas, simples assim. Logo se tiverem dúvidas sobre isso não exitem em me perguntar ok?
Ps2: Isso é sobre amor puro, nada além disso, e não tem nenhuma ligação com a série de daddys por exemplo, nem em estilo nem em peso.
E é isso, se divirtam com a família louca da Morango e os meninos do BTS!

Capítulo 1 - Sangue, Suor e Lágrima


Fanfic / Fanfiction Nossa doce baby doll - Capítulo 1 - Sangue, Suor e Lágrima

 

Eu não poderia rejeitar, de qualquer forma
Eu não posso mais nem tentar escapar
Você é muito doce, muito doce

 

 

   Morango abriu os olhos e ofegou. Seu coração estava disparado, sua pele fria. Seus olhos ardendo. Ela devia ter saído dos sonhos mais cedo, mas era impossível e difícil... muito difícil...

— Eu sabia que mais dia menos dia isso ia acontecer! Venha, temos de conversar, já adiamos isso demais.

  E antes que ela pudesse reclamar ou conter sua irmã que era uma tempestade furiosa constante, Maçã a puxou quarto à fora, onde todos dormiam juntos e a arrastou até a biblioteca vazia.

  O templo era gigante e espaçoso, mas a biblioteca se tornou meio que escritório da irmã gêmea. Maçã a empurrou até a mesa central sobre símbolos traçados e ritualísticos e a encarou seca.

— Eu não vou ficar mais calada sobre esse assunto, Morango! Você vai falar com seus consortes e vai ser hoje! Chega de suportar isso sozinha, droga!

— Olha o palavreado Maçã!

—Dane-se como eu falo! Não é esse o assunto aqui! Quando o daddy se foi ele me pediu para tomar conta de vocês e eu ando muito relapsa com você, agora aconteceu o que eu vinha cogitando que ia acontecer! Você precisa ir falar com aqueles humanos Morango! Eles são seus, droga! Eles não podem ficar tocando outras fêmeas assim!

  Morango abriu e fechou a boca um pouco chocada embora não devesse. Nada passava despercebido pela mente e os olhos afiados da irmã, nada.

— Maçã, eu não posso...

— Claro que pode e se você não fizer eu faço e do meio jeito é com dor e lágrimas!

  Morango suspirou e se desviou da irmã indo olhar para si mesma no espelho oval da imensa biblioteca antiga. O que o reflexo mostrava era a imagem de uma garotinha de vastos cabelos dourados cacheados, rosto de boneca e olhos claros suaves em um pijama rendado e delicado cheiro de fitas.

   V, seu melhor amigo e humano, o humano que estava constantemente ao lado dos seus consortes que afinal trabalhavam juntos, lhe dizia que parecia uma protagonista de mangás doce e depois de assistir aqueles desenhos de curiosidade ela concordava com ele. Era uma criança linda demais para ser real aos olhos dos humanos facilmente encantados por sua presença mágica.

  Mas a verdade era que mesmo tendo o corpo e aparência de uma garotinha de oito, dez anos, ela era quase uma adulta mentalmente porque assim eram as bruxas do espírito, cresciam rápido demais intelectualmente, o corpo era meio estágio enquanto a idade verdadeira, em tempo cronológico humano era normal.

  Ela tinha cinco anos humanos, mas aquilo definitivamente não era o que seu corpo e principalmente sua mente refletia. As vezes se perguntava se todo o medo pelos da sua espécie não eram bem fundamentados.

  Bruxas geralmente já eram assustadoras, do espírito então, eram amedrontadoras para todos em geral e ela era a mais poderosa, a primogênita.

 A torre de suas irmãs e irmãos.

— Eu não posso - Repetiu baixo encarando seus próprios olhos úmidos – Sou para eles apenas a amiguinha boneca do amigo deles, um amigo que acreditam ser meio louco, enquanto na verdade Taetae é apenas puro de coração. E não é porque eles sabem que eles vão aceitar se estiverem diretamente envolvidos nisso. Principalmente Kook. Eles não vão entender Maçã, eles vão ficar horrorizados. Seria considerado até mesmo errado pelos padrões humanos comuns...

— Morango! – E Maçã a abraçou por trás a encarando pelo espelho e deixando seus olhos demonstrarem toda sua raiva – Nós não somos humanas e não temos de nos dobrar a essas coisas! E nem ouse comparar a ligação entre eles e você como pedofilia! Quer morrer!? Não é como se fosse acontecer algo assim sua idiota! E em três anos você já terá um corpo adulto e fim dessa besteira, a coisa é que se eles souberem eles vão parar com isso! Eles não podem continuar assim, Morango!

— Ou não – Morango se voltou para a irmã séria – Se fosse Namjoon eu ainda lhe dizia que ele poderia compreender, por baixo daquele jeito bobo ele é um humano doce, mas não é ele Maçã. Jimin, Jin e Kook são muito preconceituosos com todo o mundo em que Tae faz parte agora. Com o nosso mundo. Eu conheço o coração daqueles homens, eu sei seus medos mais profundos, principalmente os de Jungkook.  E tem toda história com a princesa Ryven, Yoongi e J. Não, isso não vai funcionar...

— Então você vai esperar passar esses três anos envolta por escuridão chorando silenciosa porque a merda desses três idiotas estão te traindo? Isso? Eu não vou deixar, NÃO VOU DEIXAR MESMO! – E Maçã a abraçou mais forte – Essas não são só suas lágrimas, são nossas, de nós três. A consorte da Amora vai nascer, nossa irmã terá a sua fêmea para si, ela não terá mais dor, não precisa manter sua palavra, irmã!

— I-isso não é dor, eles não beberam meu sangue...  E-eu posso suportar...

— Acha que engana quem? A mim que não, né Morango!

— Eu não posso...

— Maçã tem razão, você pode e deve ir até eles e contar a verdade.

  Morango arregalou os olhos e se voltou para Fafan que surgia dentro da biblioteca em sua forma de dragão. Seu irmão agora era um dragão mediano, avermelhado, imponente. Ele tomou forma humana e veio para ambas.

  Maçã se soltou dela e deu um soco no braço do irmão que estava ficando a imagem perfeita e duplicada do pai delas, Yifan.

— Como estão as coisas lá no submundo?

— Pacíficas demais. Mas isso é bom para Hela – E ele se voltou para si e Morango o encarou cansada, já sabia o que ele ia dizer... – Hora de trazer seus consortes para casa. Chega desse sofrimento Morango, chega.

— Fan, não.

  Disse séria, sabia o que ele pretendia e ela não ia deixar!

— Se você não fizer eu farei.

— Ohhhhh eis que o grande alfa se pronuncia! – Maçã disse irônica, Fan júnior a encarou seco – O quê? Não ameace minha irmã idiota, só quem pode fazer isso sou eu!

— Não comecem esse tipinho de disputa de novo vocês dois!

— Ele que começou Morango!

  Maçã disse ficando emburrada e ela acabou sorrindo. Seus irmãos eram uns encrenqueiros.

— Não importa, parem já antes que os mais novos sintam!

— Você devia seguir o conselho que dá a Morango e também agir sobre os seus, não deveria, Maçã?

  Morango congelou, como? Sua irmã também sabia...?

— Eu vou esfolar essa sua carcaça escamosa criatura fofoqueira!

   Maçã avançou nele e ambos saíram rolando pelo chão enquanto Amora surgia na entrada e olhava para os dois rindo baixo. Morango suspirou, porque aqueles dois eram assim toda vez que se viam?

— Eles se amam – Amorinha disse sorrindo e vindo para ela e beijando sua fronte - Eu sinto suas aflições minha irmã, você tinha decidido que ia procurá-los, porque não foi?

— Eu tenho medo.

  Confessou para a mais nova. Ela assentiu, Amora entedia, ela passou pela mesma coisa.

— Eu também teria, mas precisa ir com medo mesmo, Mora. É melhor que corte o mal pela raiz – E ela se voltou para os dois que se afastaram lançando farpas pelo olhar um ao outro - E explique isso Maçã, quem são seus consortes e por que não nos disse antes?

— Porque são um bando de humanos tolos! Por isso e ao contrário da Morango eles não me ferem. Estão sobre encantamento, os sete, toda vez que pensam ou tentam sair com alguém ou coisa do tipo eles tem acidentes, aprenderam a ficar espertos sobre isso. E além disso quando se metem a engraçadinhos eu sempre apareço nos sonhos deles mostrando o que acontece quando eles fazem gracinhas. É muito educativo!

— MAÇÃ VOCÊ NÃO JOGOU ESSA MALDIÇÃO NOS SEUS CONSORTES!

  Morango ficou possessa, ela deu de ombros:

—Eles são meus, eu decido como vou colocar freios naquelas pestes! Funcionou muito bem no último ano.

— Quem são eles?

 Amora perguntou assombrada, Fan Júnior sorriu mau.

— A mesma safra dos seus Morango. K pop, irônico não?

— YIFAN JÚNIOR, PARA AGORA!

— Ui, que medo – Seu irmão sorriu cínico, Maçã mudou a cor dos cabelos para branco e ela correu para a irmã a segurando firme, Maçã era muito perigosa, Yifan suspirou – Olha, eu não vou me envolver ok? Relaxa. Mas devia dizer para as outras quem eles são...

  Morango respirou fundo e negou.

— Maçã tem suas razões para não dizer, está tudo bem.

  Ela repetiu que estava tudo bem no ouvido da irmã e se afastou para tocar sua imagem no espelho. Se tivesse uma aparência mais comum, seria menos ameaçadora?

— Não é sua carinha de baby-doll o problema, irmã, é seu medo de ser recusada e expulsa. Mas me escuta, você tem um deles como passe livre, use do consorte da tia Sof e vá lá. Pelo menos vá até eles, more por uma semana no dormitório se necessário, não é como se alguém pudesse vê-la sem que quisesse ser vista. Faça isso, fique mais presente, deixe-os sentir a ligação.

  Se dê esse tempo também. Vai funcionar, confie em mim.

  Morango se sentiu tentada, acariciou sua face reflexiva e pensou se poderia usar umas roupas mais comuns também... Não, Tae ia estranhar, não, se fosse deveria ir como era realmente.

  Sorriu esperançosa. Faria aquilo mesmo?

— Eu cuidarei de casa e das crianças. Vá e faça o que precisa ser feito.

  Yifan disse sério e ela se voltou para os três irmãos que a olhavam amorosamente. Tinha a melhor família do mundo. A melhor.

— Muito bem, vou ligar para o Tae.

 

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ 

 

  Jungkook caiu exausto no sofá do imenso dormitório que dividia com os membros do grupo e fechou os olhos aliviado. O dia de amanhã seria livre, ele ia poder descansar, dormir... Jogar vídeo game! Paraíso, resumindo.

  Yoongi entrou sorrindo e se sentou ao seu lado esfregando as mãos. Kook nem precisava perguntar para saber o que era, eles tinham marcado de irem a algum lugar com a princesa que viria buscá-lo em algumas horas. Ainda sentia arrepios e calafrios quando via eles entrarem no espelho mágico que ambos mantinham no quarto que agora dividiam. Ele e J-Hope.

  Ele estava feliz pelos amigos, mas sinceramente tinha milhões de pés atrás com aquilo tudo. Claro que já esteve no palácio do rei vampiro afinal foi no casamento dos dois com a princesa e claro também que foi super bem tratado por todos lá, contudo ainda era um pouco estranho e assustador. Pelo menos a princesa não era uma bruxa, como as amigas do V e uma das mulheres dele. As poucas vezes que Sofhie surgiu no dormitório e ele a viu, exigiu toda a sua coragem não sair correndo e se trancar no quarto, ela era sinistra, para dizer o mínimo. Muito sinistra e ainda tinha a criança...

  Morango. Melhor amiga de V e uma menina que falava como adulta, mas parecia uma boneca de porcelana em tamanho real. Ele a vira duas vezes pessoalmente e algumas outras pelo espelho, que era uma espécie de webcam para as bruxas. Bruxas... Ele jamais pensou que existiam bruxas de verdade e todas as outras raças... Parecia tão louco.

  Ele sempre fazia questão de fingir que não sabia mesmo, o segredo deles era muito bem guardado e se dependesse dele, seria relegado a coisas vistas e eficientemente ignoradas.

  Definitivamente não gostava daquelas coisas, não mesmo.

  Então Tae entrou na sala todo sorridente e Suga foi para o quarto. Ele encarou Tae e em seguida soube que boa coisa não era, nunca era quando ele sorria daquele jeito...

— O que você aprontou, Taehyung?

—  Jeungkookie! Porque sempre me acusa? – V resmungou e em seguida sorriu de novo de olhos brilhantes – Morango precisou vir para a Coréia e o Exo não está, ela perguntou se podia ficar aqui e eu disse que tudo bem! Eu vivia pedindo para ela vir me visitar e agora ela vai ficar por uma semana, não é maravilhoso!?

— Ficar aqui em casa? – A pergunta chocada nem foi sua, foi de Jin que entrou meio pálido – Ela é uma garota Tae!

— Ela não é qualquer garota, ela é a Morango! - Ele disse como se aquilo explicasse tudo, V sendo V resmungou mentalmente. Ele viu seu olhar porque fez um bico imenso – Olha só, ela é uma bruxa, minha melhor amiga e um doce, não é nenhuma sasaeng ou coisa assim, ela vive em uma casa cheia de garotos, nada que fizermos aqui vai deixá-la sem graça ok? Além disso ela é uma fofa gentil e docinho, não vai atrapalhar, olha, ela fica comigo ok? No meu quarto e...

— NÃO MESMO NÉ! Ela é uma garota seu louco! Claro que não!

  Jin gritou e V rolou os olhos.

— Ela é minha amiga, isso é ridículo! Eu sempre durmo com ela quando estou lá!

— O quê? – Dessa vez o susto foi seu e sua pergunta soou antes que se controlasse, e por algum motivo aquilo o chocou mais do que seu amigo louco querendo trazer uma garotinha para ficar com eles uma semana em casa. Como assim ele dormia com ela? – V-vocês...

— Morango é uma neném, pessoal, isso é idiotice ok? – Ele respondeu rolando os olhos e novo – E nem vão perceber ela aqui, eu cuido dela, só sejam bonzinhos com minha amiga! Como eu disse ela está acostumada a bagunça, não vai atrapalhar vocês.

— Os staffs V!

— Ela só é vista se ela quiser se vista Jin, Morango é uma bruxa do espírito, ela não vai ser pega pela equipe. Confiem em mim ok? Agora relaxem que ela chega em duas horas e eu vou arrumar o quarto!

  Tae se ergueu animado e Kook quase ficou sem ar. Agora! COMO ASSIM?

  Jin o encarou meio em choque e ambos estremeceram juntos. Droga, porque ele tinha um mal sentimento sobre aquilo?

  Porque seu coração enlouqueceu dentro do peito?

  Uma bruxa... Era isso claro, totalmente isso!

 

 

  


Notas Finais


E é isso amores!
Beijocas!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...