História Nossa escolhas- Imagine (BTS) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, JR, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Bangtan Boys, Imagine, Jungkook, Romance
Exibições 45
Palavras 1.407
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ooi meu povo... espero que estejam gostando da historia?
vou melhorar a cada capitulo...
boa leitura..

Capítulo 15 - O que aconteceu com ele?


Fanfic / Fanfiction Nossa escolhas- Imagine (BTS) - Capítulo 15 - O que aconteceu com ele?

Pov´s (s/n)

-é hojeeee!!!!. Me levantei da cama animada, peguei minhas coisas levei pro banheiro, saquei meu pijama, entrei no box, estava tão animada, ansiosa, não via a hora de começar a trabalhar no hospital. Tava tão feliz, serio, não sei quem é o ser o ser humano que acorda cedo em plena segunda-feira

Pov´s Jungkook

Meu hoje era levar a (s/n) ate o hospital onde talvez ela trabalhe, mas parece que não vai dar, logo agora pela manha temos que nos reunir na empresa, o PD-bang quer tratar assuntos sérios conosco, passei metade do caminho pensando se tinha feito alguma coisa errada, os rostos dos hyungs estavam sérios, estamos com algum problema...Passava das 9 quando a reunião, agora com os rostos mais aliviados, sabíamos o motivo da reunião, o MAMA, shows que teremos que fazer, uma festa de casamento, fomos convidados, iriamos cantar,  era o casamento da filha do presidente  da casa azul,  era uma responsabilidade grande, era um misto de ansiedade e alegria. Queria contar logo para a (s/n), liguem para ela, chamou...chamou....e ela não atendeu, talvez ainda estivesse no hospital.

-Jungkook!  Escutei o Tae-hyung  me chamar.- você pode me levar nesse endereço aqui, eu deixei o carro... ele se explicou.

-claro. Disse sorrindo saindo com ele do prédio. Por coincidência ou não, o local onde o V-ssi ficaria era três ruas antes do hospital onde a (s/n) estava, deixei ele em frente ao prédio, disse que voltaria logo e sai em rumo ao hospital, nem precisei ligar pra ela, vi ela no ponto de ônibus, aproximei o carro e assim que ela me aproximar sorriu, é possível alguém ficar mais linda a cada dia que passa? Com certeza. Ela era a prova disso. Quando o carro encostou n meio fio, ela se levantou, e entrou no carro, se acomodou no banco, logo sentir seu perfume, era o mesmo de sempre, moderado e cada fez mas atraente.

-trabalha mais não garoto?  Sorri com seu comentário, ela em nem um momento desde de quando nos falamos( pelo telefone ) escondeu esse seu lado atrevido de responder, eu sinceramente gosto disso.

-Trabalho, tenho ate um emprego novo.  Ela me olhou sem entender.- sou motorista particular  a partir de hoje... Onde a senhorita gostaria de ir?  Disse serio e usando a linguagem formal encarei seus olhos intensos, o carro foi preenchido pela sua gargalhada.

-muito bem então, por favor, me leve para comer alguma coisa.  Ela disse entrando na brincadeira.

Pov´s (s/n)

-certo, mas antes tenho que passar em um local, tenho que pegar uma pessoa que também é importante pra mim.  Ele disse colocando o carro em movimento.

Ok... meus ouvidos escutaram direito?

-e quem seria? Perguntei tentando não soar tão patética.

-você ficou curiosa só com isso? Não ficou feliz pelo que disse em seguida? Ele disse parecendo ofendido. Não sabia o que dizer.- não se preocupe, meu trabalho como motorista particular pretendo ter só uma cliente, que no caso é você, além do mais, só você pode pagar o que vou cobrar... sua voz saiu sedutora....

Opa... meu deus aquele menino ta se rebelando, cadê o garoto fofo que estava aqui ainda pouco?

-no que você esta pensando?   Ele perguntou me tirou do transe, percebi que tinha o rosto voltado para janela.

-em comida.  Respondi, ele começou a rir.- é serio, eu to com muita fome...

-*sorrindo* ta bom, só vamos pegar aquele ser humano ali, e vamos para em algum lugar pra comer... ele disse parando o carro, vi o Taehyung vindo em direção.

-vou para o banco de tras. Avisei já com intenção de sair.

-não. Você me paga ele não.  Ele abaixou o vidro, mostrando que eu estava no banco da frente, o Tae entendeu, e entrou pela porta de tras.

-Oi (s/n).

-Ooi Taehyung.  Olhei na direção de onde ele vinha.- humm Taehyung, você esta doente?  Jungkook olhou para o mesmo local onde eu olhava, fiquei preocupada.

- não, eu só vim visitar uma pessoa.  Ele se explicou, Jungkook e eu trocamos olhares e o assunto se em serrou ali. Como prometido Jungkook nos levou para uma lanchonete.

-e melhor colocar alguma coisa pra cobrir o rosto de vocês. Disse, era mais fácil assim, eles se desfasarem do que eu.

-certo. Disseram uníssono, colocaram tocas e mascaras, olhei pra eles e com certeza dava para reconhece-los, entrei  na lanchonete com eles atrás de mim, quase ninguém estava ali, tive uma sessão de nostalgia.

-vou fazer o pedido. Disse o Tae indo ao balcão.

-já lembrou desse lugar?  Jungkook perguntou me dirigindo a uma mesa no fundo, olhei ao redor...reconheci.

-lembro sim.  A mesa em que estávamos era a mesma que ficamos no dia em nos conhecemos. Sorri. O Tae se juntou conosco.

-então como foi a entrevista? Ele perguntou assim que se sentou a mesa.

-eu consegui. Respondi eles me encaram por um instante, logos seus lábios foram tomados por um sorriso.

-serio? Perguntaram juntos.

-sim, vou trabalhar algumas vezes na semana. Continuei.- três vezes na semana, o Doutor Park disse que é como um estagio, e em três meses vou saber se fico definitivamente ou não. Expliquei.

Pov´s  Jungkook

-você vai sair da empresa? O Taehyung fez a pergunta que eu queria fazer, estava ansioso em ouvir a resposta.

-não, o meu plantão e a noite, vou ficar a emergência. A comida chegou. Eeebaaa. Disse animada assim que vi a comida, eles sorriram.

-emergência? Você não deveria ficar na área cardíaca?  Perguntei.

- cardíaca? Qual é a sua área?  O Tae perguntou, ela demorou um pouco a responder já que estava com a boca cheia.

-hum...sou cirurgiã cardíaca, vou ficar na emergência por que também é uma das minha áreas, vou poder cirurgias, mas só as vezes. Ela explicou.

- cirurgiã cardíaca? Serio? wooow, deve ser legal cortar uma pessoa...quer me ensinar?

 “deve ser legal cortar uma pessoa” “quer me ensinar?” as vezes fico me perguntando o que o Tae tem na cabeça? Ela sorriu da besteira que ele disse.

-não posso ensinar ainda, talvez no futuro, no começo quando entrei na faculdade e as fezes na aulas praticas as coisas eram tão reais que dava uma agonia, mas depois você se acostuma e se tona normal fazer aquilo quase todos os dias.

-quase todos os dias?  Perguntou o V-ssi

-humm as pessoas no Brasil são um pouco despreocupadas com a saúde.

Pov´s (s/n).

- ta bom vamos parar de falar sobre isso, estamos comendo.  Jungkook disse, fazendo eu e o Tae rir.- sabia que fomos convidados a cantar no casamento da filha do presidente  da casa azul.

-serio? Ohhh isso deve ser tão legal.  Digo.

- ah, ficamos animados com a noticia. Nos próximos dias vamos ter muita coisa pra fazer.  Disse o Tae, parecendo esquecer o assunto de antes.

-verdade, você acha que vai conciliar os dois trabalho? Jungkook perguntou.

-acho que sim, trabalho de manha na empresa, e pela noite no hospital, não é tão puxando, to acostumada, só vou trabalhar três noites por semana...ahh eu ainda tenho que resolver isso...

-o que?  Jungkook perguntou.

- eu escolho dias alternados ou consecutivos? Perguntei.

-sobre? Tae perguntou.

- são os dias em que eu vou trabalhar...expliquei.

-qual você prefere? O Jungkook perguntou.

-não sei, mas não quero ter que trabalhar de sexta para sábado. Disse terminando de comer.

-eu vou pagar a conta. O Tae se levantou e saiu.

-humm que tal dias alternativos.  Jungkook sugeriu.

-tava pensando nisso... é vai ser isso.  Disse, ele concordou saímos da lanchonete com o Tae e fomos para a empresa. O Tae já tinha ido para a sala de treino. O Jungkook estava a caminho e eu estava indo a sala de administração, ele estava junto comigo, antes de eu entrar na sala ele me segurou.

-quando eu terminar de treinar, eu venho te buscar pra irmos embora, nem pense em sair sem mim esta bem?.  Ele disse com uma voz autoritária, olhou e lado ao outro procurando algo, depois se curvou me dando um selinho rápido, fiquei parada, ele estava se revelando um cara muito atrevido, sorriu ao ver que eu não me mexia, abriu a porta e me empurrou para dentro.- não saia sem mim, quando for receber meu pagamento eu quero por inteiro. Ele disse saindo e me deixando confusa, assustada e ansiosa. Pagamento. O que ele queria?. E o que tava dando nele, para agir assim? Tão...tão ousado, atraente em suas palavras... sorri. Estava gostando daquele Jungkook.


Notas Finais


desculpem os erros.
gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...