História Nossa História (KaiSoo) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Armydekororoko

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Kaisoo, Máfia, Mais Ou Menos Hunhan, Nossa História, Obsessão, Policia, Possessivo, Relacionamento Abusivo, Submissão
Visualizações 224
Palavras 712
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 📖

Capítulo 3 - Cap 3


Baek: então você realmente perdeu a virgindade com um estranho – comentou bebendo mais um pouco de seu milk-shake de baunilha

Como as aulas tinham acabado mais cedo, decidimos ir ao nosso café favorito o CafféBene. Tinha acabado de contar, como tinha sido minha noite. Ainda sentia uma dor horrível em minha entrada, mas essa dor para mim era até que prazerosa. Depois de ter contado ao Baek, que exigiu que eu contasse detalhe por detalhe, e como bom amigo contei, porem me arrependi pois depois de ter contado as piadinhas vieram, o que me deixou bem irritado, e com vergonha

Soo: ai Baek para com isso – escondi meu rosto entre as mãos, que eu tinha certeza que estava vermelho

BH: ta bom, ta bom, parei – disse risonho – mas diz ai foi tão bom assim?

Soo: meu quadril ainda dói – choraminguei me remexendo desconfortável na cadeira

BH: sei como é – suspirou, deixando pairar o silencio – Soo – resmunguei – tem dois caras lindos para caralho olhando para cá – dei de ombro – um deles esta olhando para você – virei um pouco a cabeça, e me deparei com aqueles olhos que estavam ocupando minha mente a manhã inteira

Corei até o ultimo fio de cabelo, quando seu sorriso foi direcionado a mim, retribui o sorriso meio acanhado, voltei a olha para o Baek, e ele me encarava com as sobrancelhas arqueadas

Soo: o que foi?

BH: você ta parecendo uma pimenta – revirei os olhos – eles então vindo para cá – dei de ombro de novo, não estava me importando com mais nada além da dor do meu quadril que estava me deixando desconfortável

Xx: olá gracinhas – sentaram cada um de um lado, e quem sentou-se ao meu lado, exatamente o Kim. Olhei pro Byun ele estava quase roxo

Soo: não querendo ser mal educado, mas quem é você – fui direto

Xx: prazer Park Chanyeol – estendeu-me a mão sorridente, fiz cara de tédio e voltei a deitar minha cabeça sobre os braços – caramba seu dia deve ter sido um inferno, para não retribuir nem um aperto de mão – debochou, olhei de novo para o Baek e eu podia jurar que ele ia ter um treco ao qualquer momento, mas deixei isso de lado, quando senti uma fisgada em meu quadril, fazendo-me soltar um leve gemido de dor

BH: Soo, certeza que você esta bem? – concordei, voltando a minha posição anterior, senti uma grande mão fazer carinho em meus cabelos acompanhado de um sussurro bem no pé do ouvido

Kai: desculpa, eu deveria ter pegado um pouco mais leve – beijou minha têmpora

BH: PERAI – levantei a cabeça na hora depois desce berro – foi com ele que você passou a noite – apenas assenti, quase sendo tomado pelo sono

Ch: estava pensando, que você é muito lindo gracinha

BH: o... obrigado – respondeu envergonhado

Ch: quer sair comigo? – bem direto

BH: quando? – interesseiro

Ch: agora – sorriu

BH: pode ser – sem vergonha, levantaram-se e foram para um lugar que não me interessava

Mas a ficha caiu, eu estava sozinho com o Kim, e eu estava começando a achar que eu ia morrer, porque a dor estava aumentado, mesmo depois de tomar remédio, meus olhos marejaram quando senti uma puta de uma fisgada bem no meio de minhas nádegas, por isso nem me importei, quando Kim me pegou colo e me levou até o seu carro, me sentando no banco do passageiro, agradeci silenciosamente por esta em um lugar confortável

Kai: vou cuidar de você na minha casa, tudo bem? – assenti, gemendo de dor – hei calma logo essa dor passa – massageou minha coxa

Soo: dói de mais – me remexi desconfortável

Kai: desculpa de novo, não deveria ter sido tão bruto – levantou meu rosto, depositando um selinho em meus lábios

Soo: agora fiquei carente – riu soprado

Kai: vem cá – puxou-me para seu colo, o bom era que o carro era automático, então era de boa fica no colo dele, que era mui confortável. Deitei minha cabeça em seu ombro, mantendo meus olhos fechados, enquanto sentia o carro em movimento – pode dormir à-vontade – acatei o pedido, e dormi em seu ombro

Mas antes tive uma leve sensação que já o conhecia, só não lembrava a onde. Bom isso um descubro depois, agora só irei ficar quietinho em seu colo apreciando o carinho em meus cabelos e costa


Notas Finais


Deixem seus comentários e sugestões

Espero que tenham gostado 😉😉😉

🌹❤🌹


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...