História Nossa história quase perfeita ! - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Felicidade, Originais, Tia_evee
Visualizações 22
Palavras 1.116
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi meus amores então as visões dos personagens podem se alterar durante a fic espero que estejam gostando desculpem pelos erros e vão ler amores kkk

★_★_★_★

Capítulo 5 - Capitulo 5 B-Beijo!?


Fanfic / Fanfiction Nossa história quase perfeita ! - Capítulo 5 - Capitulo 5 B-Beijo!?

-Ai como sou idiota -Falo pra mim mesmo e vou pegar algo pra limpar meu braço, corro ate meu guarda roupa, meu braço estava pingando sangue por todo chã...bom isso é o menor dos problemas depois eu limpo, procuro uma toalha ou algo do tipo desesperadamente até que a porta se abre e alguém entra.... 

 *Pov Felipe*

 depois de um tempo a bruna saiu da enfermaria não foi nada muito grave por sorte 

-Bruna: obrigada lipe -ela sorri gentilmente -de nada flor - sorrio  pra ela e a Leticia me olha 

-Letícia: então? 

 -Então o que? 

-Letícia: não vai contar pra ela? -ela pergunta e sinto meu rosto arder em vergonha 

-Bruna: Contar o que ? -nos três paramos enfrente ao jardim perto dos quartos 

 -n-nada - disse gaguejando a Letícia tinha que abrir a boca

 -Bruna: Se não fosse nada você não estaria gaguejando -ela fala me encarando e eu logo fiquei corado 

 -Letícia: O garotão ai quer pegar o novato!

   -XIU CARALHO -Falei e olhei pra baixo - eu vou te esganar Letícia

 -Letícia: Tenta a sorte -Nos dois começamos a brigar enquanto a bruna parecia pensar.... peguei a Letícia e a abracei por trás segurando ela e prendendo seus braço

 -Letícia: Me solta arrombado -Ela fala se debatendo e logo eu começo a rir 

 -Nunca otária - nos rimos e a Bruna nos olhou 

 -Bruna: O Samuel? 

 -N-não eu disse soltando a Letícia

 -Letícia: sim ele mesmo o menino mal chegou e o lipe já tá apaixonado - ela fala e eu fico corado 

-Bruna: não quero te desencantar mas o Samuel não é gay querido ! -ela fala rindo da minha cara 

-Como pode ter tanta certeza ? vai que né? - disse rindo um pouco

 -Bruna: pelo jeito dele, e outra Samuel Carter jamais seria gay - Assim que ela disse o nome dele eu e a Letícia olhamos incrédulos 

 -Letícia: Ele é um Carter ? - Eu continuei imóvel pensando, Samuel Carter segundo herdeiro da herança milionária dos pais pela empresa multinacional de carros , não existe uma pessoa sequer no universo que não conheça eles... e como seus pais são muito ricos e conservadores jamais ele poderia ser gay

-Bruna: Sim Carter os pais dele vieram aqui a um tempo atrás... quem diria aquele menino filho de dois milionários estudando aqui com a gente.... - ela diz e eu concordo 

-Bruna: E ainda meu amigo idiota quer pegar ele

 -Verdade - Digo e as meninas caem na risada só depois me toco no que falei 

-Não, não quer pegar não - digo e elas riem ,mais ainda

 Letícia: deu pra ver como não quer amiguinho - ela diz rindo e eu reviro os olhos 

 -Chatas eu vou pro quarto Tchau - Falei aproveitando que o Pedro estava vindo em nossa direção e já iria para o quarto

 -Pedro: Oi pessoas fofas e chatonildo da Silva Vega - nos sempre nos tratamos assim somos amigos faz tempo o pedro e alto parece um poste ele é moreno dos olhos claros tem o cabelo um pouco longo e é muito gente boa

 -Bruna e Letícia: Oi pedrinho - as meninas falam e sorriem

 -Oi pedrosvaldo da Silva Neto - Nos dois caímos na risada e as meninas não entenderam nada

 -Bom gente eu já vou -Falei e as meninas se despediram

- Mas antes- puxei a bruna pelo braço delicadamente e dei um selinho nela só pra irritar a Letícia 

 -Letícia: Há seu arrombado quem deixou ? agora eu vou te estuprar e arrombar de verdade esse seu cuzinho apertado e ainda com cabo de vassoura  -ela fala fingindo  estar brava colocando as mãos na cintura a Bruna segurou o riso junto com o pedro

 -Ai amiga nossa que brutalidade adoro -Disse rindo e vou pro quarto correndo com o pedro já que a lele  queria me matar agora assim que cheguei na porta escutei um barulho olhei para folha da porta e o pedro continuou a andar

 °°•••Fixa de quartos•••°° 

 °Felipe Vega 

 °Samuel Carter 

 fiquei feliz por isso abri a porta vi um líquido vermelho no chão e o Samuel estava no guarda roupa, assim que ele me viu colocou rapidamente o braço esquerdo atras das costas e me olhou assustado 

 -Samuel: O-oi 

 -Oi tudo bem aconteceu algo? tem sangue no chão você se machucou - Percebi onde ele estava tinha uma concentração a mais de sangue 

 -Samuel: N-não eu to b.bem só c.cortei o dedo....

 -Nossa, precisa de ajuda? foi muito fundo o corte? - fechei a porta me aproximei dele 

 -Samuel: N-NÃO... -Ele falou e eu olhei serio e o mesmo corou- não preciso de ajuda Obrigado

 -Deixa eu te ajudar? -Falei com uma voz doce e o mesmo tirou o braço de trás das costas e eu vi varios cortes

 -Samuel: Você não vai entender... -Ele disse triste e me lembrei das minhas cicatrizes...

 -Por que fez isso? -perguntei pegando em seu braço e o guiei até o banheiro que também estava um pouco sujo, lavei seu braço na pia enquanto esperava uma resposta do mesmo

 -Samuel: M-minha n-namorada terminou c-comigo - ele falou olhei para ele percebendo uma lágrima escorrer pelo seu rosto

 -Ei não chora calma... -Disse e pego uma toalha e enrolo em seu braço 

~~Quebra de tempo~~

 nos saímos do banheiro e eu cuidei de seus cortes depois disso fomos no refeitório juntos e comemos uma salada de frutas depois voltamos para o quarto e ficamos conversando, comecei a reparar nele e cheguei a conclusão que ele é perfeito, nos dois agora estávamos sentados na minha cama jogando baralho ... 

 *Pov Samuel* 

Felipe foi uma gracinha comigo o resto do dia e cuidou de mim ele realmente é um doce alem de ser muito lindo

 -Agora sua vez.... -Disse rindo olhando minha carta uma rainha

 -Felipe: Se eu ganhar o que eu ganho de você? -ele disse me olhando com um sorriso de lado

 - não sei... o que você quer?

 -Felipe: Bom quero que me conceda um desejo sem reclamar e sem poder voltar a trás  -Ele disse com uma voz rouca e sexy que me fez arrepiar 

 -Ta bom mas você não vai ganhar -Disse convencido e ele apenas riu e eu joguei a rainha e dei um sorriso ele riu e jogou um rei matando minha rainha meu sorriso se desfez na hora e ele abriu a boca a rir de mim 

 -Felipe: perdeu querido Samuel agora me deve um desejo -ele ria mais é mais da minha cara

 -Ta bom o que você quer? -Perguntei olhando incrédulo não acreditei que perdi mas como ele ganhou vou cumprir o desejo dele pois vou manter minha palavra

 -Felipe: Um beijo..... 

Continua.....


Notas Finais


Desculpa ter demorado pra postar aconteceram alguns problemas comigo mas agora estou de volta kkk então esse foi o capítulo de hoje espero que tenham gostado beijinhos 😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...