História Nossa Rosa - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Romione
Exibições 120
Palavras 2.365
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!
Desculpa a demora 😍

Capítulo 8 - Conversas


Hermione P.O.V

Ele colocou a mão delicadamente na minha nuca, e com a outra acariciou meu rosto.
Fomos nos aproximando até que nossos lábios se encontraram, e ele me beijou de um jeito que me levou as nuvens. 
Como eu pude ficar tanto tempo sem esse beijo?
Eu levei as minhas mãos para o pescoço dele aprofundado cada vez mais o beijo, ele me puxou pela cintura, acariciou minha língua com a dele, senti um calafrio transpassar minha espinha.
_ O tefefone tá tocando - disse Rose.
Parei abruptamente de beijar Rony e fiquei encarando ele ofegante.
_ É melhor eu ir atender - disse Rony.
Ele saiu de onde estávamos e eu continuava muda, é quase impossível explicar como me sinto agora.
Respirei duas vezes antes de sair da lavanderia, chegando na sala me deparei com Rose e Rony sentados no sofá, eles tinham pedaços de torta de morango na mão.
_ Vocês não tinham feito um bolo? - indaguei sentando em um poltrona.
_ Queimou - respondeu Rony.
A chuva tinha aumentado consideravelmente, estava presa dentro do apartamento de Rony.
_ Rose capotou - disse Rony olhando para ela que ressonava baixinho no colo dele - vou colocar ela na cama.
Eu não disse nada só assenti, na verdade desdo beijo eu não tinha falado muita coisa.
Rony não demorou para voltar a sala e sentou-se onde estava anteriormente, ficamos em um silencio um tanto profundo.
_ Você encontrou um apartamento? - ele indagou quebrando o silêncio.
_ Não - respondi.
_ O antigo apartamento ainda está vago se quiser pode ir morar nele - ele disse.
_ Mesmo?
_ Mesmo - ele disse.
_ Eu gosto daquele apartamento - comentei sendo sincera era realmente um apartamento excelente, tinha uma boa vizinhança era bem localizado era tudo o que eu queria.
_ Eu sei que você gosta - disse Rony.
O silêncio reinou entre nós mais uma vez, eu entrei em um belo e maravilhoso devaneio.
_ Por que estamos fazendo isso? - indagou ele com um pouco de rudeza me despertando.
_ Do que você está falando? - indaguei com a voz entrecortada me odiando por isso.
_ Você sabe Hermione, não somos mais crianças - disse Rony me olhando - nos beijamos Hermione, e eu sei que teve um significado tão grande para você como teve para mim - disse Rony.
_ Como você pode ter tanta certeza assim? - indaguei e minha voz saiu meio ameaçadora.
_ Ora Hermione não tente mentir para mim - disse ele - eu te conheço e não é de hoje. Você correspondeu!
_ Isso não quer dizer nada - disse me esquivando.
Não sabia ao certo o motivo de estar fazendo aquilo mas... sei lá, tinha construído um muro de proteção contra ele, mas por que ainda continuava de pé?
_ Pare de tentar fugir Hermione Granger - disse ele de maneira firme - por que correspondeu se não sente mais nada por mim? - ele indagou.
_ Eu nunca disse isso - Soltei sem querer.
_ Então quer dizer que ainda sente algo por mim!?!? - ele disse com um sorriso vitorioso brincando em seu rosto.
_ Bom... bom eu talvez ainda sinta - disse.
_ Talvez...
_ Ora Ronald não comece - disse firme - você disse que tinha desistido de mim, que amou mas não ama mais, então por que nunca vendeu o apartamento? - indaguei tentando virar o jogo.
_ Você quer saber a verdade Hermione? - ele indagou e eu balancei a cabeça em afirmação - eu não consegui - ele disse levantando.
Rony começou a andar de um lado para outro como se procurasse as melhores palavras.
_ Eu tentei, mas vender o apartamento era como se eu tivesse admitido que eu realmente tinha perdido você - ele disse - e isso doía Hermione, doía muito Hermione.
Derrepente senti um balde de água fria jorrar sobre mim. Eu fui tão egoísta e mesquinha, vendo só a minha dor, pensando apenas em mim. Não fazia muita ideia de como Rony se sentia, e saber desse jeito fez meu coração para de bater por alguns instantes.
_ Eu senti sua falta - Soltei mais uma vez sem querer.
_ Então por que não me procurou? - indagou me encarando.
_ Eu... eu... me desculpe Rony - disse levantando também - fui tão burra, cega e mesquinha me fechei na minha própria dor e esqueci da sua - disse sentindo lagrimas rolando - me desculpe Rony, eu sinto muito, muito mesmo!
Abaixei a minha cabeça e fiquei a encarar os meus próprios pés.
Derrepente senti os braços fortes e calorosos de Rony me envolverem em um abraço muito caloroso.
_ Está tudo bem - disse ele fazendo um carinho na minha bochecha - já passou!
Olhei para ele e sorri, em um impulso fiquei na ponta dos pés o beijei longa e apaixonadamente.
_ Eu também senti sua falta - disse Rony logo após o beijo.
Quebrei novamente o espaço entre nós e colei meus lábios ao dele. Dessa vez o beijo foi mais quente, senti Rony me puxar mais para si, eu puxava os cabelos com força, já estava imersa naquilo. Rony sempre tivera esse poder sobre mim, o poder de me tirar dos prumos.
Ele me levantou no ar e eu cruzei minhas pernas na cintura dele, enquanto ele descia os beijos para o meu pescoço.
_ Rony - disse tentando chamar a atenção dele mas não funcionou - Ronald - repeti - Weasley - chamei mais uma vez.
_ Weasley não Mione - disse ele me olhando de um jeito tão fofo.
_ Não podemos fazer isso aqui, Rose pode nos ver - disse.
_ Então vamos para outro lugar - disse ele me levando ainda no colo para um dos quartos, era o quarto de hóspede já que Rose dormia no dele.
_ O que está fazendo? - indaguei quando ele me colocou na cama e foi até a porta a trancando.
_ Só garantindo - disse ele.
Quando dei por mim novamente, já estava novamente com a boca colada na dele, sentia as mãos de Rony pelo meu corpo, já devidamente despido, resultando em calafrios já bem conhecidos por mim.
Era tão mágico está conectada a ele novamente, nos encachavamos perfeitamente.
Minutos ou horas depois eu me encontrava deitada com a cabeça apoiada no peito nu de Rony, sentia os leves carinhos dele no meu cabelo. Me sentia nas nuvens.
_ Eu sonhei com isso várias vezes sabia? - disse ele.
_ Costumava a sonhar comigo Ron - disse zombeteira olhando para ele.
_ Sim, sonhava agora eu tenho você novamente aqui - disse ele me apertando mais no abraço.
_ Foi tão estranho seguir minha vida sem você Rony - comecei a dizer - me sinto tão culpada por...
_ Não fale mais assim Mione - ele me cortou - tudo aconteceu da maneira que era para acontecer - disse ele fazendo carinho na minha bochecha e beijando a ponta do meu nariz - e o mais importante é que você está aqui e eu ainda te amo - ele declarou.
Gelei por alguns minutos, por deus ele ainda me ama. ELE ME AMA, ELE ME AMA, ELE ME AMAAAA!!!! Tinha vontade de sair cantando por aí, como naqueles filmes da Disney.
_ Eu também amo você - eu disse simplesmente.

***

Tinha uma bendita de uma luz que estava me incomodando demais, tive que me render apesar de estar muito bem, obrigada!
Abri os olhos lentamente e me deparei com ele dormindo tranquilo. Sorri ao olhar para ele, ainda me sentia nas nuvens pela declaração da noite passada. Levantei, contra minha vontade diga-se de passagem, e sai do quarto sem fazer barulho enrolada no lençol.
Fui até a lavanderia, peguei a minha roupa que já estava enxuta e vesti, voltei ao quarto e joguei o lençol lá novamente.
Fui para a cozinha e comecei a preparar algo para comer.
_ Mamãe - ouvi uma vozinha sonolenta.
Virei e ví Rose, ela esfregava os olhinhos que ainda insistiam em ficar fechados.
_ Bom dia meu amor - disse pegando ela no colo.
_ Dia - disse Rose encostando a cabeça no meu ombro.
_ Está com fome? - indaguei.
_ Sim - disse ela.
Deixei ela sentada no balcão enquanto começava a preparar o café.

***

Rony P.O.V

Eu sabia que tinha que levantar, mas estava bom onde eu estava, só não estava melhor pois faltava alguém.
Abri os olhos e constatei que a cama estava vazia, passei a mão pelo cabelo, e rezei para ela não ter pego o primeiro vôo para NY.
Sai do quarto e ouvi vozes na cozinha, bom sinal!!!!
Chegando lá e Ví as duas mulheres da minha vida,  tudo o que eu queria e precisava estava ali na minha frente. Eu sorria, era impossível não fazer isso, Hermione dançava ao som de alguma música na rádio enquanto Rose batia uma colher em um prato de plastico tentando reproduzir as batidas da música.
A música encerrou e eu comecei a bater palmas, e assobiar.
_ De novo, de novo - gritei fazendo Rose rir.
_ Diaaa Papaaaiii - disse Rose empolgada.  
_ Bom dia flor do dia - disse indo até ela.
_ Bom dia - disse Hermione sorrindo.
_ Bom dia - disse sorrindo de volta.
_ A gente vai ser uma família? - indagou Rose me surpreendendo - quelo morar com vocês dois - disse ela.
Olhei para Hermione e ela parecia surpresa.
_ Talvez, meu amor - disse Hermione - por enquanto vamos comer.
_ É melhor coisa - disse pegando Rose e sentando com ela em uma cadeira.
Tomamos café juntos, depois saímos do hotel, me despedi de Rose e Hermione no estacionamento e segui para o hospital.
Cheguei lá e a primeira pessoa que Ví foi Gina que me saudou com um "Bom dia".
_ Bom dia minha irmã querida - disse abraçando e depositando um beijo na trata dela.
_ O que está havendo com você? - ela indagou.
_ Nada - respondi sorrindo - por que?
_ Você está muito animadinho a essa hora da manhã - disse Gina.
_ Não posso está feliz?!?  - indaguei retoricamente - bom eu vou indo fazer o meu trabalho, tenha um bom dia baixinha - disse para inrritar.
_ Baixinha e a tua mãe - ela brincou.
_ A sua - entrei na brincadeira.

***

Hermione P.O.V

Eu estava no meu antigo/atual apartamento, estava tudo no mesmo lugar. Parecia até que alguém morava ali, estava tudo tão bem cuidado. Tenho que perguntar a Rony como ele conseguiu essa proeza!
Meu celular tocou e eu atendi logo no primeiro toque já que era o Théo.
_ Oi,  já chegou? - indaguei.
_ Já, onde podemos nos encontrar? - ele indagou.
_ Estou no meu apartamento agora, pode ser aqui mesmo - disse.
Passei meu endereço para ele.
Andei pelo apartamento relembrado os bons momentos que passei ali ao lado de Rony. O que me lembrar da noite em que dormimos juntos, já tínhamos conversado sobre isso.

Flashback on

_ Não somos imaturos ao ponto de tertarmos fazer com que isso não tenha acontecido - disse.
_ Você tem razão... eu também não quero voltar ao estágio inicial de "apenas amigos que tem uma filha juntos" - ele fez aspas com a mão.
_ Eu também não quero isso - disse rindo - então vamos tentar?
_ Vamos - disse ele sorrindo.
_ Mas vamos um passo de cada vez tá? - disse.
_ Um passo de cada vez - disse ele me beijando.

Flashback off

Desde esse dia somos namorados podemos dizer assim, eu sei que Rony é o homem da minha vida, e que eu jamais amarei alguem como eu o amo mas eu quero ir devagar.
A campainha tocou e eu fui atender, sabia que era o Théo.
_ Minha Divaaa - disse ele me abraçando forte.
_ Nossa me abraçando assim até parece que gosta da fruta - provoquei.
_ Poxa Mione, mal cheguei e você já vai começar - disse ele se fazendo de ofendido - eu sou muito hétero, só não sou desses metidos a machão, faço o feito mais delicado - disse ele.
_ Claro - disse rindo dando passagem para ele entrar.
_ Esse não é o local né? - disse ele olhando o apartamento.
_ Não, esse é o meu apartamento e onde eu moro - disse.
_ Ahhh sim, e onde está Rose? - ele indagou.
_ Com o pai - respondi.
_ Choquei!! - disse ele - quem é o boy? E por que eu não sei dele?
_ É uma longa história - disse.
_ Eu tenho todos o tempo do mundo - disse ele tirando o terno azul e se jogando no sofá.
Comecei a contar para ele a historia desde do começo, eu ria internamente com as caras de espanto dele.
_ É isso - disse por fim.
_ Minha nossa senhora do perpétuo socorro!!!! - exclamou - que história em Mione.
_ Para você ver - disse.
_ Então é por isso que você quer fica?
_ Sim.
A porta abriu e de lá surgiu o Ron e a Rose.
_ Tio Théo - disse ela animada indo abraçar o  Théo.
Rony apenas sorriu e se sentou ao meu lado me dado um beijo na bochecha.
_ Minha Rosa - disse Théo.
_ Théo - chamei a atenção dele - esse é o Rony, Rony esse é o Théo meu decorador de ambientes preferido e meu amigo - os apresentei.
_ Prazer - disse Rony.
_ O prazer é meu - disse Théo.

Já passavam das duas da manhã e eu estava desenhando, ultimamente minha inspiração só vinha nessas horas. Meu celular vibrou e eu Ví que era uma mensagem do Théo.

Théo: Mione é de se entender que VC não tenha conseguido resistir ao Ronald.
Théo: Com um Ruivão daquele até eu mudava de time kkkkkkk😂
Théo: Boa noite minha anja!!!!😍💜

Eu rir com as mensagem, esse Théo não tinha jeito mesmo!

Hermione: Você me alta Théo!! Boa noite meu anjo 💗💟


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Nosso casal se acertou heeee😍😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...